Eleito em 2016, Belarmino não assumiu o mandato em 2017 por conta de uma decisão judicial que proibiu sua posse devido a um problema de prestação de contas
Eleito em 2016, Belarmino não assumiu o mandato em 2017 por conta de uma decisão judicial que proibiu sua posse devido a um problema de prestação de contasFoto: Divulgação

O presidente do PHS de Pernambuco e vice-presidente nacional do partido, Belarmino Sousa, acaba de assumir seu mandato de vereador de Jaboatão dos Guararapes, na Câmara Municipal, após três de luta na Justiça. Eleito em 2016, Belarmino não assumiu o mandato em 2017 por conta de uma decisão judicial que proibiu sua posse devido a um problema de prestação de contas.

Assessorado pelo advogado eleitoral e membro da comissão nacional de Direito eleitoral da OAB, Emílio Duarte, Belarmino teve vitória recente no Supremo Tribunal Federal, o que possibilitou a sua volta à Câmara Municipal.

A regulamentação prevê que até 2030 a emissão de carbono será zerada na ilha por meio do Projeto Noronha Carbono Zero
A regulamentação prevê que até 2030 a emissão de carbono será zerada na ilha por meio do Projeto Noronha Carbono ZeroFoto: Divulgação

A implementação de ações que contribuem para a construção de uma sociedade mais sustentável é uma prioridade para o Governo de Pernambuco, que vem reforçando sistematicamente políticas que dialogam com a preservação de seus diferentes ecossistemas e que apontam para um futuro mais equilibrado entre o desenvolvimento econômico e o meio ambiente. Nesta terça-feira (7), o governador Paulo Câmara deu mais um passo nesse sentido. O chefe do Executivo estadual sancionou a Lei que proíbe a entrada e a circulação de carros a combustão no arquipélago de Fernando de Noronha.
  
Com a regulamentação, conhecida como Noronha Carbono Zero, a partir de 2022, nenhum carro que emita dióxido de carbono (movidos a gasolina, álcool e óleo diesel) entrará na ilha. Já a partir de 2030, a circulação desses veículos estará proibida, somente podendo circular no arquipélago transportes elétricos. Dessa forma, Fernando de Noronha se torna o primeiro lugar no Brasil a banir carros a combustão.
  
"Estamos garantindo uma política que será importante para a preservação do meio ambiente e para a conscientização do papel do cidadão nessa tarefa. Já havíamos adotado o Plástico Zero em Fernando de Noronha e, agora, avançamos para, de forma gradativa, assegurar a circulação de veículos não poluentes no arquipélago. Seguiremos buscando sempre alternativas para garantir um futuro mais sustentável”, afirmou o governador Paulo Câmara.
  
A lei, entretanto, não se aplica a embarcações, aeronaves, tratores e outros veículos automotores assemelhados, destinados a puxar ou arrastar maquinaria, executar trabalhos de construção ou de pavimentação, serviços portuários e aeroportuários.
Para reforçar a preservação ambiental de Fernando de Noronha, o Governo de Pernambuco, por meio da Administração da ilha, fechou parceria, em junho, com a Renault Brasil para a implantação dos carros elétricos. Atualmente, seis veículos de três modelos estão sendo utilizados pelo distrito. A gestão também firmou parceria com o Centro Brasil no Clima (CBC), a Plataforma Circularis – rede colaborativa de incentivo à economia circular - e com o Sinspire – hub de inovação, cultura e sustentabilidade -, durante a Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC), realizada no Bairro do Recife em novembro de 2019.

Além disso, foi divulgada no início de dezembro a lista preliminar com cem contemplados com a autorização ecológica, que dará direito ao frete social, sem custo algum para o requerente, apenas para primeira entrada do veículo elétrico na ilha, para o transporte de carros elétricos do continente até o arquipélago.

Administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha destacou que a meta da gestão da ilha é livrar Noronha da poluição ambiental. Ele reforça, ainda, a necessidade de preservar o meio ambiente a partir de agora, uma vez que o planeta já sofre as consequências da falta de cuidado das gerações anteriores. “O nosso objetivo é zerar a emissão do carbono na ilha até 2030, conforme as premissas do Noronha + 20, que são regidas pela sustentabilidade em diversas áreas da gestão pública. Noronha Carbono Zero, através dos carros elétricos, é apenas o início de novas opções sustentáveis para a mobilidade e a matriz energética da ilha”, frisou.

Sustentabilidade

Entre as ações que estão sendo promovidas pelo Governo de Pernambuco na área ambiental estão a reativação do Fórum Estadual de Mudanças Climáticas, o aumento das unidades de conservação de Mata Atlântica e Caatinga, incentivo à produção de energias renováveis, o Plano Metropolitano de Resíduos Sólidos, a Lei de Educação Ambiental de Pernambuco e a implementação de uma política de enfrentamento às mudanças climáticas. Além disso, no último mês de setembro, o governador Paulo Câmara esteve em Nova Iorque, onde participou da 11ª Climate Week para apresentar a experiência de Pernambuco na sustentabilidade.

A partir de 2030 só poderão circular no arquipélago transportes elétricos

A partir de 2030 só poderão circular no arquipélago transportes elétricos - Crédito: Divulgação

Governador reforça os projetos Time PE e Bolsa Atleta Pernambuco, iniciativas que já beneficiam esportistas locais
Governador reforça os projetos Time PE e Bolsa Atleta Pernambuco, iniciativas que já beneficiam esportistas locaisFoto: Heudis Régis/ SEI

O governador Paulo Câmara reforçou a atuação do Estado em dois projetos de incentivo ao Esporte: o Time PE e o Bolsa Atleta Pernambuco. Durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, nesta terça-feira (7), ele anunciou modificações nos dois textos para a edição 2020 dos programas, ao lado do secretário de Educação e Esportes do Estado, Fred Amâncio, e do executivo de Esportes, Diego Pérez. A medida ratifica o apoio do Governo do Estado ao desenvolvimento de jovens atletas no esporte, atividade que pode proporcionar grandes mudanças de vida.

“São dois programas importantes de formação de atletas em Pernambuco: o Bolsa Atleta e o Time PE, que estamos tendo a oportunidade de dar um incremento. No Bolsa Atleta, por exemplo, o benefício vai se estender para os estudantes, sejam eles das nossas escolas, sejam universitários. Ou o Time PE, no caso de atletas de alto rendimento, oferecendo uma ajuda para os seus treinamentos”, explicou Paulo Câmara, falando ainda sobre o poder do esporte para mudar o destino dos jovens.

“Sabemos a dureza que é praticar esportes e, principalmente, os de alta performance. Pernambuco tem tido bons resultados nos Jogos Escolares nos últimos anos. Essa é mais uma opção, mais uma ação visando formar novos talentos e incentivar o esporte, principalmente nas escolas. O esporte dialoga muito com educação, com cultura, e faz parte da vida das pessoas. Quanto mais jovens estiverem praticando, mais nós vamos fazer uma grande política de prevenção”, concluiu o governador.

O Time PE foi criado como uma política de incentivo destinada a selecionar atletas, paratletas e atletas-guia com comprovado potencial para representar o País nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Além disso, o projeto contempla também os respectivos treinadores, desde que atendidas as exigências e critérios estabelecidos. Só em 2019, participaram 20 atletas/paratletas e 15 técnicos de 11 modalidades. Este ano, por sugestão do Conselho Estadual de Esportes, o critério básico para pleitear o benefício será o de ser atleta da Seleção Brasileira convocado nos últimos doze meses que antecedem o processo seletivo, nas modalidades individuais ou coletivas, além de estabelecer a comprovação de vínculo do treinador com a entidade de prática à qual o atleta esteja vinculado.

Já o Bolsa Atleta Pernambuco visa incentivar os praticantes do esporte de base, estudantil e de rendimento no âmbito do Estado, proporcionando um repasse de benefício financeiro de acordo com o resultado esportivo válido, que seja devidamente comprovado. Neste ano, serão destinados 10% do orçamento das modalidades olímpicas para a categoria Estudantil (Jogos Universitários Brasileiros, Jogos Escolares da Juventude e Paralimpíadas Escolares), estabelecendo os seguintes valores de benefício para cada uma: Estudantil A (campeão) - R$650 e Estudantil B (2º e 3º lugar) - R$500, além de igualar os valores do benefício do Grupo I (modalidades olímpicas/paralímpicas) e Grupo II (modalidade não olímpicas/paralímpicas de confederações vinculadas ou reconhecidas pelo COB/CPB) para os mesmos conceitos de benefício. Em 2019, o programa beneficiou 360 atletas/paratletas de 38 modalidades.

Júlio César tem apenas 14 anos, mas já experimentou o gosto de estar no lugar mais alto do pódio como paratleta de Natação. O estudante da Escola Estadual Argentina Castello Branco, de Ouro Preto, em Olinda, foi campeão em duas provas no final do ano passado, nado costas e nado livre, nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo. Júlio vai pleitear o Bolsa Atleta para 2020 e já sonha com novos feitos a partir dessa ajuda financeira. “Espero que eu melhore mais e que eu aprenda novas técnicas para ganhar mais medalhas. E também o Bolsa Atleta pode até me ajudar a construir minha casa, para parar de pagar aluguel. Isso que quero para 2020. Com auxílio financeiro, a pessoa fica até mais tranquila para treinar melhor”, disse o paratleta, esperançoso.

O evento contou ainda com a presença de nomes de referência do desporto e paradesporto pernambucano, como Cristiano Rocha, do handebol, Guilherme Negreiros, do basquete, Daniel Gonçalves, do atletismo, Manoel Souza, da paranatação, e Filipe Silva, atleta convidado de modalidade não olímpica (beach soccer).

A medida ratifica o apoio do Governo do Estado ao desenvolvimento de jovens atletas

A medida ratifica o apoio do Governo do Estado ao desenvolvimento de jovens atletas - Crédito: Heudis Régis/ SEI

'O esporte dialoga muito com educação, com cultura, e faz parte da vida das pessoas', diz o governador

'O esporte dialoga muito com educação, com cultura, e faz parte da vida das pessoas', diz o governador - Crédito: Heudis Régis/ SEI

As execuções na rua São Sebastião terão duração de 90 dias e fazem parte do conjunto de melhorias do centro da cidade
As execuções na rua São Sebastião terão duração de 90 dias e fazem parte do conjunto de melhorias do centro da cidadeFoto: Divulgação

A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Obras, deu início, após reunião com a classe de comerciantes locais, às obras de requalificação da Rua São Sebastião, uma das principais vias do centro da cidade. A prefeita Raquel Lyra também anunciou a construção de uma nova praça no bairro do Vassoural.

As execuções estão divididas em três etapas, entre início, meio e fim, com o objetivo de não atrapalhar o fluxo diário da rua, visto que é de grande movimentação. A cada trecho concluído, um novo será iniciado, o que inclui piso intertravado; calçadas mais amplas, padronizadas e acessíveis; iluminação; paisagismo; espaço para carga e descarga e vagas de estacionamento.

A obra também faz parte do conjunto de melhorias que o centro está recebendo, incluindo as ruas XV de Novembro, 7 de Setembro, a própria São Sebastião e outras áreas que também serão contempladas em breve. Os serviços terão duração de 90 dias e um investimento de R$ 818 mil.

A prefeita Raquel Lyra também assinou, nessa última segunda-feira (6), uma ordem de serviço para construção de mais uma nova praça, desta vez no bairro do Vassoural. “Será mais um espaço de lazer e para praticar atividades físicas e, assim, garantir mais qualidade de vida para nossa gente”. A obra tem previsão de 4 meses, com um custo de R$ 331 mil.

Tadeu Alencar avisou que haverá diálogo com outros partidos que formam a Frente Popular para escolha de João Campos como prefeiturável
Tadeu Alencar avisou que haverá diálogo com outros partidos que formam a Frente Popular para escolha de João Campos como prefeiturávelFoto: José Britto/ Folha de Pernambuco

O deputado federal Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara Federal, afirma que o deputado federal João Campos (PSB) deve mesmo ser apontado pelos correligionários como candidato à Prefeitura do Recife. “Não há outro nome para disputa da Prefeitura do Recife, não há outro nome do PSB para a disputa na Prefeitura do Recife é o de João Campos. Agora, é claro que isso é uma visão nossa e tem que ser dos demais parceiros da Frente Popular. Não vamos empurrar João goela abaixo, aqui ele vai de todo jeito”, disse Tadeu, em visita à Folha de Pernambuco.

Para Tadeu, o diálogo seguirá com os demais partidos da Frente Popular, até com o PT, que pode lançar a deputada federal Marília Arraes como candidata a prefeita do Recife. “Nós queremos dialogar com PT, que pode ter candidato (a); com PDT, que pode ter candidato; com PSD, que pode ter candidato; com MDB, que pode ter candidato. Então todos esses partidos são da Frente Popular hoje e nosso esforço vai ser para construir junto com eles o nome de João para representar não o PSB, mas a todos nós”, argumentou.

Segundo o líder socialista, os arranjos políticos com os outros partidos podem ser feitos em outras cidades com menos protagonismo que a capital pernambucana. “Onde houver importância para os outros partidos nós vamos compatibilizar. Se a gente tiver essa visão de compartilhamento de responsabilidades num conjunto político a gente tem a possibilidade grande de ter sucesso. Agora claro que dentro desse processo a eleição do Recife é especialmente vocacionada a gerar, claro que é a mais importante do Estado”, explicou.

Caso PT e PDT, por exemplo, lancem os federais Marília Arraes e Túlio Gadêlha na disputa municipal, as eleição de 2020, segundo Tadeu, seria “geracional”. “Vejo a juventude como uma virtude e não como um defeito, o que é defeito é a inconsequência, a falta de espírito público, a falta de visão republicana, virtudes que todas elas João Campos tem. Aliás, tem a humildade de saber que um líder é construído e forjado num embate”, relatou Tadeu Alencar.

Geraldo Julio em reunião do secretariado no início deste ano de 2020
Geraldo Julio em reunião do secretariado no início deste ano de 2020Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Recife anunciou, na tarde desta terça-feira (7), o plano de gestão para o ano de 2020 para diversas áreas da administração municipal. Obras de grande porte como a entrega do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa e um quarto Compaz, em homenagem a dom Hélder Câmara, estão no planejamento.

A inauguração de três novas Upinhas, a conclusão da reforma do Ginásio Geraldão e do Teatro do Parque, além da pavimentação de 300 ruas e a criação de 200 km de rotas cicláveis também fazem parte do plano. O anúncio das metas foi feito pelo prefeito em meio à reunião com o secretariado, no Museu da Cidade do Recife, no Forte das Cinco Pontas.

De acordo com Geraldo Julio, seu governo passa por uma ótima fase. “Estamos vivendo o melhor momento do governo. Momento do maior volume de obras que estão acontecendo e vamos viver o ano da maior quantidade de entregas e inaugurações para a população”, afirmou.

Geraldo Julio disse que o "grande volume de obras contempla a população". “São cinco mil pessoas que estão trabalhando nas obras da prefeitura e cada uma dessas obras se transforma numa inauguração e num equipamento funcional. São ações que vão ajudar a população a ir transformando e melhorando a sua vida, a nossa cidade, enfrentando esse tempo tão difícil que o Brasil está passando"..  

Na área de saúde, Geraldo Julio deu ênfase à importância da inauguração do Hospital da Pessoa Idosa e a criação das Upinhas, que serão localizadas na Rua do Prata, no Ibura, na Vila Arraes, na Várzea e no Pilar, no Bairro do Recife. “O Hospital Eduardo Campos que vai atender a quase 200 mil pessoas com mais de 60 anos na nossa cidade que sempre precisaram de um atendimento, de uma estratégia especial de atenção à saúde. O hospital servirá exatamente para isso: fazer prevenção e melhorar a qualidade de vida dessas pessoas” afirmou.  

Planejado para ser entregue no segundo semestre de 2020, o Hospital Eduardo Campos será o primeiro do Nordeste completamente voltado ao tratamento de doenças e prevenção das pessoas idosas e vai custar cerca R$ 25 milhões de recursos da Prefeitura do Recife. Localizado na Avenida Recife, no bairro da Estância, Zona Oeste do Recife, em uma área total de mais de 8 mil m², o hospital terá 72 leitos - 62 de enfermaria e dez de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) -, seis salas de recuperação pós-anestésica, quatro salas de cirurgia, além de farmácia, centro diagnóstico e ambulatório com 13 consultórios. A unidade deverá ofertar oito mil consultas por mês, além de ter capacidade para 700 internações e 500 cirurgias mensais.

Compaz
Localizado no bairro de Joana Bezerra, região central do Recife, o novo Compaz Dom Helder Câmara tem previsão de entrega para este primeiro semestre. Iniciada em 2013, ainda na gestão do então governador Eduardo Campos, a obra para conclusão do Compaz foi retomada em julho passado. No início, a conclusão estava prevista para 2014, no entanto os serviços ficaram parados por causa da falência da empresa responsável pela construção. Em 2018, a Prefeitura do Recife assumiu a responsabilidade e estima a inauguração do Compaz do Coque para março de 2020.

No critério habitação, o prefeito do Recife promete para este ano a construção de novos habitacionais e reformas através do programa Parceria na Sua Casa, um trabalho de melhoria de banheiros, cozinhas, infraestrutura de moradias em situação precária. “Devemos entregar em torno de mil apartamentos ainda este ano”, contou Geraldo Julio. 

Segundo o plano de gestão, 150 comunidades devem ser beneficiadas com o projeto Ilumina Recife e todas as salas de escolas municipais serão climatizadas pelo Novo Clima. Além das principais entregas, ações ou obras contemplam várias áreas da cidades e são divididas em quatro eixos: Infraestrutura e Mobilidade com 1.397 ações previstas; Cidadania, Cultura, Meio Ambiente, Esportes, Turismo e Lazer com 77 ações; Saúde com 24 entregas prioritárias para 2020 e Educação com 56 ações previstas. 

Prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (DC), em entrevista à Rádiuo Folha
Prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (DC), em entrevista à Rádiuo FolhaFoto: Alfeu Tavares / FolhaPE

Há seis meses no comando da Prefeitura de Camaragibe após a prisão de Demóstenes Meira (PTB), Doutora Nadegi (DC), em entrevista à Rádio Folha (FM 96,7), nesta terça (7), fez um balanço de sua gestão à frente do município e avaliou a conjuntura política no município para as eleições deste ano.

Segundo Nadegi, a decisão de se candidatar ou não em outubro vai pássar pelo crivo da aprovação popular ao seu governo. "Eu vou acordar com a população. Se em maio, a população quiser que eu vá (ser candidata) eu vou", disse. Segundo a prefeita, o desafio de assumir o cargo subitamente e com o municípío enfrtentando sérias dificuldades não foi fácil. "É pegar o bonde andando e começar uma gestão que você não iniciou. Então fica meio difícil. Mas como eu tenho uma história na cidade, isso faz com que a gente tenha um entendimento melhor. E fica mais fácil de conhecer os problemas", avaliou.

"Acho que o maior desafio que a gente tem hoje é o financeiro, como qualquer município. E, depois, fazer uma gestão que não começou, pegar uma equipe de maneira súbita", afirmou Nadegi. Segundo ela, o afastamento com Demóstenes Meira ocorreu desde o início do governo. "Nós duramos 24 dias de estabilidade entre o prefeito e a vice. Mas digo que não foi por minha culpa. A partir do momento que ele não me quis tomando conta na saúde e no governo, eu deixei que ele trabalhasse, mas infelizmente não terminou bem", lembrou.

Nadegi acredita que sua gestão tem conseguido mudar o quadro de crise em Camaragibe. "Se preocupar com a cidade, com a transparência, isso está fazendo que a gente torne uma situação diferente", comentou. Logo nos primeiros dias de governo, Nadegi trocou todo o primeiro e segundo escalão da equipe, para dar sua própria marca ao governo. "Foi o maior desafio da minha vida ser prefeita da minha cidade dessa maneira", contou.

Confira a entrevista na íntegra:

Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli
Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias ToffoliFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, estará, nesta quarta-feira (8), no Recife, para o primeiro encontro com dirigentes dos órgãos do Poder Judiciário das áreas estadual, trabalhista, eleitoral e federal de Pernambuco desde a posse na Presidência, em setembro de 2019. O objetivo é promover o diálogo com os operadores do Direito e ampliar a integração do Poder Judiciário.

A primeira visita ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na Praça da República, ocorrerá às 15h. O magistrado será recebido pelo presidente da instituição, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, e demais integrantes do Judiciário estadual. Ao final, o presidente do STF fará um pronunciamento aos jornalistas, na sede do TJ, sobre a importância da agenda institucional. Não há previsão de realização de coletiva.

Em dois dias, o presidente Dias Toffoli visitará, além do TJPE, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). O ministro já esteve em Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina e São Paulo.

Porto Digital - Uma das agendas do ministro será com Pierre Lucena, do Porto Digital, nesta quinta (9). Toffoli virá acompanhado do ex-ministro da Defesa, Raul Jungmann. Durante a visita, Pierre irá apresentar o parque tecnológico pernambucano ao ministro do Supremo e dará destaque às nossas principais startups.

Toninho, que teve sua pré-candidatura à Prefeitura oficializada em outubro do ano passado, reuniu um grupo de 34 lideranças políticas
Toninho, que teve sua pré-candidatura à Prefeitura oficializada em outubro do ano passado, reuniu um grupo de 34 lideranças políticasFoto: Divulgação

Na noite da última segunda-feira (6), o presidente da Câmara Municipal de Camaragibe, vereador Toninho, se reuniu com os pré-candidatos a vereadores pelo Partido Progressista (PP), no município. O presidente, que teve sua pré-candidatura à Prefeitura oficializada em outubro do ano passado, reuniu-se com um grupo de 34 lideranças políticas, que visam, no pleito deste ano, uma vaga no Legislativo da cidade.

"Ontem, nos reunimos com 34 lideranças políticas do nosso município, todos filiados ao PP, e com interesse a um dos assentos da Câmara de Vereadores. Nosso diretório municipal irá lançar 20 pré-candidatos a vereadores, sendo 14 homens e seis mulheres. E também ajudar na composição dos partidos que estão do nosso lado e acreditam no nosso projeto. Com o trabalho que estávamos desenvolvendo, acredito que teremos uma grande renovação no Legislativo”, pontuou Toninho.

A pré-candidatura de Tonminho conta com o apoio do deputado federal Eduardo da Fonte, e dos estaduais Fabíola Cabral, Cleiton Collins e Joel da Harpa. O vereador, que também é presidente do partido no município, espera contar também com o apoio dos evangélicos na eleição de 2020. “Como evangélico, defendo que Camaragibe é do Senhor Jesus, por isso, quero formar um grupo político que respeite a independência dos poderes e os servidores públicos; além de prestar um serviço de qualidade aos cidadãos camaragibenses”, finalizou o presidente.

Câmara do Recife
Câmara do RecifeFoto: Divulgação

O reajuste salarial de quase 30% aprovado pela maioria dos vereadores do Recife na última sessão plenária de 2019 não é inconstitucional ou irregular, de acordo com o procurador do Ministério Público de Contas (MPCO), Cristiano Pimentel. O MPCO fez a análise após reclamações de cidadãos, recebidas via Internet.

Ele explica que aumento está dentro dos parâmetros constitucionais, já que as normas que regem os vencimentos do Legislativo Municipal foram respeitadas. “O aumento dos vereadores tem que seguir duas regras principais. A Constituição federal, que estabelece que o subsídio não ultrapasse 75% do que ganha o deputado estadual, e a segunda regra é com relação ao limite de alerta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) de 5,40%. Atualmente, a Câmara gasta 2,72% da receita com pessoal”, explica Pimentel.

Com o reajuste, os vereadores do Recife, que atualmente recebem R$ 14.635 passarão a ganhar, a partir de 2021, no início da nova legislatura, R$ 18.980. Cristiano Pimentel considera que o reajuste aplicado pelos vereadores do Recife é uma questão moral, que carece de controle social. “O poder público só pode atuar se houver alguma violação, não havendo, somente a população, a sociedade civil podem atuar”, afirma.

assuntos

comece o dia bem informado: