Foram encontrados 267 resultados para "Janeiro 2020":

Câmara Municipal do Recife
Câmara Municipal do RecifeFoto: Reprodução

Os trabalhos legislativos na Câmara Municipal do Recife serão reiniciados com uma reunião solene prevista para começar às 15h desta segunda-feira (3), para a instalação da Quarta Sessão Legislativa, que significa o quarto ano da atual legislatura (mandato). O prefeito Geraldo Julio deve comparecer, mas tem a prerrogativa de enviar um substituto como o vice Luciano Siqueira ou ainda o secretário de Governo, João Guilherme. Como este é um ano eleitoral para renovação dos poderes municipais, é também o último do mandato do prefeito, que já foi reeleito, e da composição do Legislativo que vigorará até 31 de dezembro.

O prefeito deverá comparecer á reunião solene para fazer uma prestação de contas e apresentar suas propostas para este ano. É o que está previsto no artigo 54, inciso sétimo, da Lei Orgânica, que estabelece para o Chefe do Executivo, nesta ocasião: “Remeter mensagem e plano de governo à Câmara Municipal, por ocasião de abertura da Sessão Legislativa, expondo a situação do Município”.

O diretor Legislativo da Câmara Municipal, Paulo Rogério Nascimento, explicou que quatro autoridades poderão fazer discursos na solenidade: o presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Marques (PSB); o prefeito ou seu substituto, o líder do Governo no Legislativo Municipal e o líder da Oposição. Neste primeiro semestre, pelo menos dois temas polêmicos irão dominar os debates dos vereadores: o primeiro é a aprovação do Plano Diretor do Recife, que vem sendo debatido desde o ano passado. A previsão é que seja votado em plenário até abril.

O segundo tema é a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que estabelecerá as metas e prioridades para o 2021, quando o Recife terá novo prefeito. O atual é quem deve fixar o montante de recursos que o governo pretende economizar; traçará regras, vedações e limites para as despesas dos Poderes; autorizará o aumento das despesas com pessoal, entre outros. “Após a solene da próxima segunda-feira, a Câmara retomará o ritmo normal de trabalhos e a primeira reunião ordinária está marcada para terça-feira, às 15h”, explicou Paulo Rogério Nascimento.

Ele acrescentou que esta sexta-feira (31) será o último dia do recesso parlamentar e a reunião de instalação ocorrerá apenas na segunda-feira “porque o parágrafo primeiro, do artigo 12 da lei Orgânica. Diz que a reunião será transferida para o primeiro dia útil subsequente quando recair no sábado, domingo ou feriado”. O recesso parlamentar começou em 22 de dezembro. Nesse período, os serviços e departamentos da Câmara Municipal do Recife funcionaram normalmente, inclusive para recebimento de proposições dos vereadores (projetos de lei, resoluções etc).

A Quarta Sessão Legislativa é o quarto ano do mandato (legislatura). “A Sessão corresponde ao ano do mandato do vereador, que no total são quatro. Estamos na 17ª legislatura, que começou na Redemocratização do País”. Esta, portanto, é a Quarta Sessão Legislativa de 17ª Legislatura (que começou a contar em 1947). O início e o fim do recesso parlamentar na Câmara Municipal do Recife é previsto no artigo 12 da Lei Orgânica, que determina ser a Sessão Legislativa de primeiro de fevereiro a 5 de julho e de primeiro de agosto a 22 de dezembro.

Pedetista se reuniu com representantes da CBTU e do Sindmetro-PE
Pedetista se reuniu com representantes da CBTU e do Sindmetro-PEFoto: Diego Medeiros/Divulgação

O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) incluiu emenda de R$ 126.030.000 ao Plano Plurianual da União (PPA 2020-2023), sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, para obras da expansão da Linha Sul do Metrô do Recife (Metrorec). Nesta quarta-feira (29), o pedetista se reuniu com o coordenador Operacional da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Ricardo Esberard, com o presidente do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE), Adalberto Ferreira, e com servidores da CBTU para alinhar o processo.

A previsão orçamentária, quando executada pelo governo federal, poderá ajudar a amenizar o transtorno dos passageiros pernambucanos. Um estudo do aplicativo Moovit mostra que Recife é campeã brasileira em tempo de espera pelo transporte público (23 minutos), a segunda com maior tempo gasto com deslocamento no Brasil e a sétima no mundo - média de 1h02. O estudo global analisou 99 metrópoles de 25 países.

“Defendemos um transporte público de qualidade e a expansão da Linha Sul do sistema metroviário do Grande Recife, trará, quando concluída, mais agilidade no deslocamento dos passageiros e, portanto, mais qualidade de vida aos pernambucanos”, avalia Gadêlha.

O Metrorec é formado por duas linhas distintas - a Centro e a Sul -, que passam por Recife, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e Cabo de Santo Agostinho, ambos na Região Metropolitana do Recife (RMR). Estima-se que 400 mil passageiros utilizam diariamente o sistema metroviário, sendo cerca de 150 mil deles na Linha Sul.

O PPA é a previsão orçamentária, no médio prazo, que estabelece as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública para as despesas de capital e outras decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada.

Germana Laureano
Germana LaureanoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A procuradora geral do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), Germana Laureano, foi reconduzida ao cargo, na manhã desta quinta-feira (30), em solenidade realizada no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Germana ficará à frente do MPCO no biênio 2020-2021.

"Tenho consciência da grandiosidade dessas tarefas. Mas o fato de contar com o apoio dos meus colegas, notáveis e brilhantes profissionais, e estar alinhada ao Tribunal de Contas, com todo o seu excepcional corpo técnico, enche-me de entusiasmo e energia para enfrentar mais um ciclo", disse Germana Laureano em seu discurso. Segundo ela, um dos maiores desafios de sua nova gestão será atuar nas eleições municipais para garantir a lisura do pleito de outubro.

"É uma recondução, então isso significa que houve uma aprovação do trabalho que a gente estava fazendo. Vamos dar continuidade e, além disso, tentar dar um salto de qualidade nas parcerias e focar agora nas eleições municipais. Ano de eleição sempre requer uma vigilância redobrada. Já estamos pensando em fazer viagens para as inspetorias regionais, em conjunto com o TCE para fazer uma coscientização das condutas vedadas, então esses são os desafios", projetou.

Esta foi a primeira vez que a eleição para procurador geral do MPCO foi feita pelo próprio órgão, sem interferência do presidente do TCE. Segundo Germana, isso demonstra independência entre os órgãos de controle. "Historicamente, era o presidente do Tribunal de Contas quem conduzia a eleição. E conseguimos no ano passado alterar essa norma, porque não tem sentindo se um órgão que tem independência funcional, que o presidente do Tribunal atue nessa hora. Isso é simbólico porque reafirma a autonomia da instituição", comentou.

A solenidade foi prestigiada pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros (PP), do presidente do TCE, Dirceu Rodolfo, do presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, e de representantes de tribunais e do Ministério Público, associações de magistrados, membros do MPCO, autoridades e familiares. O diretor executivo da Folha de Pernambuco, Paulo Pugliesi prestigiou a cerimônia representando o Grupo EQM.

Perfil - Natural do Recife, Germana é formada em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde também fez pós-graduação em Direito Constitucional e Administrativo. Ingressou no TCE-PE em 1995, por meio de concurso público, onde exerceu o cargo de analista de controle externo até o ano de 2000.

Atuou, ainda, como procuradora do Estado de Alagoas durante nove anos, sendo aprovada por concurso público e exerceu o cargo de procuradora-chefe do Estado de Alagoas em Brasília, além de chefe do escritório de representação de Alagoas no Distrito Federal. Em 2009, ingressou no MPCO por aprovação em concurso público realizado em 2004.

Gustavo Gouveia (DEM) segue apresentações dos Projetos de Lei protocolados na Alepe
Gustavo Gouveia (DEM) segue apresentações dos Projetos de Lei protocolados na AlepeFoto: Ascom/ Gustavo Gouveia

O Projeto de Lei nº 727/2019 de autoria do deputado estadual Gustavo Gouveia (DEM), propõe que as gestantes com deficiência auditiva contem com o auxílio de intérpretes de Libras durante o período de trabalho de parto e pós-parto imediato. Em caso de aprovação, os hospitais, maternidades, casas de parto e os estabelecimentos similares da rede pública e privada de saúde de Pernambuco, ficam obrigados a permitir a presença do profissional sempre que solicitado.

“O parto é o momento mais importante e feliz de uma mãe, temos a obrigação de oferecer o maior conforto e segurança para que tudo seja como elas sempre sonharam. Esse PL proporcionará tranquilidade para as gestantes com deficiência auditiva, é um auxílio muito necessário”, explica o parlamentar, que busca desenvolver projetos de inclusão social.

De acordo com a redação do PL, os tradutores e intérpretes de Libras serão livremente escolhidos pelas gestantes e parturientes com deficiência auditiva, desde que os citados profissionais atendam aos requisitos estabelecidos na Lei Federal nº 12.319, de 1º de setembro de 2010, que regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais- LIBRAS.

“O ideal seria que todas as equipes médicas tivessem dentre os seus integrantes pessoas com conhecimento em Libras, porém sabemos que não é essa a realidade. Por isso, pensando no bem-estar da gestante com deficiência auditiva e visando evitar que ela, em uma ocasião tão especial, se preocupe com a forma de comunicação com a equipe médica”, finaliza Gustavo Gouveia, que aguarda confiante a aprovação do projeto pelos demais parlamentares.

Inclusão – O parlamentar também é autor do Projeto de Lei que torna obrigatório o oferecimento de cardápios em mídia de áudio, permitindo a integração social das pessoas com deficiência visual com a utilização de novos suportes tecnológicos.




...

Reunião na Prefeitura do recife sobre a privatização da Dataprev
Reunião na Prefeitura do recife sobre a privatização da DataprevFoto: Reprodução / Instagram

Com discurso público de tratar com naturalidade a possibilidade de o PT escolher o caminho da candidatura própria à Prefeitura do Recife, com a deputada federal Marília Arraes, o PSB segue atuando nos bastidores para manter a aliança vigente com os petistas na Capital e no Governo do Estado.

Nesta quarta (29), o governador Paulo Câmara (PSB) disse que as movimentações do PT por uma candidatura própria fazem parte da política, mas que esse é o momento de se discutir questões administrativas. "A eleição está longe e a população não quer saber disso. Eu como governador, principalmente, até porque eu tenho muito o que fazer em Pernambuco”, afirmou Câmara, que é vice-presidente da executiva nacional da sigla, após anunciar novos projetos aprovados pelo 2º edital do Programa Força Local, no Palácio do Campo das Princesas. Quando questionado sobre espaços do PT no Governo, Paulo despistou: “Não vou antecipar discussões eleitorais, não cabe a mim”.
  
Discurso similar ao do prefeito Geraldo Julio (PSB) que, na última segunda-feira, em evento no Alto do Pascoal, disse enxergar a escolha do PT por um caminho independente com “absoluta tranquilidade” Na terça, no entanto, o socialista esteve reunido, no Recife, com petistas, como o vereador e ex-prefeito João da Costa e o deputado federal Carlos Veras, que em sua conta no Instagram disse que o encontro abordou a possibilidade de privatização do Serpro e Dataprev. O vereador João da Costa (PT) disse que articulou o encontro, mas nega que as eleições municipais tenham entrado na pauta. "Eles queriam conversar com Geraldo Julio e Paulo Câmara para envolver o PSB na luta deles", explicou. A reunião ocorreu enquanto, em São Paulo, o diretório nacional do PT reafirmava o apoio à candidatura de Marília, em encontro com presença de Lula, Gleisi Hoffmann, o senador Humberto Costa e a própria Marília.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, também vai na mesma linha, diz que não gerou “susto nenhum” entre os socialistas a sinalização do ex-presidente Lula por caminho próprio no Recife. “Temos um candidato, ao meu ver, mais competitivo à prefeitura da Capital pernambucana, o deputado João Campos, mas, claro que vamos buscar as alianças que forem possíveis. Mas essa decisão não é nossa, essa decisão de ter ou não ter candidato é do PT”, disse o dirigente, em entrevista, ontem, à Rádio Jornal.

Siqueira, porém, afirmou que se encontrará com Gleisi Hoffmann (PT), em fevereiro, “para tratar das eleições municipais, não apenas de Recife”. O presidente socialista deixou aberta a possibilidade do Recife e outras capitais entrarem em uma aliança “em caráter de reciprocidade” entre os partidos. “O PT e qualquer outro partido pode ter interesse no apoio do PSB em uma capital e nós temos interesse em outra”, disse.
Por sua vez, o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e ex-prefeito de Petrolina, Odacy Amorim (PT), que também participou da solenidade na sede do Executivo estadual, ontem, disse que essa discussão é “prematura”, mas que a aliança com “o governador Paulo Câmara” foi importante. “Não só com o governador Paulo Câmara, mas com todos os governadores do Nordeste”, ressaltou. Ele também ponderou que não se pode “em toda eleição ter um conflito”.

Odacy, entretanto, não quis comentar sobre o impasse na Capital. “Eu sou do Sertão. Da minha parte o que eu me coloco é à disposição do partido e à disposição do governador Paulo Câmara, estou cumprindo uma missão no cargo como presidente do IPA e sou muito grato”, explicou. Ele defendeu o diálogo entre os partidos e citou também o PCdoB, o PDT e o PSOL. Já sobre o pleito em Petrolina, afirmou que foi estimulado por Lula a disputar a prefeitura e que vai “esperar o comando do governador Paulo Câmara, que é o nosso líder maior na questão em Pernambuco”. “No final vai ficar tudo bem. Se nós temos algum problema nós temos que construir internamente”, disse.

PSL

Carlos Siqueira também comentou sobre a hipótese de um apoio do PSL, presidido pelo deputado federal Luciano Bivar. Para ele, as alianças municipais não têm o componente ideológico das eleições presidenciais. "Elas se dão mais em decorrência da realidade local, de maneira que não há uma restrição muito grande a fazer", ponderou. Siqueira disse, ainda, que o PSL "já não é mais da base do presidente Bolsonaro" e que a decisão é do PSB pernambucano. " O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, já chegou a afirmar que não há direcionamento sobre alianças em Pernambuco, mas que não descarta conversas com o PSB. A executiva do PSL se reunirá no próximo dia 3.

No Recife, pesquisa constata até 21% de variação nos preços de combustíveis
No Recife, pesquisa constata até 21% de variação nos preços de combustíveisFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O Procon Recife divulga pesquisa de preços de combustíveis realizada pelo órgão de defesa do consumidor em 51 postos, entre os dias 3 e 7 de janeiro de 2020. A pesquisa verificou a relação de menor e maior preço e a média dos preços.

A gasolina comum apresentou menor preço no bairro da Estância, com o litro sendo vendido por R$ 4,069 e o maior preço, no bairro de Boa Viagem, custando R$ 4,599, uma variação de 11,52%.

Já o álcool etanol teve preços de R$ 3,159 até R$ 3,999, uma variação de 21,05%; enquanto que o diesel comum teve preços entre R$ 3,449 até R$ 4,150, variando 16,89%. O GNV em Recife está custando R$ 2,799 em todos os postos pesquisados. Esses valores são para pagamento igualmente em dinheiro e cartão.

O preço médio encontrado entre os postos pesquisados foi de R$ 4,48 para gasolina, R$ 3,48 para o etanol, R$ 4,76 para gasolina aditivada e R$ 3,81 para o Diesel.

Ana Paula Jardim, Presidente do Procon Recife, alerta o consumidor que existe uma regrinha prática para saber quando vale a pena, nos carros flex, abastecer com gasolina ou etanol. A lógica é bem simples: o motorista divide o valor do etanol pelo da gasolina e, se a porcentagem for menor que 75%, compensa encher o tanque com o combustível feito da cana-de-açúcar.

"Se está se perguntando se o parâmetro não é 70%, saiba que atualmente o número ideal é mesmo 75%. É que, em razão do desenvolvimento dos motores e do próprio combustível, pesquisadores refizeram os cálculos e definiram o novo percentual.", explicou Ana.

'O Dr. Elton é, sem dúvida, o melhor candidato para Águas Belas', diz Raul Henry sobre Dr. Elton
'O Dr. Elton é, sem dúvida, o melhor candidato para Águas Belas', diz Raul Henry sobre Dr. EltonFoto: Divulgação

Presidente do MDB-PE, o deputado federal Raul Henry recebeu, hoje à tarde, o pré-candidato a prefeito de Águas Belas pelo partido, Dr. Elton Martins, e o vereador Emílio de Tanquinhos (MDB). Os dois estiveram na sede da legenda, no Recife, para atualizar o dirigente sobre o quadro político local.

Dr. Elton surge como o fato novo do pleito municipal deste ano: advogado, 37 anos, preocupado com a desigualdade social e a corrupção, irá disputar uma eleição pela primeira vez ao cargo de prefeito. Ele terá o apoio de Raul Henry, dos senadores Jarbas Vasconcelos e Fernando Bezerra Coelho (MDB), além do deputado Claudiano Filho (PP).

“Como em 2020, nossa estratégia é lançar nomes novos, que nunca antes disputaram uma eleição majoritária. O resultado foi muito bom no último pleito e estamos confiantes que também será em 2020. O Dr. Elton é, sem dúvida, o melhor candidato para Águas Belas. Ele é preparado e representa o novo, a mudança. Vamos trabalhar para eleger Dr. Elton prefeito de Águas Belas e fortalecer o partido no Agreste”, afirmou Raul Henry.

Paulo Câmara firma convênio com entidades sem fins lucrativos para fomentar pequenos negócios em todas as regiões do Estado
Paulo Câmara firma convênio com entidades sem fins lucrativos para fomentar pequenos negócios em todas as regiões do EstadoFoto: Heudis Régis/ SEI

O governador Paulo Câmara firmou convênio com entidades sem fins lucrativos, nesta quarta-feira (29), para injetar R$ 4,7 milhões em arranjos produtivos locais. Os recursos provêm do Programa Força Local, que visa melhorar e ampliar os ganhos da cultura econômica de pequenos produtores das diversas regiões do Estado. Nesse novo bloco de projetos da segunda convocação foram contempladas 21 propostas, beneficiando 1,4 mil pessoas de cerca de dez cadeias produtivas.

“O momento na economia é de dificuldades e exige dos Estados e municípios formas de cooperação que possam dar condições para as pessoas empreenderem, atuarem naquilo que tem vocação. Mas Pernambuco tem crescido o dobro do Brasil, então isso nos mostra que estamos no caminho certo. E esses arranjos produtivos chegam a quem mais precisa, ou seja, à Zona Rural, movimentando economicamente nosso Estado, gerando emprego, renda e sustentando as famílias dos pequenos produtores”, afirmou Paulo Câmara.

O governador lembrou que essa é uma política que se soma a outras também já implementadas, como o Crédito Popular, dando condições às pessoas de empreenderem. “Esse é o nosso intuito: avançar e chegar junto, dando condições às pessoas de trabalharem e terem seu próprio sustento”, acrescentou, frisando que o lançamento do edital para o terceiro chamamento do programa está previsto para o próximo dia 27 de fevereiro.

Entre as cadeias produtivas contempladas nessa segunda etapa do Força Local estão a fruticultura, caprinovinocultura, ovinocultura, pesca artesanal e piscicultura, apicultura, confecção, além da produção de café e de alimentos com a utilização de derivados de mandioca. As 21 propostas escolhidas para serem beneficiadas com o programa receberão R$ 2,7 milhões em investimentos bancados pela AD Diper, que realiza o chamamento público do programa, e outros R$ 2 milhões serão desembolsados por instituições parceiras. Até 2022, serão R$ 20 milhões aplicados por meio do programa.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, afirmou que 2019 foi um ano bastante produtivo para Pernambuco, e que a expectativa é de que este ano seja ainda melhor. “Queremos gerar emprego e renda para todos os pernambucanos. E temos que ter um olhar para o pequeno produtor, para as cooperativas, entender as necessidades. Esse é o objetivo do Força Local: dar apoio a esses arranjos produtivos em várias localidades”, frisou o secretário.

O presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, afirmou que o Força Local também dá suporte às associações que não foram contempladas pelo programa. “Muitas associações ainda não têm estrutura suficiente. Então, oferecemos consultoria para algumas que acabaram sendo contempladas nesse segundo chamamento, pois melhoraram o projeto”, esclareceu Abreu e Lima, acrescentando que no terceiro chamamento haverá projetos complementares aos do segundo. “Por exemplo: se uma associação pediu um determinado apoio, verificamos que houve resultado, então ela se credencia para pedir outro recurso para outra parte do negócio, seja comercialização, equipamentos, consultoria ou treinamentos”, disse.

A apicultura foi um dos segmentos beneficiados com o Programa Força Local. Entre os projetos do segundo chamamento está o de polinização da Mata Atlântica e de fomento à produção de mel na Zona da Mata do Estado. O presidente da Associação dos Apicultores e Meliponicultores do Cabo de Santo Agostinho (AAMC), Antônio Muniz, explicou que o projeto beneficiará os 30 sócios da associação e que o investimento total está orçado em R$ 111 mil, sendo R$ 100 mil investidos pelo Estado. “O nosso objetivo é ampliar a produção de mel e de produtos derivados da abelha, como cera e própolis”, detalhou.

Os recursos, Antônio contou, serão aplicados em equipamentos e comércio, o que resultará em um aumento em torno de 30% da produção de mel. “Atualmente, a fabricação está estimada em 12 toneladas por safra (período de seis meses), mas com esse investimento passará para 16 toneladas”, explicou. Para ele, o Força Local é de suma importância, sobretudo, para quem vive da agricultura familiar. “Todos os nossos apicultores sobrevivem da agricultura familiar, são pessoas que não têm poder aquisitivo para investir um volume que possa ampliar, de fato, a produção. Esse projeto vai contribuir muito com o desenvolvimento da apicultura da Zona da Mata”, comemorou.

O vereador José Ednaldo Marinho foi morto no Centro do município
O vereador José Ednaldo Marinho foi morto no Centro do municípioFoto: Divulgação/ Câmara de Gameleira

O vereador de Gameleira, na Zona da Mata Sul, José Ednaldo Marinho (Republicanos), conhecido como Irmão Ednaldo, foi morto a tiros, ontem, no Centro do município. O crime que vitimou o parlamentar de 45 anos ocorreu na Rua Caetano Monteiro, via próxima à Casa Legislativa.

Em nota assinada pelo presidente estadual dos Republicanos, deputado federal Silvio Costa Filho, a Executiva pernambucana da legenda lamentou a “morte trágica”. “Como legado, ele deixará uma belíssima trajetória marcada pelo respeito ao próximo. Neste momento de dor, externamos nossos sentimentos à família e amigos. Vamos procurar a Polícia Civil e as autoridades competentes para que seja instaurado, em caráter emergencial, um procedimento investigativo para apurar esse crime”, afirma a nota.

Também por meio de nota, a Prefeitura de Gameleira lamentou o ocorrido. “Com profundo pesar, o Governo Municipal da Gameleira, vem a público, em nome da prefeita Verônica Souza, manifestar a família enlutada, o mais profundo sentimento de pesar pelo falecimento do excelentíssimo vereador José Edinaldo Marinho. O Governo Municipal da Gameleira externa suas condolências a toda família e decreta 3 dias de luto oficial”, diz o texto publicado no Facebook do Executivo municipal.

Irmão Ednaldo nasceu em 04 de março 1974, na cidade de Rio Formoso, também na Zona da Mata Sul do Estado. Ele era um dos 11 vereadores que compõem a Câmara de Gameleira, após ter sido eleito no pleito municipal de 2016, com 326 votos.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil de Pernambuco, o caso está sob responsabilidade do delegado da Marcos Vinícius Nobre. Até o momento ainda não há informações sobre a motivação e a autoria do crime.

Nota de pesar:

Lamentamos profundamente a morte de José Ednaldo Marinho, vereador do município de Gameleira. Em nome da Assembleia Legislativa de Pernambuco, manifestamos nosso luto e solidariedade a familiares, amigos, colegas de trabalho e a toda a população da cidade, que perde de maneira trágica um de seus representantes. Externamos nosso respeito à sua história, tendo a certeza de que a nossa união em momentos como esse, em clamor por justiça, simbolizam a defesa de um Estado democrático de direito.

Deputado Eriberto Medeiros
Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Túlio Gadêlha participou do lançamento de Maíra Vilar, que é professora universitária e advogada especialista em direito civil
Túlio Gadêlha participou do lançamento de Maíra Vilar, que é professora universitária e advogada especialista em direito civilFoto: Marina Antonia/ Ascom

Na tarde desta terça-feira (28), o deputado federal Túlio Gadêlha se reuniu com a diretoria executiva do PDT de Jaboatão para deliberar algumas questões políticas a respeito do município. Na reunião ficou definido que a professora e advogada Maíra Vilar, presidente do diretório municipal de Jaboatão, será a pré-candidata do partido para a eleição majoritária.

Maíra reside em Jaboatão há mais de 20 anos, é casada, cristã e mãe de gêmeas. Advogada atuante na área cível em famílias, sucessões e núcleos de assistência jurídica nas faculdades em que leciona há mais de 12 anos como professora em Jaboatão e Recife, se lança como alternativa feminina e de oposição na política jaboatonense.

“Meu olhar para Jaboatão é de um lugar que quer ser acolhido e abraçado. Precisamos entender ainda a complexidade e tamanho do município, Jaboatão são varias cidades em uma só, queremos trabalhar por essa população tão carente de uma gestão que olhe com carinho para a cidade”, destacou a pré-candidata.

“Ela não é só uma candidata que vem com boas propostas, é uma candidata que vem pra inspirar as mulheres de Jaboatão”, comentou o deputado Federal Túlio Gadêlha, lembrando a importância de uma candidatura feminina para o partido e para a cidade.

Maíra reside em Jaboatão há mais de 20 anos, é casada, cristã e mãe de gêmeas

Maíra reside em Jaboatão há mais de 20 anos, é casada, cristã e mãe de gêmeas - Crédito: Marina Antonia/ Ascom

assuntos

comece o dia bem informado: