Alckmin reage exaltado a protesto de deputado federal

O ataque foi uma resposta ao protesto feito por Major Olímpio, que pedia reajuste de salário para os policiais

Geraldo AlckminGeraldo Alckmin - Foto: Folha de Pernambuco

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), exaltou-se e dirigiu ataques contra o deputado federal Major Olímpio (SD), na tarde deste sábado (16), em evento de entrega de viaturas para a Polícia Militar, em São Carlos, interior de São Paulo.
Aos berros, Alckmin disse que o deputado deveria ter vergonha de ganhar R$ 50 mil reais mensais do povo de São Paulo.

Leia também:
Alckmin viaja em voo comercial e divulga foto em fila de aeroporto
Alckmin e Doria evitam clima de confronto em desfile
'Quando não puder falar bem, não fale nada', diz Alckmin sobre candidatura Doria

O ataque foi uma resposta ao protesto feito por Major Olímpio, que pedia reajuste de salário para os policiais. Alckmin discursava sobre a entrega dos 197 automóveis enquanto o deputado, ao lado do palco, usava um microfone para gritar palavras de ordem. "Cadê o salário da polícia?", perguntava o deputado.

Alckmin começou a responder ao protesto em tom sereno. "Quero dizer que nós vamos dar o reajuste aos nossos servidores civis e militares". Em seguida, no entanto, subiu a voz. "Mas quero dizer. Quero fazer uma pergunta para vocês: alguém aqui ganha R$ 50 mil do povo de São Paulo? Olha ele que está gritando. Ele ganha R$ 50 mil. Devia ter vergonha. Vergonha de vir aqui. R$ 50 mil do povo de São Paulo. Tenha vergonha, deputado. Não pode olhar no rosto dos brasileiros de São Paulo. R$ 50 mil por mês. Vergonha".

Sobre o valor do salário mencionado pelo governador Alckmin, a assessoria de imprensa do Major Olímpio informou que o deputado acumula dois vencimentos. Ele recebe R$ 21 mil como major aposentado da Polícia Militar e R$ 33 mil do salário de deputado federal, totalizando R$ 54 mil de salário bruto (sem desconto de contribuições obrigatórias, como impostos).

A assessoria do deputado divulgou nota em que diz que "o governador de São Paulo passa vergonha em um evento de entrega de viaturas". " Não se faz policiamento, apenas com viaturas. Nossos policiais estão morrendo em razão da inércia do Alckmin. Cobrei os reajustes dos servidores, desmascarei o farsante exterminador do servidor público, e fiz até o "Santo da Odebrecht" Geraldo Alckmin perder a compostura. Uma vergonha" disse, Major Olímpio.

A Folha de S.Paulo entrou em contato com a assessoria de imprensa do governador de São Paulo, mas ele ainda não se manifestou.

Veja também

China acelerará envio da matéria-prima de vacina de Covid-19, diz Maia
Vacina

China acelerará envio da matéria-prima de vacina de Covid-19, diz Maia

Bolsonaro cumprimenta Biden e diz que enviou carta para o americano
Presidente

Bolsonaro cumprimenta Biden e diz que enviou carta para o americano