Unidade das Oposições muda cena em Ipojuca

A união do prefeito Carlos Santana com o seu antecessor, Pedro Serafim, não teria sido bem assimilada pela população

A Cidade Onde Envelheço A Cidade Onde Envelheço  - Foto: Divulgação

Após ponderações do senador Armando Monteiro, deram-se as mãos em Ipojuca os dois candidatos da oposição - Gaúcho (PRB) e Romero Sales (PTB). O primeiro apareceu em algumas pesquisas com mais de 15% de intenções de voto e se mantivesse a candidatura poderia atrapalhar Romero Sales, que tem um nome consolidado no município e mais chance de vitória porque perdeu a eleição para o prefeito Carlos Santana (PSDB) em 2012 por apenas 300 votos. O senador disse aos dois que o PTB e o PRB estão unidos em muitas cidades de Pernambuco e que não faria sentido a divisão em Ipojuca, município que tem a maior renda per capita do Estado e onde a oposição disputa a prefeitura com possibilidade de êxito. Gaúcho aceitou suas ponderações e passou a apoiar Romero Sales, que em tese se beneficia da união do atual prefeito com o seu antecessor, Pedro Serafim (PDT), que não teria sido bem assimilada pela população.

Liderança solitária no Acre Rio Branco (AC) é a única capital do Brasil que tem um candidato do PT liderando a corrida eleitoral: o prefeito Marcos Alexandre, apoiado pelo governador Tião Viana, também petista. Lula vai deparar com João Paulo (PT), no Recife, em 2º lugar; com Alice Portugal (PCdoB), em Salvador, em 3º; com Luizianne Lins (PT), em Fortaleza, também em 3º. E com Fernando Mineiro (PT), em Natal, em 4º.

Pesquisa > Após montar um grupo de 50 pessoas e circular pelos 34 bairros de Olinda “recolhendo o sentimento da população”, o vereador Jorge Federal (PR) chegou à seguinte conclusão: “Antonio Campos (PSB) vai para o 2º turno com Luciana Santos (PCdoB) e será o futuro prefeito”.

Incômodo > Professor Lupércio, candidato a prefeito de Olinda pelo SD, está sendo obrigado a dar explicações aos seus eleitores por ter-se deixado fotografar ao lado da deputada Luciana Santos (PCdoB).

Queda > Ana Célia Farias, candidata do PSB à prefeitura de Surubim, tropeço num dique, na semana passada, fraturou três costelas, mas já retomou a campanha contra o prefeito Túlio Vieira (PT).

Crítica > A vereadora Marília Arraes (PT) acusa o prefeito Geraldo Júlio (PSB) de fazer “uso indevido” da memória do seu avô, Miguel Arraes, defendendo pautas políticas que nunca foram as dele.

Delação > Ontem, chegou aos ouvidos dos candidatos João Paulo (PT), Daniel Coelho (PSDB) e Priscila Krause (DEM) que o empresário João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, preso na “Operação Turbulência”, foi solto pelo STF porque teria feito delação premiada. Todos estão à procura de confirmação.

Promessas > Quem se deu ao trabalho de anotar todas as promessas feitas até agora pelos cinco principais candidatos à prefeitura do Recife, rapidamente chegará à conclusão de que elas não cabem no orçamento do município. Aliás, para o cumprimento de todas elas, nem o orçamento do Estado seria suficiente.  Incógnita > O Governo do Estado elevou o tom de suas críticas a Bruno Araújo, sinal de que o ministro das Cidades pode ser um dos adversários de Paulo Câmara em 2018. São aliados do ministro três prefeitos do interior que têm ótima relação com o governador: Jorge Alexandre (Camaragibe), Débora Pereira (São Bento do Una) e Édson Vieira (Santa Cruz do Capibaribe). Com quem ficariam numa eventual disputa entre ambos, não se sabe.

Veja também

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue
Doação de sangue

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização durante o feriadão de Finados
feriadão de Finados

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização