Barroso envia denúncia contra Temer para primeira instância

Pedido foi feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em função da perda de foro privilegiado do ex-presidente no STF

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso enviou nesta segunda-feira (4) para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília denúncia apresentada em dezembro do ano passado contra o ex-presidente Michel Temer e mais cinco investigados pelos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

Na mesma decisão, o ministro também decidiu abrir cinco inquéritos para aprofundar as investigações.  A denúncia foi feita no inquérito que investiga o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado em maio de 2007 por Temer.

Na decisão, Barroso seguiu pedido feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ao apresentar a denúncia, Raquel Dodge solicitou que o caso fosse enviado para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília em função da perda de foro privilegiado do ex-presidente no STF, que terminou no dia 1º de janeiro, quando Temer deixou cargou.

Leia também:
Ministro do Turismo diz que revelação de candidatas laranjas é 'denúncia vazia'
'Se for verdadeira, é grave', diz Mourão sobre suposto esquema de ministro do Turismo
Ministro do STF nega pedido de Flávio Bolsonaro e mantém investigação no Rio
Pacote de Moro quer conceituar organizações criminosas e alterar 14 leis


Além de Temer, foram denunciados os empresários Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, sócios da Rodrimar, Carlos Alberto Costa e João Batista Filho, além do ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures.

Após a apresentação da denúncia, o Palácio do Planalto disse que Temer provará sua inocência. A Rodrimar informou que os denunciados ligados à empresa estão afastados e que a companhia pauta sua gestão com base nos padrões de governança corporativa.

Veja também

Presidente da OAB diz que convocará sessão para debater omissões de Bolsonaro na pandemia
POLÍTICA

Presidente da OAB diz que convocará sessão para debater omissões de Bolsonaro na pandemia

Jovem preso em Minas por tuíte sobre Bolsonaro diz que publicação tinha tom de piada
Lei de Segurança nacional

Jovem preso em Minas por tuíte sobre Bolsonaro diz que publicação tinha tom de piada