Eleições 2020

Barroso apela contra violência política de gênero no 2º turno

Presidente do TSE destacou o aumento no número de crimes contra a vida nas Eleições 2020

Presidente do TSE, ministro Luiz Roberto BarrosoPresidente do TSE, ministro Luiz Roberto Barroso - Foto: Divulgação TSE

“A violência física ou moral contra as mulheres pelo simples fato de serem mulheres é inaceitável. Esse tipo de atitude, esse tipo de comportamento é pior do que machismo; é, na verdade, covardia”. A afirmação é do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, em mensagem divulgada nas redes sociais nesta terça-feira (24), em que faz um balanço do primeiro turno das Eleições Municipais 2020.

Barroso rechaçou a alta taxa de violência por motivação política, especialmente contra mulheres. Neste ano, houve um aumento no número de vereadoras eleitas, no primeiro turno, e temos mais de 50 mulheres candidatas a prefeitas e vice-prefeitas, no segundo turno. “Precisamos de mais mulheres na política e, portanto, precisamos derrotar essa cultura do atraso, da discriminação, do preconceito e das agressões às mulheres. Mais mulheres na política – Elas podem. O Brasil Precisa”, concluiu Barroso citando o slogan da campanha do TSE por mais mulheres nos espaços de poder, protagonizada pela atriz Camila Pitanga.

O ministro destacou ainda que, apesar de os crimes eleitorais, como boca de urna, compra de votos e transporte ilegal de eleitores, terem diminuído neste ano, os crimes contra a vida – como homicídios e tentativas de homicídio -, e contra a liberdade pessoal (ameaças) a candidatos aumentaram. Para ele, a violência é incompatível com a democracia. “É preciso jogar limpo e civilizadamente. E os órgãos de segurança pública estão vigilantes em relação à atuação do crime organizado”, apontou.

Balanço do primeiro turno

No último dia 15 de novembro, 113 milhões de pessoas compareceram às sessões eleitorais para exercer a cidadania. O nível de abstenção – em torno de 23% -, foi considerado baixo pelo ministro Luís Roberto Barroso, tendo em vista que o pleito aconteceu em meio a uma pandemia.

O presidente do TSE lembrou que, apesar do alto nível de restrições e medidas de segurança sanitária, os eleitores observaram as regras de distanciamento social e de higienização. Barroso destacou também a agilidade na divulgação dos resultados das votações, que ocorreu no mesmo dia da eleição.

Veja também

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país
Impeachment

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país

Carreata no Recife pede impeachment de Bolsonaro e vacinação para todos
BLOG DA FOLHA

Carreata no Recife pede impeachment de Bolsonaro e vacinação para todos