Cana-de-açúcar
Cana-de-açúcarFoto: Folha de Pernambuco/Arquivo

Mais de 60 mil produtores de cana no Brasil, imobilizados pela quarentena no país e mundial diante do coronavírus, amargam quedas acentuadas nos valores do açúcar (-15,3%) e do petróleo (- 59%) nas bolsas de valores. Esta realidade tem reduzido o preço da matéria-prima do açúcar e etanol, com impactos sobre as lavouras e em toda cadeira produtiva canavieira. A cana gera milhares de empregos e responde por ampla fatia do PIB do País. A fim de atenuar parte dos danos produtivos e socioeconômicos de médio prazo, a entidade nacional dos canavieiros (Feplana) busca o apoio do ministro da Fazenda, Paulo Guedes, assim como dos ministros da Agricultura, Tereza Cristina, e de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Três medidas estruturais foram solicitadas.

“O cenário que nos espera deve ser mais problemático que o atual, já que a previsão do valor da cana é cair mais 16% por conta da estagnação econômica causada pela pandemia, inviabilizando o negócio canavieiro devido aos preços baixos, ficando bem menores que custos de produção”, conta Alexandre Andrade Lima, presidente da Feplana.

A Feplana pleiteia três medidas específicas. A primeira é a prorrogação do prazo de pagamento das dívidas rurais, definidas neste ano para o final de 2020. “Mas com a paralisação das atividades econômicas em função da pandemia, será impossível o canavieiro se reerguer tão rapidamente. Por isso, pedimos a prorrogação para até o final de 2022. Essas dívidas dizem respeito a empréstimos realizados para custeio e investimento dos canaviais. Pleiteamos ainda a prorrogação das repactuações de dívidas agrícolas. E solicitamos que esse prazo maior não afete as aquisições de créditos rotineiros para o financiamento da safra”, explica Andrade Lima.

Lima pede também o fim da exclusividade da venda do etanol das usinas pelas distribuidoras. A venda direta se torna ainda mais importante frente à queda dos valores da gasolina na bomba de combustível. O etanol pode ficar mais competitivo na bomba e melhorar a rentabilidade das unidades produtoras, e, com isso, aumentar o preço da cana dos fornecedores. A medida também diminuirá a circulação de caminhões das distribuidoras, colaborando na redução do preço do etanol e na questão socioambiental.

Os canavieiros também buscam garantias para os produtores independentes obter os créditos financeiros da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio). O programa visa colocar o etanol no centro da matriz energética nacional. Apesar da matéria-prima deste combustível limpo depender da produção dos canaviais, que, por sua vez, demanda de previsibilidade e segurança para investir no campo, o RenovaBio ainda não regulamentou o segmento canavieiro. Mesmo com os fornecedores de cana representando 36% de toda matéria-prima usada nas usinas, só parques fabris estão garantidos pela lei para se habilitarem e receberem os ganhos econômicos (CBios).

Senador Humberto Costa, do PT
Senador Humberto Costa, do PTFoto: Roberto Stuckert Filho

Com o objetivo de minimizar os efeitos da pandemia de coronavírus na economia criativa, o senador Humberto Costa (PT-PE) elaborou um projeto que garante benefício aos trabalhadores das artes e da cultura de todo o país.

O projeto assegura um auxílio emergencial de um salário mínimo (R$ R$ 1.045) aos profissionais do setor enquanto estiver vigente a declaração de emergência em saúde pública decorrente do coronavírus.

Segundo o senador, o setor cultural foi severamente afetado pela pandemia e emprega mais de 5 milhões de pessoas em todo o país. “Precisamos garantir aos trabalhadores da área uma forma de manter as suas famílias durante esse período de crise. A cultura é a expressão do nosso povo e se manifesta de diversas formas. Garantir a sobrevivência dessas pessoas é também garantir a memória e a história da nossa gente”, afirmou o senador.

Além do benefício, o projeto também prevê a suspensão de tributos federais incidentes sobre casas de espetáculos cinemas, circos, museus, cinematecas e quaisquer outros estabelecimentos dedicados a apresentações artísticas e culturais mediante a venda de ingressos ao público durante a crise do coronavírus.

A expectativa do setor é que o prejuízo para empresas que trabalham na área cultural seja de mais de R$ 442 milhões, entre shows e atividades culturais canceladas. O público esperado para os projetos suspensos era de mais de cerca de 3,5 milhões de pessoas.

“Essa é uma crise sem precedentes na história e terá impacto em todos os setores. O isolamento social é fundamental para que a gente consiga preservar a vida de milhares de pessoas. Mas precisamos também garantir que os trabalhadores encontrem uma forma de se preservarem da doença e sobreviver a este momento difícil”, afirmou o senador.

As secretárias Geni Soares e Cristiane Moneta coordenando a equipe da Prefeitura para a entrega dos kits nesta sexta-feira (27)
As secretárias Geni Soares e Cristiane Moneta coordenando a equipe da Prefeitura para a entrega dos kits nesta sexta-feira (27)Foto: Divulgação

O início da entrega se dará nesta sexta-feira (27), das 8h às 12h; e das 13h às 17h
Como forma de suprir as necessidades alimentares neste período de quarentena, por conta do coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Abreu e Lima, através da Secretaria de Educação, vai distribuir kits de alimentação escolar aos alunos de toda a Rede Municipal de Ensino, composta por 32 unidades nas zonas urbana e rural.

A entrega começa nesta sexta-feira (27), das 8h às 12h; e das 13h às 17h, nas escolas dos bairros de Caetés I, II e III, e também Desterro, Matinha e Inhamã. Nas outras localidades a entrega se dará nos dias úteis subsequentes até 03 de abril. Os alunos do turno da noite receberão os kits tanto pela manhã quanto à tarde.

Os kits já estão sendo organizados com a coordenação da secretária de Educação Geni Soares e pela coordenadora do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, a secretária de Finanças Cristiane Moneta.

Diariamente em pontos da cidade , são utilizados hipoclorito e água para limpeza dos espaços
Diariamente em pontos da cidade , são utilizados hipoclorito e água para limpeza dos espaçosFoto: Ivonildo Pedro

A Prefeitura, através da Secretaria de Cidade, realizou na manhã desta quinta-feira (26), mais uma higienização de vias públicas. Hoje a limpeza foi no centro comercial de Igarassu, feira livre e na área externa do complexo Hospitalar de Igarassu e ruas no seu entorno.

A ação conta com oito agentes, sempre usando equipamentos de proteção individual- EPI para evitar a contaminação. Diariamente em pontos da cidade , são utilizados hipoclorito e água para limpeza dos espaços.

A ação faz parte das medidas de contenção municipal de combate ao Covid19 e acontece todos os dias enquanto estiver em alerta contra a pandemia do Corona vírus.

Câmara de Paulista repassa mais de R$ 94 mil para ações da prefeitura
Câmara de Paulista repassa mais de R$ 94 mil para ações da prefeituraFoto: Divulgação

Preocupado com impacto da pandemia do coronavírus em Paulista, o presidente da Câmara de Vereadores do município, Fábio Barros (PDT), repassou, nesta quinta-feira (26), ao prefeito Junior Matuto o valor de R$ 94.567,36 para as ações de prevenção à Covid-19.

“Não poderíamos apenas cobrar ações da prefeitura. Além de propor medidas de combate ao coronavírus, o Legislativo Municipal está contribuindo com recursos para serem utilizados na prevenção da pandemia. Essa foi uma decisão de todos os vereadores da Casa de Torres Galvão”, disse Fábio.

Na última terça-feira (24), Fábio Barros apresentou dez propostas de prevenção à Covd-19 durante reunião do Grupo de Trabalho do Plano de Contingenciamento Municipal de Combate ao Coronavírus, realizada na sede da prefeitura.

“Todos sabem que eu faço oposição à Gestão Municipal, mas neste momento quero contribuir no combate ao coronavírus propondo e cobrando da prefeitura ações que minimizem o impacto dessa pandemia na vida de todos os moradores de Paulista. Não posso e não vou fazer dessa questão uma discussão político-partidária, de enfrentamento eleitoral”, concluiu Fábio.

Conheça as dez propostas de Fábio para o combate ao coronavírus em Paulista

1 – Envio de um comunicado à empresa que realiza a limpeza urbana da cidade, por meio de Decreto ou Documento Administrativo Público Municipal, solicitando que a mesma garanta aos trabalhadores Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para evitar possível contágio e disseminação do coronavírus, dando prioridade aos motoristas e garis que fazem a coleta do lixo, além de todos os profissionais que manuseiam resíduos sólidos do transbordo ao destino final, no aterro sanitário.

2 – Utilização do Cadastro Único e identificação das famílias em Paulista que se encontram em condições de vulnerabilidade social, com o objetivo de garantir cestas básicas e/ou outros benefícios sociais para minimizar o impacto da pandemia nessa parte da população cuja renda principal vem de trabalho informal.

3 – Garantir a recuperação das viaturas do Samu e manter o quantitativo de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em quantidade suficiente para toda a equipe que atua no resgate de pessoas em situação de urgência ou emergência.
4 – Identificar os pequenos comerciantes e trabalhadores informais do município para garantir cesta básica e outros benefícios sociais uma vez que os mesmos estão sem poder trabalhar por conta da pandemia do coronavírus.

5 – Posicionamento da prefeitura para garantir recursos estaduais e federais para o enfrentamento dos problemas que afetam diretamente a economia do município e estão previstos para durarem entre 60 ou 90 dias.

6 – Retomar, o quanto antes, a vacinação contra a gripe para idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde. A imunização no município, por falta de planejamento, atingiu menos de 50% do público alvo. Neste caso, a Secretaria de Saúde deveria entrar em contato com os vários condomínios da cidade que possuam idosos acima de 60 anos, a exemplo do Park Jardins, Jardins da Roseira, Santos Dumont, Vila do Frio, Porto Antilhas, Parque Janga, Janga Príncipe, Conjunto Praia do Janga, Porto Antilhas, para registro de cadastro e vacinação no local. Outra medida é a vacinação por drive thru, em que não é preciso sair do carro para receber a dose da vacina e pode ser implantada em vários pontos da cidade, como vários shopping, orla e Parque das Paineiras.

7 – As orientações sobre a pandemia do coronavírus devem ser feitas por sanitaristas, profissional habilitado e que impõe credibilidade a informação. Figuras políticas devem se ater as ações e decisões administrativas. Outra medida é a compra de kits de limpeza (água sanitária, sabão, detergente e álcool 70) para distribuição gratuita às famílias carentes do município, para ajudar na higienização, fator importante no processo de conter a pandemia.

8 – Estimular os empresários da indústria, comércio e serviço com empreendimentos instalados em Paulista para criação de um fórum de apoio e orientação às medidas de combate ao coronavírus na cidade a partir das experiências empresariais nas áreas de logística e gestão.

9 – Contratação de carros-pipa para melhorar o abastecimento d’água na cidade, um dos grandes problemas enfrentados pelo moradores de Paulista, principalmente as donas de casa.

10 – Utilização do efetivo da Guarda Municipal e Agentes de Trânsito, treinados e com EPIs, para reforçar das ações dos órgãos estaduais de segurança que visam impedir a aglomeração de pessoas nas ruas, comércios, bares e restaurantes, além de filas de recebimento de auxílio social e vacinação.

Utilizando suas redes sociais (Facebook e Instagram), o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), comunicou à população, através de um vídeo postado no início da tarde desta quinta-feira (26), a suspensão do São João da Moda 2020. Edson Vieira foi enfático e descreveu a importância de paralisar o São João da Moda 2020.

“Depois que tive uma reunião com minha equipe na prefeitura, decidi suspender o São da Moda 2020 de Santa Cruz do Capibaribe. Uma decisão difícil de ser tomada, mas, acima de tudo, porque compreendemos a situação delicada de saúde pública que vive em nosso país, estado e cidade. Espero ter a sensibilidade e a compreensão de toda população para que juntos, possamos vencer essa batalha contra o novo coronavírus”, pontuou o prefeito.

Neste mesmo vídeo, Edson Vieira falou que devido à suspensão do São João deste ano, a administração municipal está direcionando todos os seus esforços para três importantes áreas de atuação na cidade, sendo elas: Saúde, Economia e Desenvolvimento Social.

Na oportunidade, o prefeito também tirou dúvidas sobre o decreto de Nº 48.834 do Governo do Estado, onde diz que o funcionamento do comércio em Pernambuco está autorizado, desde que seja através de entrega direta nas residências. O gestor explicou que a abertura do comércio direto à população está proibido, porém, somente os serviços de entregas de pedidos que são feitos por telefone ou aplicativos (delivery) estão liberados.

Outro ponto que o gestor tocou foi sobre o funcionamento de borracharias e oficinas na cidade. Edson Vieira destacou que estes serviços estão liberados para atendimento ao público, pois são essenciais para atender às necessidades básicas da população. Edson Vieira finalizou seu vídeo pedindo ao povo sensibilidade, compreensão e apoio neste momento delicado que passa o Brasil, Pernambuco e Santa Cruz do Capibaribe.

Sala de aula
Sala de aulaFoto: Divulgação

Na contramão do que orienta o presidente da República Jair Bolsonaro e em atendimento às recomendações de especialistas em saúde pública de instituições nacionais e internacionais, os representantes do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (SINEPE-PE) e os Sindicato dos Trabalhadores nos Estabelecimentos de Ensino de Pernambuco (SINTEEPE), resolvem, de comum acordo, manter suspensas as aulas presenciais para preservar a saúde dos estudantes e trabalhadores em educação, antecipação de férias para todos os funcionários administrativos e pedagógicos devidamente remunerada e redução do quantitativo de trabalhadores durante a pandemia. Confira a nota na íntegra.

NOTA PÚBLICA DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO – ENSINO PRIVADO

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (SINEPE-PE) e o Sindicato dos Trabalhadores nos Estabelecimentos de Ensino de Pernambuco (SINTEEPE), resolvem, de comum acordo, na presente data:

Considerando os efeitos da pandemia causada pelo surto da COVID-19 e a necessidade premente de encontrar meios possíveis para minimizar os impactos futuros gerados pelas determinações legais do cumprimento do isolamento social, que culminou com a suspensão as aulas presenciais, e, ainda, preservar ao máximo a saúde dos trabalhadores em educação:

1. Antecipar para o mês de Abril/2020, já estabelecido como período de férias dos alunos e professores da rede privada em Pernambuco, as férias do maior número possível dos trabalhadores administrativos e pedagógicos.

Recomenda-se que, inicialmente, seja estabelecido um período de 15 dias de férias, podendo ser prorrogado por mais 15 dias, caso permaneça a paralisação das aulas. O pagamento do mês de férias para os trabalhadores em gozo no mês de Abril/2020, deverá ser efetuado até 05/05/2020, e o valor do 1/3 constitucional das férias deverá ser quitado até 30/06/2020.

2. Os gestores escolares devem escalar o menor número possível de trabalhadores para permanecer em serviço durante as férias escolares, convocando aqueles(as) que não fazem parte de grupos de riscos e que não dependem de transporte público para o deslocamento ao trabalho.

3. As escolas devem envidar todos os esforços para manter o ambiente de trabalho higienizado, como forma de reduzir ao máximo a possibilidade de disseminação do COVID 19 entre os trabalhadores que estiverem de serviço durante as férias escolares
4. A Convenção Coletiva de Trabalho celebrada entre as duas categorias para o período de 01/04/2019 a 31/03/2020, fica prorrogada até o dia 31/05/2020, com todos os seus efeitos garantidos.

Recife, 26 de março de 2020.

José Ricardo Dias Diniz
Diretoria Executiva SINEPE-PE

Diretoria Colegiada SINTEEPE- PE

A avenida Bernardo Vieira de Melo, que atualmente é mão dupla, passará a ter o tráfego no sentido único de Piedade
A avenida Bernardo Vieira de Melo, que atualmente é mão dupla, passará a ter o tráfego no sentido único de PiedadeFoto: Chico Bezerra/ PJG

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes implantará, a partir do próximo sábado (28), a primeira etapa do binário no bairro de Candeias, a fim de unificar os sentidos das principais vias e assim melhorar o fluxo de veículos. A avenida Bernardo Vieira de Melo, que atualmente é mão dupla, passará a ter o tráfego no sentido único de Piedade.

Já a faixa esquerda da avenida Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco terá o fluxo invertido e com isso as duas faixas fluirão no sentido de Barra de Jangada. Os ônibus do transporte público continuarão circulando pela Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco, mas passarão a trafegar pela Bernardo Vieira de Melo vindo de Barra de Jangada. Por conta disso, já houve a transferência das paradas para os novos locais.

Outra medida adotada será a proibição aos motoristas de estacionarem à direita nas duas avenidas, justamente para permitir que os coletivos circulem com mais rapidez. No período de 15 dias após a implantação do binário, os agentes de trânsito farão uma campanha educativa e só depois desse prazo serão aplicadas multas a quem cometer infrações de trânsito.

O trecho final da Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco, após o cruzamento com a avenida Capitão Médico Osias Ribeiro, também será no sentido de Barra de Jangada até a rua Água Doce. Os veículos que virão de Barra de Jangada entrarão à direita na rua Água do Doce, depois na primeira à esquerda para terem acesso à Bernardo Vieira de Melo.

No planejamento realizado pela Secretaria Executiva de Mobilidade e Ordem Pública, também foi determinado o fechamento de todos os retornos ao longo da avenida Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco. Para o motorista trocar de faixa ou ter acesso à avenida Bernardo Veira de Melo pode utilizar a rua Maria Digna Gameiro, convertendo à direita nos seis loopings criados ao longo da via.

A modificação também vai garantir maior fluidez no trecho final da avenida Ayrton Senna, em Piedade, que apresenta o principal gargalo. A partir do sábado, os automóveis que seguirem com destino a Candeias deverão entrar à esquerda na rua Nossa Senhora de Fátima para chegar no início da Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco. O giro à esquerda na rua Dr. Aniceto Varejão será proibido. Os ônibus continuarão entrando à esquerda na rua José Marquês de Jesus.

“Desde o ano passado, realizamos estudos sobre o impacto das mudanças que serão feitas com esse novo binário e calculamos ganhos de tempo de até 20% no fluxo de veículos. Com a mudança, a avenida Bernardo Vieira de Melo será toda em mão única, que era uma reivindicação antiga dos moradores e motoristas. Da mesma forma, estamos unificando a circulação das avenidas Ayrton Senna e Presidente Kennedy/Presidente Castelo Branco. Também já recapeamos as avenidas, pavimentamos ruas e instalamos iluminação de LED, tudo para garantir que essas mudanças proporcionem mais comodidade e segurança a quem transita por Candeias ”, disse o prefeito Anderson Ferreira.


Mapa

Mapa - Crédito: Divulgação



Fachada da Câmara dos Vereadores do Recife
Fachada da Câmara dos Vereadores do RecifeFoto: Caio Danyalgil/Folha de Pernambuco

A Mesa Diretora da Câmara Municipal do Recife e todos os vereadores e vereadoras, decidiram, em reunião por meio virtual realizada na manhã desta quinta-feira, destinar as emendas dos parlamentares para ações de combate à pandemia do coronavírus e apoio às comunidades. O valor de todas as emendas somadas é de R$ 8 milhões e 580 mil.

Com essa medida os vereadores recifenses vão poder ajudar a população mais carente da cidade, que está sofrendo as mais pesadas restrições nesse momento de tanta gravidade. Trata-se de uma ação em caráter emergencial, para que a vida, a saúde e a integridade das pessoas possam ser ser preservadas. A decisão foi comunicada em ofício encaminhado ao secretário de Planejamento e Gestão do Recife, Jorge Vieira.

A Câmara Municipal reitera que neste quadro de pandemia mundial está atenta às demandas do povo recifense, para seguir trabalhando pela cidade.

A proposta é publicar o novo decreto renovando a querentena em Petrolina por período indeterminado
A proposta é publicar o novo decreto renovando a querentena em Petrolina por período indeterminadoFoto: Jonas Santos

Todos os decretos já publicados pela Prefeitura de Petrolina para suspender aglomerações com mais de 10 pessoas terão prazo estendido. A decisão foi informada pelo prefeito Miguel Coelho, nesta quinta (26), em uma entrevista coletiva via redes sociais. O gestor ainda acrescentou que enviou à Assembleia Legislativa um decreto para instaurar situação de calamidade pública na cidade sertaneja.

Segundo o prefeito, todas as restrições impostas pelo município terão renovação oficial na próxima terça (31), pois este era o prazo limite de boa parte das medidas de suspensão dos serviços. A proposta é publicar o novo decreto renovando a querentena em Petrolina por período indeterminado.

"Não dá para subestimar esse vírus, temos que prezar pela vida. É um cenário muito dinâmico e os casos de doenças respiratórias graves, inclusive, Covid-19 estão crescendo em nossa cidade. Sei que isso é um remédio amargo, mas a preservação de vidas está em primeiro lugar", reforçou o prefeito.

Petrolina tem dois casos confirmados de Coronavírus e quatro de outras síndromes respiratórias agudas graves como Influenza e H1N1. Um dos pacientes com Covid-19 está em estado grave na UTI montada pela Prefeitura de Petrolina e o Hospital Universitário.

assuntos

comece o dia bem informado: