Após vigília com luau, cochilo e samba, começa preparação para missa

Em clima pacífico, a vigília se estendeu por toda a madrugada deste sábado (7)

São Bernardo do Campo - Era pouco antes da 1h da madrugada quando o samba no carro de som deu lugar aos apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com os gritos de "Lula Livre", "Lula Guerreiro, do Povo Brasileiro" e "Olê, Olê Olá, Lula, Lula!". Mas, por volta de 1h15, os gritos de ordem deram lugar novamente ao samba no carro de som.

Em clima pacífico, a vigília se estendeu por toda a madrugada deste sábado (7).
Às 2h30, era pequena a concentração de apoiadores em frente ao prédio. Boa parte aproveita os espaços disponíveis dentro do edifício para dormir. Mas, logo ao amanhecer, por volta das 6h, apoiadores do ex-presidente que permaneceram acordados durante a madrugada faziam um luau na escadaria do Sindicato dos Metalúrgicos. Outros simpatizantes continuavam dentro do prédio.

Missa
Citando o Instituto Lula, a assessoria do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC confirmou que a missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia vai começar às 9h30, do lado de fora do edifício. Funcionários do sindicato pediram para os simpatizantes do ex-presidente Lula desocuparem os andares do prédio para limpeza e se dirigirem ao térreo.

Leia também:
Cármen Lúcia mantém relatoria de novo recurso de Lula com Fachin
Veja as manifestações de apoio a Lula pelo mundo
Gilmar Mendes diz que pedido de prisão de Lula foi precipitado
Lula: prisão é 'absurdo' e 'sonho de consumo' de Sérgio Moro
Advogado de Lula afirma que a prisão é arbitrária
Ordem de prisão de Lula é a mais rápida entre réus soltos da Lava Jato

Entenda o caso:
Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia foram denunciados pelo Ministério Público Federal, por serem supostamente os verdadeiros donos de um triplex no Guarujá. De acordo com a denúncia, as reformas feitas no imóvel pela construtora OAS eram parte de pagamento de propina da empreiteira, que teria sido favorecida em contratos com a Petrobras. O imóvel teria sido reservado para o ex-presidente, mesmo sem ter havido transferência formal, o que configura tentativa de ocultar o patrimônio (ou lavagem de dinheiro). O valor dos recursos citados chegaria a R$ 2,2 milhões.

Triplex do Guarujá: Justiça diz que Lula e Marisa eram donos; defesa nega

Triplex do Guarujá: Justiça diz que Lula e Marisa eram donos; defesa nega - Foto: Reprodução/PT

Em 12 de julho de 2017, o juiz de primeira instância Sérgio Moro,  da 13ª Vara Federal de Curitiba, condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão. A defesa apelou ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) - em Porto Alegre, segunda instância da Justiça - , mas Lula foi condenado novamente, no dia 24 de janeiro de 2018, e teve a pena aumentada para 12 anos e 1 mês de reclusão

No dia 4 de abril, com o placar final de 6 a 5, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa de Lula na tentava de impedir a execução provisória da pena imposta a partir da confirmação de sua condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Os advogados do ex-presidente sempre negaram as acusações, sustentaram que o julgamento foi político e que houve cerceamento da defesa. No dia seguinte (5 de abril), o juiz Sérgio Moro recebeu um ofício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região informando que já não havia obstáculos legais para o início do cumprimento da pena do petista e emitiu a ordem de prisão em seguida.

Veja também

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC
santa catarina

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia
política

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia