COLÔMBIA

Um morto e 29 feridos em explosão de fábrica de pólvora perto de Bogotá

Na fábrica afetada havia 150 operários que "foram evacuados", informou o prefeito

Explosão nas proximidades de BogotáExplosão nas proximidades de Bogotá - Foto: Handout / Soacha Mayor's office / AFP

Pelo menos uma mulher morreu e 29 pessoas ficaram feridas devido a uma explosão em uma fábrica de pólvora e fogos de artifício no município colombiano de Soacha, vizinho à capital Bogotá, informaram as autoridades.

"Tivemos um incidente na empresa 'El Vaquero'. [...] Temos um relatório de 29 feridos, dois em estado crítico, e uma pessoa falecida, uma mulher", assegurou aos jornalistas o prefeito da localidade, Juan Sánchez Perico.

A detonação, cuja origem está sendo investigada, sacudiu uma zona industrial às 16h38 locais (18h38 de Brasília), segundo os meios de comunicação locais.

Na fábrica afetada havia 150 operários que "foram evacuados", informou o prefeito.

Imagens aéreas compartilhadas pela W Radio mostram os serviços de emergência combatendo o fogo dentro do edifício com vários caminhões-tanque.

"Até o momento, 80% da emergência está controlada", afirmou Sánchez, assegurando que mais de 200 socorristas estão no local.

As autoridades da capital do país mobilizaram uma equipe de "19 bombeiros, 2 caminhões de bombeiros, 2 caminhões-tanque e 1 caminhão de materiais perigosos" para colaborar com os trabalhos, informou na rede social X o prefeito Luis Carlos Galán.

Segundo vídeos publicados nas redes sociais por moradores da região, a explosão causou uma enorme coluna de fumaça que se elevava sobre a localidade.

As janelas das casas próximas foram destruídas, como também mostram outras gravações fornecidas à AFP pelos bombeiros.

Veja também

Missa do Vaqueiro: Fundação vê "apagamento cultural" em nova nomenclatura prevista em projeto de lei
Missa do Vaqueiro

Missa do Vaqueiro: Fundação vê "apagamento cultural" em nova nomenclatura prevista em projeto de lei

Manifestantes invadem Parlamento e incendeiam prédios públicos durante protesto no Quênia
Quênia

Manifestantes invadem Parlamento e incendeiam prédios públicos durante protesto no Quênia

Newsletter