chips

União Europeia aprova subsídio de US$ 8,6 bilhões para pesquisas de chips semicondutores

Iniciativa faz parte de um esforço para aumentar a cadeia doméstica de fornecimento de chips do bloco

Bandeira do Reino UnidoBandeira do Reino Unido - Foto: John Thys/AFP

A União Europeia aprovou nesta quinta-feira (8) um subsídio no valor de € 8 bilhões (US$ 8,6 bilhões) para projetos de pesquisas de semicondutores, como parte de um esforço para aumentar a cadeia doméstica de fornecimento de chips do bloco.

Os projetos contam ainda com um aporte de € 13,7 bilhões em financiamento privado, totalizando cerca de € 22 bilhões, anunciou a Comissão Europeia. O bloco informou que foram aprovados 68 projetos considerados de interesse europeu comum, junto com 56 empresas em 19 países, incluindo a Noruega.

Potência industrial
“A Europa está tomando seu destino em suas próprias mãos”, escreveu o comissário do Mercado Interno, Thierry Breton, em um blog. “Ao dominar os semicondutores mais avançados, a UE se tornará uma potência industrial nos mercados do futuro.”

A comissão propôs a Lei de Chips da UE no início de 2021, estabelecendo uma meta ambiciosa de produzir 20% dos semicondutores do mundo até 2030. Esses projetos formam um componente desse plano, que também abriu as portas para os governos fornecerem fundos para instalações de produção.

Até agora, empresas como Intel Corp, Infineon Technologies AG, STMicroelectronics NV, GlobalFoundries Inc e Wolfspeed Inc anunciaram novos investimentos. A Taiwan Semiconductor Manufacturing também pretende construir uma unidade de produção na Alemanha. Algumas empresas, no entanto, criticaram o prazo necessário para aprovar os projetos.

Corrida global pelos semicondutores
Os chips semicondutores de tornaram a principal fronteira de disputa global a fim de que os países tenham acesso a um insumo fundamental para diversos setores da indústria na era digital. Vários países estão tirando do papel planos com subsídios bilionários em uma tentativa de nacionalizar a sua produção de chips, esses pequenos componentes presentes em uma série de produtos, dos celulares e computadores a eletrodomésticos, automóveis e até máquinas pesadas e armamentos.

Veja também

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29
COP29

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29

FMI aprova desembolso de US$ 800 milhões para Argentina
Argentina

FMI aprova desembolso de US$ 800 milhões para Argentina

Newsletter