Zona Azul 100% digital começa a valer nesta segunda-feira

Quem que ainda possui os talões em papel, poderá trocar as folhas por recarga virtual até o fim de setembro

Zona Azul DigitalZona Azul Digital - Foto: Andréa Rego Barros/PCR

Começou a funcionar nesta segunda-feira (2) o sistema de Zona Azul totalmente digital em todo o Recife. Para quem ainda tiver o talão de papel, a mudança pode ser feita até o fim de setembro.

Os bilhetes digitais começaram a ser implantados no Recife no mês de julho quando foi lançado o aplicativo "Zona Azul Digital Recife", disponível para download nas plataformas Android e IOS. Durante esse período de transição, que durou 60 dias, o aplicativo recebeu várias atualizações de aprimoramento, e segundo a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), até o momento, mais de 65 mil pessoas já baixaram o novo sistema digital.

Leia também:
Zona Azul será totalmente digital no Recife a partir de segunda-feira
Derby recebe 230 vagas de estacionamento do Zona Azul
Adiado fim do uso de papel no Zona Azul do Recife


Após baixar o aplicativo, o usuário precisa cadastrar informações pessoais e a placa do veículo. A compra do bilhete deve ser feita por cartão de crédito ou débito, e, sempre que estacionar o veículo, o usuário deverá fazer a ativação da vaga. Notificações no celular serão entregues informando o tempo de permanência e renovação da vaga.

A presidente da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), Taciana Ferreira, celebrou os dados do início do aplicativo. "O volume de condutores que ativam as vagas por meio do smartphone representa a adesão dos usuários à praticidade do formato digital. Os números demonstram que a população está se adaptando à autonomia proporcionada pela tecnologia, tanto na ativação das vagas, quanto na comprovação de que o usuário comprou o seu cartão", contou.

Pessoas que ainda possuem os talões em papel poderão trocar as folhas por recarga virtual até o fim de setembro. Postos de recarga autorizados, que antes vendiam os talões em papel, já estão oferecendo a recarga digital através de uma maquineta cedida pela CTTU, onde o condutor pode comprar as recargas pelo mesmo preço cobrado no aplicativo - duas ou cinco horas pelo valor de R$ 3, ou ainda, o talão digital com 10 recargas que custa R$ 30.

O motorista Geraldo Araújo de Brito, 55, contou que circula bastante pela área do Bairro do Recife, e que faz uso do Zona Azul sempre quando precisa estacionar. Ele contou que era adepto dos talões de papel, e que após a mudança, chegou a baixar o aplicativo Zona Azul Digital Recife, mas não se acostumou com a nova ferramenta. “Nem sempre eu tenho internet móvel para comprar pelo aplicativo, então, prefiro fazer a recarga digital em algum ponto de venda”, afirma.

Diferente de Geraldo, seu Janildo Gomes, de 67 anos, baixou e aprovou o novo sistema digital. Ele se desloca pelo Recife com uma barraca de lanches ambulante em seu carro e precisa usar a Zona Azul quando estaciona em locais obrigatórios. “Eu me sinto mais seguro e não preciso ficar procurando um lugar pala comprar”, contou.

A comerciante Tereza Soares, de 62 anos, tem um fiteiro há mais de 40 anos na avenida Marquês de Olinda, no Bairro do Recife, área central. Ela conta que começou a vender os talões de Zona Azul de papel desde que o sistema foi lançado, e que fez a transição para o digital assim que a mudança foi anunciada. “Eu chegava a vender cerca de 150 talões por semana quando era no sistema de papel. Agora, com o digital, não vendo nem 50. As vendas caíram cerca de 80%. As pessoas preferem elas mesmas comprar pelo aplicativo”, relatou, explicando que lucra R$ 0,30 por cada Zona Azul vendida.

Empresas também podem comprar pacotes de Zona Azul Digital para serem ativados por seus funcionários. O cadastro corporativo e a compra dos cartões poderão ser feitos pelo site www.mobilicidade.com.br/zonaazulrecife. Assim, os funcionários vão receber os créditos no aplicativo instalado no celular e ativar as vagas com os créditos disponibilizados pela empresa.

Veja também

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19
Coronavírus

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h