A-A+

Bento Albuquerque nega alteração em política de preços dos combustíveis

ministro de Minas e Energia disse ter havido um erro de comunicação e que o presidente estava desinformado

Minas e Energia, Bento AlbuquerqueMinas e Energia, Bento Albuquerque - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse nesta terça-feira (16) que não haverá qualquer alteração na política de preços dos combustíveis da Petrobras.
Pouco antes da reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e outros integrantes do governo, Albuquerque participou de um seminário sobre o setor de óleo e gás e foi questionado por jornalistas sobre qualquer alteração.

"Nenhuma", respondeu antes de entrar no carro e seguir para o Palácio do Planalto.
Um pouco mais cedo, ele já havia sido indagado sobre o assunto.

"O mercado é livre e assim continuará sendo até que mude", afirmou.

Leia também:
Posse de ministro de Minas e Energia impulsiona Eletrobras e puxa alta da Bolsa

Na noite de quinta-feira passada (11), Bolsonaro impediu a Petrobras de aumentar em 5,7% o preço do diesel.

A decisão fez as ações da estatal despencarem no dia seguinte e gerou debate sobre a possível volta de uma política de interferências do governo na estatal, como a praticada na gestão de Dilma Rousseff.

Bento Albuquerque disse ter havido um erro de comunicação e que o presidente estava desinformado.

Bolsonaro tomou a decisão sem consultar a equipe econômica e aconselhado pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

"A meu ver, houve um erro de comunicação na apresentação deste índice de 5,74% e, por contingências, eu estava voando para Roraima e, quando pousei em Manaus, é que comecei a receber as informações", disse o ministro.

"Entendo que o presidente não estando informado e não tendo as pessoas para informá-lo exatamente daquilo que estava ocorrendo. Ele pediu esclarecimentos e é isso que nós vamos prestar a ele", afirmou Albuquerque, referindo-se à reunião desta tarde.

Veja também

CPI da Covid aprova convocação do empresário Luciano Hang
Luciano Hang

CPI da Covid aprova convocação do empresário Luciano Hang

Ciro e Doria focam antipetismo para ir ao 2º turno, mas eleitores preferem Lula a Bolsonaro
Datafolha

Ciro e Doria focam antipetismo para ir ao 2º turno, mas eleitores preferem Lula a Bolsonaro