Zé Gomes é secretário Estadual de Organização partidária
Zé Gomes é secretário Estadual de Organização partidáriaFoto: Divulgação

O PSOL e as eleições municipais no Recife em 2020, protagonismo, independência e apresentação de um modelo alternativo de cidade com um programa anticapitalista.*

Zé Gomes

Secretário Estadual de Organização partidária

Executiva Estadual do PSOL Pernambuco


A coragem de afirmar o PSOL como projeto independente na esquerda, de resistir às pressões por atrelamentos automáticos e sem programa com setores que apesar da localização política e social são responsáveis pelo atendimento das demandas da elite e ataques aos direitos da população conquistados por décadas de luta e auto organização.

A coragem de absorver elaborações, construir parceria na visibilidade e aceitar o protagonismo na apresentação e defesa das pautas de setores que não se organizam nos espaços e formatos que a velha esquerda reconhece e tenta impor como correto.

A coragem de apresentar um programa sem conciliação de classe e defender que não construiremos um Governo de todxs e sim um Governo dos e das que lutam para e necessitam viver livres da opressão, de trabalhadores e trabalhadoras e de quem luta pela construção de uma cidade baseada em outro modelo, um modelo de cidade para as pessoas, com práticas e políticas públicas anticapitalistas, emancipadoras e ecologicamente sustentáveis.

Estamos em um momento de mudança na situação política, mudança essa que tem como marco e é causa e, ao mesmo tempo, efeito da eleição de Bolsonaro à presidência.

Essa mudança é para um regime político mais duro, com ataques à educação, à ciência e à arte, e limitações aos espaços democráticos e livres da sociedade. Hoje, a qualidade da democracia no Brasil é inferior à do período anterior, o Governo Bolsonaro tem como essência um projeto autoritário e ultra neoliberal.

Conjuntura e características do Governo protofascista, que representa o setor fascista da sociedade e se unifica com a totalidade da elite na pauta ultra neoliberal, terão profundo impacto tanto no processo eleitoral, levando ele para a polarização, nacionalização do debate e contraposição de projetos de sociedade, como em nossa participação, tal situação terá que refletir no programa, características e finalidades de nossa candidatura.

Temos consolidado o entendimento que necessitamos construir um recife que não existe, um Recife justo, igualitário, inclusivo, diverso, democrático, libertário e ecologicamente sustentável.

Precisamos apresentar candidatura e programa que sejam de conjunto, e que em todas as propostas, posições e ações tenham sentido e essência antirracista, antipatriarcal, radicalmente democrático, anticapitalista e antiproibicionista.

Como características da candidatura do PSOL, temos que ter inicialmente:

1 - O entendimento e a defesa do PSOL como protagonista, com independência e sem atrelamento ao projeto petista, a necessária defesa da democracia não se confunde com a anuência ou chancela ao ciclo de governos petistas que atenderam à elite econômica, atacaram direitos, executaram um projeto agressor ao meio ambiente e aos povos originários, não tiveram a firmeza na defesa das pautas de liberdades civis e estiveram como parceiros dos setores que historicamente sugaram as finanças do estado brasileiro durante o ciclo dos mega eventos e nos grandes projetos de infraestrutura no país.

2 - Firmeza no balanço do papel já cumprido pela frente popular e individualmente pelos partidos que a compõem, tanto nas gestões das grandes cidades de Pernambuco, como no governo estadual.

3 - Que não lamente e sim condene a opção consciente do pt e do pc do b de estarem como aplicadores e elaboradores da política do governo estadual e municipal, externando toda responsabilidade que esses têm no balanço de suas gestões.

Unidade como o novo, reconhecemos a importância da esquerda partidária, em especial das organizações socialistas. Porém não nos eximimos de localizar com prioridade hierárquica a necessidade de unidade no processo eleitoral com a esquerda social que tem feito luta constante na cidade do Recife.

Coletivos, organizações, redes, fóruns, frentes, articulações digitais e ativistas individuais que estão para além da legalidade partidária e organicidade do movimento social clássico.

Esquerda social em que parte significativa defende pautas dos oprimidos por séculos que só conseguiram afirmar seu protagonismo e representatividade nas últimas décadas, ao se libertar dos velhos e limitantes formatos de organização e participação política; bem como setores que defendem pautas contemporâneas e de grande emergência, mas que só as tem conseguido defender ao manter distância segura do formato e limitações que as velhas organizações políticas tentam impor como correto.

O Recife Arretado como parte da elaboração do programa.

Somos parte da articulação do Recife Arretado, iniciativa que tem se mostrado exitosa na amplitude de ativistas envolvidos e nas ações realizadas, permitindo experiências e acúmulos coletivos. A recente roda de diálogo na Associação Beneficente dos Cegos do Recife mostrou que as necessidades imediatas de diferentes segmentos da sociedade são de escuta e participação na elaboração e execução das ações da municipalidade.

A primeira etapa pública do Recife Arretado teve como centro uma enquete, que apurou a Mobilidade, com os elementos que engloba, como a pior característica/serviço da Cidade do Recife. Por anos temos sido a capital com mais tempo gasto por Quilômetro no percurso casa-trabalho/trabalho-casa, o sistema de transporte público metropolitano é caro e ineficiente, uma cidade onde as intervenções do poder público buscam atender ao transporte motorizado privado, em que as intervenções que alcançam o transporte coletivo sempre favorecem as empresas privadas de transporte. Uma cidade moldada para carrocracia, onde os outros modais são só peça publicitária.

O rechaço do atual modelo de cidade.

O resultado da enquete confirma a ideia central em nossa intervenção, precisamos construir uma cidade organizada a partir de um outro modelo, um modelo de cidade para as pessoas. No nosso programa precisamos ter a luta pelo direito à cidade como central.

Luta pelo direito à cidade é a luta por democracia

"O direito à cidade é muito mais que a liberdade individual de ter acesso aos recursos urbanos: é um direito de mudar a nós mesmos, mudando a cidade. Além disso, é um direito coletivo e não individual, já que essa transformação depende do exercício de um poder coletivo para remodelar os processos de urbanização."

David Harvey

A construção de outro modelo de cidade necessitará de democracia real, concretizada em espaços e mecanismo de escuta e definições sobre as ações da gestão, participação popular e controle social na elaboração e aplicação de políticas públicas e definições orçamentárias, são as medidas que podem permitir tal construção.

“(Recife)...Metade roubada ao mar,

Metade à imaginação,

Pois é do sonho dos homens

Que uma cidade se inventa.”

Carlos Pena Filho

Como escreveu o recifense Carlos Pena Filho, o poeta do azul, sonhos constroem as cidades. Infelizmente em seus quase 500 anos o Recife tem sido construído por sonhos de exploração, injustiça e opressão, a elite que assim sonhou, sugou suor, sangue e vida de homens e mulheres que construíram nossa castigada cidade. Sonhar não tem sido permitido no Recife para quem nela vive, trabalha e luta.

"Num mundo marcado por aquecimento global, desigualdades crescentes e crises, o socialismo tornou-se mais atual do que nunca."

Sâmia Bomfim, Deputada Federal, PSOL-SP

Viver é melhor que sonhar!

Apresentar um projeto exequível e anticapitalista é uma necessidade. Propor para o Recife uma possibilidade diferente de organização da sociedade, uma alternativa à exploração, à destruição da natureza e às opressões, que são a lógica do capitalismo, deve ser finalidade da participação do PSOL no processo eleitoral e centro para viabilização das vitórias políticas e eleitorais. Como escreveu a companheira Sâmia Bomfim em recente artigo: "É preciso falar de socialismo ...não há “humanização” a se esperar do capitalismo."

Não menos importante é que todos esses apontamentos e indicativos necessitam não apenas definir as questões relativas à Candidatura do PSOL para a Prefeitura da Cidade do Recife, a chapa de candidatos e candidatas à Câmara de Vereadores é parte fundamental para a apresentação do PSOL no processo eleitoral, temos que direcionar esforços para ampliação da bancada, o trabalho do mandato de Ivan Moraes mostra que se aumentarmos nossa bancada teremos uma intervenção mais profunda e próxima à população. O enraizamento do PSOL em Recife e sua consolidação como parte da vida política nacional nos coloca com grandes possibilidades para a construção de uma bancada ainda mais expressiva na câmara.

É necessário agradecer aos companheiros e companheiras que apontaram meu nome como possível candidato do PSOL à Prefeitura do Recife, o secretário geral nacional do PSOL, Leandro Recife; Thiago Carvalho, presidente do PSOL Recife; Áurea Cisneiros, dirigente municipal; Fran Silva, Dayson Caetano e Áureo Cisneiros, foram essenciais para que uma reflexão coletiva e militante organizasse nossa intervenção.

