Alvaro Dias lamenta desistência de Barbosa e diz que pode herdar os votos

Álvaro Dias afirmou, contudo, que a ausência de Barbosa empobrece o debate eleitoral, mas deixa o espaço aberto para o campo da ética.

Senador Álvaro Dias (PODE/PR)Senador Álvaro Dias (PODE/PR) - Foto: Zanone Fraissat /Folha de São Paulo

O senador e pré-candidato à Presidência da República Álvaro Dias (Podemos-PR) lamentou nesta terça-feira (8) a desistência de Joaquim Barbosa (PSB) da disputa deste ano, mas afirmou que poderá herdar votos que seriam do ministro aposentado do STF (Supremo Tribunal Federal). Dias afirmou, contudo, que a ausência de Barbosa empobrece o debate eleitoral, mas deixa o espaço aberto para o campo da ética.

De acordo com a última pesquisa Datafolha, divulgada em 15 de abril, em cenário com o ex-presidente Lula (PT) como candidato, Dias teria 3% das intenções, enquanto Barbosa teria 8%. No cenário com PT lançando Fernando Haddad como candidato no lugar de Lula, as intenções de Dias vão a 5% e de Barbosa, 9%. "Eu acho que posso herdar votos do Joaquim Barbosa, sim. Evidente que seria uma honra", disse Dias.

Leia também:
Alckmin lamenta saída de Joaquim Barbosa da disputa
Joaquim Barbosa anuncia que não concorrerá à Presidência

O senador, que já foi do PSDB, voltou a descartar uma aliança com o antigo partido, bem como um acordo para ser vice de Geraldo Alckmin. Dias tenta a Presidência com o discurso moralizante na política. Diz que é preciso refundar a República, com combate à corrupção e privilégios da classe política. Ele lembrou que é a favor da Lava Jato e contra o foro especial.

Veja também

Câmara aprova urgência e acelera projeto para substituir Lei de Segurança Nacional
Congresso

Câmara aprova urgência e acelera projeto para substituir Lei de Segurança Nacional

Em reunião com embaixador americano, Paulo Câmara defende ações em defesa do meio ambiente
Blog da Folha

Em reunião com embaixador americano, Paulo Câmara defende ações em defesa do meio ambiente