André condena 'desdém' e diz que não é de 'fugir da parada'

Outro parlamentar da base, em reserva, se queixa do mesmo “desdém”

André de PaulaAndré de Paula - FOTO: JEDSON NOBRE -Arquivo Folha

Após o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, passar pelo Recife e convocar o dirigente da sigla em Pernambuco, André de Paula, a concorrer à prefeitura da Capital, não faltaram observações de governistas e socialistas reduzindo a movimentação a uma forma de pressionar as administrações municipal e estadual a "valorizar" o partido. Ao programa Folha Política, da Rádio Folha FM 96,7, André, em meio a uma série de ponderações, sugeriu que o desdém não é a atitude ideal. "Se eu fosse qualquer pessoa que estivesse analisando de fora, nem julgaria impossível, nem desdenharia, nem daria como certo, porque esse ainda não é momento de dar como certo", assinala André. Ele prossegue: "Estamos com nome colocado à disposição. Eu acho que há uma história, há capacidade de construir um momento importante para a cidade. Estou disposto a estudar essa possiblidade". A fala coincide, até na palavra usada, com a de outro aliado, que preferiu externar sua opinião à coluna em reserva. "O sujeito, no lugar de enaltecer e agradar o aliado e, depois chamá-lo para mais perto, prefere desdenhar publicamente dele", reclama um parlamentar da base do governo Paulo Câmara, que também condena o desdém, considerando a situação de seu partido e referindo-se também à questão de André. O dirigente do PSD-PE registra que é político de ouvir o partido e cumprir determinação e realça que seu "envolvimento emocional com o Recife é muito grande". Ele traduz: "O Recife me viu nascer, me deu meu primeiro mandato, já tentei ser prefeito do Recife. Então, me sinto muito vinculado ao dia a dia do recifense". E arremata: "Não sou homem de fugir da parada. Agora, claro, política cumpre etapas. Nós estamos num momento em que essas definições ainda não vão ocorrer".

Placas tectônicas
Diante das movimentações no governo relativas a possíveis mudanças na Compesa, integrantes da base do governo anotam que não seria a primeira alteração, em 2019, vinculada à pasta de Infraestrutura. Lembram que o então presidente do DER, Bruno Azevedo Cabral, foi exonerado no último mês de abril e a secretária Fernandha Batista teve que acumular a pasta e o comando da autarquia. Um socialista define a saída como "traumática".
Tributos > Antes de se dirigir a Brasília, onde falou, ontem, sobre Reforma Tributária, durante a VI Reunião do Fórum Nacional dos Governadores, o secretário da Fazenda de Pernambuco, Décio Padilha, fez uma apresentação do tema ao governador Paulo Câmara, que não foi à Capital Federal, mas enviou a vice-governadora, Luciana Santos.
Digital... > Líder do PT no Senado, Humberto Costa é o parlamentar mais influente de Pernambuco nas redes sociais. A revelação é do ranking FSBinfluênciaCongresso, que analisou a movimentação de parlamentares no primeiro semestre deste ano.
..influencer > Além de ser o primeiro da lista no Estado, Humberto está entre os 20 mais influentes do País e ocupa a 13ª posição entre os 590 deputados e senadores listados.
Hora da... > Levantamento do Congresso em Foco aponta o deputado federal Danilo Cabral como o único de Pernambuco presente em todas as 86 sessões deliberativas da Câmara dos Deputados no primeiro semestre. Dos 513 deputados, apenas 54 tiveram 100% de assiduidade.
..chamada > Danilo passou por uma cirurgia cardíaca, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, na semana passada, após exames de rotina identificarem essa necessidade e teve alta ontem.

 

Veja também

Por 69 votos a 0, Assembleia do Rio autoriza processo e deixa Witzel mais próximo do impeachment
RIO DE JANEIRO

Por 69 votos a 0, Alerj autoriza processo e deixa Witzel mais próximo do impeachment

Volkswagen irá desembolsar R$ 36 milhões por ter entregado funcionários à ditadura
História

Volkswagen irá desembolsar R$ 36 milhões por ter entregado funcionários à ditadura