Viradouro é a grande campeã do Carnaval do Rio em 2020

Escola contou a história das Ganhadeiras de Itapuã, quinta geração de lavadoras de roupa na Lagoa do Abaeté

Leandro Lucas e Renata Xavier, mestre-sala e porta-bandeira da ViradouroLeandro Lucas e Renata Xavier, mestre-sala e porta-bandeira da Viradouro - Foto: Divulgação/Unidos do Viradouro

Disputado décimo a décimo, o título de escola campeã do Carnaval do Rio de Janeiro em 2020 ficou com a Unidos do Viradouro, que levou para a Marquês de Sapucaí o enredo "Viradouro de alma lavada". A escola de Niterói contou a história das Ganhadeiras de Itapuã, quinta geração de lavadoras de roupa na Lagoa do Abaeté. Os carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon resgataram a bravura das escravas de ganho do Abaeté, que trabalhavam para comprar a alforria de parentes e amigos. Esse foi o segundo título da Viradouro, que tem 73 anos de história - a primeira conquista aconteceu em 1997.

Na apuração das notas, realizada na tarde desta quarta-feira (26), a Viradouro somou 269.6 pontos, assim como a Grande Rio, que buscava um título inédito, mas levou a melhor no critério Evolução, apontado como desempate. A Grande Rio levou à avenida o enredo "Tata Londirá – O canto do caboclo no Quilombo de Caxias". No trabalho dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, a escola contou a história de João Alves Torres Filho, o babalorixá Joãozinho da Gomeia, que virou um ícone do candomblé no Brasil.

Em terceiro ficou a Mocidade Independente de Padre Miguel, com 269.4, mesma pontuação da Beija-Flor, quarta colocada. Até o último quesito da apuração, as escolas se alternavam na liderança. Estácio, em 12º, e União da Ilha, em 13º lugar, foram rebaixadas para o grupo de acesso em 2021. 

Os envelopes com as notas das escolas foram abertos na seguinte ordem: fantasias; samba-enredo; comissão de frente; enredo; alegorias e adereços; bateria; mestre-sala e porta-bandeira; evolução; e, harmonia. Cada escola recebeu cinco notas por quesito, sendo descartadas a maior e a menor nota.

As seis escolas mais bem colocadas voltam ao Sambódromo no próximo sábado (29), para o tradicional desfile das campeãs. Além das quatro primeiras já citadas, desfilam também Salgueiro, quinta colocada (269.0), e Mangueira, campeã de 2019, que terminou em sexto lugar (268.9).

Veja também

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta
Tragédia

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19