Abrindo mão do que já não tinha

Caso Rosso não recuasse, o PSD iria para uma disputa sob risco de perder espaço na Mesa. Fala-se que a sigla pode levar a 4ª secretaria

O deputado federal André de Paula, presidente estadual do PSD, retornava de Taquaritinga para o Recife, no domingo, e estava na altura de Caruaru, quando o celular tocou. Era o líder do PSD na Câmara Federal, Marcos Montes. "Quero conversar com Rogério Rosso, mas falando em nome da bancada. Por isso estou tendo o cuidado de telefonar para deputado por deputado para combinar em que termos conduzo a conversa", explicara Montes. O líder referia-se, ali, ao encontro pré-agendado com Rosso, que ocorreria hoje. Esta terça-feira fora o deadline fixado para que o deputado mostrasse a viabilidade de sua candidatura à Presidência da Câmara, considerando que a lógica inicial, acordada com seus pares, era a de criar condições para enfrentar Rodrigo Maia. O prazo já ia chegando ao fim, quando o próprio Rosso, ontem, tomou a iniciativa de dar conforto aos colegas de bancada, deixando-os à vontade para votar em outra candidatura. Em outras palavras, recuou de um projeto que já se mostrava inviável, dada a força que Maia demonstrou ter. Há uma semana, Rosso passou por Pernambuco para encontro com o governador Paulo Câmara e já não teve deputados federais lhe esperando. Chegou a ser questionado sobre quais parlamentares lhe apoiariam. Na sexta anterior, Maia passara pelo Estado, quando ouviu do próprio Silvio Costa, membro da oposição, que, em eventual 2º turno, poderia contar com seu voto. Rosso teria que reunir votos do centrão e já não contava nem com PP, nem com PR. Resta, agora, Jovair Arantes no páreo, o qual também deve visitar Pernambuco, sob risco de passar pela mesma saia justa de Rosso, que, inclusive, abriu mão, ontem, de apoios dos quais já não dispunha.

Na crise, taxa para o jantar
O recém-empossado procurador Geral de Justiça do Ministério Público de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, já tinha avisado que pretendia economizar na posse festiva, dada a crise que assola o País. Resultado: o convite traz uma taxa para o jantar de adesão no valor de R$ 70. O mesmo ocorrerá às 21h30, no Spettus Deby, depois da solenidade, que será realizada no Auditório Tabocas, no Centro de Convenções, às 19h. Tudo no dia 3.

Prazo > O vice-governador Raul Henry deverá indicar, até a quinta-feira, o nome para o comando de Suape e para os demais orgãos ligados à pasta de Desenvolvimento Econômico.

Vagas > A tendência, segundo ele mesmo, é que não haja mudanças em espaços já ocupados, a exemplo da Compesa e da AD Diper. Os demais, como Suape, Copergás e a executiva de Recursos Hídricos terão indicações feitas pelo peemedebista.

Auscultas > Na manhã de ontem, Henry passou pelo escritório do ex-secretário de Desenvolvimento, Thiago Norões, com quem teve longa conversa. À tarde, recebeu o ex-vice-presidente de Suape, Evandro Avelar, na vice-governadoria.

Solene > A posse de Raul Henry ficou agendada para a quinta-feira, às 16h, no Salão das Bandeiras. Na sexta pela manhã, ele já cumpre agenda ligada à área: participa de lançamento da pedra fundamental de um shopping center, do empresário Jorge Petribú, em Carpina, razão pela qual a solenidade foi antecipada para a quinta.

Desde... > Comandada pelo presidente Ednásio Silva, a executiva estadual do PRTB reuniu-se, ontem, para traçar a estratégia a ser adotada em 2018, na corrida por vagas na Alepe. A Ideia é repetir a experiência aplicada no Recife este ano.

...já > Com uma chapinha, a sigla elegeu três vereadores. Um deles, inclusive, Marco Aurélio, ganhou força e elegeu-se primeiro-secretário da Câmara. A proposta é que vereadores de mandato disputem.

Veja também

Chefe da PF do AM que será trocado é citado como 'alvo a ser abatido' em conversa de investigados
Política

Chefe da PF do AM que será trocado é citado como 'alvo a ser abatido' em conversa de investigados

Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda (19)
Senado

Procedimentos para instalação da CPI serão divulgados na segunda (19)