[Vídeo] Médico suspeito de estupro na UPA é encaminhado ao Cotel

Prisão do médico teria ocorrido no Rio Grande do Norte, estado de nascimento de Kid Nélio

Médico Kid Nélio Souza de MeloMédico Kid Nélio Souza de Melo - Foto: Reprodução/CremeRN

Preso temporariamente nesta sexta-feira (2), o médico Kid Nélio Souza de Melo, 35 anos, foi encaminhado esta tarde, numa viatura da Polícia Civil de Pernambuco, ao Instituto de Medicina Legal no Recife, onde fará exame de corpo de delito. De lá, seguirá para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR). O ortopedista e traumatologista Kid Nélio é suspeito de estuprar uma jovem paciente na UPA da Imbiribeira no último dia 21 de fevereiro.

Leia também:
Médico é preso por estuprar paciente na UPA da Imbiribeira
Médico da UPA acusado de estupros conta com outros processos
Estupro na UPA: 'É possível que estejamos diante de um serial', diz chefe da Polícia Civil
Após denúncia de estupro, UPA da Imbiribeira afasta médico
Jovem denuncia ter sido estuprada por médico na UPA da Imbiribeira


A prisão de Kid Nelio, ocorrida esta sexta-feira, teria sido realizada no Rio Grande do Norte, estado de nascimento do médico. Assim que chegou ao Recife, ele foi levado à Delegacia de Polícia da Mulher, no Bairro do Recife, onde prestou depoimento. As delegadas Gleide Ângelo e Ana Elisa Sobreira foram responsáveis pela investigação que resultou na prisão.

Após o primeiro caso de estupro - de uma jovem de 18 anos -, registrado no dia 21 de fevereiro, pelo menos outras sete vítimas procuraram a Delegacia de Polícia da Mulher para denunciar o crime. O médico já foi afastado da UPA da Imbiribeira. Os detalhes da prisão de Kid Nélio serão divulgados ainda esta tarde.


Veja também

Alemanha fecha restaurantes, setor cultural e de lazer a partir segunda-feira
Coronavírus

Alemanha fecha restaurantes, setor cultural e de lazer a partir segunda-feira

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita
Novo estudo

DNA das populações da África é mapeado com riqueza inédita