Coronavírus

Vacina da Pfizer é aprovada no Reino Unido e estará disponível na próxima semana

Vacina da PfizerVacina da Pfizer - Foto: Justin Tallis/AFP

O Reino Unido se tornou o primeiro país do mundo a aprovar a vacina da Pfizer/BioNTech, nesta quarta-feira (2), um passo "histórico" na luta contra a covid-19, que continua batendo recordes de mortalidade nos Estados Unidos.

O governo britânico anunciou que a vacina, que atende a "padrões rígidos de segurança, qualidade e eficácia", estará disponível a partir da próxima semana no país mais atingido da Europa, com 59.000 mortes confirmadas por covid-19.

A Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos Sanitários do Reino Unido (MHRA) garantiu que, apesar da rapidez de sua aprovação, o processo se deu, respeitando-se todos os protocolos e sem precipitação.

A autorização do regulador britânico é um "momento histórico", segundo o presidente do laboratório americano Pfizer, Albert Bourla, que desenvolve este projeto com o alemão BioNTech.

 

Esta é uma notícia "fantástica", tuitou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Desta forma, o Reino Unido passa à frente de todos os outros países ocidentais e, especialmente, de seus vizinhos da UE.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) afirmou que dará seu parecer em 29 de dezembro, "no mais tardar", sobre esta vacina e, em 12 de janeiro, sobre a da concorrente americana Moderna, ambas com eficácia perto de 95%.

Veja também

Chegada tranquila de estudantes para a prova do Enem neste domingo
Educação

Chegada tranquila de estudantes para a prova do Enem neste domingo

Prefeitura do Recife promove ação educativa nos parques por respeito às medidas de prevenção
Coronavírus

Prefeitura do Recife promove ação educativa nos parques por respeito às medidas de prevenção