Eleições 2016

Anderson Ferreira lidera pesquisa eleitoral em Jaboatão dos Guararapes

De acordo com a pesquisa Ipespe, Heraldo Selva é quem mais faz críticas aos seus concorrentes

Filme "Café Society"Filme "Café Society" - Foto: Divulgação

A primeira pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco, coloca o deputado federal Anderson Ferreira (PR) na liderança da disputa, com 24% na amostra estimulada - quando os nomes dos postulantes são expostos aos eleitores. Em segundo lugar aparece o vereador Manoel Neco (PDT), com a preferência de 21% dos entrevistados. A margem de erro é de 4,5 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança do estudo, que ouviu 500 pessoas, entre os dias 15 e 16 de setembro, é de 95,45%.

O pastor Cleiton Collins (PP) ficou em terceiro lugar, com 12%, seguido por Heraldo Selva (PSB), com 8%. O candidato Edmar de Oliveira (SD) contava com 5% das intenções de voto, mas por ter a candidatura impugnada, ele renunciou à disputa na última sexta-feira, depois da pesquisa ser realizada. Adelson Veras (PCB) e Inaldo Metalúrgico (PT) atingem 1 ponto percentual cada, enquanto Adilson de Souza (PCO) não pontua no estudo. As projeções indicam segundo turno no município, que possui o segundo maior colégio eleitoral do Estado. O total de votos brancos ou nulos corresponde a 23%. Os que não souberam ou não responderam somam 5%. A pesquisa está registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE-PE), sob o protocolo PE-08730/2016.

Espontânea
A pesquisa espontânea - quando os nomes dos candidatos não são mostrados aos eleitores - revela novamente a liderança de Anderson Ferreira, que marca 17% das intenções de voto, seguido pelo vereador Manoel Neco, que conta com 12%. Cleiton Collins e Heraldo Selva registraram 7%, cada um. Se estivesse na disputa, Edmar de Oliveira teria 3%. Brancos ou nulos ou nenhuma das opções somam 17%. Não souberam ou não responderam registra 37%. Neste cenário, Adilson de Souza (PCO), Inaldo Metalúrgico (PT) e Adelson Veras (PCB) não pontuaram.

Estudo mede ataque entre adversários
Desde o início, a campanha eleitoral em Jaboatão dos Guararapes tem sido marcada pelos diversos ataques entre os candidatos, que traduzem o acirramento da corrida pela Prefeitura. Neste sentido, a pesquisa Ipespe/Folha de Pernambuco também aferiu o que os entrevistados pensam sobre o embate. De acordo com o estudo, os eleitores apontam que, até agora, o candidato que mais tem atacado os adversários é o vice-prefeito Heraldo Selva (PSB), com 10% do total. Em seguida aparece Manoel Neco (PDT) com 5%, seguido de Anderson Ferreira (PR), com 4%, e de pastor Cleiton Collins (PP) com 3%. Não souberam ou não responderam este critério 60% dos entrevistados.

Por outro lado, o estudo também questionou os eleitores sobre qual candidato tem apresentado a melhor propaganda e, consequentemente, as propostas mais esperadas pela população. Anderson Ferreira aparece em primeiro lugar no ranking, com 22% da opinião dos entrevistados. Em seguida está Manoel Neco, com 12%. O pastor Cleiton Collins e Heraldo Selva seguem empatados no critério, com 7%. Neste quesito, Inaldo Metalúrgico recebeu 1%. Já Adilson de Souza e Adelson Veras não pontuaram. Não souberam ou não responderam o questionamento 38% das pessoas.

Já no que se refere à expectativa do eleitor em relação à postura do novo prefeito, 67% dos entrevistados espera que o gestor mude totalmente a forma de administrar o município, dando continuidade em alguns projetos, mas apresentando mudanças em outros. Outros 29% desejam que o novo gestor mude um pouco a forma de governar. Somente 1% das pessoas quer que o novo prefeito dê continuidade à forma como o município vem sendo administrado. Apenas 3% não souberam ou não reponderam esta pergunta.

A pesquisa também revela que, para o eleitorado, os maiores problemas que Jaboatão dos Guararapes enfrenta nesta segunda são: a falta de segurança (41%), a qualidade da saúde (30%), o desemprego (7%) e a educação (5%). Impasses na área de esgoto/saneamento totalizam 3%. Já problemas como fome/miséria e ausência de projetos sociais de ajuda aos mais carentes registram 2%. Os temas trânsito, drogas, transporte público, habitação, lazer e cultura, coleta de lixo e calçamento de ruas foram citados por 1% dos eleitores.

Veja também

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista
Eleições 2020

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife
Eleições 2020

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife