Uruguai é surpreendido e apenas empata com o Japão

Em um jogo bastante movimentado e equilibrado desde o início, os dois times mostraram falhas defensivas e empataram pelo placar de 2x2

Cavani bem que tentou, mas não conseguiu levar o Uruguai à vitóriaCavani bem que tentou, mas não conseguiu levar o Uruguai à vitória - Foto: Jeferson Guareze/AFP

Nesta quinta-feira (20). Uruguai e Japão se enfrentaram na Arena do Grêmio para guiarem seus futuros na Copa América 2019.Em um jogo bastante movimentado e equilibrado desde o início, os dois times mostraram falhas defensivas e empataram pelo placar de 2x2, gols de Miyoshi, duas vezes, Luis Suárez e Giménez.

Com o resultado, os uruguaios ficam muito perto da classificação, porém podem perder a liderança do Grupo C caso o Chile consiga um resultado positivo na partida diante do Equador, que acontece nesta sexta-feira, às 20h, na Arena Fonte Nova.

Na próxima rodada, o time uruguaio terá um difícil confronto diante do Chile, que goleou o Japão por 4x0 na estreia dos dois times na Copa América. O confronto será na segunda-feira, dia 24, às 20h, no estádio do Maracanã. Já os japoneses enfrentarão o Equador, também dia 24 e no mesmo horário, no estádio do Mineirão, e tentarão os três pontos para buscar uma das vagas de quartas de final no torneio continental.

Leia também:
Argentina empata com Paraguai e segue na lanterna
Copa América: Colômbia derrota Catar por 1x0
Brasil tem três gols anulados e não sai do 0x0 com a Venezuela
Chile inicia busca pelo tri com goleada sobre o Japão


A proposta do time japonês foi, desde o início, se manter bem defensivamente para utilizar a velocidade dos seus atacantes e tentar furar o bloqueio dos bons zagueiros uruguaios Godín e Giménez. Apesar de poucas chances no primeiro tempo, os japoneses conseguiram abrir o placar com um belo chute de Miyoshi, um dos mais habilidosos da equipe asiática.

Mesmo após o empate, o time japonês se manteve concentrado para voltar a ficar na frente, novamente com Myoshi. No entanto, o sistema defensivo da equipe apresentava muitas falhas, principalmente no jogo aéreo, maneira como os uruguaios conseguiram chegar ao segundo gol.

O time comandado pelo experiente treinador Óscar Tabárez dominou as ações ofensivas e usou a força física e a intensidade para chegar com perigo no gol adversário. Com muitas jogadas verticais, a equipe celeste ditou o ritmo da partida, mas pecava na hora da finalização.

O sistema defensivo foi bem no jogo aéreo, mas falhava em alguns rápidos contra-ataques do Japão, principalmente pelo lado esquerdo da defesa, debilitada com a saída precoce do lateral Laxalt. No segundo tempo, o goleiro Muslera não foi bem e acabou falhando no segundo gol do time japonês.
VAR

O VAR foi fundamental na partida, com uma intervenção que mudou o ritmo do confronto. Após o inesperado gol japonês, a equipe uruguaia mostrava dificuldade para manter a calma e buscar o gol de empate. Foi aos 32 minutos que isso mudou, quando o árbitro de vídeo entendeu que uma jogada de dividida entre o zagueiro Ueda e o atacante Cavani foi o suficiente para assinalar pênalti a favor do Uruguai, convertida por Luis Suárez.

Veja também

Honre os seus antepassados: agradeça
Holística

Honre os seus antepassados: agradeça

Cabo de Santo Agostinho começa a vacinar público de 48 anos nesta segunda e reduzirá idades por dia
Covid-19

Cabo de Santo Agostinho começa a vacinar público de 48 anos nesta segunda e reduzirá idades por dia