Refugiados

Um milhão de pessoas fugiram da Ucrânia na primeira semana da invasão russa

Informação foi divulgada pelo Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi

Refugiados: moradores da Ucrânia deixam o país em tremRefugiados: moradores da Ucrânia deixam o país em trem - Foto: Nikolay Doychinov / AFP

Um milhão de refugiados fugiram da Ucrânia para países vizinhos desde o início da invasão russa há uma semana, informou o Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, nesta quinta-feira (3). "Em apenas sete dias, vimos o êxodo de um milhão de refugiados da Ucrânia para países vizinhos", tuitou Grandi.

"Para milhões de outros, dentro da Ucrânia, é hora das armas caírem para que a assistência humanitária possa alcançar e salvar vidas", acrescentou.

O chefe da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) planeja viajar nos próximos dias para a Romênia, Moldávia e Polônia, três dos países que recebem esse fluxo de refugiados.

De acordo com dados da guarda de fronteira da Polônia, mais de 500.000 pessoas entraram no país desde a Ucrânia até às 15h00 locais desta quarta-feira (11h00 de Brasília).

Um balanço da ONU não atualizado desde terça-feira indica que outras 115.000 pessoas fugiram para a Hungria e cerca de 80.000 foram para a Moldávia.

Nesta semana, a Acnur apresentou um pedido emergencial para a arrecadação de 1,7 bilhão de dólares para ajudar as pessoas exiladas ou deslocadas pelo conflito na Ucrânia.

De acordo com suas estimativas, 12 milhões de pessoas no país e outras quatro milhões no exterior precisarão de proteção e assistência nos próximos meses.

 

Veja também

Comandante diz que sistema do Exército de controle de armas funciona
Armamento

Comandante diz que sistema do Exército de controle de armas funciona

Aposta de SC leva prêmio de R$ 52 milhões da Mega-Sena
Loteria

Aposta de SC leva prêmio de R$ 52 milhões da Mega-Sena