Um chamado à responsabilidade do PSOL!

O PSOL perderá muito ao não definir rapidamente o nome que irá apresentar seu programa no processo eleitoral. Durante o debate entre os pré candidatos do partido, ocorrido no dia 08 de Novembro, retiramos nosso nome, apostamos na unidade e que por consenso as forças da direção partidária definam o candidato, dos nomes postos o do companheiro Paulo Rubem passou a ser o por nós defendido. Além de ser o único dos nomes postos que possibilita a construção do consenso, Paulo tem todas as qualidades e características necessárias para representar o PSOL.

Fazemos um chamado público para que centremos o debate no programa e apresentemos imediatamente Paulo Rubem como candidato de consenso da direção partidária.

Por uma campanha pelo Socialismo e pela Liberdade!

Justiça para Marielle Franco e Anderson Gomes!

A Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Francisco De Paula, no Timbi, também será de tempo intregral
A Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Francisco De Paula, no Timbi, também será de tempo intregralFoto: Lins Andrade

Camaragibe ganhou para 2020 mais uma escola em tempo integral: a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Francisco De Paula, no Timbi. A informação foi dada nesta terça-feira (3), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, que contou com a presença da prefeita de Camaragibe, Doutora Nadegi.
  
“Camaragibe recebe essa notícia com muita alegria, sabendo que Pernambuco é um dos estados brasileiros com o maior nível de educação do país. Essa nova escola integral vai beneficiar aproximadamente 500 alunos camaragibenses. Com certeza esse momento é muito especial para nossa cidade; sabemos que as crianças e adolescentes vão ter um porto seguro para que o futuro delas seja garantido. Camaragibe agradece ao governador Paulo Câmara. No município, vamos fazer a nossa parte, preparando as crianças para ingressarem na rede integral”, comemorou a prefeita.

Ao todo, serão mais 25 escolas da Rede Estadual de Ensino que terão tempo integral, sendo 14 integrais do Ensino Médio – incluindo uma Escola Técnica Estadual –, nove integrais com dois turnos (Ensinos Fundamental e Médio) e duas integrais com dois turnos (Ensino Médio). Em Camaragibe, a EREM Francisco De Paula, a partir de 2020, terá tempo integral com dois turnos, sendo Ensino Fundamental e Ensino Médio.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Mauro Silva, contemplar Camaragibe nessa expansão foi muito importante para o município porque amplia a possibilidade de atendimento para o Ensino Médio. “É ainda mais importante porque ela vem somar com esse processo de transformação de melhoria da educação em Camaragibe. Além disso, vem contribuir e fazer parte de um processo no qual a Escola Municipal São José já participa com resultados fabulosos”, ressaltou lembrando que, em Camaragibe, os estudantes da Escola Municipal São José, do 6° e 7° anos, já possuem aulas em tempo integral.

#
Arquivo Público EstadualFoto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Fundado em 03 de dezembro de 1945, o Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano (APEJE) completa 74 anos de trajetória dialogando com a sociedade e seus espaços de aprendizagem, assim incorporando na programação três frentes, “O Arquivo Público e sua contribuição à Educação Pública”, “O Arquivo Público e sua própria História”, e, “O Arquivo Público e sua relação com Instituições do Campo Historiográfico”, firmando para o evento parcerias que já ocorrem no cotidiano do APEJE.

A comemoração também inicia a celebração do Jubileu de Brilhante do Arquivo, chegando ao marco dos 75 anos em dezembro de 2020, além de abranger o centenário de Jordão Emerenciano, primeiro diretor da instituição, que passou 27 anos à frente do cargo, sendo homenageado em 1972, quando seu nome é incorporado, chamando-se então de Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano. Receberá nova homenagem ao ser lançado o livro “Jordão Emerenciano: Tempos e Lugares do Senhor da Memória”.
Segundo o diretor do Arquivo, Evaldo Costa, completar 74 anos é um feito a ser muito comemorado por uma instituição como o Arquivo Público.

