Luciana Santos
Luciana SantosFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Um dia após o presidente da Câmara Federal e pré-candidato a presidente, Rodrigo Maia (DEM), se dizer aberto ao diálogo com partidos de centro-esquerda, a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, admitiu conversas com o democrata, sobre o cenário eleitoral. Segundo ela, se o seu partido “fosse dividir o mundo entre golpistas e não golpistas, não dávamos um passo à frente”.

Sim. Temos um diálogo muito aberto com ele (Maia). Se fosse dividir o mundo entre golpistas e não golpistas não dávamos um passo à frente. Há os golpistas arrependidos e isso é o que importa", colocou Luciana que, mesmo assim, não coloca Maia entre os "arrependidos". Para ela, ele é um "homem convicto". "Mas isso não impede de a gente conversar. O PCdoB é um partido aberto", acrescentou a presidente do PCdoB, que chegou a apoiar o deputado durante sua condução ao comando da Câmara, em janeiro de 2017.

Luciana também garantiu que a pré-candidatura presidencial de Manuela D’Ávila está de pé, apesar de ter sinalizado que poderia abrir mão do pleito, caso a frente de centro-esquerda opte por unificar o apoio em torno de algum nome, que pode ser o de Ciro Gomes (PDT) ou de alguém indicado pelo PT, se Lula não puder concorrer.

“Lula mostra resiliência e força gigantesca. Embora preso injustamente, lidera as pesquisas. E tem Ciro, que também se posiciona bem, Manuela e Boulos (Psol). Acho que a gente precisa cada vez mais afinar o discurso e a unidade programática neste momento é muito importante. Esse esforço foi feito. Dia 26 de junho vamos fazer um manifesto para uma frente parlamentar com alguns itens da plataformas dos partidos. Penso que esse é o caminho da gente”, colocou, em entrevista ao programa Folha Política desta sexta (15).

Ouça a íntegra da entrevista no Podcast Folhape:

Presidente estadual do PSB, Sileno Guedes
Presidente estadual do PSB, Sileno GuedesFoto: André Nery/Folha de Pernambuco

O PSB de Pernambuco e a Fundação João Mangabeira realizarão, nos dias 18 e 19 de junho, em Gravatá, o Seminário de Formação Política – Vereador (a) Presente. No evento, que objetivo de promover a formação política, fortalecer as lideranças parlamentares e a integração entre os vereadores do partido, serão apresentados painéis acerca da conjuntura nacional, estadual e ações desenvolvidas e os resultados da gestão do PSB no Estado, além da história de 70 anos da legenda. O encontro também vai tratar as novas ferramentas de comunicação e trazer exemplos exitosos de projetos elaborados por legisladores do PSB.

Todos os vereadores do PSB em Pernambuco estão sendo convidados para a atividade. As principais lideranças do partido também estarão presentes no evento. “Nosso objetivo é promover a formação política e técnica dos nossos vereadores, a interação entre os nossos parlamentares municipais para troca de experiências e debater temas a respeito da administração do PSB em Pernambuco e novas formas de comunicação”, destaca o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes.

O dirigente estadual feita a abertura do Seminário. Já o presidente nacional Carlos Siqueira falará em seguida sobre a realidade brasileira e o que o PSB espera do futuro. Às 12h, o governador e vice-presidente nacional Paulo Câmara abordará os desafios e avanços na gestão em Pernambuco.

Na parte da tarde, haverá explanação da vereadora de João Pessoa Sandra Marrocos. Ainda durante a tarde, o coordenador da Escola Miguel Arraes, professor Adriano Sandri, faz uma exposição sobre o Projeto Brasil, documento elaborado pelo PSB e que mostra as diretrizes e princípios para o desenvolvimento nacional. A última palestra do dia 18 será do secretário estadual de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.

No dia 19, a especialista em Marketing Natália Marques e o jornalista Marco Bahe abordam a temática da Comunicação e Política. Em seguida, o jornalista Evaldo Costa fala sobre os 70 anos de história do PSB. Para participar da atividade, é necessário que o vereador realize a inscrição até o dia 15 de junho, no site do partido, preenchendo dados pessoais e informações acerca do mandato no link (http://www.psbpe.org.br/seminario-de-formacao-para-vereadores-do-psb-de-pernambuco/).

Deputado federal Augusto Coutinho (SD)
Deputado federal Augusto Coutinho (SD)Foto: Agência Câmara

Após o PSDB articular a apresentação de um pacote de propostas para reduzir gastos nos três poderes, o que incluiria a diminuição do número de congressistas, o deputado federal Augusto Coutinho (SD) afirmou que a tese é “oportunista e eleitoreira”. O projeto dos tucanos, que deve ser apresentado no final da legislatura, prevê excluir 118 vagas das 513 existentes na Câmara Federal e um terço do número de senadores.

"Oportunista e eleitoreira a proposta do PSDB de reduzir o número de deputados federais sob o argumento de economia nos gastos públicos. Por conta da anualidade, a medida só passaria a valer no pleito de 2022. Mais eficiente seria promover cortes agora. Que se apresente um projeto de resolução que diminua os gabinetes de deputados, senadores e a própria estrutura administrativa da Câmara. Economia imediata. Eu topo", colocou Augusto Coutinho.

O líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão, já começou a coletar as assinaturas para o projeto. Na sua visão, a proposta permitiria uma economia de R$ 1,3 bilhão em quatro anos. A bancada do partido pretende, inclusive, pedir apoio do pré-candidato a presidente da sigla, o ex-governador Geraldo Alckmin, para que ele encampe a bandeira.

Deputado federal Pastor Eurico (Patriotas)
Deputado federal Pastor Eurico (Patriotas)Foto: Leonardo Prado/Câmara dos Deputados

Pouco mais de dois meses de anunciar sua migração do PHS para o Patriota, antigo PEN, o deputado federal Pastor Eurico assumiu o controle da nova legenda. A decisão foi tomada em reunião da executiva nacional o partido, que também o incluiu no conselho consultivo nacional da agremiação.

Pastor Eurico viu sua votação aumentar de 185.870, em 2010, para 233.762 votos, nas eleições de 2014, tornando-se o segundo deputado federal mais votado do Estado. A expectativa é de que o Patriota possa crescer em Pernambuco sob o seu comando.

Bandeira da Alemanha foi exibida durante homenagem
Bandeira da Alemanha foi exibida durante homenagemFoto: Divulgação

Os 150 anos de existência do Consulado Geral da Alemanha no Recife foram comemorados pela Alepe em Grande Expediente Especial nesta quinta (14). Fundada no dia 20 de junho de 1868, a unidade concentra a representação diplomática germânica para todo o Nordeste do País.

A reunião foi idealizada pela deputada Roberta Arraes (PP) e coordenada pelo deputado Ossesio Silva (PRB), vice-presidente da Comissão de Assuntos Internacionais da Alepe. “Tenho certeza de que Pernambuco tem a Alemanha como uma grande parceira para alcançar o desenvolvimento econômico e social”, observou o parlamentar.

“A própria criação do consulado é um símbolo da fundação da nação alemã, já que ele resultou da fusão das representações diplomáticas de cidades e estados alemães que já existiam no Recife na época, como os de Hamburgo, Bremen, Mecklemburgo e Prússia”, registrou a atual cônsul-geral no Recife, Maria Könning de Siqueira Regueira. “Hoje, Brasil e Alemanha caminham juntos para enfrentar os desafios de uma época de turbulências nas relações internacionais, dentro dos valores democráticos que os países compartilham.”

Maria Könning relembrou no evento os diversos momentos de integração entre Pernambuco e a Alemanha, desde o grupo de cientistas e artistas trazidos pelo conde alemão Maurício de Nassau-Siegen durante o período holandês, no século 17, passando pela participação de operários e técnicos alemães na construção do Teatro de Santa Isabel e outras edificações icônicas do Recife, até as colaborações educacionais e econômicas no século 20. “Atualmente, a Alemanha tem 1.400 empresas no Brasil”, destacou Könning.

