Foram encontrados 120 resultados para "Dezembro 2019":

O Atitude foi reconhecido, em nível mundial, como iniciativas promissoras para redução de danos e riscos a usuários de drogas
O Atitude foi reconhecido, em nível mundial, como iniciativas promissoras para redução de danos e riscos a usuários de drogasFoto: Divulgação

Programa de Atenção Integral aos Usuários de Drogas e seus familiares, o Programa Atitude vive um dos seus melhores momentos da sua história. O Atitude foi reconhecido, em nível mundial, como iniciativas promissoras para redução de danos e riscos a usuários de drogas. É o único citado no Brasil e na América Latina, de acordo com o livro Limites da Correria – Redução de danos para usuários de drogas estimulantes", publicado pelo governo da Alemanha, por meio da Parceria Global em Política de Drogas e Desenvolvimento, em conjunto com a Organização Mainline, e com o trabalho financiado pela Open Society Foundation (OSF).

Na manhã desta segunda-feira (dia 9), um dos serviços do Atitude, o Centro de Acolhimento Intensivo – Mulher, recebeu a visita de profissionais e técnicos que trabalham em serviços semelhantes em outros países, como África do Sul e Uruguai, além de profissionais de outros estados do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Rio Grande do Sul. Os convidados foram recebidos por representantes da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, pela coordenadora do Atitude, Malu Freire, pelos profissionais que trabalham no Intensivo Mulher, além das usuárias e seus filhos que estão acolhidas do espaço.

Os convidados foram unânimes em ressaltar a qualidade do serviço. A coordenadora da TB/HIV na África do Sul, Julie Mac Donnell, ficou impressionada com o serviço prestado pelo Estado. “Esse acolhimento fortalece o espírito de família”, disse. No Intensivo Mulher, as usuárias acolhidas (trans ou cisgênro) podem levar a família ou serem ingressarem mesmo em gestação.

O Atitude existe desde 2011 e, desde 2016, registra contínuo crescimento no número de pessoas acolhidas. O número é superado ano a ano. Um serviço que, em 2011, em seu primeiro ano de funcionamento, atendeu 537 pessoas. No ano seguinte, em 2012, os atendimentos foram multiplicados e 2.481 pessoas acolhidas. A partir de 2016, os números são de progressão contínua. Em 2019, vamos superar mais uma vez o número de atendimentos. São mais de 24 mil usuários atendidos ao longo desta história de enfrentamento a um fenômeno social.

O empenho do Governo de Pernambuco também pode ser verificado na ampliação dos atendimentos prestados aos usuários. O Atitude busca, recebe, acolhe, protege e apoia os usuários de crack e outras drogas. Além do recebimento, faz encaminhamentos para a rede SUS, SUAS, atividades de qualificação profissional, educacional, reaproximação dos vínculos com a família e a comunidade e várias outras ações. Os números confirmam o apoio à superação individual de cada um dos usuários do Atitude.

O Programa Atitude teve o maior orçamento da sua história, em 2019. Esse compromisso é mais significativo ao lembrarmos que os orçamentos de diferentes serviços públicos sofreram algum tipo de retração, no passado. No entanto, o orçamento do Atitude foi recomposto e ampliado. O Atitude também foi capaz de superar um momento difícil que atingiu todos entes federativos em diferentes escalas. Os números comprovam o compromisso do Governo de Pernambuco com o Programa Atitude.

INVESTIMENTO DO PROGRAMA ATITUDE
ANO 2015 R$ 17.660.326,48
ANO 2016 R$ 11.634.526,31
ANO 2017 R$ 15.224.658,04
ANO 2018 R$ 17.900.000,00
ANO 2019 R$ 21.100.000,00

SUPERAÇÃO – Reconhecimento por pesquisadores internacionais, os registros de ampliação de usuários atendidos, as ofertas de mais serviços e a recomposição dos orçamentos mostram diferentes tipos de superação. No entanto, a mais importante é a superação pessoal. Gente como as mulheres do Intensivo ou o zelador Lázaro Silva. “A droga é difícil, mas o programa ajuda muito”, depõe. “Eles me apoiaram, ajudaram a conseguir um trabalho. O Atitude é muito bom”, afirma. Lázaro foi atendido no serviço do Cabo de Santo Agostinho e, atualmente, é zelador de uma galeria de lojas em Jaboatão dos Guararapes.

As histórias pessoais e a política de prevenção à violência e às drogas que mantém o Atitude. O programa trabalha no acolhimento, apoio e reinserção do usuário de drogas – sempre com a perspectiva do Pacto pela Vida. Os dados do Pacto pela Vida oferecem a leitura de que parte dos crimes violentos letais intencionais (CVLI) tem relação com o tráfico de drogas. Os crimes violentos contra o patrimônio (CVP), em particular os furtos de pequeno valor, são relacionados à dívida de usuários de drogas. Ao oferecer um programa de redução de danos pessoais e riscos sociais, o Atitude oferece sua parcela de contribuição com o esforço da Estado em dar mais segurança para a sociedade.

O PROGRAMA
Programa de Atenção Integral aos Usuários de Drogas e seus familiares, o Programa Atitude é coordenado pela Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas (SPVD), por meio da Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas (SEPOD). Proporciona atendimento aos usuários de crack, álcool e outras drogas, com grande exposição à violência; estendida a atenção também aos familiares.

O programa oferece cuidados de higiene, alimentação, descanso, atendimento psicossocial, entre outros, com encaminhamentos direcionados para o Sistema Único de Saúde (SUS), para o Sistema Único Socioassistencial (SUAS) e demais políticas setoriais.

Com foco na redução dos riscos e danos individual, social e comunitário, o Programa Atitude tem o objetivo de acolher e garantir proteção integral aos usuários e seus familiares. É parte das estratégias de redução da violência do Plano de Segurança Pública Pacto Pela Vida (PPV).

Os núcleos do Programa Atitude funcionam, com atendimento regionalizado, nos municípios do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Caruaru. Os serviços são desenvolvidos através de equipes interdisciplinares com profissionais das áreas de psicologia, serviço social e enfermagem; educadores sociais e oficineiros.

São quatro, as modalidades do Atitude:

• Atitude nas Ruas - Objetiva a intervenção psicossocial e socioassistencial junto aos usuários de drogas, em especial àqueles em situação de risco e grande vulnerabilidade à violência. Atua de forma itinerante em espaços não convencionais (praças, escolas, bares, ruas e comunidades). Equipe composta por psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros realiza o atendimento nas principais comunidades da região.

• Centro de Acolhimento e Apoio - Consiste na categoria de casa de passagem, com funcionamento 24 horas. É um espaço de acolhimento aos usuários de drogas e seus familiares.

• Centro de Acolhimento Intensivo - É um espaço de proteção integral intensivo para usuários de drogas com vínculos familiares e comunitários rompidos, cujo tempo de cuidado é, em média, de seis meses, de acordo com o perfil do usuário. Funciona 24 horas por dia.

• Aluguel Social - Benefício eventual que disponibiliza uma moradia alugada ou acolhimento em repúblicas.

Plenário da Alepe
Plenário da AlepeFoto: Henrique Genecy/ Folha de Pernambuco

A nacionalização do debate político esteve presente, nesta segunda-feira (9), durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A polarização dos campos políticos divergentes tomou conta do plenário após a apresentação de dois requerimentos de autoria do deputado Alberto Feitosa (SD), que pedia Votos de Aplauso para o presidente Jair Bolsonaro. As propostas foram aprovadas pela maioria dos deputados estaduais.

O Requerimento nº 1603/2019, cuja discussão foi encerrada na última quinta (5), exalta a Medida Provisória nº 907, que transforma a Embratur de Instituto Brasileiro de Turismo para Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, além de manter benefícios fiscais para o segmento. Já o Requerimento nº 1613/2019 faz alusão à destinação de 280 viaturas para as guardas municipais de 68 cidades pernambucanas.

As duas proposições receberam pedidos – feitos, respectivamente, pelas deputadas Teresa Leitão (PT) e Jô Cavalcanti, do mandato coletivo Juntas (PSOL) – para que fossem votadas separadamente das demais. Além delas, votaram contra ambas os deputados João Paulo (PCdoB), José Queiroz (PDT), Simone Santana (PSB), Dulcicleide Amorim (PT), Fabíola Cabral (PP), Isaltino Nascimento (PSB), Waldemar Borges (PSB), Sivaldo Albino (PSB) e Professor Paulo Dutra (PSB). A deputada Delegada Gleide Ângelo (PSB), que votou contra o Requerimento 1603, não estava presente na votação do 1613. Já Roberta Arraes (PSB) votou contra o primeiro e a favor do segundo.

Um gesto do deputado Joel da Harpa (PP) causou certa irritação na deputada Teresa Leitão (PT). O parlamentar gesticulou simbolizando uma arma de fogo com as mãos, o que foi marca registrada da campanha exitosa do presidente da República Jair Bolsonaro.

'Não sei o que tem de bonito e engraçado em louvar um presidente da República que faz do ódio, do armamento, do assassinato, do feminicídio, do genocídio de índios e negros coisas de menos importância. Esta Casa está contaminada pela polarização que existe na sociedade. Eu nunca vi semelhante disputa ideológica como a que se está querendo colocar agora', assinalou.

Por outro lado, Joel da Harpa rebateu: ‘Respeito as posições ideológicas da deputada, e é preciso que ela tenha respeito às pessoas que pensam diferente dela. O que falo ou o sinal que faço é um direito meu, como representante do povo de Pernambuco’, pontuou.

Senador Fernando Bezerra Coelho ao lado do ministro Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto
Senador Fernando Bezerra Coelho ao lado do ministro Desenvolvimento Regional Gustavo CanutoFoto: Divulgação

Petrolina – O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) anunciou que os recursos para a conclusão da área sul do Projeto Pontal estão assegurados no Orçamento da União de 2020. Durante visita do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, a Petrolina nesta segunda-feira (9), o senador disse que a conclusão do projeto é prioridade. Para isso, R$ 40 milhões já estão garantidos no ano que vem.

“A nossa luta e o nosso sonho é viabilizar a licitação da área norte do Projeto Pontal, que é algo em torno de R$ 250 milhões. Até o final do março, quero a autorização do Governo Federal para a licitação das obras civis, de modo a concluir a parte norte até o final de 2022”, disse FBC.

Segundo ele, no total, o Projeto Pontal totaliza 7,8 mil hectares de área destinada à irrigação. “Isso equivale, em um número conservador, a 20 mil empregos diretos em Petrolina e região”, acrescentou.

Fernando Bezerra Coelho destacou o compromisso do Ministério do Desenvolvimento Regional com a irrigação. “Tenho certeza que o ministro Canuto vai concluir o Projeto Pontal de cabo a rabo. E eu quero ter a alegria, como senador de Pernambuco, de poder, lá para março ou abril, entregar a ordem de serviço para as obras do Pontal Norte.”

O senador afirmou ainda que o deputado federal Fernando Filho (DEM-PE) acertou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a votação de requerimento de urgência para o projeto de lei que altera o nome do Projeto Pontal para Projeto de Irrigação Deputado Osvaldo Coelho. De autoria de FBC, o projeto já foi aprovado pelo Senado e tramita agora na Câmara dos Deputados.

Socioeducandos são atendidos em unidades de internação e de semiliberdade
Socioeducandos são atendidos em unidades de internação e de semiliberdadeFoto: Arquivo/Funase

Nestas terça (10) e quarta (11), 130 adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em Pernambuco farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL). A avaliação será aplicada em nove das 11 unidades de internação e em sete das oito Casas de Semiliberdade (Casem) administradas pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) em todo o Estado. No Brasil, segundo o Ministério da Educação (MEC), responsável pelo Enem, há mais de 46 mil internos inscritos para fazer as provas, que, assim como para os alunos regulares, viabilizam o acesso ao ensino superior.

O maior número de jovens privados de liberdade participantes do Enem está no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. São, ao todo, 36 socioeducandos inscritos. Esse número se explica pelo fato de a unidade socioeducativa atender jovens a partir dos 17 anos e seis meses, faixa etária em processo de conclusão do Ensino Médio e, portanto, público-alvo do Enem. A Casem Casa Amarela, no Recife, que atende público em idade semelhante, também é a que tem o maior número de inscritos no Enem, considerando o regime de semiliberdade: serão 14 adolescentes participantes.

O jovem R.B.S., de 20 anos, cumpre medida de internação há dois anos e sete meses no Case Cabo de Santo Agostinho. Será a segunda vez em que ele tenta uma nota suficiente no Enem para obter boa classificação em programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Universidade para Todos (ProUni), que dão acesso a instituições de ensino superior públicas e particulares. “Quero tentar Engenharia Mecânica. Sei que é difícil, mas estudei um pouco mais neste ano e acredito que pode dar certo”, afirma.

A presidente da Funase, Nadja Alencar, explica que indicadores da instituição têm apontado uma participação mais efetiva dos socioeducandos em exames certificadores. “Tivemos, em 2019, número recorde de participantes no Supletivo, que é da Secretaria de Educação do Estado, e no Encceja, que é promovido pelo MEC. No Enem, mantivemos praticamente o mesmo número de inscritos de 2018, mesmo tendo recebido um quantitativo menor de adolescentes em nossas unidades nos últimos meses. Isso mostra o esforço que tem sido posto em prática pelos professores que atuam nas escolas em funcionamento na Funase e pelos pedagogos da nossa instituição para corrigir distorções idade-série e oferecer chances reais de inserção no ensino superior”, define.

Nesta terça, serão aplicadas uma redação e as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Os estudantes terão cinco horas e meia para escrever o texto e resolver as 90 questões. Já na quarta-feira, serão cinco horas de provas, com mais 90 questões de Matemática e Suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

“Ao longo do ano, os adolescentes receberam apoio por meio de aulões e ações integradas nas escolas que funcionam nas unidades de internação. Temos expectativas de bons resultados”, avalia a coordenadora do Eixo Educação da Funase, Sônia Melo.

Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista, visitou com o deputado estadual Diogo Moraes visitaram o canteiro de obras da duplicação da BR-104
Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista, visitou com o deputado estadual Diogo Moraes visitaram o canteiro de obras da duplicação da BR-104Foto: Ascom

Na última semana, o deputado estadual Diogo Moraes cumpriu extensa agenda em Santa Cruz do Capibaribe ao lado da secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista. Na programação, visita ao canteiro de obras da duplicação da BR-104, no trecho da PE-160, no distrito de Pão de Açúcar.

Também estiveram na Ponte Velha, local que será reestruturado pelo Governo de Pernambuco e terá seu acesso recapeado até o trevo. Acompanhados de prefeitos, vereadores e lideranças da região, também visitaram a Estação Elevatória de Esgoto, onde acompanharam os trabalhos do Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Cruz, a Estação de Tratamento de Esgoto, no bairro do Oscarzão e as obras da Adutora do Alto Capibaribe.

Ao lado da secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, Fernandha Batista, Diogo se reuniu com representantes do DER e os prefeitos Ivanildo Lero, de Taquaritinga do Norte e Edilson Tavares, de Toritama, para acompanhar o desenvolvimento da obra da BR-104. “Os trabalhos seguem em ritmo acelerado no trecho que vai de Pão de Açúcar, distrito de Taquaritinga do Norte, ao município de Caruaru. A via deve ser concluída no próximo ano e irá contribuir bastante com o desenvolvimento do Polo de Confecções. Seguimos buscando mais desenvolvimento para o interior do nosso Estado”, afirmou Moraes. Além da secretária Fernandha Batista, o diretor de engenharia do Departamento de Estradas e Rodagem, Elmano Moraes, também acompanhou a vistoria.

O grupo também vistoriou o trecho da PE-160, no distrito de Pão de Açúcar. “Aproveitamos a oportunidade para conversamos sobre as demandas da população com a secretária Fernandha Batista. Em pauta, o viaduto do trevo e a sinalização da via”, sinalizou Diogo. Aproveitando a circulada na região, a secretaria participou de uma rodada de entrevistas no programa Cidade em Foco, com apresentação de Alberes Xavier e do Rádio Debate, na rádio Polo FM.

Diogo Moraes e Fernandha Batista visitaram ainda as obras do Sistema de Esgotamento Sanitário e a segunda frente de trabalho das obras da Adutora do Alto Capibaribe. A secretária destacou o trabalho que vem desenvolvendo na secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos e ressaltou a luta do deputado Diogo Moraes nas obras que estão acontecendo em Santa Cruz do Capibaribe e região. “A gente vem atuando com muita determinação e com muito empenho. É um desafio que encaramos com a maior responsabilidade possível. É um investimento muito grande, só na parte de água, é de quase um bilhão de reais e na parte de estradas, é de quase 150 milhões por ano. Então, é com muita responsabilidade que a gente vem trabalhando”, pontuou.

O grupo também vistoriou o trecho da PE-160, no distrito de Pão de Açúcar

O grupo também vistoriou o trecho da PE-160, no distrito de Pão de Açúcar - Crédito: Ascom

As vereadoras Goretti Queiroz (E) e Aline Mariano (C) foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima (D))
As vereadoras Goretti Queiroz (E) e Aline Mariano (C) foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima (D))Foto: Divulgação

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal do Recife (CMR) tem reforçado a importância das políticas públicas voltadas ao gênero. Na semana passada, as vereadoras Aline Mariano (presidente da Comissão) e Goretti Queiroz visitaram o Centro da Mulher Metropolitana Júlia Santiago, no bairro da Brasília Teimosa.

A ideia tem sido discutir as ações realizadas em prol do empoderamento e do protagonismo feminino, bem como fiscalizar os serviços de atendimento no Recife. “É muito importante estarmos alinhadas às ações que vem sendo feitas no município. Precisamos conhecer a realidade do serviço que é prestado à mulher, como tem sido essa demanda, o que está sendo oferecido e como está a rede de atendimento”, explicou Aline Mariano.

As vereadoras foram recebidas pela coordenadora do Centro, Fernanda Lima. Ela informou que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade, bem como de toda a RPA6 e outras regiões, através de um atendimento psicossocial. “Temos uma equipe multidisciplinar para o atendimento. Uma média de duas mulheres são atendidas no centro, por dia. Também oferecemos oficinas, palestras e capacitações”. Fernanda Lamentou não ter hoje atendimento jurídico na unidade.

Porém, disse que a demanda é encaminhada para unidades como o Clarice Lispector.
Inicialmente voltado a mulheres adultas, hoje o Centro Júlia Santiago tem trabalhado também com jovens, por meio do projeto Empodera – Hoje Menina, Amanhã Mulher, que capacita meninas em questão de gênero, saúde e habilidades para a vida na primeira fase. O projeto inclui também a participação de meninos e é executado pela Secretaria da Mulher do Recife, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF.

Representantes da Comissão da CMR estiveram na Alepe, em setembro, numa reunião com as deputadas que formam a Comissão da Mulher do Estado. Em outubro, visitaram o Centro Clarice Lispector. A pauta continua até o final do ano, quando o grupo pretende visitar outras unidades da Mulher. Ao final, será feito um relatório para ser entregue à gestão municipal.

Fernanda Lima informou para a vereadora Aline Mariano que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade

Fernanda Lima informou para a vereadora Aline Mariano que a unidade vem prestando um importante serviço para as mulheres da comunidade - Crédito: Divulgação

Governador Paulo Câmara quer mais transparência nos contratos assinados entre o Estado e as empresas
Governador Paulo Câmara quer mais transparência nos contratos assinados entre o Estado e as empresasFoto: Ed Machado/ Folha de Pernambuco

Em celebração ao Dia Nacional de Combate à Corrupção, o governador Paulo Câmara (PSB) sancionou uma lei na tarde desta segunda-feira (9) que implica na obrigatoriedade de implantação de um programa de integridade por empresas que contratarem os serviços do Estado. A sanção foi assinada durante o I Seminário Estadual de Combate à Corrupção promovido no auditório do Centro Cultural Cais do Sertão, no Bairro do Recife.

O objetivo da lei é implantar um conjunto de medidas e procedimentos internos que culminem na introdução de princípios éticos, ações de fiscalização e fomento à denúncia de irregularidades na administração dos recursos públicos por parte da iniciativa privada.

De acordo com a secretária da Controladoria-Geral do Estado, Érica Lacet, a partir dessa iniciativa haverá uma maior transparência nas ações, com menos gastos e mais eficiência. “Os recursos serão melhores distribuídos, e com as ações de fiscalização será possível evitar com maior eficiência fraudes em licitações, desvios éticos, e suborno”, pontuou.

O governo visa a curto prazo capacitar o maior número de empresas em 2020 para que em 2021 o programa dê inicio à primeira de suas três etapas. A primeira etapa consiste em novas contratações de obras, serviços de engenharia, e contratos de gestão celebrados com a administração pública em valores iguais ou superior a dez milhões.
Em 2023, esse valor cai para cinco milhões. Na última etapa do programa, que inclui contratos administrativos de maneira geral, o valor retorna para igual ou superior a dez milhões.

Segundo Paulo Câmara, essa maior transparência só tende a trazer benefícios para o Estado. “O controle é importante e necessário, mas além do controle, é essencial acompanhar a eficiência e verificar se os recursos estão sendo bem aplicados”, declarou. “Com a lei iremos prevenir atitudes erradas e punir com muito mais facilidade quem insiste em praticar atitudes contra o Estado”, completou o governador.

As empresas que descumprirem as obrigações e os prazos previstos serão punidas desde aplicação de multas à rescisão unilateral do contrato por parte do contratante. Em último caso, poderá ocorrer a impossibilidade de licitar e contratar os serviços da Administração Pública Estadual.


Rede Ouvir-PE
Após o sancionamento da lei de integridade também foi assinado o protocolo de intenções da Rede de Ouvidorias Públicas e Afins. A Ouvir-PE funcionará como uma rede em parceria com os três poderes para fortalecer as ouvidorias dos municípios e entidades participantes, promovendo o controle social de forma democrática, e auxiliando na efetivação dos direitos sociais.

A secretária da Controladoria-Geral do Estado (SCGE), Érika Lacet

A secretária da Controladoria-Geral do Estado (SCGE), Érika Lacet, entende que medida vai trazer mais transparência, menos gastos e mais eficiência nas ações - Crédito: Ed Machado/ Folha de Pernambuco

Lanternaço pela vida das mulheres
Lanternaço pela vida das mulheresFoto: Divulgação

É pelo fim da violência de gênero que o Centro das Mulheres do Cabo (CMC) e o Comitê de Monitoramento da Violência e do Feminicídio no Território Estratégico de Suape (COMFEM) realizam nesta segunda-feira (9), o Lanternaço na Praça da Estação, no Centro do Cabo, a partir das 16h30.

Pernambuco registrou 185 assassinatos de mulheres até o dia 30 de novembro de 2019, e já foram notificados 66 casos de Feminicídios de acordo com os dados repassados pela Ouvidoria da Mulher do Estado.

Vale ressaltar, que no território estratégico de Suape foram contabilizadas 33 Crimes Violentos Letais e intencionais (CVLI), sendo nove mortes no Cabo de Santo Agostinho, 4 em Escada, 1 em Ipojuca, 12 em Jaboatão dos Guararapes, 4 em Moreno, 2 em Ribeirão, 1 em Rio Formoso, só o município de Sirinhaém não registrou morte de mulheres

"É por todas as mulheres que vamos para as ruas exigir o fim desse extermínio, pois não podemos aceitar que as mulheres sejam vítimas desse crime perverso e cruel que atenta pelo fato de a vítima ser mulher", salienta Nivete Azevedo, coordenadora geral do CMC.

Primeiras convenções municipais que o PDT realizou em Pernambuco após 20 anos
Primeiras convenções municipais que o PDT realizou em Pernambuco após 20 anosFoto: Divulgação

No último sábado (7), o Partido Democrático Trabalhista (PDT) nas cidades de Catende e Lagoa de Itaenga realizou suas convenções municipais. Para prestigiar esse momento,
estiveram presente o dirigente nacional e deputado federal Túlio Gadêlha e o presidente
estadual da Fundação Leonel Brizola - Alberto Pasqualini, Pedro Josephi, além da Juventude Socialista, do Movimento de Cultura Darcy Ribeiro, da Ação da Mulher Trabalhista (AMT) e do PDT Diversidade. Os diretórios eleitos têm a missão de pensar os problemas locais e trabalhar candidaturas próprias.

Em Catende, município situado na Mata Sul do estado, houve o lançamento da pré
candidatura de Wellington Andrade. Já em Lagoa de Itaenga, o nome lançado para disputar a prefeitura da cidade foi o de Marcelino Moura. "Após mais de 20 anos sem convenções municipais do PDT em Pernambuco, chegou a hora dessas cidades serem protagonistas das mudanças que desejam. As candidaturas próprias são fundamentais para o crescimento da influência do partido no estado e para construção de um projeto nacional com Ciro Gomes, pontua o presidente estadual da FLB-AP/PE, Pedro Josephi.

Em Dezembro, está previsto que aconteça mais de dez eleições municipais de diretórios do PDT em Pernambuco. No próximo sábado (14), devem acontecer convenções nas cidades de Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.

O deputado federal Túlio Gadêlha esteve presente na convenção do PDT do município de Catende

O deputado federal Túlio Gadêlha esteve presente na convenção do PDT do município de Catende - Crédito: Divulgação

Primeira edição vai embarcar 15 estudantes de escolas técnicas para a Inglaterra
Primeira edição vai embarcar 15 estudantes de escolas técnicas para a InglaterraFoto: Hélia Scheppa/SEI

Em cerimônia realizada na manhã desta segunda-feira (9), no Palácio do Campo das Princesas, o governador Paulo Câmara lançou o Ganhe o Mundo Técnico, nova modalidade do programa, que agora contemplará jovens matriculados nas escolas técnicas do Estado. O governador anunciou ainda a Inglaterra como novo país destino. A primeira edição do PGM Técnico vai embarcar 15 estudantes de 14 Gerências Regionais de Educação espalhadas por todo o Estado.

“É importante ter condições de avançar nesse programa, que é tão exitoso e já contemplou mais de 7.500 estudantes em Pernambuco. É um novo módulo técnico que se envolve dentro do Programa Ganhe o Mundo e em um novo país. Isso vai levar os nossos alunos a estudar e ter experiências em escolas conhecidas e renomadas”, afirmou Paulo Câmara, reforçando ainda a importância dessa vivência para a formação dos jovens. “São 15 estudantes inicialmente, mas a gente espera no futuro ampliar e ter realmente a possibilidade de fazer com que os sonhos dos nossos alunos sejam concretizados a partir de experiências como essa”, finalizou.

Durante 18 semanas na Bournemouth and Poole College (BPC), os estudantes vão cursar matérias da base comum (inglês, matemática e educação física) e as disciplinas de conteúdo técnico equivalente aos cursos profissionalizantes em que estão matriculados no Brasil. Nesta primeira edição foram contemplados os cursos técnicos de Administração, Desenvolvimento de Sistemas, Edificações, Jogos Digitais e Suporte e Manutenção de Rede.

“Estamos muito felizes em anunciar esse projeto, porque sonhamos com ele já há muito tempo. Além disso, temos a oportunidade de contar com mais países. Saímos de nove para dez destinos. Em maio nós fechamos essa parceria e, depois de muitos passos, muito trabalho, a gente fica feliz em viabilizar essa oportunidade para nossos estudantes”, disse o secretário estadual de Educação e Esportes Fred Amâncio.

Jéssica da Silva Ferreira, 17 anos, cursa o 2º ano de Administração na ETE Maria Eduarda Ramos de Barros, em Carpina, e é uma das beneficiadas pela nova modalidade do programa já na primeira edição. “Espero trazer muitos conhecimentos novos que eu possa aplicar na prática do curso e no meu futuro profissional. Essa oportunidade vai abrir uma porta, um leque imenso de experiências que eu vou poder compartilhar pelo resto da minha vida”, declarou.

PGM - Um dos grandes destaques da educação de Pernambuco, o Programa Ganhe o Mundo é uma ação de incentivo aos estudantes para aprenderem um segundo idioma, que culmina com um intercâmbio de um semestre letivo no exterior para os que mais se destacam em suas regiões. Em sua 8ª edição o programa contempla quatro modalidades diferentes: Tradicional, Musical, Esportivo e agora também Técnico. Desde o início, o programa já levou mais de 7,5 mil estudantes da Rede Estadual ao exterior. Hoje, o PGM oferece a opção de 10 países de destino, sendo cinco de língua inglesa (Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá e Inglaterra), quatro de língua espanhola (Espanha, Argentina, Chile e Colômbia) e um de língua alemã (Alemanha).

Participaram da solenidade a vice-governadora Luciana Santos; os secretários estaduais Gilberto Freyre Neto (Cultura), Bruno Schwambach (Desenvolvimento Econômico), Albéres Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação) e Cloves Benevides (Políticas de Prevenção às Drogas); vários secretários executivos de Educação; cônsules de quatro dos país de destino do PGM; além de parlamentares federais e estaduais.

Nesta primeira edição foram contemplados os cursos técnicos de Administração, Desenvolvimento de Sistemas, Edificações, Jogos Digitais e Suporte e Manutenção de Rede

Nesta primeira edição foram contemplados os cursos técnicos de Administração, Desenvolvimento de Sistemas, Edificações, Jogos Digitais e Suporte e Manutenção de Rede - Crédito: Divulgação

O secretário estadual de Educação e Esportes Fred Amâncio disse que sonhava com esse projeto há muito tempo

O secretário estadual de Educação e Esportes Fred Amâncio disse que sonhava com esse projeto há muito tempo - Crédito: Hélia Scheppa/SEI

assuntos

comece o dia bem informado: