Foram encontrados 386 resultados para "Agosto 2018":

Nota oficial da coligação Pernambuco Vai Mudar:

O guia eleitoral da noite da coligação Pernambuco Vai Mudar não foi ao ar por um equívoco do fornecedor de mídia, que repetiu conteúdos que eram distintos entre os dois horários reservados para a propaganda nesta sexta-feira. No entanto, chama a atenção a determinação da campanha do atual governador em judicializar a eleição, entrando com ações junto ao TRE, já no primeiro dia da propaganda de Rádio e TV. As pernambucanas e os pernambucanos, que reprovam a gestão de Paulo, têm o direito de ouvir as propostas e o contraditório. Mais uma vez, como fizeram com Marília Arraes, Paulo e o PSB tentam vencer no tapetão. Não vão conseguir.

Pernambuco Vai Mudar ficou sem um novo programa nesta noite (31)
Pernambuco Vai Mudar ficou sem um novo programa nesta noite (31)Foto: Pixabay

Se os leitores remeterem a postagem anterior quando o Blog da Folha diz que a coligação Pernambuco Vai Mudar iria ter outro programa para apresentar ainda nesta sexta-feira (31) à noite certamente ficaram surpresos. Não foi o que se viu. A Pernambuco Vai Mudar não entregou um novo programa às emissoras, não apresentou um “Plano B” e perdeu seu tempo de hoje no guia eleitoral.

No mais, Dani Portela, do PSol, conseguiu apresentar-se como candidata; já no programa dos proporcionais houve um destaque para o já conhecido deputado estadual e candidato à reeleição Edilson Silva à frente do restante da chapa. O candidato Maurício Rands (Pros) e sua vice Isabela de Roldão (PDT) repetiram a dobradinha do programa diurno. Os candidatos do PSTU voltaram a pregar a “Revolução Socialista”, “Rebelião” e combate à corrupção. Julio Lossio (Rede) reclamou da retirada da candidatura de Marília Arraes (PT) ao Governo do Estado e convidou eleitores para as redes sociais. E o PCO não entregou programa para as emissoras.

Leia também:
Justiça determina retirada de peças de Armando do ar

Os candidatos ao Senado exploraram bem o seu tempo, cada um ao seu jeito. Destaque para a batalha travada entre Silvio Costa (Avante) e Humberto Costa (PT), ambos afirmando serem os senadores de Lula. Mas, a Humberto coube os melhores momentos, já que leu cartas emitidas pelo ex-presidente Lula (PT) – revelação feita, inclusive, durante entrevista à Rádio Folha FM, nesta quinta-feira (30).

Jarbas Vasconcelos (MDB)
elencou seus feitos por Pernambuco enquanto governador, senador, prefeito do Recife e deputado. Mendonça Filho (DEM) foi na mesma direção, ressaltando mais seus momentos do último cargo de Ministro da Educação. Bruno Araújo (PSDB) contou um pouco de sua biografia pessoal e política.

Proporcionais – Se mais cedo o PT ficou sem programa eleitoral, no horário da noite as inserções dos proporcionais foram exibidas.

Pernambuco Vai Mudar ficou sem um novo programa nesta noite (31)
Pernambuco Vai Mudar ficou sem um novo programa nesta noite (31)Foto: Pixabay

É difícil imaginar que ao utilizar a imagem do governador Paulo Câmara (PSB), candidato à reeleição, nas suas peças de propaganda eleitoral gratuita, a coligação Pernambuco Vai Mudar, do senador e candidato ao Governo, Armando Monteiro (PTB), não sofreria punição. Nesta sexta-feira (31), a desembargadora Karina de Albuquerque de Aragão Amorim, relatora do processo impetrado pela Frente Popular, determinou que os oposicionistas se abstenham “de veicular a propaganda eleitoral que instrui a representação, sob pena de pagamento de multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por cada veiculação irregular, sem prejuízo da adoção de outras medidas que visem dar efetividade a este pronunciamento”.

Para a desembargadora, nas peças da coligação Pernambuco Vai Mudar encontram-se “montagens e trucagens, com notícias falsas”. “Ao final, pede o imediato provimento liminar,inaudita altera pars, para que seja prontamente impedida a veiculação da propaganda impugnada no horário eleitoral pelos Representados, sob pena de multa diária, bem como seja determinado às emissoras que não exibam a peça”, completa a relatora.

Leia também:
Aberta a temporada do guia eleitoral
Propaganda eleitoral paga na internet terá que ser identificada
Com regras rígidas e claras, começa propaganda eleitoral


Porém, no horário eleitoral gratuito que entra no ar daqui a poucos minutos, a coligação Pernambuco Vai Mudar cumprirá a pena retirando as primeiras inserções. Mas como já previa o revés entrará com outro programa nas emissoras.

Aguardem as cenas dos próximos capítulos.

Luciana Santos, deputada federal e presidente nacional do PCdoB
Luciana Santos, deputada federal e presidente nacional do PCdoBFoto: Arthur de Souza

A presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, comentou a antecipação de pauta do julgamento no TSE sobre a possível impugnação da candidatura do ex-presidente Lula (PT) à presidência. A votação segue aberta no plenário do TSE, na noite nesta sexta-feira (31). Ela teceu duras críticas à Justiça Eleitoral por acelerar a discussão na corte, segundo ela, prejudicando a defesa do ex-presidente.

“É só mais uma demonstração cabal de que esse é um processo iminentemente político e não tem nenhum respaldo na legalidade. Mais uma vez eles vão fazer um ato arbitrário se antecipando, rasgando o devido processo legal e, portanto, revelando que eles querem impor as variáveis e as condicionantes da disputa eleitoral”, disse.

Leia também:
Gleisi Hoffmann (PT) chama de "ato de violência" celeridade do TSE em julgar Lula
Raquel Dodge afirma no TSE que Lula não pode disputar eleições
TSE informa que julgará registro de Lula nesta sexta (31); acompanhe ao vivo
Com base na recomendação da ONU, defesa pede registro de Lula no TSE


No entanto, a comunista acredita que esse processo poderá ser revertido pela população, por meio do voto. “O povo vai dar a resposta nas urnas no dia 7 de outubro, apesar de todo esse acinte à democracia, nós vamos dar a resposta com o candidato que Lula indicar para vencer as eleições. A história não perdoará os algozes da democracia brasileira”, afirmou.

Alex Ribeiro
Alex RibeiroFoto: Divulgação Facebook

Por Alex Ribeiro, cientista político, jornalista e doutorando em história pela UFBA

Um líder popular, preso, que tem vários fieis seguidores, e que acusa a justiça de ser parcial por deixá-lo preso erroneamente e ainda estar sob julgamentos de outros possíveis crimes. Este é o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas também pode ser remetido a outra figura pública bastante conhecida em Pernambuco, mas no século XIX: o chamado “o republico” Antônio Borges da Fonseca.


Fonseca era jornalista e estava sempre no centro das polêmicas que ocorriam no cenário político de Pernambuco. Defendia a república em pleno império e critico dos partidos da época, liberais e conservadores, ele acabou ganhando fama nos seus escritos e atraiu diversos admiradores. Inclusive seus seguidores ficavam do lado de fora de sua cela, na antiga prisão da Rua do Imperador, escutando seus discursos contra a classe política.



Seus conflitos com os políticos lhe renderam diversos processos e algumas prisões. Na última delas teve um embate com um juiz da então comarca do Recife, Vicente Ferreira Gomes. As acusações eram mútuas e o magistrado fazia questão de estar à frente das ações que eram movidas contra Borges da Fonseca.



O jornalista tentou de todas as formas e instâncias ser inocentado, mas sempre era negado pelo juiz. Algumas tentativas de Habeas Corpus, que era novidade na época, foram negadas. Apenas durante as férias de Vicente Ferreira Gomes que Fonseca teve sucesso. Ele aproveitou a ausência do magistrado e conseguiu ser julgado nesse período. Foi absolvido para a irritação do juiz que, neste episódio, não pode fazer nada, apesar do apoio que tinha a favor de outros membros da classe política da época e de setores do Judiciário. O caso mostra que a Justiça e política sempre andaram juntos na História do País. Por mais que o discurso seja em favor das normas ou do arrefecimento político, é difícil separar os dois termos quando existem inquietações sociais.



As comparações com o juiz Sérgio Moro e Lula são inegáveis nesses embates entre Vicente Ferreira e Borges da Fonseca, principalmente na questão do habeas corpus do jornalista. Lula utilizou desse mesmo instrumento várias vezes e, diferente do “republico”, quase conseguiu ser solto em um episódio que envolveu desembargadores, Ministério Público Federal, Tribunal Federal da 4ª Região e claro, o juiz Sérgio Moro – que, assim como Ferreira Gomes, estava de férias, mas conseguiu se mobilizar o suficiente para manter o líder petista preso.


O curioso é que esses dois personagens do período imperial brasileiro uniram forças para lutarem a favor dos rebeldes na Revolta Praieira em Pernambuco, que teve seu ápice entre os anos de 1848 e 1849. União inimaginável entre o magistrado de Curitiba e o líder-mor do Partido dos Trabalhadores.

Agenda dos candidatos ao Governo de Pernambuco 2018
Agenda dos candidatos ao Governo de Pernambuco 2018Foto: Arte: Folha de Pernambuco

Agenda da Candidata Dani Portela (PSol)

Sábado

10h - Gravação de guia eleitoral

15h30 - Caminhada pelo Ibura - Terminal de Três Carneiros Alto

19h - Encontro com família - Rio Doce, Olinda

Domingo

7h- Panfletagem com Dani - Parque da Jaqueira

14h - Participação na Parada da Diversidade de Casa Amarela - Rua Vasco da Gama, Casa Amarela

20h - Reunião de estudo de campanha

Agenda do candidato Paulo Câmara (PSB)

Sábado

14h – Caminhada da Frente Popular com Fernando Haddad

Local: Relógio das Flores – Avenida Rui Barbosa

Domingo

Moreno


7h – Visita à Feira Livre de Bonança

Local: BR 232 - Pátio da Feira 

São Joaquim do Monte


11h – Caminhada

Local: PE-112 (em frente à Escola Municipal Osvaldo Benício) 

Agenda da candidata Simone Fontana (PSTU)

7h - Panfletagem na feira de Goiana

17h - Panfletagem na atividade cultural dos artistas do Pina, na Orla.

Agenda do candidato Armando Monteiro (PTB)

Sábado

8h30 - Visitia à Feira de Casa Amarela

10h00 - Caminhada na UR5 com Daniel Coelho

15h30 - Reunião com vereadores e lideranças no Cabo

17h00 - Inauguração do Comitê de Romero Sales Filho

19h30 - Reunião com o deputado Betinho Gomes e lideranças

22h00 - Ato com o candidato a deputado Paulo Roberto

Domingo

8h - Carreata em Caruaru

14h30 - Romaria Frei Damião - São Joaquim do Monte

18h - Ato com o prefeito Rossine Blesmany, deputado Álvaro Porto e lideranças - Lajedo

19h30 - Visita à ex-prefeita Celina Brito - Jupi

Desde o início oficial da campanha eleitoral, 161 postagens pagas foram feitas por terceiros no Facebook sobre os cinco candidatos à Presidência mais bem posicionados nas pesquisas: Lula, Jair Bolsonaro, Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin.

O levantamento da FGV DAPP considera apenas as publicações de perfis ou páginas de terceiros, desconsiderando os anúncios promovidos pelos perfis oficiais dos presidenciáveis.

As postagens são majoritariamente impulsionadas por candidatos a cargos do Legislativo. Enquanto 63% se posicionaram a favor de algum candidato, 24% decidiram impulsionar conteúdo contrário, e 12% não manifestaram posicionamento direto.

Além do conteúdo impulsionado por terceiros, quatro candidatos já promoveram conteúdos pagos em suas páginas. Henrique Meirelles é o líder, com 420 posts patrocinados até agora.

FGV estuda desempenho dos candidatos na internet

FGV estuda desempenho dos candidatos na internet - Crédito: Divulgação FGV - DAPP

Armando Monteiro (PDT), em visita a ruas do Centro do Recife
Armando Monteiro (PDT), em visita a ruas do Centro do RecifeFoto: Leo Caldas/Divulgação

Depois de caminhar em pontos tradicionais do Centro do Recife como a Rua da Imperatriz e a Praça da Independência, o candidato ao governo do Estado da coligação Pernambuco Vai Mudar, Armando Monteiro (PTB), afirmou, na manhã desta sexta (31), que é preciso requalificar a área e oferecer às pessoas que lá trabalham condições de continuar gerando renda.

“O governo de Pernambuco precisa dar aos comerciários e aos micros e pequenos empresários a possibilidade de continuar a ter o seu sustento, dando suporte à gestão municipal. Nós vamos revitalizar o Centro do Recife. Para isso, o governo do Estado, na nossa gestão, estará sempre aberto para fazer parcerias”, garantiu.

Leia também:
Oposição lança chapa majoritária com Armando Monteiro e Mendonça Filho
Armando reedita propostas do PSB
Aberta a temporada do guia eleitoral


Armando lamentou as condições em que o Centro se encontra. “Fico entre as lembranças muito boas da beleza e vitalidade do local e o descuido e falta de atenção do governo municipal. Isso afeta a economia. Nosso Centro está se esvaziando em termos comerciais e os pernambucanos e as pernambucanas estão perdendo empregos aqui”, observou. Ao lado de Armando na caminhada estiveram o candidato a vice-governador Fred Ferreira (PSC) e os candidatos ao Senado Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB).

João Amoêdo (NOVO), candidato à presidência da República
João Amoêdo (NOVO), candidato à presidência da RepúblicaFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

No Podcast desta sexta-feira (31), acompanhe a reportagem de Jorge Neto, da Rádio Folha 96.7 FM, que entrevistou o presidenciável João Amoêdo (Novo), nesta quinta (30), em evento realizado no Recife. “Vamos brigar mais pelos votos dos indecisos”, avisou o candidato. O candidato também reclamou dos poucos 5 segundos de tempo de televisão, enquanto alguns concorrentes têm mais espaço nas propagandas eleitorais gratuitas. “Alguns partidos têm mais tempo porque não tem nenhum alinhamento ideológico”, relatou.

Amoêdo também acredita na criação das Parcerias Público Privadas para alguns setores. “Acredito que podemos trazer muitos aeroportos para Parcerias Público Privadas, as estradas para atrair o turista para o Brasil porque já temos o mais difícil, que são as belezas naturais”, afirmou.

Escute também a participação do cientista político Túlio Velho Barreto comentou o início dos programas eleitorais gratuitos, que tiveram nesta sexta-feira (31). Ele observou o uso político da imagem de Lula e as consequências de uma campanha em Pernambuco com a presença ou ausência do líder político. “Existiria a possibilidade, se Lula fosse o candidato, das eleições acabarem ainda no primeiro turno”, disse. Barreto ainda analisou a presença político-eleitoral do presidente da República, Michel Temer (MDB), que nacionalizou e mexeu com a disputa local desta semana.

Canteiro de obras do novo gabinete do prefeito de Camaragibe
Canteiro de obras do novo gabinete do prefeito de CamaragibeFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A reforma do segundo pavimento da sede da Prefeitura de Camaragibe, onde se localiza o gabinete do gestor municipal, cenário de uma recente confusão entre o prefeito Demóstenes Meira (PDT) e auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) - não é apenas estrutural. Ao dar sua versão dos fatos a uma emissora local, nesta quinta (30), Meira explicou que a reforma pretende facilitar a implantação de um “modelo japonês” de gestão.

“Pegamos uma gestão japonesa onde o prefeito governa olhando todos os secretários. Nós estamos reformando o segundo andar, onde tenho meu gabinete, e estou trazendo todos os gabinetes e secretários para perto de mim, onde a gente vai ter botão pra chamar os secretários para despachar sobre os problemas da cidade", disse Meira ao radialista.

Entenda o caso:
Auditoria do TCE em Camaragibe vira caso de polícia


Um fato que chamou a atenção foi a farda usada por um dos funcionários da prefeitura que está trabalhando na obra, com as inscrições “Prefeitura de Camaragibe – Tropa de Elite”.

comece o dia bem informado: