Um preso morre e 13 ficam feridos em rebelião em Santa Cruz do Capibaribe

De acordo com a Seres, três reeducandos fugiram durante o motim. Tumulto foi controlado pela PM com o apoio dos agentes penitenciários

Equipes da PM foram enviadas para o presídio de Santa Cruz do CapibaribeEquipes da PM foram enviadas para o presídio de Santa Cruz do Capibaribe - Foto: Cortesia/WhatsApp

Um preso morreu e 13 ficaram feridos durante uma rebelião registrada neste sábado (21) no presídio de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado, distante 192 km do Recife. De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), três reeducandos fugiram durante o motim. Por meio de nota, a Seres informou, ainda, que o "tumulto" foi controlado pela Polícia Militar com o apoio dos agentes penitenciários e que uma sindicância será aberta para apurar o caso.

De acordo com informações extraoficiais, um policial também teria sido machucado após ser atingido por uma pedrada. Equipes do 24º Batalhão de Polícia Militar (BPM), responsável pelo policiamento ostensivo na área, foram enviadas ao local por volta das 6h. Também foram acionados reforços do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi).

Familiares de detentos da unidade prisional informaram ao repórter Ademilton Silva, da Rádio Santa Cruz FM 98,5, que a primeira ligação informando da confusão foi feita por volta das 5h. A distância do presídio para o centro de Santa Cruz do Capibaribe é de aproximadamente cinco quilômetros.

Feridos

Alguns dos detentos feridos tiveram as identidades reveladas. Os nomes são Cícero José da Silva, Danilo Roni Silvestre, Sivonaldo Marcolino, Felipe Rosário, Irani da Silva e Fábio José Vieira.

Veja também

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco
Coronavírus

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco
Coronavírus

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco