A 12 dias do pleito, Geraldo lidera, diz Ibope

“Mais uma vez, a gente perde um pedaço de futuro da política”, pondera Sileno Guedes

Câmara de Vereadores de InajáCâmara de Vereadores de Inajá - Foto: Reprodução Site/TCE-PE

A primeira rodada da pesquisa Ibope de intenção de voto no Recife, após o 1º turno, encomendada pela TV Globo em parceria com a Folha de Pernambuco, foi a campo entre os dias 14 e 16 de outubro. O prefeito Geraldo Julio aparece com 62% dos votos válidos contra 38% do ex-prefeito João Paulo. Considerando o cenário com brancos e nulos, que respondem por 11%, o socialista pontua 54% e o petista, 33%. Há ainda 2% de “Não sabe/Não respondeu”. Os números que devem ser motivo de comemoração chegam em momento dramático para o PSB. No domingo, os socialistas depararam-se, mais uma vez, com o imponderável. A campanha chegou a ser suspensa por 24 horas, diante da trágica notícia de que um de seus coordenadores, Camilo Simões, falecera. Já era início da noite quando a informação fora confirmada e ganhara repercussão. O 16 de outubro deixou uma cicatriz na campanha do PSB, como deixou também o 13 de agosto de 2014, data em que o partido recebera outra notícia drástica: Eduardo Campos fora uma das vítimas fatais do acidente com o Cessna Citation PR-AFA, em Santos (SP) - também na campanha eleitoral. Um dia depois da queda do avião, na casa da família Campos, Padre Pedro Rubens, reitor da Unicap, resumia, ali, a sensação da perda: “É uma saudade do futuro”. A frase era frequentemente empregada pelo próprio Eduardo. Nas primeiras vezes que ele a pronunciou, alguns correligionários a julgaram um tanto incompreensível. Entenderam melhor quando viram o líder-mor partir sem volta. E tornaram a recordá-la no último domingo, quando foram, novamente, tomados pela morte - desta vez, do, então, secretário de Turismo do Recife, aos 31 anos. Geraldo Julio retoma as atividades, hoje, no cenário em que lidera a corrida pela PCR.

“Mais uma vez, a gente perde um pedaço de futuro da política”,pondera Sileno Guedes

Último alô
Ainda no sábado, às 8h30, antes da agenda que Camilo Simões cumpriria com Geraldo Julio, em Brasília Teimosa, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, trocou um último telefonema com ele. O dirigente seguia para Caruaru e precisava que Camilo o substituísse em uma reunião com o deputado Francismar Pontes, antes da caminhada.
À mesa > Ao término da caminhada, Camilo foi ao Bar do Gilmar Garoto, em Brasília Teimosa, acompanhado de um dos vice-presidentes nacionais do PSB, Beto Albuquerque, de Felipe Carreras, Nilton Mota, João Braga, entre outros. “Ele tava ótimo”, recorda Carreras, segundo o qual Camilo ainda foi, com dois amigos, a outro bar, chegou em casa por volta das 20h30 e falou com a esposa, Rebeca, ás 1h30.

Desfilia 1 > Filiado ao PSB há 20 anos e tesoureiro do partido em Pernambuco há quase 10, Bruno Brennand protocola, hoje, seu pedido de desfiliação. Alega questões profissionais para deixar as hostes socialistas. Ingressou na sigla pelas mãos de Miguel Arraes.
Desfilia 2 >Bruno, que é advogado eleitoral, continuará atuando no jurídico das campanhas de Raquel Lyra, em Caruaru, e de Antônio Campos, em Olinda. Originalmente, comunicaria a saída após a eleição, mas o assunto passou a ser debatido, ontem, em grupos de WhatsApp entre membros do PSB.
Desfilia 3 >Apesar da decisão já tomada, Bruno mantém as atividades na tesouraria até o dia 31 deste mês. Vai esperar terminar o pleito para encerrar a missão, que assumiu após Marcos Loreto, então, à frente da função, tornar-se conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.
Leitura 1 > A ausência de João Paulo na caminhada, em Brasília Teimosa, no domingo, repercutiu, entre socialistas, como um movimento emblemático. Fez-se a leitura de que o petista teria “renunciado” ao comando da campanha e de que o vice, Silvio Costa Filho, estaria “dando as cartas”.
Leitura 2 > Integrantes do PSB vinculam a postura de João Paulo ao resultado das últimas pesquisas. “Ele deixou a maior parte das inserções para o rádio e a televisão serem monopolizadas pelo candidato a vice, Silvio Costa Filho”, acrescenta um outro governista, em reserva.

Veja também

O Império contra-ataca e ganha espaço na Cultura do governo Bolsonaro
Família Imperial

O Império contra-ataca e ganha espaço na Cultura do governo Bolsonaro

PSOL entra com queixa crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia
Brasil

PSOL entra com queixa crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia