Trabalho

Vantagens e desafios do home office

O isolamento social fez as empresas aderirem ao trabalho remoto, mas o sistema exige adaptações ao novo cenário e a capacitação das equipes

A disciplina é fundamental, diz o consultor em Gestão de Pessoas da AGE, Sérgio CostaA disciplina é fundamental, diz o consultor em Gestão de Pessoas da AGE, Sérgio Costa - Foto: Educa Mais Brasil

Leia também

• Uso de fone de ouvido em home office exige cuidados

• Aumento do home office facilitará espalhamento das cidades, diz especialista

• Home office, do improviso à solução

Regularizado pela Reforma Trabalhista em 2017, o trabalho remoto, ou home office, era pouco adotado pelas empresas no Brasil. Mas essa realidade mudou. Com a pandemia provocada pelo novo coronavírus e a necessidade do isolamento social para evitar a proliferação do vírus e que funcionários contraíssem a doença, empresas observaram vantagens no home office. Apesar disso, o trabalho remoto demanda a adaptação aos novos desafios e exige a capacitação da equipe de trabalho para o momento. 

De acordo com consultor em Gestão de Pessoas e sócio fundador da AGE Consulting, Sérgio Costa, o trabalho remoto não faz parte da realidade de muitos brasileiros e é preciso antes de tudo proporcionar a mesma relação que se tinha na rotina presencial. “Além da produtividade com o trabalho, as pessoas têm também os afazeres domésticos. As rotinas diárias aumentaram por conta do isolamento. É importante que o gestor tente, mesmo que à distância, estar presente virtualmente. Isso é para que o trabalhador tenha incentivo e a produção tenha continuidade. Vale muito estar próximo do colaborador, mesmo que distante fisicamente”, diz. 

Sérgio aponta que a inteligência emocional é um importante fator que deve ser priorizado pelas empresas, fazendo com que o desempenho não seja comprometido. “É preciso ter inteligência emocional. O formato pode atrapalhar e tem que ter isso para eliminar adversidades e não trazer dificuldade na relação entre os colaboradores. O líder tem que interferir se observar que não está tendo uma boa produção, agir para mostrar que todos têm dificuldades. As pessoas estão ansiosas pelo isolamento e doença”, afirma Sérgio Costa.

@@[email protected]@

Um fator que precisa ser trabalhado é incentivar os funcionários a manter a rotina do horário de trabalho para que assim tenham mais disciplina. “Esses profissionais precisam tentar focar na rotina diária, não descartar as marcações, acordar no mesmo horário usar uma roupa de trabalho, ter um local pra desenvolver as atividades, administrar bem o tempo como se estivesse no trabalho. Tem que procurar essa rotina e disciplina. A disciplina é fundamental, manter as marcações, mesmo que dentro de casa, para o cérebro entender que de fato está trabalhando, que o principal no momento é o trabalho”, completou Sérgio.   

Por fim, o especialista destaca a importância do líder da empresa ter uma boa relação e estar atento ao comportamento dos funcionários. “O gestor precisa conversar individualmente com as pessoas, mesmo não sendo um liderado direto dele, e é preciso marcar reuniões. Ele pode conversar usando a questão humana, entender o lado do outro, que fica muito complicado. Todos estão aprendendo a trabalhar no home office. As empresas têm que buscar novas tecnologias para reuniões virtuais, acesso aos servidores, algo em nuvem. O gestor tem papel fundamental em trazer isso”, finaliza Sérgio.

Dicas de como gerenciar uma equipe em home officeDicas sobre como gerenciar uma equipe em home office

Veja também

MEC abre consulta pública do novo Catálogo Nacional de Cursos Técnicos
Educação

MEC abre consulta pública do novo Catálogo Nacional de Cursos Técnicos

Com Covid-19, prefeito de Manaus é transferido para o Sírio-Libanês
Coronavírus

Com Covid-19, prefeito de Manaus é transferido para o Sírio-Libanês