Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE)
Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE)Foto: Roberto Stuckert Filho

Diante do anúncio da fabricante de armas Taurus de que está apta a vender fuzis a cidadãos comuns no Brasil, a partir de decretos de Bolsonaro que autorizam a posse e o porte de armamento no país, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), criticou a medida do governo, nesta terça-feira (21).

"Enquanto o governo mergulha o Brasil num profundo caos econômico, social e político, o capitão reformado só pensa em armar os cidadãos", afirmou o senador, lembrando que a maior parte da população quer a retomada do crescimento do país, e não mais armamento. "São milhares de famílias destruídas por ano com mortes provocadas por armas de fogo. Não é autorizando o povo a ter fuzis e cinco mil munições por ano, sendo 16 mil para quem ter quatro armas, que os problemas serão resolvidos. Isso tudo para quê? É uma guerra? Não será dessa maneira que sairemos dessa calamidade", declarou.

D|e acordo com o parlamentar, a bancada do partido já protocolou um projeto de decreto legislativo para sustar o que ele chama de “ato arbitrário do presidente, que, de forma ilegal, instaurou um Estatuto do Armamento no Brasil”. Para Humberto, é urgente que o Congresso Nacional restaure a legalidade suspendendo medidas que exorbitam as atribuições do Poder Executivo.

“É uma inconsequência. Um disparate. Uma loucura para pagar fatura de campanha a um bando de lunáticos que se sentem num filme de Rambo”, disparou. Ele lembrou que metade dos governadores do país assinou uma carta pedindo a revogação do decreto editado pelo presidente no começo do mês.

O líder do PT no Senado ressaltou que, depois de um sólido trabalho ao longo dos últimos anos, os índices de homicídios começaram a cair em vários estados do país e, justamente agora, Bolsonaro se propõe a inundar o Brasil com armas.

“Certamente, serão traficadas para aparelhar a criminalidade. Além disso, uma briga de trânsito, uma discussão no bar, um bate-boca entre vizinhos, tudo isso pode acabar numa imensa tragédia com essas armas à mão – fora o imenso risco a que as crianças estarão expostas ao viverem sob o mesmo teto onde há armas de fogo”, disse.
O senador avalia que o decreto traz reflexos também para a economia, pois permite a entrada de pessoas armadas nas aeronaves, confrontando políticas de companhias aéreas estrangeiras, que anunciaram que deixarão de operar voos no Brasil por risco à segurança.

“Nem policial entra armado em avião. Ele tem de entregar a arma. Nem tesourinha passa no raio-x. Agora, o presidente quer que as pessoas entrem armadas. Tem lógica isso? O avião vai virar um desfile de pessoas armadas. Não sem quem vai ter coragem de viajar sabendo que tem gente armada”, comentou.

O líder do PT entende que o governo Bolsonaro gasta tempo com "medidas absurdas" e, em cinco meses gestão, "deixou o Brasil no buraco", com desemprego, o maior número de desalentados da história, maior nível de desigualdade de renda de todos os tempos, o PIB revisado pela 12ª vez para baixo e a explosão de preços e da inflação.

“O país está às bordas de uma depressão econômica. Todos os recordes negativos estão sendo batidos por Bolsonaro, e o que ele faz? Se abraça a uma pauta ideológica histérica, que em nada ajuda o Brasil a sair dessa situação. Ao contrário, acelera a nossa ida para o buraco”, criticou.

Após encontro o comando do 19º BPM, vereadora Aline Mariano estará com o secretário João Braga em visita aos quiosques para identificar as fragilidades dos equipamentos
Após encontro o comando do 19º BPM, vereadora Aline Mariano estará com o secretário João Braga em visita aos quiosques para identificar as fragilidades dos equipamentosFoto: Divulgação

Um conjunto de ações já está sendo adotado na tentativa de resolver o impasse da Orla de Boa Viagem. Hoje pela manhã a vereadora Aline Mariano (PP) esteve com o comando do 19º BPM, coronel Alano, a presidente da ABCR Josi Miranda, e proprietários dos quiosques instalados na extensão da praia. A reunião serviu para iniciar as operações que começam com o lançamento do efetivo para atuar exclusivamente na Praia de Boa Viagem.

A vereadora Aline Mariano estará com o secretário João Braga em visita aos quiosques para identificar as fragilidades dos equipamentos. “Vamos andar no local e ver de perto em que condições estão os quiosques. Com esse diagnóstico é possível avaliar melhor o que pode ser feito na requalificação para evitar novos arrombamentos”, afirmou.

O comandante do 19º, coronel Alano, informou que a partir de agora, de segunda à sexta-feira, quatro duplas de policiais vão atuar em quatro pontos da região: Pracinha de Boa Viagem/ Parque Dona Lindu/ Tomé Gibson e Padaria de Boa Viagem. A ideia é que o efetivo garanta maior segurança aos quiosques e frequentadores do cartão postal da cidade.

Duas viaturas ficarão fixas - na feirinha e na Tomé Gibson, e outra ficará volante para atender os chamados nas proximidades da Praia de Boa Viagem. Ainda de acordo com o coronel Alano, aos sábados e domingos o efetivo irá aumentar. “Vamos intensificar com seis duplas de policiais, com duas viaturas volantes e exclusivas para a área”.

Além do efetivo, outras medidas vão ajudar na intensificação da segurança. Todos os policiais estarão dotados de rádios comunicadores que poderão ser usados para informações diretas da central da PM, no momento em que os delitos ocorrerem.

“Recebemos a autorização da Anac e hoje pela manhã já começamos a operar com o Drone (doado pela Associação dos Barraqueiros de Coco)”.

Na semana passada a vereadora Aline Mariano esteve reunida com o secretário de Mobilidade Urbana, João Braga, e a comissão dos permissionários da Orla de Boa Viagem. Também fez discurso na tribuna da Câmara Municipal do Recife e audiências defendendo ações urgentes para resolver a questão da requalificação, melhoria e segurança da orla.

Prefeitura de Jaboatão, (UFPE) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) firmaram parceria
Prefeitura de Jaboatão, (UFPE) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) firmaram parceriaFoto: Divulgação

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) firmou parceria para instalação de equipamentos que alertam, com antecedência de até 12 horas, para a possibilidade de deslizamento de barreiras. As Plataformas de Coleta de Dados (PCDs) serão implantadas em seis áreas consideradas de maior risco previamente mapeadas pela Defesa Civil do município, abrangendo as localidades de Engenho Velho, Sucupira, Cavaleiro, Curado II e Manassu.

A prevenção aos deslizamentos de terra é realizada por meio de pluviômetros, que medem a quantidade de chuva, e sensores de umidade, que calculam a quantidade de água no solo. Geólogo do Cemaden, Daniel Metodiev explicou que o sistema é instalado em tubos que ficam a três metros de profundidade e fazem uma avaliação em um raio de, no mínimo, um quilômetro.

Nesta terça-feira (21), o grupo formado por agentes da Defesa Civil e técnicos da UFPE e Cemaden esteve reunido, no bairro de Piedade, para detalhar como será feita a instalação dos PCDs e o trabalho de monitoramento. Superintendente de Defesa Civil do Jaboatão dos Guararapes, Artur Paiva explicou que o tempo de alerta, de até 12 horas, é importante para que as equipes possam se deslocar ao local da ocorrência e avaliar a necessidade de possíveis intervenções.

“A parceria com o Cemaden e a UFPE é extremamente importante porque nos fornece informações estratégicas antecipadamente sobre os riscos e desastres que podem vir a acontecer. O projeto dos PCDs nos informa que o solo está no ponto de saturação de água e que há possibilidade de movimentos de massa. Assim, nós, da Defesa Civil, poderemos antecipar a prevenção, e, consequentemente, informar à população, com até 12 horas de antecipação, sobre um possível desastre. Esse é o ponto principal do projeto “, afirmou Paiva.

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes realiza constantemente ações preventivas nos locais identificados como áreas de risco. Entre as medidas adotadas, estão a construção de muros de arrimo, limpeza de canaletas, canais e galerias. Além disso, moradores recebem orientações quanto ao plantio de espécies que possam prejudicar encostas, a exemplo de bananeiras, assim como evitar a retirada de barro, prática que pode causar erosão.


A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes realiza constantemente ações preventivas nos locais identificados como áreas de risco

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes realiza constantemente ações preventivas nos locais identificados como áreas de risco - Crédito: Divulgação

Deputado estadual Joel da Harpa (PP)
Deputado estadual Joel da Harpa (PP)Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

Para debater sobre o impacto da reforma da previdência para policiais e bombeiros militares inativos e pensionistas, o deputado estadual Joel da Harpaconvidou a categoria para uma reunião na Assembleia Legislativa de Pernambuco ( Alepe), nesta quarta-feira (22), a partir das 13h30.

"As queixas da categoria cresceram após a Lei Complementar Nº 351, de 16 de fevereiro de 2017 que acabou com a paridade e a integralidade para os inativos e pensionistas. Em outras palavras, desde então eles sofrem sem aumento salarial. Além disso, já está terminando o primeiro semestre e não existem informações sobre mudanças nos salários. Deixando os ativos também queixosos contra o Governo", disse o parlamentar.

Joel decidiu realizar a reunião para ouvir a categoria e elaborar uma pauta de reivindicações atualizada ao Governo do Estado e demais órgãos competentes. Além de repassar informações atualizadas sobre temas diversos, incluindo sua atuação parlamentar.

Secretaria de Saúde de Pernambuco assina convênio com Laboratório para oferecer exames de ressonâncias e tomografias dentro do município, sem necessidade de deslocamento até o Recife
Secretaria de Saúde de Pernambuco assina convênio com Laboratório para oferecer exames de ressonâncias e tomografias dentro do município, sem necessidade de deslocamento até o RecifeFoto: Pedro Batista / FC

Um convênio firmado entre Secretaria de Saúde de Pernambuco e o laboratório Boris Berenstein, na manhã desta terça-feira (21)garantirá exames laboratoriais na rede pública de saúde do município do Cabo de Santo Agostinho. Com a parceria, articulada pela deputada estadual Fabíola Cabral (PP), os cabenses agora contarão com o suporte do laboratório para exames no próprio município, sem precisar se deslocar até o Recife.

“Estou muito satisfeita em acompanhar a concretização dessas assinaturas. Trabalhamos juntos para que o convênio se tornasse realidade e vamos seguir trabalhando para melhorar o atendimento à população”, disse a deputada. O Cabo de Santo Agostinho passa a contar com o suporte da unidade do laboratório para realização de exames de Tomografia e Ressonância.

“A expectativa é de elevar bastante o número de exames. Temos estimativas de triplicar os atendimentos e diminuir a demora na realização dos procedimentos. Inclusive, a partir desse convênio, estamos vendo a possibilidade de um mutirão para minimizar, ao máximo, as filas”, explicou o secretário de saúde municipal, Dr. Zé Carlos. Entre os benefícios levantados pela deputada e o secretário, estão o serviço de elevado padrão reconhecido pela sua eficácia e eficiência que será levado à população, e a comodidade. Além disso, certamente, haverá um aumento efetivo no número de funcionários da Unidade do Boris do Cabo.

Após a assinatura desse contrato, o início do atendimento para tomografias e ressonâncias no Boris Berenstein do Cabo, é imediato. O fluxo para o acesso a esses procedimentos continua o mesmo: os pacientes se dirigirem a um Hospital do município. A partir daí, uma vez o médico solicitando os exames, ele vai fazer o agendamento através da Unidade de Saúde onde o paciente foi atendido. Em seguida, a Unidade repassa a solicitação para o setor de marcação de exames na Secretaria Municipal de Saúde, que tem alinhamento direto com a Secretaria Estadual de Saúde e vai, prioritariamente, agendar o exame para unidade do Boris do Cabo.

Na assinatura, no gabinete da Secretaria de Saúde, estavam presentes o secretário de saúde de Pernambuco, André Longo, o secretário do Cabo, Dr. José Carlos, o prefeito em exercício, Keko do Armazém e o próprio Boris Berenstein.

Em Capoeiras, governador Paulo Câmara (PSB) visitou os polos de atividades e conversou com alunos e gestores da rede
Em Capoeiras, governador Paulo Câmara (PSB) visitou os polos de atividades e conversou com alunos e gestores da redeFoto: Hélia Scheppa/PSB

Em mais uma edição da Caravana da Educação e Pactuação de Metas 2019, o governador Paulo Câmara (PSB) esteve no interior do Estado, na manhã desta terça-feira (21). O movimento, que aportou no município de Capoeiras, reuniu toda a comunidade escolar da Gerência Regional de Educação (GRE) Agreste Meridional. A ação envolve música, dança, atividades esportivas e um circuito de atividades pedagógicas, com o objetivo de estimular cada vez mais o protagonismo dos jovens pernambucanos.

“Mesmo no momento de dificuldade e de tanta confusão no Brasil a gente não pode deixar de investir na Educação, porque a mudança só acontece se a gente investir no futuro dos nossos jovens. E eu não tenho dúvida que a gente vai ter uma nova geração de pernambucanos muito mais preparados para o futuro desafiador do que gerações passadas, graças a esse trabalho e esse olhar que nós temos priorizado nos últimos anos. Hoje, nós viemos pedir mais uma vez o apoio de todos que fazem a educação em Pernambuco, que nunca nos faltaram e, ao mesmo tempo, agradecer justamente por essa trajetória", reforçou o governador.

A iniciativa, que em 2018 mobilizou mais de 20 mil estudantes da rede, já passou pelas cidades do Recife, Igarassu, Cabo de Santo Agostinho, Bezerros, Nazaré da Mata e Belo Jardim. Nesta edição, o movimento se concentrou na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Pela manhã, alunos de diversas escolas da GRE Agreste Meridional realizaram apresentações de dança com um mix da cultura popular, envolvendo frevo, xaxado e ciranda, além de algumas bandas.

Paralelamente às ações do Polo Cultural, acontece uma das atividades mais importantes do calendário anual da Secretaria de Educação e Esportes: a reunião de Pactuação de Metas. Além de discutir as estratégias e prioridades para o ano, o encontro permite também o aprimoramento das metas que contribuem para os avanços da educação em Pernambuco. A iniciativa reuniu todos os 48 gestores escolares da GRE Agreste Meridional.

O secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, destacou a importância e o simbolismo da escolha da EREM na recepção desta edição da Caravana. "Essa escola foi um dos primeiros prédios inaugurados pelo governador, e hoje a gente torna a visitá-la em seu pleno funcionamento, com mais de 800 estudantes. Uma escola viva e com bons resultados. Com certeza é uma situação que nos deixa muito contentes", frisou.

Polo esportivo – À tarde, a EREM Nossa Senhora do Perpétuo Socorro acolheu o Polo Esportivo. Entre as atividades recreativas previstas na programação estão futsal, judô, badminton, zumba, dominó, dama, pega vareta, jogo da velha e xadrez. A escola ainda será presenteada com kits esportivos e receberá a visita de Adriana Salazar, ex-nadadora e primeira pernambucana a participar de uma Olimpíada.

Participaram do evento também os deputados estaduais Sivaldo Albino e Paulo Dutra; o secretário executivo da Casa Civil José Maurício, o secretário executivo da Educação João Charamba, os prefeitos Débora prefeita (São Bento do Una), Luiz Aroldo (Águas Belas), Beta Cadengue (Brejão), Armando Duarte (Caetés), Expedito Nogueira (Calçado), Ednaldo Peixoto (Jucati), Douglas Duarte (Angelim), Arquimedes Valença (Buíque), Tonho de Lula (Iati), Marcelo Neves (Palmeirina), Matheus Calado (Terezinha), entre outras autoridades da região.

Luciano Siqueira
Luciano SiqueiraFoto: Reprodução/Facebook

Por Luciano Siqueira

As manifestações do último dia 15 em defesa do sistema educacional público, que aconteceram em mais de duzentas cidades, pela sua dimensão e capilaridade lembram o movimento pelas diretas já, em 1984, quando ganhou impulso e se espraiou até em regiões interioranas mais longínquas.

Ali ficava evidente a dimensão do movimento, que correspondia aos estertores da ditadura militar.

Agora, a pouco mais de quatro meses do governo de extrema direita, a bandeira da educação, tal como a da Previdência pública, tem o dom de sensibilizar milhões de brasileiros e ao mesmo tempo ferir pilares da agenda ultraliberal que o governo quer impor.

A mobilização prevista para o próximo dia 30 e a greve geral convocada pelas centrais sindicais para 14 de junho, ainda que as categorias laborais não tenham a mesma liberdade de ação que têm professores e estudantes — sobretudo em ambiente de recessão econômica e de restrição do emprego —, podem ganhar também dimensão ampla.

Estamos ainda no começo de tudo.

O governo Bolsonaro, mesmo em desgastante queda livre nos índices de aprovação, toca sua tresloucada agenda de factóides numa correlação de forças que ainda não se inverteu.

Levará tempo para que isso aconteça. Depende de muitos fatores — e a tomada de consciência opositora é uma experiência coletiva alimentada pela realidade concreta e pela disputa de narrativas, onde a grande mídia cumpre um papel destacado, mesmo com a expansão da influência das redes sociais.

A oposição se beneficia da desastrosa operação política do governo, que dispõe de maioria numérica no parlamento, mas não consegue formar sua base de apoio; e divide a grande mídia (sintonizada com a agenda econômica) tratando como alvos a Rede Globo e a Folha de S. Paulo.

Mas, de outra parte, a dispersão de forças no campo oposicionista ainda se põe como um obstáculo a transpor.

A palavra de ordem "Lula livre" é justa, mas não se presta a uma unidade mais ampla.

O cerne do movimento — para que seja amplo e plural e, por consequência, forte — está na defesa da democracia em íntima articulação com a educação pública e a Previdência.

Como ocorreu nas manifestações de ontem.

Oxalá esse toque de objetividade e de amplitude também se manifeste na greve geral de junho.

Esta é a senda aberta.

Acesse e se inscreva no canal ‘Luciano Siqueira opina’, no YouTube http://goo.gl/6sWRPX

Miguel Coelho em entrevista à Rádio Folha FM 96,7
Miguel Coelho em entrevista à Rádio Folha FM 96,7Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido) comentou como estão os preparativos para a visita que o presidente Jair Bolsonaro fará ao seu município, na próxima sexta-feira (24). Segundo oprefeito, Bolsonaro cumprirá agenda no Recife, pela manhã, onde participa de uma reunião do conselho deliberativo da Sudene, e segue para Petrolina, onde inaugura, no período da tarde, o primeiro conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida de sua gestão, além de anunciar uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal na fruticultura irrigada da região do Vale do São Francisco. "Isso reverbera em Petrolia porque gera emprego e aumenta nossa balança comercia de exportação", avaliou Miguel. Após o anúncio, o presidente deve visitar uma fazenda para conhecer a produção local.

Para Miguel Coelho, a agenda em Pernambuco é mais do que um gesto a seu pai, o líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB). "É uma sinalização e uma deferência que o presidente Bolsonaro faz com seu líder de governo mas também queremos mostrar ao presidente que o Nordeste não é contra ele como algumas pessoas gostam de falar. Ele teve voto no nordesrte, independente se ganhou ou perdeu na região, ele foi votado, o nordeste faz parte do Brasil e ele é presidente", frisou.

O prefeito exaltou a aliança com o presidente da República e disse o que espera apresentar a Bolsonaro em sua visita. "Em Petrolina ele tem apoio, tem aliado e ele vai ver uma cidade que gera emprego, que gera renda e que a forçapolitica, quando bem aplicada, faz uma cidade prosperar", disse.

Além de acompanhar Bolsonaro na agenda em petrolina, o prefeito garante que levará até ele outros outras demandas do município. "Temos muitos pleitos, até porque somos aliados. Eu estou com umas três folhas de pedidos aqui", brincou o gestor municipal.

Confira a entrevista, na íntegra:

Paulo Câmara (PSB) e outros 13 governadores do Nordeste, Norte e DF assinaram o documento.
Paulo Câmara (PSB) e outros 13 governadores do Nordeste, Norte e DF assinaram o documento.Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

Para se posicionar contra a flexibilização da atual legislação de controle de armas e munições em razão do decreto presidencial n. 9.785 (07 de maio de 2019), o governador Paulo Câmara (PSB) e outros 13 gestores estaduais do Nordeste, Norte, Sudeste e do Distrito Federal enviaram uma carta aos três poderes da República. Os governadores se dizem preocupados com as consequências que o decreto pode ter na segurança pública do país.

"Sabemos que a violência e a insegurança afetam grande parte da população de nossos estados e que representam um dos maiores obstáculos ao desenvolvimento humano e econômico do Brasil. Nesse contexto, a grande disponibilidade de armas de fogo e munições que são usadas de maneira ilícita representa um enorme desafio para a segurança pública do país e é preciso enfrentá-lo", diz um trecho do documento.

A carta foi assinada pelos governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Flávio Dino (Maranhão), Wellington Dias (Piauí), Camilo Santana (Ceará), João Azevedo (Paraíba), Renato Casagrande (Espírito Santo), Rui Costa (Bahia), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Renan Filho (Alagoas), belivaldo Chagas (Sergipe), Waldez Góes (Amapá), Mauro Carlesse (Tocantins) e Helder Barbalho (Pará).

Confira a carta, na íntegra:
https://docdro.id/JxGjBku

*Com informações de Luiza Alencar, da editoria de Política.

Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE)
Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE)Foto: Divulgação

O "Controladoria em Ação", mais novo projeto da Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE) inicia nesta quarta-feira (22), das 9h às 15h30, envolvendo servidores da Ouvidoria-Geral do Estado (OGE/SCGE) e de outros setores da pasta. Eles estarão na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Professor Alfredo Freyre, no bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife para ministrar duas palestras, envolvendo cerca de 200 participantes, entre estudantes, professores e gestores escolar.

Nesse primeiro momento, seis escolas foram escolhidas para receber a iniciativa, que promoverá debates sobre controle social, cidadania, acesso à informação, ouvidoria, transparência pública, entre outros temas. “A proposta é aproximar todos os cidadãos da administração pública estadual por meio, principalmente, da ouvidoria ativa e do fomento ao controle social”, frisa a secretária da SCGE e ouvidora-geral do Estado, Érika Lacet.

Durante o encontro na EREM Professor Alfredo Freyre, serão proferidas palestras sobre “Cidadania e combate à corrupção”, tema a ser apresentado pelas servidoras Luciana Silva e Isis Andrade, da Coordenadoria de Atendimento ao Cidadão, vinculada à Diretoria da Ouvidoria-Geral (DOGE/SCGE); e “Controle da merenda escolar terceirizada”, que será abordado por Karlos Aragão, chefe da Unidade de Promoção da Qualidade do Gasto da SCGE.

A diretora da DOGE, Zélia Correia, destaca que na unidade também serão feitos registros de manifestações de ouvidoria. Em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e Esportes (SEE), o Controladoria em Ação será levado, até o mês de setembro, para outras cinco escolas da rede, instaladas no Recife e Região Metropolitana. Confira o cronograma do projeto neste período:

Agenda:
Dia 22/05 - EREM Professor Alfredo Freyre (Água Fria/Recife)
Dia 04/06 - EREM Professor Trajano de Mendonça (Jardim São Paulo/Recife)
Dia 11/06 - ERE Aderico Alves de Vasconcelos (Centro/Goiana)
Dia 08/08 - ETE Governador Eduardo Campos (Centro/São Lourenço da Mata)
Dia 14/08 - ETE Jurandir Bezerra Lins (Centro/Igarassu)
Dia 10/09 - EREM Edson Moury Fernandes (Muribeca/Jaboatão dos Guararapes)

comece o dia bem informado: