NATUREZA

Vídeo mostra filhotes de tubarão em piscina natural de praia no Recife

Pico de maré alta, na terça-feira (29), pode ter influenciado no aparecimento dos tubarões em uma área rodeada de arrecifes

Tubarões apareceram presos em piscina natural no RecifeTubarões apareceram presos em piscina natural no Recife - Foto: Reprodução/Instagram Rádio Brasília Teimosa

Um vídeo mostra dois filhotes de tubarão presos em uma piscina natural da praia do Buraco da Velha, em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife. Os animais são da espécie galha-preta, que não tem registro de incidentes no Litoral de Pernambuco. A filmagem foi divulgada pela Rádio Brasília Teimosa.

Gerente geral de áreas costeiras e oceânica da Secretaria de Meio Ambiente, Sustentabilidade e de Fernando de Noronha (Semas), Danise Alves explica que o pico de maré alta, na terça-feira (29), pode ter influenciado no aparecimento dos tubarões em uma área rodeada de arrecifes.

"Provavelmente, na maré alta de ontem [terça-feira], eles, que estavam depois do recife, com o nível de maré maior podem ter passado para o lado do continente, que a gente chama de recife de dentro. Com as ondas, podem ter ficados presos na piscina natural", detalha. 

Esses animais são comuns em regiões costeiras e recifais e têm as pontas das nadadeiras pretas. "Esse tipo de espécie não fica numa pocinha de maré, fica no recife de fora, que é uma área mais oceânica, onde encontram alimentos", completa.

A lua cheia desta quarta-feira (30) — que, aliás, será uma Lua Azul — pode ter contribuído para o aparecimento dos espécimes, já que quando o satélite está nas fases cheia e nova, as marés têm amplitude maior.

Segundo a Marinha do Brasil, na terça pela manhã, a maré na capital pernambucana chegou a pico de 2,3 metros. Nesta quarta-feira, pode chegar a até 2,5 metros. 

"São animais que já têm dentição formada e comem muito polvo, cefalópodes, pequenos peixes, crustáceos e molucos. Esses alimentos eles encontram no recife, que são áreas de abrigo para essas presas", acrescenta Danise Alves, que também é secretária-executiva do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit).

Tubarões-galha-preta podem alcançar até 123 quilos e 2,5 metros e 3,0 metros na fase adulta, vivendo até, em média, 11 anos de idade. A recomendação para caso algum banhista encontre tubarões nestas áreas de piscina natural é não mexer nos bichos.  

"Observando na poça de maré não tem perigo nenhum. Ele não é agressivo a esse ponto, mas é carnívoro. Se sentir ameaçado ou estressado por algum manejo, se alguém quiser brincar com ele, pegar ele, corre o risco de a pessoa ser mordida. O ideal  ver não fazer nada, porquer nap róxima maré ele consegue voltar", finaliza Danise. 
 

Veja também

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença
Prevenção

Meningite: conheça as causas, os sintomas e as formas de evitar a doença

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social
Rede Social

TikTok: app vai ser banido nos EUA? Entenda o que acontece agora com a rede social

Newsletter