Óleo no mar

Vazamentos de petróleo no mar afetam recifes de coral no litoral de Pernambuco, mostra estudo

A absorção do petróleo cru por uma microalga afeta diretamente a manutenção da vida nos corais

CoraisCorais - Foto: Camila Brasil / Peld Tams

Pesquisa realizada por especialistas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) identificou problemas no desenvolvimento de corais no litoral pernambucano por causa do vazamento de petróleo ocorrido em agosto de 2019.

O efeito do óleo reduz a taxa de crescimento de uma microalga (zooxantela) que fornece nutrientes para os corais. De acordo com o estudo, esse efeito direto do petróleo cru sobre a alga, que tem uma relação mutualística com o coral, pode gerar branqueamento (morte) dos recifes de coral. 

Os pesquisadores submeteram colônias da microalga zooxantela ao petróleo cru na mesma quantidade encontrada na água do mar durante o derramamento de óleo. A equipe conseguiu verificar que a substância se acumula nas células desse organismo e causa redução na taxa de crescimento, mudança que chega a ser transferida para as próximas gerações da alga. 

Com a queda na taxa de crescimento da microalga, que tem uma relação de simbiose com os recifes (uma associação a longo prazo entre espécies, com vantagens para todos os envolvidos), há uma queda na disponibilidade de matéria orgânica para absorção pelos corais. 

“Nosso trabalho mostra que o contato dos simbiontes de corais com o petróleo cru pode ter efeitos deletérios de longo prazo”, destaca Marius Nils Müller, do Departamento de Oceanografia da UFPE e primeiro autor do artigo.

“Por estarem na base da cadeia alimentar e serem fotossintéticas”, esclarece Marius, “as zooxantelas são responsáveis pela entrada da energia do sol para todo o ecossistema.” Por isso, ele considera a simbiose entre o "Symbiodinium glynnii" e os corais muito importante para o equilíbrio de todo o ecossistema de recife de corais.

Corais
Recifes de coral são ambientes formados por corais, animais marinhos que formam, quando juntos, estruturas onde outras espécies encontram abrigo e alimento. De uma forma geral, eles fornecem espaço para desova e viveiro no mar.

Sua importância ainda se dá, para o homem, com a proteção de comunidades costeiras, pois atuam como "freio" para ondas, reduzindo a ação violenta do oceano na costa.

Corais, no entanto, são extremamente sensíveis às mudanças no seu equilíbrio e podem facilmente morrer com alterações na presença de determinadas espécies de algas e mudança na temperatura do local onde vivem, por exemplo. 

Derramamento 
A chegada do petróleo cru nos corais do litoral pernambucano se deu no início do segundo semestre de 2019 após uma embarcação grega derramar o óleo a cerca de 730 km da costa brasileira.

Entre o momento de encontro dos primeiros focos e fevereiro de 2020, foram recolhidas mais de 5 mil toneladas de óleo e de resíduos oleosos na faixa litorânea entre os estados do Maranhão e do Rio de Janeiro. Ainda em 2020, algumas praias registraram presença de material oleoso em sua costa. 
 

Veja também

Serviço de drenagem muda itinerário de linha de ônibus em Peixinhos
Olinda

Serviço de drenagem muda itinerário de linha de ônibus em Peixinhos

Pedidos de seguro-desemprego aumentam nos EUA após furacão Ida
furacão

Pedidos de seguro-desemprego aumentam nos EUA após furacão Ida