Chuva no Sertão

Ventania, chuva forte e trovões assustam moradores de Petrolândia

Fenômeno foi causado por um corredor atmosférico gerado pelos efeitos da tempestade subtropical Mani, segundo a Apac

Ventania assustou moradores da cidadeVentania assustou moradores da cidade - Foto: Reprodução

Fortes ventos, trovões e chuva intensa assustaram os moradores de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, na noite dessa segunda-feira (26). De acordo com o meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) Thiago do Vale, não é possível estimar a velocidade do vento na cidade, mas em regiões próximas, a ventania chegou a 40 km/h.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram pessoas em um restaurante surpresas e assustadas com a intensidade dos ventos. A ventania derrubou objetos nas mesas do estabelecimento e provocou o balanço de parte da estrutura, como lâmpadas e toldos.

Segundo Thiago do Vale, o fenômeno foi causado por um corredor atmosférico gerado pelos efeitos da tempestade subtropical Mani. "Essa tempestade está ocorrendo na região do oceano próxima ao Espírito Santo e vem causando um corredor de umidade em direção ao continente, que pega Bahia, Sergipe, o oeste de Pernambuco e outras regiões do Nordeste", explicou.
 

O corredor então favorece essa instabilidade atmosférica. "Isso causa o surgimento de nuvens cumulonimbus que formam esse sistema convectivo de média escala e causa pancadas de chuvas intensas, ventos fortes e trovoadas", completou o meteorologista.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta sobre a possibilidade de ventos fortes de até 60 km/h nesta terça-feira (27). O alerta é válido até a manhã de quarta-feira (28).

"Para hoje [terça-feira], há possibilidade de permanência do fenômeno no Sertão e parte do Agreste até pelo menos amanhã [quarta-feira]", finalizou Thiago do Vale, acrescentando que não há previsão do fenômeno para a região litorânea de Pernambuco.

Veja também

Aulas presenciais na rede municipal de Ipojuca voltarão apenas em 2021
Educação

Aulas presenciais na rede municipal de Ipojuca voltarão apenas em 2021

Covid-19 gera avalanche de financiamentos bilionários para vacinas
Mundo

Covid-19 gera avalanche de financiamentos bilionários para vacinas