Anderson Ferreira
Anderson FerreiraFoto: Divulgação

A primeira parcela do 13º salário dos servidores e pensionistas de Jaboatão dos Guararapes será antecipada na próxima quinta-feira (21). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (15) pela Prefeitura Municipal e, segundo a gestão, vai injetar quase R$ 19,5 milhões na economia do município, nas vésperas dos festejos juninos. Serão pagos, no total, cerca de R$ 62 milhões até o final do mês.

“Nossa administração vem trabalhando com equilíbrio nas contas e isso garante que os nossos servidores recebam os salários dentro do mês e que a primeira parcela do 13º seja antecipada. Nosso pessoal poderá se planejar melhor para as festa juninas e se divertir com tranquilidade”, afirmou o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR).

Marília Arraes (PT) e o advogado Cláudio Ferreira
Marília Arraes (PT) e o advogado Cláudio FerreiraFoto: Reprodução/Facebook

Enquanto o PT não bate o martelo sobre uma possível aliança com o PSB, a vereadora do Recife Marília Arraes (PT), pré-candidata ao Governo do Estado nas eleições de outubro próximo, deu mais um passo em busca da consolidação de sua candidatura. Nesta quinta-feira (14), ela anunciou o nome do advogado Cláudio Ferreira como coordenador do grupo que irá trabalhar a construção do programa de governo.

A vereadora anunciou pelas redes sociais, com uma foto ao lado de Ferreira. Na ocasião, Marília também se mostrou confiante ao fazer a revelação.

"Hoje começamos uma nova fase de nossa pré-candidatura ao Governo do Estado. É com muita alegria que anunciamos o nome do amigo e advogado Cláudio Ferreira, como coordenador do grupo que irá trabalhar a construção de nosso Programa de Governo. Obrigada Cláudio por aceitar nosso convite nesse projeto que nasceu de nossas bases e já ganhou os quatro cantos de Pernambuco", escreveu Marília Arraes.

Danilo Cabral (PSB)
Danilo Cabral (PSB)Foto: Sérgio Francês/Divulgação

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e a Frente Parlamentar em Defesa da Implementação do Plano Nacional de Educação (PNE) promovem, na próxima quarta-feira (20), o Seminário Nacional de quatro anos do Plano Nacional de Educação. O evento será realizado no Auditório Nereu Ramos, na Câmara Federal, em Brasília.

O evento tem como objetivo fazer um balanço dos quatro anos do Plano e avaliar o que foi feito pelo poder público neste período, além de projetar os desafios dos próximos anos.

O PNE estabelece diretrizes, metas e estratégias para a educação brasileira a partir da primeira infância até a entrada na universidade, por um período de 10 anos. O plano foi aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pela então presidente Dilma Rousseff (PT), em julho 2014.

O deputado federal Danilo Cabral (PSB), preside a Comissão da Educação na Casa, defende que o evento é necessário para identificar os pontos falhos do Plano e aprimorar o que ainda precisa ser melhorado. “Vamos poder estudar ainda mais o PNE e discutir formas para atingirmos o cumprimento das metas para a consequente melhoria da educação”, afirmou.

Na programação, três mesas de debates: “Balanço dos 4 anos do Financiamento”; “A Colaboração entre os Entes Federativos” e “PNE e a Qualidade, Valorização e Formação Profissional”.

Governador esteve no Sertão do Araripe com correligionários e aliados onde apresentou ações
Governador esteve no Sertão do Araripe com correligionários e aliados onde apresentou açõesFoto: Aluisio Moreira/SEI

O Sertão foi palco de um dos primeiros atos de pré-campanha. O governador Paulo Câmara (PSB) ironizou, nesta quinta-feira (14), em passagem por Ouricuri, no Sertão do Araripe, as críticas do adversário na corrida eleitoral, senador Armando Monteiro Neto (PTB), pré-candidato ao Governo de Pernambuco, no primeiro ato de pré-campanha, em Petrolina, no Sertão do São Francisco. O socialista afirmou que os ataques não têm consistência pela falta de experiência do líder do grupo de oposição Pernambuco Vai Mudar.

Leia também:
Caravana da Educação aporta no Sertão do Araripe
No Sertão, Armando critica gestão do PSB

Segundo Câmara, a oposição não possui serviço prestado ao Estado. “São ataques que não têm consistência. Até porque o que falta do outro lado a gente tem, que é serviços prestados a Pernambuco, experiência e sabemos o que a gente não quer. Eles estão do lado que a gente não quer (estar), estão junto com o presidente Temer”, declarou.

O socialista também reforçou a pecha de palanque do presidente Michel Temer (MDB) que vai dar o tom da campanha. “Pernambuco não concorda com a forma que o Brasil vem sendo administrado e nem com essas alianças que a oposição, liderada por Armando Monteiro e pelo ministro Mendonça Filho (DEM), que entendem que o melhor é Temer e nós entendemos o contrário”, afirmou.

Câmara e Monteiro Neto são velhos conhecidos. Caso a vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), não participe da eleição estadual de outubro, eles vão reeditar a disputa eleitoral de 2014, quando o socialista derrotou o petebista no primeiro turno, com 3.009.087 votos contra 1.373.237.

Em campos opostos, eles estão pelo Sertão. Enquanto o petebista promoveu um ato de pré-campanha em Petrolina, o socialista realizou agendas administrativas em Araripina, Ouricuri, Bodocó e Exú, no Sertão do Araripe. Entre outras ações, o governador apostou na área de Educação, que tem lhe rendido agendas positivas. Nesta sexta-feira (15), o gestor segue para Salgueiro, Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, novamente com Educação em pauta. Monteiro Neto segue em Petrolina.

Senador e o pré-candidato ao Senado, Mendonça Filho, se reuniram com produtores
Senador e o pré-candidato ao Senado, Mendonça Filho, se reuniram com produtoresFoto: Leo Caldas/Divulgação

Iniciando o périplo como pré-candidato do bloco de oposição ‘Pernambuco vai mudar’, o senador Armando Monteiro (PTB) já deu o tom que deve adotar contra o Palácio do Campo das Princesas. Em Petrolina, reduto dos Coelho, o senador alfinetou o Governo cobrando soluções para questões relacionadas à segurança e saúde.

Ao falar sobre o assunto, Armando fez uma ressalva ao trabalho do ex-governador Eduardo Campos, mas em seguida reprovou a “postura” do atual chefe do Executivo e criticou a falta de orçamento para lidar com o assunto em anos anteriores. “Agora já perto do ano eleitoral, vocês verificaram uma ação que muito se destina muito ao marketing, que é, por exemplo, apresentar a ampliação dos efetivos, a instalação de batalhões em algumas áreas que há muito já eram reclamadas pela população”, pontuou.

O senador esteve acompanhado do companheiro de chapa e pré-candidato ao Senado, deputado Mendonça Filho (DEM), do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e do deputado federal Fernando Filho (DEM).

Além da pauta da segurança, Armando Monteiro criticou a situação da saúde pública do Estado classificando-a como “caótica”. “É a maior queixa da população de Pernambuco”, lembrou.

   Avaliação

Apesar de estar no campo oposto ao PT, partido com quem caminhou junto nas últimas eleições, Armando Moteiro avaliou que se a vereadora Marília Arraes (PT) for fritada da disputa ao Governo do Estado pelo próprio PT, ela continuará no campo das oposições. “Como respeito muito a vereadora e sei que ela é uma pessoa de convicções muito firmes, se ela vier a ser preterida ou atropelada por qualquer razão, tenho certeza que ela vai continuar coerentemente fazendo discurso de oposição”.

Na frente das oposições, os integrantes, no entanto, torcem para que a petista seja ungida para disputar o Palácio do Campo das Princesas. A leitura é que Arraes dividiria o voto com o PSB forçando um segundo turno, o que terminaria por beneficiar Armando Monteiro.

comece o dia bem informado: