Articulações marcam o pós 1º turno

Para o cientista político e professor da Faculdade Asces, em Caruaru, Vanuccio Pimentel, a tendência dos grupos de Gomes e Lessa seria apoiar Raquel

Cartaz A Forma da àguaCartaz A Forma da àgua - Foto: Reprodução

O dia seguinte, após o término do primeiro turno da eleição para a Prefeitura de Caruaru, que resultou na definição do segundo turno na cidade - a ser disputado pelos deputados estaduais Tony Gel (PMDB) e Raquel Lyra (PSDB) - foi marcado por conversas informais envolvendo os grupos políticos representados por Erick Lessa (PR) e pelo vice-prefeito Jorge Gomes (PSB), derrotados na etapa inicial do processo eleitoral. Com isto, se iniciaram as articulações envolvendo as possíveis alianças e apoios dos candidatos derrotados aos dois postulantes restantes.

Erick Lessa teve um encontro com o ex-senador Douglas Cintra (PTB), um dos principais apoiadores de sua candidatura. Por sua vez, correligionários de Jorge Gomes informaram que ele teria um encontro com o atual prefeito José Queiroz (PDT) e com o deputado federal Wolney Queiroz (PDT). Raquel Lyra e seu pai, João Lyra (PSDB), também passaram o dia em reunião.`

Ao comentar as possíveis alianças no segundo turno, Tony Gel disse acreditar que Jorge Gomes e Erick Lessa declarariam neutralidade. “Creio que haverá uma neutralidade por parte do grupo de José Queiroz e Jorge Gomes, por peculiaridades da política local, e do delegado Erick Lessa. O delegado passou a campanha toda dizendo que Caruaru não poderia ficar com os mesmos grupos por 30 anos. Qualquer escolha que fizer poderá ser ruim para sua imagem”, afirmou.

Para o cientista político e professor da Faculdade Asces, em Caruaru, Vanuccio Pimentel, a tendência dos grupos de Gomes e Lessa seria apoiar Raquel. Ele acredita que apesar do alinhamento de Raquel com o senador Armando Neto (PTB), oposição ao governador Paulo Câmara (PSB), os fatores estaduais não serão de grande peso.

“O possível apoio deles a Raquel seria ruim se seus eleitores cobrassem neutralidade, o que não parece ser o caso. O eleitorado de Jorge se alinha com Raquel e o de Lessa se divide, mas existe o apoio de Douglas Cintra, aliado de Armando. Seria uma grande surpresa caso algum deles apoie Tony Gel. É necessário esperar pelo governador. Mas a conjuntura local se sobrepõe à estadual”, diz.

Veja também

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC
santa catarina

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia
política

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia