Notícias

Volta às aulas em SP será com rodízio de estudantes

João Dória, governador de São Paulo, anunciou que a medida será para que seja mantida a distância segura dentro das salas

Quarentena em São Paulo é prorrogada até 10 de maioQuarentena em São Paulo é prorrogada até 10 de maio - Foto: Governo de SP/Flickr

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira, 24, que a volta às aulas no estado de São Paulo será com o rodízio de estudantes para que seja mantida distância segura dentro das salas. O retorno está previsto apenas para julho.

O secretário de educação, Rossieli Soares, informou que as aulas serão retomadas inicialmente na educação infantil (dos 0 aos 5 anos) para filhos de mães que precisam retornar ao trabalho. "Vamos começar pela educação infantil em algumas regiões do estado quando houver liberação do Centro de Contingenciamento", disse.

Leia também:
Governador João Doria recomenda o uso de máscara em São Paulo
São Paulo zera fila de exames para coronavírus


Segundo ele, a volta as aulas para os alunos do ensino fundamental e médio deve ocorrer em julho, com a diminuição do número de estudantes por sala e rodízio para garantir que seja mantida distância segura entre eles. "Em uma sala com 35 alunos nem sempre é possível manter a distância segura entre eles, por isso, vamos voltar com um rodízio de estudantes e nesse período manteremos as atividades de forma remota".

Veja também

STF libera valor dos precatórios do Fundef destinado a professores de Pernambuco
Educação

STF libera valor dos precatórios do Fundef destinado a professores de Pernambuco

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações
MONKEYPOX

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações