[Vídeo] Pernambuco de todos os Carnavais no Galo da Madrugada

Desfile do Galo homenageia os carnavais de época, jornalista Francisco José e compositores que participaram do bloco ao longo de seus 40 anos

O jornalista Francisco José é um dos homenageados na 41° edição do Galo da MadrugadaO jornalista Francisco José é um dos homenageados na 41° edição do Galo da Madrugada - Foto: Brenda Alcântara

Os carros alegóricos e fantasias do 41 desfile do Galo da madrugada terão o tema “Galo: 40 Anos promovendo o folclore e a cultura pernambucana”, que homenageia os antigos carnavais e os grandes compositores que fizeram parte da história do bloco. Os detalhes foram anunciados durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira (24).

Os carros, criados pelo cenógrafo Ary Nóbrega, trarão elementos que carregam os 40 anos do Galo, comemorados no dia 23 de janeiro. Serão 72 fantasias de destaque, produzidas pelos carnavalescos Francisco Câmara e Anderson Gomes. O jornalista da Globo Francisco José também será homenageado em um dos carros alegóricos, com direito a um boneco gigante.

Segundo o presidente do Galo da Madrugada, Rômulo Menezes, todos os bonecos gigantes que já passaram pelo Galo, incluindo do homenageado deste ano, Francisco José, estarão no último carro alegórico. Outra participação especial é do Homem da Meia-Noite, que vem às ruas durante o dia para prestar homenagens ao Galo em seu aniversário de 40 anos.

Leia também:
Galo da Madrugada fará prévias no Marco Zero
Percurso do Galo da Madrugada passa por vistoria


"É muito diferente, por que eu sempre fiquei no meio da multidão, acompanhando e procurando personagens desde o primeiro desfile e nunca pensei que um dia me tornaria um boneco gigante. Ser criatura do criador Silvio Botelho, que é uma pessoa extraordinária, um artista nato. É uma honra muito grande representar toda a imprensa, porque eu acredito que essa homenagem não é só para mim, mas para todos nós que fazemos a cobertura e que tornamos esse Galo, pela beleza que ele representa, o maior bloco de Carnaval do planeta", declarou o jornalista que acompanha o Galo desde seu primeiro desfile.



O primeiro carro do cortejo trará 12 músicos com clarins e trombetas ‘anunciando’ a chegada do Galo da Madrugada. As fantasias dos passistas e destaques da alegoria representam a o calor do frevo que “incendeia” os foliões. O segundo carro, o abre-alas, mantém a intenção de incendiar os foliões com a energia do frevo representada nas fantasias de dez passistas e dois palhaços.

A terceira alegoria traz à pista os Carnavais das décadas de 1970 e 80, época na qual surgiu o bloco. Dentre as fantasias desta alegoria estão personagens clássicos do Carnaval, como o Pierrot, a Colombina, o Arlequim e as melindrosas. Logo em seguida, o quarto carro traz o “Pernambuco de todos os Carnavais”, com caboclinhos, maracatu nação e rural, bumba meu boi, cavalo marinho, caretas, papangus e passistas de frevo.

"Cagado e cuspido"
Os grande compositores que tocaram ao longo dos 40 anos do Galo são homenageados em 15 trajes no quinto carro do desfile. Algumas das fantasias se utilizam das figuras de linguagem, como o traje “cagado e cuspido”, trecho do texto Paisagem do Interior, de Jessier Quirino. O sexto e último carro, com a temática “Galo no Brasil e no mundo”, homenageia os estados que aderiram ao estilo do maior bloco de rua do mundo, que enche as ruas com multidões de foliões.

Veja também

Para combater Covid-19, cidade de Tocantins monta barreira racial contra índios
Coronavírus

Para combater Covid-19, cidade de Tocantins monta barreira racial contra índios

Santa Catarina volta a enfrentar chuvas, ventos e alagamentos
clima

Santa Catarina volta a enfrentar chuvas, ventos e alagamentos