“Vivemos um longo período de crise, no qual o governador do estado, Paulo Câmara, teve que fazer um esforço enorme para manter um funcionamento dos serviços essenciais. Entre estes, claro, está o Arquivo Público que, em outros contextos, poderia ser esquecido”, afirma o diretor, lembrando as parcerias fundamentais com diferentes áreas da máquina pública que mantiveram a instituição em plena atividade.

Um dos destaques da programação é a palestra do professor Dr. Luiz Felipe de Alencastro, um dois maiores nomes no campo da pesquisa histórica. Professor Emérito da Sorbonne, tem um extenso currículo, que possui dentre suas publicações o livro “O Trato dos Viventes - Formação do Brasil no Atlântico Sul”, organizou com Fernando A. Novais o livro “História da Vida Privada no Brasil (v. 2) - Império: a corte e a modernidade nacional”, contribuiu com o capítulo “África, os números do tráfico atlântico” no recente “Dicionário da Escravidão e Liberdade.” organizado por Lilia M. Schwarcz e Flávio Gomes.

Para celebrar estes 74 anos foi elaborada uma programação que se estende por quatro dias, de 3 à 6 de dezembro, havendo palestras, lançamento de livro, visitas a instituições educacionais , exposição e apresentações artísticas.

Segue abaixo a programação:

O ARQUIVO PÚBLICO E SUA CONTRIBUIÇÃO À EDUCAÇÃO PÚBLICA
· Visita da Caravana da Memória e da Cultura à Escola Estadual Jordão Emerenciano, no Ibura.
Data: 03/12/2019, às 09h.
Parceria: Secretaria de Educação do Estado.

O ARQUIVO PÚBLICO E SUA PRÓPRIA HISTÓRIA
· Lançamento do livro “Jordão Emerenciano: Tempos e Lugares do Senhor da Memória”, comemorativa dos 100 anos de nascimento do fundador do Arquivo.
Data: 04/12/2019, 19h.
Parceria: Companhia Editora de Pernambuco – CEPE

O ARQUIVO PÚBLICO E SUA RELAÇÃO COM INSTITUIÇÕES DO CAMPO HISTORIOGRÁFICO
· Palestra do professor Dr. Luiz Felipe de Alencastro, Professor Emérito da Sorbonne, no lançamento do livro “Cotidianos Afrodescendentes”, de Cibele Barbosa e Sylvia Costa Couceiro.
Local: Auditório Dom Helder Câmara, Bloco A, UNICAP, 19h.
Parceria: Universidade Católica de Pernambuco, Programa de Pós Graduação em Historia (Mestrado Profissional) e Associação Nacional de História - Seção Pernambuco (ANPUH-PE).

No segundo semestre de 2020, quando for entregue, futura instalação da Marilan vai gerar 200 postos de trabalho
No segundo semestre de 2020, quando for entregue, futura instalação da Marilan vai gerar 200 postos de trabalhoFoto: Heudes Regis/SEI

O governador Paulo Câmara foi recebido, na tarde desta terça-feira (3), pela diretoria da empresa Marilan, segunda maior fabricante de biscoitos do Brasil, durante visita à futura instalação da fábrica, na cidade de Igarassu, Região Metropolitana Norte do Estado. Essa será a segunda unidade fabril da marca no País, construída em uma área de 250 mil metros quadrados. Com um investimento de mais de R$ 200 milhões, quando estiver pronta a Marilan vai gerar mais de 200 empregos diretos na Região.

Paulo Câmara lembrou que, com mais essa obra, chega a quase 100 o número de empreendimentos atraídos para o Estado somente em 2019. “Tive a satisfação, há um ano, de fazer esse anúncio da fábrica da Marilan aqui no município, e está se tornando realidade. Em 2020, não tenho dúvida de que vamos inaugurar uma fábrica moderna, que vai entrar no ramo de alimentos aqui do Estado e será uma grande referência no Nordeste para o mercado de biscoitos e bolachas”, afirmou o governador, completando que, mesmo no momento difícil pelo qual passa o Brasil, é importante trazer investimentos para Pernambuco. “Aqui, nós temos segurança e oferecemos condições adequadas para o investimento acontecer, e vamos continuar trabalhando”, finalizou.

De acordo com Sérgio Tavares, presidente da Marilan, a escolha da região foi estratégica para os planos da empresa. “Queremos em breve aumentar nossa presença nos lares das famílias pernambucanas e de todo o Nordeste”, explicou. A empresa busca aumentar sua atuação na região, que atualmente representa mais de 30% do consumo de biscoitos no Brasil. A conclusão da obra está prevista para o segundo semestre de 2020.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, ratificou o posicionamento estratégico do Estado para a atração de novos negócios. “É importante a questão da centralidade que Pernambuco tem na Região Nordeste como um todo. Estamos, aqui, com 90% do PIB da região em até 800 km da cidade do Recife. Então, essa facilidade de ser um hub logístico é o que traz esse potencial de atrair indústrias como a Marilan. Pernambuco tem essa posição geográfica estratégica privilegiada e exerce esse poder dando apoio de infraestrutura, inteligência de mercado, incentivo para atrair investimentos como esse”, esclareceu o secretário.

Schwambach explicou ainda o valor de 85% de crédito presumido do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) oferecido pelo Governo do Estado. “Temos o nosso programa de incentivos e benefícios do Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (PRODEPE), uma lei já com mais de 20 anos que estabelece as regras e normas de incentivos e na base do ICMS que são concedidos para investimentos como esse aqui”, lembrou. Também esteve presente ao evento o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes.

SOBRE A MARILAN - Há 62 anos no mercado, a marca é especialista em biscoitos, com uma linha de produtos composta por mais de 100 itens, entre biscoitos salgados, doces, rosquinhas, recheados, waffers, biscoitos especiais e cookies – posicionada como empresa multicategoria, atuando em biscoitos, torradas, chocolates e snacks. Com sede em Marília, no interior do Estado de São Paulo, a Marilan exporta atualmente seus produtos para mais de 50 países nos cinco continentes. Além disso, possui 21 linhas de fabricação, produzindo cerca de 80 milhões de unidades de biscoitos por dia.

Paulo Câmara lembrou que, com mais essa obra, chega a quase 100 o número de empreendimentos atraídos para o Estado somente em 2019

Paulo Câmara lembrou que, com mais essa obra, chega a quase 100 o número de empreendimentos atraídos para o Estado somente em 2019 - Crédito: Heudis Régis/ SEI

Deputados ) elaboraram, em conjunto, emendas à Medida Provisória Nº 907/2019, que traz ações em torno do turismo brasileiro
Deputados ) elaboraram, em conjunto, emendas à Medida Provisória Nº 907/2019, que traz ações em torno do turismo brasileiroFoto: Divulgação

Unir forças para oferecer à sociedade leis que possam desburocratizar o estado e promover justiça. Com este objetivo, os deputados federais Daniel Coelho (Cidadania) e Felipe Carreras (PSB) elaboraram, em conjunto, emendas à Medida Provisória Nº 907/2019, que traz uma série de ações voltadas ao setor do turismo brasileiro.

Daniel Coelho, que é líder do Cidadania na Câmara Federal, propôs uma emenda que proíbe a arrecadação e distribuição de direitos autorais “sobre execução de obras literárias artísticas ou científicas em eventos particulares gratuitos”. O objetivo é impedir a cobrança do imposto recolhido pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) em festividades como casamento, bodas, aniversários e outros eventos familiares, assim como em cerimônias religiosas e fúnebres.

Já o deputado Felipe Carreras (PSB/PE) quer mais transparência e eficiência do ECAD, propondo delimitar a forma da cobrança e sua divulgação. “As associações seriam obrigadas a divulgar tabela de preço da exploração musical, considerando critérios de uso e localidade e não poderiam incidir percentualmente sobre a exploração comercial advinda da obra”, ressaltou.

Carreras ainda destacou a importância de unir forças com outros parlamentares, mesmo militando em campos opostos, para defender o interesse do povo.

Ex-ministro de Ciência e Tecnologia no governo Lula, Sérgio Rezende ministra palestra sobre importância do Consórcio Nordeste
Ex-ministro de Ciência e Tecnologia no governo Lula, Sérgio Rezende ministra palestra sobre importância do Consórcio NordesteFoto: Valter Campanato / Agência Brasil

O Comitê suprapartidário Lula Livre Casa Forte, realiza uma palestra com o ex-ministro de Ciência e Tecnologia Sérgio Rezende, na próxima quinta-feira (5), no Instituto Miguel Arraes (Rua D. Olegarina, 288, Casa Forte). Ex-secretário de Ciência e Tecnologia e Meio Ambiente do governo Arraes, Ministro de Ciências e Tecnologia do governo Lula e professor de Física da Universidade Federal de Pernambuco, Sérgio Rezende vai apresentar a palestra Ameaças a Ciência no Brasil e o Consórcio Nordeste".

Arruaço

Antes da palestra, às 17h, os membros do Comitê representados por rpofessores universitários e militantes progressistas vai dar continuidade ao "arruaço", abordando pessoas na Praça de Casa Forte para conversar sobre os retrocessos no governo Bolsonaro. 

Serviço:

Dia: Quinta feira (05), 20h30
Local: Instituto Miguel Arraes,
Rua D. Olegarina, 288, Casa Forte.

rezende

A mediação do debate ficará a cargo do dirigente nacional do PDT e deputado federal Túlio Gadêlha.
A mediação do debate ficará a cargo do dirigente nacional do PDT e deputado federal Túlio Gadêlha.Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Nesta sexta-feira (6), a Fundação Leonel Brizola - AP em Pernambuco promove o debate “70 anos de socialismo chinês: desafios econômicos e políticos”. O evento acontecerá na sede estadual do PDT (Av. João de Barros, 326, Boa Vista - Recife), às 19h, e tem inscrição gratuita.

Participam da mesa o pós doutor em Ciência Política Renan Holanda e a pós doutora em
História Christine Dabat. Além da troca de conhecimento com duas figuras do mundo
acadêmico, o momento conta com a ilustre presença da Cônsul Geral da República Popular da China no Recife, Yan Yuqing, e o o Conselheiro Político da Embaixada Chinesa no Brasil, Jia Chen. A mediação ficará a cargo do dirigente nacional do PDT e deputado federal Túlio Gadêlha.

“A China é um dos principais países do mundo que temos relações superavitárias no
comércio. Portanto, nada mais pertinente do que estreitarmos cada vez mais os laços com os chineses. E, para tanto, importante conhecermos sua história, conquistas e visões de mundo.

O seminário reforça o intercâmbio da Fundação Leonel Brizola com o Governo Chinês que se seguirá com outras iniciativas”, afirma o presidente da Fundação Leonel Brizola, o advogado Pedro Josephi.

Os interessados em participar, podem se inscrever no link abaixo:
 https://www.sympla.com.br/70-anos-de-socialismo-chines-desafios-economicos-e- politicos__719715


Serviço:

Palestra: 70 anos de socialismo chinês: desafios econômicos e políticos

Data: 6 de Dezembro (sexta-feira)
Hora: 19h
Local: sede estadual do PDT (Av. João de Barros, 326, Boa Vista - Recife)
Ingressos gratuitos

china

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, destacou que o evento é importante para aprofundar a discussão
O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, destacou que o evento é importante para aprofundar a discussãoFoto: Divulgação / Alepe

A Academia Pernambucana de Ciências (APC), com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (SECTI), promove nesta sexta-feira, dia 6, das 9h as 13h, no Espaço Ciência, debate sobre os prós e contras da possibilidade de instalação de uma usina nuclear em Itacuruba, no Sertão do Estado. As palestras serão encabeçadas pelo ex ministro de Ciência e Tecnologia do Brasil e professor de Física da UFPE Sérgio Rezende; a professora da UPE, Vânia Fialho; o professor aposentado da UFPE Heitor Scalambrini; e o conselheiro da Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares, Carlos Henrique da Costa Mariz. O evento é aberto ao público.

Com a atribuição de ouvir a comunidade científica, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, destacou que o evento é importante para aprofundar a discussão sobre o tema de maneira concreta: “Os cientistas são profundos conhecedores em condições de dar um contexto mais técnico sobre esta possibilidade. É essencial que a academia esteja envolvida e opine antes de qualquer tomada de decisão por parte do Poder Público”, comentou.

Na ótica do presidente da APC, José Aleixo, o debate vai trazer conhecimento científico ao tema e oferecer esclarecimento para a população: “Temos observado os fatos sobre a possibilidade de instalação de uma usina nuclear e é notório que há muita opinião sem conhecimento científico. O debate vem para esclarecer à sociedade pernambucana os pontos positivos e negativos. Os especialistas vão abordar, dentre outras questões, os aspectos tecnológicos, econômicos, ambientais e sociais dos procedimentos que envolvem a construção de uma usina nuclear”, declarou.

Deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE)
Deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE)Foto: Divulgação

O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) criticou, em suas redes sociais, as declarações do novo presidente da Funarte, Dante Montovani, a respeito do rock que, segundo ele, se relaciona com satanismo, teorias da conspiração e comunismo. "O novo presidente da Funarte relaciona rock, aborto, satanismo e comunismo. Caba doido da gota serena! Parece que insanidade é pré-requisito para integrar o governo Bolsonaro", postou Túlio.

Confira as declarações de Dante Montovani ao jornal O Globo:

"Existe toda uma infiltração de serviços de inteligência dentro da indústria fonográfica norte-americana que se não levarmos em conta, não vamos entender nada. A União Soviética mandou agentes infiltrados para os Estados Unidos para realizar experimentos com certos discos realizados para crianças. Esses agentes iam, se infiltravam e iam mudando, inserindo certos elementos para fazer engenharia social com crianças. Daí passaram para música para adolescentes".

"Colocaram em prática as ideias da Escola de Frankfurt"

"Woodstock foi aquele festival da década de 60 que juntou um monte de gente, os hippies fazendo uso de drogas, LSD, inclusive existem certos indícios de que a distribuição em larga escala de LSD foi feita pela CIA. Mas como pela CIA? Tinha infiltrados do serviço soviético lá"

“O rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo”

tulio
tulio

O deputado estadual Diogo Moraes esteve ao lado do governador Paulo Câmara
O deputado estadual Diogo Moraes esteve ao lado do governador Paulo CâmaraFoto: Divulgação

Presente na Conferência Nacional da Autorreforma do PSB, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) apresentou uma das principais propostas para o eixo de Políticas Sociais: a defesa e ampliação de políticas públicas para a área de Saúde Mental. Diogo, que é presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Suicídio e Automutilação na Assembleia Legislativa de Pernambuco, defendeu também a discussão do tema juntamente com países que já possuem uma atuação avançada em relação à temática, como Portugal. O parlamentar articulou com dois palestrantes portugueses uma reunião para abordar o assunto.

O evento aconteceu no Rio de Janeiro e reuniu representantes do PSB em todo o País. O objetivo da autorreforma é fazer uma atualização do programa e manifesto partidário, trazendo para pauta nova realidade do país. Para Diogo, esse é um tema que não pode passar despercebido. “Cada dia mais confirmamos que estamos vivendo uma epidemia quando se trata de problemas em relação à saúde mental. As estatísticas mostram que, a cada 40 minutos, no Brasil, uma pessoa pratica suicídio. Então é um tema que tem preocupado. Não podemos deixar de incluir nas nossas bandeiras a defesa de uma ampliação das políticas públicas nessa área”, afirmou o parlamentar. A proposta foi anexada ao conteúdo da Autorreforma e apresentada durante a plenária geral do evento.

Na atividade, Diogo Moraes aproveitou para articular com os deputados portugueses João Paulo Correia e Hugo Pires uma reunião para conhecer o Centro de Apoio Psicológico e Intervenção em Crise (CAPIC) de Portugal, que atende às necessidades psicossociais da população e dos profissionais. O equipamento de Portugal é formado por uma equipe de psicólogos clínicos com formação específica em intervenção em crise psicológica, emergências psicológicas e intervenção psicossocial em situações de risco. A ideia é aprofundar o conhecimento sobre esse Centro e usá-lo como referência na rede brasileira.

Os parlamentares de Portugal receberam a proposta com entusiasmo e se comprometeram a ajudar na temática. Outro que parabenizou a iniciativa foi o deputado Alessandro Molon, do PSB do Rio de Janeiro, que foi um dos condutores do evento. O governador Paulo Câmara, cujo pai é psiquiatra, também parabenizou Moraes pela sugestão.

No evento, o governador falou da importância da autorreforma. “O PSB é um dos partidos mais antigos do Brasil, tendo sido fundado em 1947. Entendemos que chegou o momento de autorreforma para avançarmos no papel do Partido Socialista no contexto político atual. É fundamental que nós que fazemos parte do PSB tenhamos essa definição de maneira clara para avançar nas transformações necessárias. Para avançarmos na defesa dos direitos e no resgate da esperança que é capaz de garantir às pessoas a possibilidade de sonhar e acreditar no futuro”, avaliou.

assuntos

comece o dia bem informado: