Crime Organizado

Vários confrontos armados deixam 10 mortos no México

Disputa entre cartéis tem gerado episódios violentos no país

Celaya, no MéxicoCelaya, no México - Foto: Reprodução/Pinterest

Confrontos armados entre civis e forças de segurança deixaram dez mortos nos municípios de Villagrán, Juventino Rosas e Celaya, no estado mexicano de Guanajuato, informaram as autoridades locais, nesta segunda-feira (11).

Os conflitos violentos ocorreram na madrugada desta segunda, levando à morte de oito supostos agressores, um policial e um civil, de acordo com comunicado da Secretaria de Segurança Pública.

Segundo os primeiros relatos, os tiroteios começaram em Villagrán, próximo à comunidade de Santa Rosa de Lima, local de nascimento do líder do cartel de mesmo nome, José Yépez 'El Marro'.

"Nessa seção, o pessoal da segurança detectou civis armados em vários veículos [...] sem motivo aparente, eles começaram a atacar os policiais estatais, que imediatamente repeliram o ataque", afirma o documento. Ferido, um agente foi levado a um hospital local, mas morreu mais tarde.

Durante o confronto, "foram abatidos cinco dos supostos agressores", cuja identidade é desconhecida, segundo as autoridades. Posteriormente, outros quatro corpos foram localizados na estrada que liga Santa Rosa de Lima a San José de Guanajuato, supostamente assassinados por policiais.

Essa já é a quarta ocorrência violenta de 2021 em Guanajuato, onde diversos confrontos deixaram cerca de 18 mortos, nove deles resultado de um atentado a um funeral na quinta-feira (7), na cidade de Celaya. Antes, em 4 de janeiro, cinco pessoas que estavam em um apartamento na cidade de León foram assassinadas.

Guanajuato, onde funciona uma importante rede de dutos e a sede de uma refinaria, tornou-se um dos estados mais violentos do México devido à disputa entre os cartéis Santa Rosa e Jalisco Nueva Generación para controlar o transporte de combustível roubado.

Desde que o governo federal lançou uma controversa operação militar antidrogas em dezembro de 2006, mais de 300 mil mortes violentas foram registradas no México, de acordo com dados oficiais que vinculam a maioria desses crimes ao crime organizado.

Veja também

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF
Supremo

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF

Inscrições para bolsas remanescentes do Prouni serão liberadas em maio
Educa Mais

Inscrições para bolsas remanescentes do Prouni serão liberadas em maio