Antônio Campos terá ajuda do Palácio

Com passagem do socialista para 2º turno, governador deve comparecer às agendas em Olinda

Cartaz A Forma da àguaCartaz A Forma da àgua - Foto: Reprodução

Sem o PCdoB e PMDB na disputa pela Prefeitura de Olinda, o candidato Antônio Campos (PSB) se reuniu com o governador Paulo Câmara (PSB), na última segunda-feira (3), para definir a posição do Palácio das Princesas no segundo turno da corrida às urnas na cidade. Após se afastar do terceiro maior colégio eleitoral do Estado, o governador deverá se incorporar ao projeto do irmão do ex-governador Eduardo Campos. A expectativa é que Câmara participe de ato ao lado do correligionário, no próximo sábado.

O martelo foi batido em reunião que contou com a presença dos secretários da Casa Civil, Antônio Figueira, e de Administração, Milton Coelho. "(Recebi) com tranquilidade (o apoio). Sou amigo e do mesmo partido do governador por quem tenho grande respeito", afirmou Antônio Campos. A presença do gestor afasta as críticas do seus adversários de que ele não teria o apoio do Palácio na disputa.

Lupércio
O deputado estadual e candidato Professor Lupércio (SD) participará de duas agendas nesta terça-feira (4). Ele se reunirá às 9h com correligionários para discutir a estratégia do segundo turno. Ao falar sobre suas expectativas para o segundo turno, Lupércio disse que manteria um "nível elevado", em relação ao adversário, mas frisou que não assumiria uma postura de passividade, se vier a ser ata­cado na campanha. “Va­mos manter o nível, mas a lei de Newton é clara. Para toda ação existe uma reação”, afirmou.

Palácio
Questionado sobre sua presença em Olinda, após a divulgação do resultado no último domingo, o governador Paulo Câmara afirmou que ainda iria se reunir com seu grupo político para definir sua estratégia. Além de Olinda, o gestor terá que definir sua posição no segundo turno da disputa em Jaboatão dos Guararapes e Caruaru.

Nas duas cidades, a avaliação é que será necessário ter a certeza que as candidaturas da deputada estadual Raquel Lyra (PSDB), em Caruaru, e do deputado federal Anderson Ferreira (PR), não estão alinhadas com a oposição.

 

Veja também

Governo decide prorrogar até abril de 2021 presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Meio Ambiente

Governo decide prorrogar até abril de 2021 presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

STF nega maioria das solturas como a obtida por André do Rap
Justiça

STF nega maioria das solturas como a obtida por André do Rap