A horas do julgamento, Lula manifesta preocupação com Forças Armadas

Na conversa, ocorrida na sede do sindicato dos Metalúrgicos, Lula tentou minimizar o teor das declarações. Dizendo já ter conversado muito com general, duvidou que represente ameaças à democracia.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da SilvaEx-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Foto: Mauro Pimental / AFP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou, nesta quarta-feira (4), preocupação com o desdobramento das declarações do comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas.

Villas Bôas escreveu em rede social que o Exército "está atento às suas missões institucionais".

Reunido com aliados, Lula se queixou da abordagem dada pela Rede Globo às declarações. Segundo ele, a emissora potencializou o problema.

Leia também:
Na véspera de julgamento sobre Lula, comandante do Exército diz repudiar impunidade
General da reserva diz a jornal que STF induzirá violência se votar a favor de Lula
Em rede social, Bolsonaro declara apoio a comandante do Exército


Na conversa, ocorrida na sede do sindicato dos Metalúrgicos, Lula tentou minimizar o teor das declarações. Dizendo já ter conversado muito com general, duvidou que represente ameaças à democracia.

Mas, segundo interlocutores, admitiu que sua manifestação tem repercussão no meio militar.

Ainda segundo aliados, Lula tem apelado para que os militantes evitem confrontos após o julgamento.

O ex-presidente admitiu, no entanto, que haverá reação qualquer que seja resultado.
Petistas afirmam que Lula demonstrou confiança nas chances de vitória.

Veja também

Estratégia de defesa de Flávio Bolsonaro une interesses de Lula e de ministros do STF e TCU
Rachadinhas

Estratégia de defesa de Flávio Bolsonaro une interesses de Lula e de ministros do STF e TCU

Moro defende prisão em 2ª instância para processos já iniciados, e não apenas novos
PEC

Moro defende prisão em 2ª instância para processos já iniciados, e não apenas novos