A vereadora foi a autora da proposição
A vereadora foi a autora da proposiçãoFoto: Divulgação

A vereadora Missionária Michele Collins (PP) sugeriu, nesta segunda-feira (18), a distribuição de kit de medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19 impedindo assim, o agravamento da doença. Pacientes com sintomas leves também poderão ser acompanhados por telefone ou Telemedicina.

Uma das propostas é fortalecer o atendimento nas Unidades de Saúde da Família para receber esse público. Segundo a parlamentar, atualmente os medicamentos são usados apenas em pacientes no estado grave. A legisladora propôs uma reunião na comissão que ela preside (Comissão de Direitos Humanos), com médicos que apoiam a iniciativa, alguns especialistas de saúde da cidade, a Comissão Intrapartidária de Acompanhamento do Comitê de Crise e a Secretaria de Saúde do Recife para que os assuntos sejam discutidos.

Michele acredita que a mudança do protocolo e o kit de medicação poderá salvar muitas vidas. “Os números estão subindo dia a dia e existem protocolos sendo usados em outros países e em outros estados que tem dado certo. É importante que os protocolos atentem para os momentos iniciais, podendo-se evitar o pior. Reafirmo aqui que, apesar de não haver estudo científico que ateste a cura por tais remédios, de alguma forma, a prescrição deles vem ajudando muitas pessoas. É importante que seja revisto o protocolo atual, que tem recomendado a população a consumo continuo de líquidos e uso do medicamento paracetamol”, explicou.

A parlamentar defende os protocolos estabelecidos pela doutora Marina Bucar Barjud, que mora na cidade de Madri, na Espanha. Dra Marina é coordenadora científica da Universidade de Zaragoza, e médica intensivista no Hospital HM Puerta Del Sur, na Espanha. Houve evolução positiva dos quadros clínicos após aplicação de coquetéis de remédios nas fases iniciais dos sintomas da doença, diminuindo consideravelmente a internação na unidade de terapia intensiva (UTI). A médica coordenou os protocolos científicos, que tratou mais de 600 pacientes com o coronavírus em Madrid, onde a mortalidade por covid-19, a partir desses procedimentos, caiu de 20% para 1,8%, nos últimos dias.

A vereadora sugeriu, que o kit de medicamentos, seja produzido pelo Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (LAFEPE). “Os medicamentos são de baixo custo e poderia ser produzido com tranquilidade pelo nosso LAFEPE e distribuídos pelo próprio, aos pacientes que apresentem sintomas leves da doença”, finalizou.

Aldeia recebe operação integrada para reforçar medidas da quarentena mais rígida
Aldeia recebe operação integrada para reforçar medidas da quarentena mais rígidaFoto: Divulgação

Nesta terça-feira (19), a comunidade de Aldeia, no município de Camaragibe, receberá a grande operação conjunta da Prefeitura Municipal e do Governo do Estado para reforçar as medidas da quarentena mais rígida, imposta por meio de decreto estadual desde o último final de semana. Ação, que já aconteceu no último sábado (16), no centro da cidade, será realizada desta vez nas imediações da Galeria Aldeia Boulevard até o comércio do bairro de Vera Cruz, a partir das 8h.

Haverá entrega de máscaras e álcool em gel para toda população. A fiscalização do trânsito nos pontos de bloqueios de veículos também será intensificada, assim como a fiscalização para fechamento dos comércios que estiverem atuando de forma irregular, descumprindo o decreto estadual. Ambas as atividades serão realizadas em uma parceria da Guarda Municipal com a Polícia Militar e o Controle Urbano do município.

Além dessas ações, uma equipe ficará responsável por realizar a sanitização da área. Orientação para lavagem das mãos, medição de temperatura e testes rápidos para Covid-19 também estão entre as atividades que serão realizadas no local. A ação vai se estender por toda comunidade de Vera Cruz, com a sanitização das ruas e a distribuição de kits de higiene e máscaras de proteção individual.

BALANÇO - No último sábado (16), a grande operação integrada com o Governo do Estado entregou cerca de 800 kits de higiene aos moradores do Bairro dos Estados. Além disso, houve também a distribuição de máscaras de proteção individual e reforço da fiscalização na circulação de veículos e nos estabelecimentos comerciais que ainda funcionavam de forma irregular. Também fizeram parte da iniciativa a orientação para lavagem correta das mãos, bem como medição de temperatura e realização de testes rápidos para Covid-19.

Na Operação Choque de Ordem, realizada pela equipe do Controle Urbano, em parceria com a Polícia Militar e Guarda Municipal - Romu, houve a fiscalização de 24 estabelecimentos, advertência a 16 ambulantes, apreensão de duas mercadorias de ambulantes que insistiam em descumprir o decreto e a notificação de um estabelecimento. Além disso, três bares foram fechados e quatro fiscalizações de denúncias recebidas foram realizadas. Em relação ao trânsito, ao todo foram realizadas 62 abordagens de veículos, nenhuma notificação ou remoção de veículos e 28 pedidos de informação. Em Camaragibe, foi observada uma grande aceitação e compreensão das medidas restritivas por parte das pessoas que circulavam.

Além disso, cerca de 200 ambulantes, previamente cadastrados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e que atuam na Rua Eliza Cabral, receberam cestas básicas para auxiliar neste período em que não poderão trabalhar.

Higienização do transporte público em Abreu e Lima
Higienização do transporte público em Abreu e LimaFoto: Divulgação

A Prefeitura de Abreu e Lima deu início à higienização do transporte público cadastrado no município. Desta segunda (18) até a próxima quarta-feira (20), proprietários de kombis e táxis deverão levar seus veículos até o pátio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, localizado no distrito industrial.

O objetivo é a realização de um processo de sanitização nos carros, um método de limpeza que elimina micro-organismos que insistem em ficar alojados no interior dos veículos. Por ser um gás, o ozônio consegue se espalhar por todo o interior do veículo e ir a lugares onde a limpeza convencional não consegue chegar.

Para o kombeiro José Carneiro da Silva, 74 anos, morador do bairro de Caetés I, a inciativa foi boa e ajuda os motoristas a se protegerem do vírus. “Eu mesmo nem tô levando gente sem tá usando máscara, peço mesmo. A gente tem que pensar que pode pegar essa doença por um simples descuido”, comenta.

Segundo Raphael Monteiro, secretário do Desenvolvimento Econômico e integrante do Comitê de Enfretamento ao coronavírus no município, a ação é parte de mais uma estratégia adotada pela prefeitura no combate à Covid-19.

Segundo ele, cerca de 190 veículos devem passar por este processo. Nestas segunda e terça, o agendamento é direcionado para proprietários de kombis e, na quarta-feira, exclusivamente para taxistas. O atendimento é por ordem de chegada. Após a sanitização, os donos dos veículos recebem máscara de proteção e um tubo de álcool em gel, além de serem vacinados contra a gripe.

Governador Paulo Câmara.
Governador Paulo Câmara.Foto: Rafael Furtado / Arquivo Folha

O governador Paulo Câmara (PSB) disse, em entrevista à Globo News, na tarde desta segunda-feira (18), que o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contrário ao isolamento social prejudica as ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Vale lembrar que, desde o último sábado (16), cinco municípios do Estado estão com restrições mais rígidas de circulação. A iniciativa visa garantir as taxas de isolamento necessárias para reduzir a contaminação pelo vírus. Apenas as atividades consideradas essenciais têm autorização para funcionamento. Além disso, o rodízio de veículos foi decretado.  

"Lógico que todo esse discurso do Governo Federal, desde o início, contra o isolamento social, ele prejudica. Cria um cria clima de instabilidade, de insegurança na população", comentou Câmara. Para ele, o discurso por parte da União é "inadequado" porque vai contra a ciência e todas as autoridades sanitárias do mundo.

"O momento é de salvar vida, nós temos tempos diferentes. O tempo atual é salvar vidas, o tempo seguinte é, justamente, buscar um caminho para recuperar a economia. Mas a gente tem que ter a prioridade agora, e todo mundo fez isso, todos os países que enfrentaram isso, cumpriram o isolamento social da forma mais rigorosa e é isso que a gente está colocando agora em Pernambuco diante da gravidade. Esperamos que haja também por parte do Governo Federal a necessidade de olhar estado por estado e ver que discursos contraditórios não ajudam a salvar vidas no momento que estamos vivendo", complementou o gestor pernambucano.

Novo programa da Compesa
Novo programa da CompesaFoto: Divulgação

Em uma parceria com as secretarias estaduais de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura e Recursos Hídricos a Compesa, fará a instalação de pias de higienização nos terminais integrados da RMR. Já em parceria com o Grupo Tigre, por meio do seu Instituto Carlos Roberto Hansen, e a FortLev, serão distribuídas gratuitamente 800 caixas d'água de 500 litros nas áreas com maior incidência de casos da Covid-19 da RMR, conforme base de dados do Ministério da Saúde, contemplando famílias de baixa renda e em situação de vulnerabilidade social.

No total, 129 lavatórios serão entregues em 22 terminais com previsão de conclusão até o final deste mês. Os primeiros conjuntos com cinco pias já foram instalados nos Terminais Integrados de Cajueiro Seco e Joana Bezerra, e os próximos serão o de Prazeres, Aeroporto, Tancredo Neves, Recife e Barro. Ainda serão contemplados os TI’s Pelópidas, Macaxeira, Camaragibe, Cosme Damião, Caxangá, Getúlio Vargas, Abreu e Lima, Igarassu, Cabo, Jaboatão, TIP, CDU, PE 15, Rio Doce e Xambá.

Além das pias equipadas com torneiras automáticas, também estarão disponíveis produtos essenciais para a higiene das mãos, como sabão e papel toalha, sob responsabilidade do Grande Recife Consórcio de Transporte. A ideia é possibilitar que os usuários do transporte público possam lavar as mãos antes de subir e após descer dos ônibus e não gerem aglomeração nos banheiros para realizar a higienização.

Já para a doação das caixas d’água, os critérios estabelecidos pela Compesa para que os clientes sejam beneficiados são: ser beneficiário da Tarifa Social, morar nas áreas com maior incidência da Covid-19 na RMR, ser abastecido em esquema de rodízio e, por fim, possuir baixa reservação no imóvel. O primeiro lote será entregue nesta segunda (18), contemplando moradores do Brejo da Guabiraba, no Recife. Ainda serão beneficiados clientes dos bairros da Macaxeira, Nova Descoberta, Vasco da Gama, Totó e Jordão, além de Camaragibe (Alberto Maia), Olinda (Passarinho, Peixinhos, Vila Popular, Águas Compridas, Aguazinha e Alto do Sol Nascente), Jaboatão dos Guararapes (Socorro) e São Lourenço da Mata (Capibaribe, Centro, Nova Tiúma, Tiúma e Pixete).

Os clientes com possibilidade de ganhar o reservatório estão sendo contactados por técnicos da Companhia para uma análise do imóvel sobre as condições necessárias para a instalação, que será de responsabilidade do morador. Com a comprovação da disponibilidade, a exemplo de local adequado para colocação da caixa d´água, a entrega será agendada. O cliente receberá a caixa d'água, um kit para instalação e um termo de responsabilidade sobre o equipamento.

A presidente da Compesa, Manuela Marinho, destaca a importância das ações e o empenho da Companhia em manter as articulações com outras empresas parcerias com o objetivo de ampliar as doações para beneficiar ainda mais pernambucanos.

“A Compesa vem trabalhando incansavelmente para que todos tenham acesso à água durante o período de enfrentamento da Covid-19. Entendemos que muitas famílias não conseguem armazenar a água que disponibilizamos em virtude da carência por reservatórios. Logo, essa parceria com a Tigre e a Fortlev é fundamental, pois vai atender justamente quem tem baixa reservação em casa, garantindo o armazenamento até o próximo ciclo de abastecimento. Por outro lado, temos o cenário dos usuários do transporte público que estão em deslocamento para atividades essenciais e que, com as pias, conseguirão assegurar a higienização das mãos”, destaca Marinho.

Plenário do Senado por videoconferência
Plenário do Senado por videoconferênciaFoto: Agência Senado

Os líderes partidários do Senado decidiram, nesta segunda-feira (18), que não haverá recesso parlamentar no meio deste ano por conta da pandemia da Covid-19. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, informou a decisão, que foi tomada após reunião com as lideranças partidárias.

"A decisão foi tomada por nós parlamentares, por entendermos que o Legislativo precisa continuar trabalhando para amenizar os efeitos negativos da pandemia do covid-19", ressaltou Davi.

Conforme previsão constitucional e regimento da Casa, a sessão legislativa é realizada de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro. Os dias compreendidos entre esses dois períodos configuram o recesso parlamentar.

Debate sobre combate ao abuso sexual infantil
Debate sobre combate ao abuso sexual infantilFoto: Divulgação

Para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Grupo Mulheres do Brasil, por meio do Comitê Jurídico do Núcleo Recife promove, Live, hoje, às 17h com a participação da líder do Comitê Juridico, Luciana Pimentel, a lider do Nucleo Recife, Roseana Faneco, o promotor de Justiça do MPPE, Salomão Ismail Filho e o Juiz de Direito da 2a Vara dos Crimes contra a Criança e o Adolescente, Dr. José Carlos.

A Campanha Maio Laranja serve como um alerta para criar uma consciência coletiva em toda a sociedade, a fim de reduzir os índices de violência, assim como estimular às crianças a denunciarem casos de agressão. As vítimas podem denunciar pelo Disque 100, à Polícia Militar pelo 190, ao MPPE pelo 127 ou pelo site www.mppe.mp.br

Priscila Krause, deputada estadual pelo DEM, na Rádio Folha.
Priscila Krause, deputada estadual pelo DEM, na Rádio Folha.Foto: CAIO DANYALGIL

Apesar de ter dado o voto favorável à medida aprovada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), que autoriza a apreensão do veículo de pessoas que não obedecerem ao sistema de rodízio estabelecido em cinco cidades de Pernambuco, a deputada estadual Priscila Krause (DEM), tem ressalvas quanto aos resultados que o sistema trará para o combate à Covid-19 e o isolamento social.

“A gestão precisa, permanentemente, aperfeiçoar os seus instrumentos. O próprio decreto sofreu modificações, inclusive, por solicitação da própria Assembleia Legislativa, de deputados do governo e da oposição. Em relação ao rodízio, a gente tem que ter muito pé no chão, muita humildade, e ser muito objetivo nas medições dos índices de isolamento social”, pontuou, ressaltando que não tem certeza se o rodízio trará o objetivo esperado para contenção da COVID-19 no Estado.

Em entrevista à Rádio Folha FM 96.7, na manhã desta segunda-feira (18), a parlamentar afirmou que se sente “à vontade” para cobrar as mudanças que se fizerem necessárias já que o objetivo é fazer com que um menor número de pessoas se aglomerem, evitando uma maior proliferação e contágio com o novo coronavírus.

“Particularmente, eu acredito que vai ter problemas. Eu vim acompanhando a manhã toda, e a gente vai ter problemas em relação a isso. A questão é: esses problemas são contornáveis, ou não são contornáveis? A partir daí, a gestão vai precisar fazer as adequações necessárias, e eu estou muito à vontade para cobrar isso porque eu fui uma das que dei o crédito de confiança”, afirmou.

 

Ouça a entrevista completa no podcast abaixo:

[1250] Condomínio
[1250] CondomínioFoto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

Condomínios residenciais, comerciais e logísticos deverão adotar planos de prevenção e de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus durante o período em que vigorar o estado de calamidade pública em Pernambuco. A obrigação consta no Projeto de Lei (PL) nº 1116/2020, aprovado, na manhã desta segunda (18), pela Comissão de Justiça, nos termos de um substitutivo apresentado pelo colegiado.

Proposta pela deputada Alessandra Vieira (PSDB), a matéria estabelece uma série de providências a serem tomadas pelos administradores desses espaços, entre elas, disponibilizar gel sanitizante ou pias com água e sabão nas áreas comuns e ofertar máscaras e luvas aos funcionários. Além disso, deverão garantir a separação e identificação do lixo contendo materiais de proteção individual, os quais deverão ser descartados em sacolas lacradas para diminuir os riscos de infecção dos trabalhadores da limpeza urbana.

O texto também orienta a gestão condominial a dar prioridade às pessoas idosas ou que possuam alguma comorbidade no uso dos elevadores – se possível, garantindo a utilização individualizada do equipamento, ou restringindo o uso compartilhado a residentes de uma mesma moradia. Ficará a critério da administração limitar o uso dos espaços comuns, restringir a entrada de entregadores, bem como estabelecer o uso obrigatório de máscaras pelos condôminos nas áreas coletivas.

Em caso de descumprimento, os condomínios ficarão sujeitos a advertência e a pagamento de multas, que poderão variar entre R$ 1 mil e R$ 50 mil, de acordo com o porte do estabelecimento e do número de reincidências. Os valores arrecadados deverão ser revertidos, preferencialmente, ao Fundo Estadual de Enfrentamento ao Coronavírus.

Bolsonaro aparece com apoiadores em Brasília
Bolsonaro aparece com apoiadores em BrasíliaFoto: Reprodução/Facebook

Mais uma vez, a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em manifestações repercutiu entre políticos nas redes sociais. No entanto, ontem, alguns destes parlamentares utilizaram as redes sociais também para questionar o relato do empresário Paulo Marinho à Folha de S.Paulo sobre um suposto vazamento de uma investigação da Polícia Federal ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente.

O deputado federal Danilo Cabral (PSB), afirma que “a cada peça, o intrincado quebra cabeça vai se formando”. Para ele, “essa nova denúncia pode ser o elo que faltava para ligar as investigações sobre a família de Bolsonaro e sua obsessão em ter o comando da PF do Rio.”

O senador Humberto Costa (PT), por sua vez, citou os números de mortes pela doença e questionou que os apoiadores do presidente festejem “levando caixões”. “Nenhuma imagem pode sintetizar melhor a atual gestão Bolsonaro. Nada pode ser mais triste”, escreveu. Humberto também usou o Twitter para comentar as denúncias envolvendo Flávio Bolsonaro. Além dele, o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) questionou as eleição presidencial. “Quem iria imaginar que Bolsonaro falou a verdade quando denunciou que as eleições de 2018 tinham sido fraudadas?”, ironizou.

Já o deputado federal Carlos Veras (PT) disse que em “mais um domingo, mais uma manifestação com a participação do presidente, em plena pandemia de Covid-19, quando o mundo sabe que a arma contra ela é o isolamento social. Já se foram mais de 15 mil pessoas. Quantas mais precisam ir pra Bolsonaro entender a gravidade do problema?.” Por outro lado, a deputada federal Carla Zambelli (PSL) saiu em defesa ao presidente. "Hoje, o povo brasileiro realizou carreatas por todo o país em apoio ao Governo do Presidente @jairbolsonaro. Para quem, segundo "especialistas", estava perdendo o apoio popular…", escreveu no Twitter.

Terceiro filho de Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), também de manifestou. "Neste domingo realizou-se pelo 5° final de semana consecutivo manifestação em apoio à democracia e ao governo Jair Bolsonaro. Enquanto parte da mídia e o sistema fazem de tudo para derrubar o Presidente essa é a força que o sustenta: o povo brasileiro."

assuntos

comece o dia bem informado: