Deputado federal Fernando Monteiro (PP)
Deputado federal Fernando Monteiro (PP)Foto: Divulgação

A votação da reforma da Previdência, motivo de discussões ferrenhas nas mais variadas esferas políticas, tem gerado discussões no Congresso. Sobre o tema, o deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) afirmou que o modelo atual precisa passar por alterações urgentes antes de qualquer votação, em defesa também do Nordeste.

Segundo Monteiro, a Previdência assistencial (BPC) e a Previdência rural não podem prejudicar seus beneficiários, que já são penalizados pela dura realidade do campo e pela falta de recursos para a garantia de sua dignidade. “O Nordeste, que conta com 8,9% de famílias abaixo da linha de pobreza e taxa de desemprego média na faixa dos 15%, números superiores à média nacional, que chega a 5,8% e 12% respectivamente, precisa de atenção especial”, enfatiza o parlamentar pernambucano.

Leia também:
Deputados da bancada da bala se reúnem por reforma da Previdência
Silvio Costa Filho defende 'desvinculação gradativa' do orçamento
Daniel Coelho defende debate sobre reforma da Previdência


A aposentadoria rural, além de fundamental para a garantia do mínimo necessário - muitas vezes existem famílias inteiras que dependem dela - move a economia dos pequenos municípios. A restrição à concessão deste benefício, segundo o deputado federal, vai causar a perda de arrecadação, com menos dinheiro circulando, aumentando, consequentemente, a pobreza no campo e levando ao êxodo rural.

Fernando Monteiro garante: “Enquanto estiver prejudicando o trabalhador rural e mexendo no Benefício de Prestação Continuada (BPC), eu não voto a favor da reforma da Previdência”.

Prefeita Raquel Lyra participará do encontro, realizado pela Prefeitura de Caruaru
Prefeita Raquel Lyra participará do encontro, realizado pela Prefeitura de CaruaruFoto: Jorge Farias

Em alusão ao 24 de fevereiro de 1932, quando se celebra o dia em que as mulheres brasileiras conquistaram o direito ao voto, o município de Caruaru sediará, nesta sexta-feira (15), o 1º Encontro de Participação Política para Mulheres. O evento será realizado na Acic, das 08h às 17h. A ação promovida pela Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), é uma iniciativa inédita que contará com a participação de deputadas estaduais, prefeitas, gestoras públicas e vereadoras do estado de Pernambuco, além de representações de movimentos sociais, pesquisadoras e de instituições não governamentais.

Já estão confirmados os nomes das deputadas estaduais Gleide Ângelo (PSB), Carol Vergolino (PSOL) - uma das cinco mulheres do grupo de deputadas da chapa coletiva “Juntas”, Priscila Krause (DEM), Alessandra Vieira (PSDB), e o deputado Joel da Harpa (PP). De prefeitas, além de Raquel Lyra, de Caruaru, confirmaram: Maria Regina da Cunha (Itaíba); Maria Madalena Santos (Arcoverde); Mariana Mendes (Cumaru); Verônica Maria de Oliveira (Gameleira); Débora Luzinete Almeida (São Bento do Uma); Ana Célia Cabral (Surubim); Joelma Campos (Panelas). Além delas, vereadoras como Célia Cardoso (Arcoverde), Zefinha da Farmácia (Paranatama) e Zezé Parteira (Caruaru), junto com representantes de diversas entidades estarão presentes.

“O evento busca trazer a questão da participação política das mulheres, com a intenção de fortalecê-las e incentivá-las a se fazerem presentes em todas as esferas de discussão de políticas públicas. Decorridos 87 anos da conquista do voto feminino, vê-se que as mulheres, em grande parte, tem baixa representatividade na política partidária ocupando cargos de prefeitas, vereadoras, governadoras e senadoras”, destacou a secretária da SPM, Juliana Gouveia.

O encontro será voltado para gestores e funcionários municipais, profissionais e estudantes das áreas envolvidas (advogados, professores, assistentes sociais, psicólogos, etc.), além da sociedade civil, e contará também com a presença de representantes da OAB Caruaru. A estimativa de público é de aproximadamente 200 pessoas de Caruaru e cidades circunvizinhas. Para participar, não tem inscrição prévia, basta levar CPF no dia do encontro, já que o documento será solicitado para proceder com o credenciamento.

Serviço:
O quê? 1º Encontro de Participação Política para Mulheres.
Quando? Sexta-feira, 15 de março de 2019.
Onde? Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC), localizada na Rua Armando da Fonte, nº 15 - Maurício de Nassau.
Horário? Das 08h às 17h

mulheres

Em sua despedida da Comissão de Educação, Danilo Cabral participou do descerramento de sua placa na galeria de presidentes
Em sua despedida da Comissão de Educação, Danilo Cabral participou do descerramento de sua placa na galeria de presidentesFoto: Divulgação

O deputado Danilo Cabral (PSB-PE) participou, na noite desta quarta-feira (13), de uma reunião da Comissão de Educação da Câmara Federal que marcou a sua  despedida do comando do colegiado. Durante a sessão, houve o descerramento da foto do parlamentar na galeria dos presidentes da comissão.

O novo presidente desta Legislatura é o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB). A escolha da presidência das comissões permanentes é feita com base no resultado da última eleição para a Câmara e no princípio da proporcionalidade partidária. Ou seja, o tamanho de cada bloco partidário na Casa define quem escolhe primeiro e quantas comissões cada um terá.

Durante seu mandato, iniciado no ano passado, o parlamentar realizou um total de 56 reuniões e aprovou 116 proposições legislativas. Danilo Cabral pontua que, mesmo sendo uma gestão curta, espremida pelo calendário eleitoral, foi possível colocar em marcha um agenda intensa de atividades. "Nosso trabalho combinou a agenda estratégica, envolvendo os temas estruturantes para a educação brasileira com os temas do dia-a-dia, da atualidade", explicou.

Danilo Cabral ainda ressaltou que a perspectiva de redução drástica de recursos apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro coloca em risco os avanços obtidos nas últimas décadas. "É preocupante a escalada autoritária contra a liberdade de cátedra e o livre pensamento. A convivência democrática, o respeito às diferenças e o debate plural são parte da tradição histórica dessa comissão".

A partir de agora, o parlamentar continua na Comissão de Educação como membro suplente, mas seguirá sugerindo medidas para o setor. No mês passado, Danilo protocolou um PL que determina que os recursos da contribuição ao salário-educação sejam distribuídos aos estados e municípios de forma proporcional à quantidade de alunos matriculados na educação básica.

Deputado federal Alexandre Frota
Deputado federal Alexandre FrotaFoto: Reprodução/Instagram

O clima pouco amistoso entre o deputado federal Alexandre Frota (PSL) e a família Bolsonaro ganhou um novo capítulo. Após afirmar ser "persona non grata" no Governo por ter pedido o afastamento do senador Flávio Bolsonaro (PSL) devido às denúncias envolvendo seu ex-assessor Fabrício Queiroz, o parlamentar voltou alimentar a desavença, na tarde desta quinta (14), no Twitter.

"Hoje encontrei o @FlavioBolsonaro ele me confirmou que o Pai ficou chateado comigo foi a terceira pessoa que veio me dar o recado .Ok recado dado .@jairbolsonaro @PSL_Nacional @pslnacamara @governodobrasil @SenadoFederal @camaradeputados Mas eu continuarei lutando aqui", twitou o deputado.

Persona non grata - Frota havia revelado, em outra postagem no Twitter, que não é bem quisto na família Bolsonaro. “Hoje, depois de 4 anos de dedicação, recebi a informação que sou persona non grata no Governo Bolsonaro por eu defender a prisão do Queiroz, que confessou rachar os salários de funcionários e por ter perdido do afastamento do senador [Flávio Bolsonaro] para ele apenas se defender”, escreveu, marcando a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) e Jair Bolsonaro na publicação.


Confira:

frota

Deputado Tadeu Alencar, líder da bancada do PSB na Câmara Federal
Deputado Tadeu Alencar, líder da bancada do PSB na Câmara FederalFoto: Léo Malafaia / Folha de Pernambuco

O deputado federal Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara Federal, destinou na lei orçamentária anual (LOA) de 2018, verba possibilitou a compra dos equipamentos para plano de fomento à agricultura familiar, com recursos de 750 mil reais destinados à Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba).

Tadeu Alencar estará no semiárido pernambucano nesta sexta-feira (15) e sábado (16) para realizar a entrega de dois tratores a associações de agricultores familiares em Bodocó. O ato marca a abertura do calendário de entregas previstas para o ano de 2019 do parlamentar.

A visita começa em Petrolina, no pátio da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), nesta sexta-feira à tarde (15). No sábado (16), Tadeu Alencar (PSB) cumpre agenda em Bodocó, onde serão entregues os dois tratores a duas associações de agricultores rurais: a Associação de Agricultores e Agricultoras Rurais do Sítio Caldeirão e Sítios Circunvizinhos e a Associação dos Pequenos Agripecuaristas do Sítio Duas Lagoas e Circunvizinhos.

No total, cinco veículos deste porte foram comprados com recursos de emenda parlamentar. Um deles já foi entregue para a Associação dos Produtores Rurais Sítio Angico, Fazenda Pradicó (ASPRACO), em Ouricuri. Os outros dois veículos serão entregues aos trabalhadores rurais dos municípios de Exu (Associação dos Produtores de Leite de Exu- ASPROLE) e Tabira (Cooperativa da Agricultura Familiar Indígena e Assentados do Nordeste Brasileiro – COODAPIS), nos próximos dias.

Os tratores servirão realizar todas as atividades necessárias à produção e manutenção das plantações provenientes da rede de agricultura familiar nestes municípios.

AGENDA:

Entrega de Tratores a Associações de Agricultores Rurais no Sertão do Estado

Sexta-feira (15 de março)

14h: Pátio Codevasf, em Petrolina, assinatura dos termos de doações dos tratores e implementos.

18h: A equipe do deputado Tadeu Alencar participa da novena de São José, santo padroeiro de Bodocó, na praça da Matriz da cidade.

Sábado (16 de março)

8h: Associação dos Pequenos Agripecuaristas do Sítio Duas Lagoas e Circunvizinhos (mais conhecida como Associação do Sítio Caracuí).

10h: Associação de Agricultores e Agricultoras Rurais do Sítio Caldeirão.

Tratores vão realizar todas as atividades necessárias à produção e manutenção das plantações provenientes da rede de agricultura familiar

Tratores vão realizar todas as atividades necessárias à produção e manutenção das plantações provenientes da rede de agricultura familiar - Crédito: Divulgação

No encontro, ficou decidido que o Novo lançará candidato a prefeito em Recife no próximo ano.
No encontro, ficou decidido que o Novo lançará candidato a prefeito em Recife no próximo ano.Foto: Divulgação

O diretório estadual do Partido Novo em Pernambuco promoveu reunião dos filiados, nesta quarta-feira (13), para tratar da prestação de pontas, do aumento da legenda no Estado e do planejamento estratégico para as eleições de 2020. No encontro, ficou decidido que o Novo lançará candidato a prefeito em Recife no próximo ano.

A reunião contou com a presença do filiado Edmilson Coutinho, Augusto Calado, presidente do Diretório Estadual no Estado, além de Charbel Maroun e José Elias que foram candidatos a deputado federal pela legenda em 2018. m dos filiados que participou da reunião revelou á reportagem da Folha de Pernambuco que o nome mais cotado é o de Charbel Maroun.

*Com informações de Luiza Alencar, da editoria de Política.

Governador Paulo Câmara (PSB) assinou Consórcio Nordeste nesta quarta-feira (14), no Maranhão
Governador Paulo Câmara (PSB) assinou Consórcio Nordeste nesta quarta-feira (14), no MaranhãoFoto: Divulgação/ Instagram

O governador Paulo Câmara (PSB) esteve presente em mais um Encontro dos Governadores dos Estados do Nordeste, nesta quinta-feira (14), em São Luis (MA). Na reunião, foi assinado o Consórcio Nordeste, importante instrumento político e jurídico para o fortalecimento da nossa região e para melhorar a prestação de serviços públicos.

"Nós, governadores do Nordeste, demos mais um passo importante para o desenvolvimento da Região. Assinamos nesta quinta-feira, em São Luís, no Maranhão, a criação do Consórcio Nordeste, que vai nos assegurar condições de atuar com mais inteligência e eficiência em temas ligados ao social, econômico e à garantia do meio ambiente. O Consórcio vai permitir ações com mais celeridade, mais economicidade e gestão no trato dos recursos públicos. Teremos ações conjuntas que vão garantir melhorias para a população nordestina", diz Paulo Câmara em seu instagram oficial @paulocamara40.

Os gestores prometeram ficar atentos "a qualquer retrocesso quanto a mecanismos essenciais para o desenvolvimento regional, notadamente o Banco do Nordeste, a CHESF e a Sudene", como avisam na Carta do Encontro.

Os Governadores do Nordeste também discordam das desvinculações de receitas para fazer face ás despesas obrigatórias com saúde, educação e fundos constitucionais. "Desejamos discutir realmente o Pacto Federativo, inclusive no tocante à repartição constitucional de receitas e competências", reforçam na carta.

De acordo com o gestor pernambucano, a questão das compras compartilhadas será facilitada e vai baratear custos para os Estados nordestinos. “A escala nos mostra isso: quando se faz compras maiores e se tem uma amplitude de previsibilidade, um planejamento adequado, ganha todo mundo”, explicou Paulo Câmara. No encontro, ainda segundo Paulo, os governadores também fincaram posição contrária à flexibilização do Estatuto do Desarmamento e se solidarizaram com as famílias das vítimas do massacre no Colégio Professor Raul Brasil, em Suzano, na grande São Paulo.

Entre outros pleitos, os governadores também ratificaram seu posicionamento de defenderem o Estatuto do Desarmamento.

O governador Rui Costa (PT), da Bahia, será o primeiro presidente do Consórcio. A decisão, por consenso, foi divulgada por Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão.

“Esse consórcio será uma grande ferramenta de gestão e compartilhamento de projetos e ideias, de apoios mútuos, como recentemente fizemos no Ceará. Uma grande ferramenta de redução de custos para cada Estado”, disse Rui Costa, reiterando que será possível fazer licitações em várias áreas para compra conjunta de itens comuns a todos os Estados, o que garante a redução dos preços. Segundo ele, a previsão é que até o final do ano o Consórcio Nordeste esteja consolidado e já implementando as primeiras iniciativas.

Reforma da Previdência – Além do Consórcio Nordeste, outro tema delicado da pauta nacional discutido pelos governadores nordestinos, de acordo com Paulo Câmara, foi a Reforma da Previdência. “É um assunto que está sendo tratado no Congresso Nacional, mas nós precisamos aprofundar as discussões. Tem questões relacionadas à aposentadoria do trabalhador rural e ao BPC (Benefício de Proteção Continuada) que vão contra o interesse da população mais pobre. Isso precisa ser discutido, porque as regras têm que estar maduras e é preciso olhar o Brasil como um todo. Não dá para ver apenas um sentido, como se tudo fosse igual e não tivéssemos um País tão grande, com tantas regiões e com tanta desigualdade”, afirmou o governador pernambucano, listando ainda outros dois pontos do texto questionados pelos gestores nordestinos: a capitalização e a “desconstitucionalização” da reforma.

Leia na íntegra a Carta dos Governadores da reunião desta quinta-feira (14)

Governador Paulo Câmara reforçou que Governo Federal deve discutir realmente o Pacto Federativo

Governador Paulo Câmara reforçou que Governo Federal deve discutir realmente o Pacto Federativo - Crédito: Divulgação/ Instagram

Francisco José F. de Abreu Santos (esq.) e Giovanni Gomes do Prado (dir.), diretores do Sincredi
Francisco José F. de Abreu Santos (esq.) e Giovanni Gomes do Prado (dir.), diretores do SincrediFoto: Divulgação

Francisco Abreu
francisco_abreu@sicredi.com.br

O Produto Interno Bruto do Brasil cresceu apenas 1,1% em 2018, abaixo das expectativas da maioria dos analistas no início do ano. A greve dos caminhoneiros afetou de forma negativa a retomada das atividades econômicas, embora esse desempenho seja devido também a outros fatores, como o desequilíbrio estrutural das contas públicas, cuja solução requer a aprovação, no Congresso Nacional, de reformas constitucionais com baixo apoio popular, além da necessidade de se colocar em prática um amplo conjunto de medidas requeridas para remover as restrições ao investimento e ao aumento da produtividade da economia.

O déficit fiscal tem limitado o crescimento da economia brasileira e se constitui no principal desafio da política econômica a ser enfrentado nos próximos anos, cuja redução gradativa, tem por base a Emenda Constitucional nº 95, que limita o crescimento das despesas governamentais à inflação do ano anterior. Havendo crescimento econômico e recuperação cíclica das receitas, será possível o
equacionamento da relação dívida pública “versus” PIB – e, após esse horizonte, com a sua redução, evitar-se-ia a imobilização do governo. Para 2019, os analistas preveem um desempenho melhor da economia, com um PIB em torno de 2,5%, ancorados na expectativa de que a taxa Selic se manterá em 6,5%, por conta da inflação está abaixo da meta, devendo o IPCA fechar o ano em 3,85%, com uma taxa de câmbio R$/US$ de 3,70.

Diante dessa expectativa de crescimento econômico, a Cooperativa de Crédito Sicredi Pernambucred promove, nesta quinta-feira (14), às 19h30, no Spettus Boa Viagem, um colóquio sobre as novas tendências econômicas no Brasil, suas perspectivas e investimentos em 2019. O encontro é fechado para convidados e reunirá três especialistas do mercado e o Diretor Executivo da Sicredi Pernambucred, Giovanni Prado, que apresentarão suas visões sobre como escolher o momento certo e aproveitar as melhores oportunidades de investir frente ao novo cenário sociopolítico-econômico do país. Entre os especialistas, estarão presentes
o jornalista e colunista de economia Fernando Castilho, a doutora em ciência política pela UFPE, professora universitária e comentarista política, Priscila Lapa, além do doutor em ciência política, jornalista e professor da Unicap, Juliano Domingos.

De antemão, o encontro apresentará dados de mercado e abordará o crescimento das cooperativas financeiras no Brasil, que atuam há mais de 115 anos no segmento. Como referência cooperativista, o Sicredi é a 1ª Instituição Financeira Cooperativa do Brasil e possui 116 cooperativas filiadas ao seu sistema, entre elas a Sicredi Pernambucred, que conta com um amplo portfólio de produtos e serviços financeiros, bem como a credibilidade em interagir com os seus mais de 16 mil associados, transformando atendimento em relacionamento e habilitando-se para atender as demandas por intermédio de plataformas digitais e aplicativos.

A Sicredi Pernambucred está presente em Petrolina, Salgueiro, Caruaru, Recife e Jaboatão dos Guararapes, atendendo também municípios vizinhos, tanto no sertão como no agreste do estado.

Francisco Abreu é Presidente do Conselho de Administração da Sicredi Pernambucred

Joel da Harpa é deputado estadual
Joel da Harpa é deputado estadualFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco


O atentado à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, que vitimou 10 pessoas entre estudantes e funcionários, provocou comoção nacional e levantou o debate sobre uma recente medida do governo de Jair Bolsonaro (PSL), a flexibilização do Estatuto do Desarmamento, que facilitou o acesso à posse de armas de fogo. Parlamentares ligados à bancada da bala demonstram que o incidente não deve mudar suas convicções em relação à medida do governo.

"Eu acho que essa questão está ligada a doenças psicológicas. Aqueles dois jovens eram dois psicopatas e independente de haver flexibilização ou não do estatuto de desarmamento eles conseguiriam uma arma, nem que fosse clandestina para cometer tal crime", disse o deputado estadual Joel da Harpa (PP), policial militar e liderança ligada aos profissionais de segurança pública e à bancada da bala no Congresso.

Leia também:
Deputados da bancada da bala se reúnem por reforma da Previdência
[Giro de Notícias] Confira as manchetes desta quinta


Segundo o deputado, o atentado levanta a necessidade de maior cuidado dos pais sobre o comportamento dos filhos na internet, sobretudo nos jogos virtuais. "Eu acho que o grande problema da flexibilização do estatuto do desarmamento não está ligado a esses casos pontuais de sanidade mental. Agora, isso abre uma discussão sobre essa questão desses jogos que são liberados na internet que estimulam (a violência) e que não têm limites. Qualquer adolescente ou criança pode entrar e participar de um jogo desse e acaba estimulando. É importante usar isso daí até para orientar os pais sobre essa questão", concluiu o parlamentar.

Deputado Federal André de Paula foi o entrevistado do Folha Política
Deputado Federal André de Paula foi o entrevistado do Folha PolíticaFoto: Pedro Farias

Em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha (FM 96,7), nesta quinta-feira (14), o deputado federal André de Paula (PSD), comentou sobre a reunião dos líderes dos partidos com o ministro da Economia, Paulo Guedes e as articulações que estão sendo costuradas para aprovar as reformas no Congresso.

Segundo André de Paula, o encontro com os parlamentares foi articulado pelo presidente da Câmara Federal, que tem empenhado esforços para viabilizar as reformas do governo na Casa. "Rodrigo Maia tem cumprido um papel fundamental para essa matéria da reforma da Previdência, foi essa construção política que o fez presidente por três vezes", elogiou.

No encontro, segundo o deputado, Paulo Guedes apresentou a proposta da reforma da Previdência e do novo Pacto Federativo. Esta segunda medida, que recebeu pedido de regime de urgência do Executivo, foi apresentada aos senadores, pois terá tramitação iciciada na Casa Alta. "Foi uma conversa muito boa, desconstraída e informal, onde o ministro pôde apresentar a matéria e o conjunto de propostas que deve ser apresentad pelo governo Bolsonaro", disse André de Paula.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira as manchetes desta quinta
Silvio Costa Filho defende 'desvinculação gradativa' do orçamento
Daniel Coelho defende debate sobre reforma da Previdência

Ele alertou para a necessidade de aprovar uma reforma que equilibre as contas públicas, sob o risco dos governadores nãop conseguirem pagar o 13º dos servidores, por exemplo. Para o deputado, a reforma é fundamental para "a volta do crescimento econômico, do pleno emprego e da capacidade de investimento do país".

André de Paula defendeu o novo Pacto Federativo, que entre suas propostas está a controversa desvinculação do orçamento. "A PEC vem de encontro às aspirações dos estados, municípios e do próprio parlamento. as vinculações praticamente engessam quem governa", comentou.

Ouça o Podcast com a entrevista e compartilhe:

comece o dia bem informado: