Vigilante que matou assaltante e feriu cliente responderá em liberdade

Suspeito morreu na hora. Mulher foi baleada na perna e já recebeu alta.

Hospital da Restauração, no DerbyHospital da Restauração, no Derby - Foto: Jedson Nobre/Folha de Pernambuco

O vigilante que matou assaltante e atingiu cliente de farmácia responderá em liberdade. Ana Carolina Ferreira da Silva, 21, socorrida no Hospital da Restauração (HR) após ser baleada na perna, recebeu alta. Ela foi liberada às 20h40 do último domingo (20).

O assalto na avenida Presidente Kennedy, em Olinda, resultou na morte de Adriano Nascimento, 31 anos, que teria anunciado a investida. Em seu depoimento, o vigilante contou que o assaltante esboçou reação. Ao achar que ele iria tirar, o homem reagiu, atingindo o suspeito e a mulher.

Adriano estaria de posse de um simulacro de arma de fogo, segundo a Polícia Militar. Pelo menos mais uma pessoa estaria dando cobertura à tentativa.

O vigilante foi ouvido pela polícia e liberado. A arma dele também foi apreendida. A quantia retirada do caixa, em torno de R$ 100, foi recuperada. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Olinda.

Adriano já teria sido preso outras três vezes por roubo segundo o subtenente do 1º Batalhão de Polícia Militar, Daniel Pereira, que atendeu a ocorrência. A informação teria sido passada pelo próprio irmão dele, que foi até o local.

Veja também

Brasil registra mais 407 mortes por covid-19
Coronavírus

Brasil registra mais 407 mortes por covid-19

Burger King é interditado em Salvador após aglomerar com promoção de Dia das Bruxas
Bahia

Burger King é interditado em Salvador após aglomerar com promoção de Dia das Bruxas