Violência se enfrenta com inteligência, não com volta atrás, diz Meirelles

"Vamos caminhar atrás centenas de anos em termos de estabelecimento do estado de direito, do direito à propriedade, do direito às garantias fundamentais", disse Henrique Meirelles.

Henrique Meirelles (MDB)Henrique Meirelles (MDB) - Foto: Agência Brasil

Sem citar nomes de candidatos que defendem armar a população, o candidato à Presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, disse nesta quarta-feira (29) que a violência deve ser enfrentada com inteligência.

O presidenciável participa de uma sabatina promovida pela CNA (Confederação Nacional da Agricultura) em Brasília. Pouco antes da fala de Meirelles, o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) havia prometido facilitar o porte de arma ao homem rural.
A pauta é também uma das principais bandeiras de Jair Bolsonaro (PSL), que, em entrevista ao Jornal Nacional, na terça (28), reiterou o uso de violência para combater a violência. "Acho que violência se enfrenta com inteligência. Não é com volta atrás", afirmou Meirelles.

"Entendemos perfeitamente que distribuir armas pode ser uma primeira tentação. Se o estado não cumpre a sua obrigação, então me deixa aqui carregar uma metralhadora que vou dar tiro aí em qualquer invasor. Só que [com] isso nós vamos voltar à situação de selvageria, vamos caminhar atrás centenas de anos em termos de estabelecimento do estado de direito, do direito à propriedade, do direito às garantias fundamentais", disse Henrique Meirelles.

Leia também:
Meirelles diz que Bolsonaro não entende de economia, não sabe usar Google e lista denúncias
Temer diz que escreverá livro para 'passar a limpo' os fatos sobre seu governo

O candidato também ironizou o fato de Bolsonaro ter sido convidado para o evento, mas ter decidido não aparecer.

Veja também

Municípios dão início à etapa de vacinação contra Covid-19 para idosos. Saiba como fazer cadastro
Saúde

Municípios dão início à etapa de vacinação contra Covid-19 para idosos. Saiba como fazer cadastro

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada
Governo Federal

Bolsonaro participa de celebração nacional da Índia na embaixada