Foram encontrados 257 resultados para "Junho 2017":

Entrega dos donativos foi feita na tarde desta terça-feira (27), no pátio da Alepe
Entrega dos donativos foi feita na tarde desta terça-feira (27), no pátio da AlepeFoto: Kerol Correia/Divulgação

Cerca de cinco toneladas de alimentos, distribuídas em 600 cestas básicas, e 600 kits de higiene pessoal e limpeza foram arrecadados pela Assembleia Legislativa de Pernambuco, por meio da campanha Alepe Solidária. A iniciativa também coletou 300 garrafas de 1,5 litro de água mineral e 200 quilos de roupas. Todo o material, destinado às vítimas das chuvas da Mata Sul, foi entregue na tarde desta terça-feira (27) ao chefe da Casa Militar, coronel Eduardo Pereira, e ao coordenador da Codecipe, tenente-coronel Luiz Augusto França, no pátio da Casa Legislativa.

As doações foram feitas por parlamentares e servidores da Assembleia Legislativa, além de cidadãos que utilizaram os cinco pontos de coleta distribuídos nos prédios do Poder Legislativo.

"A Assembleia não poderia deixar de prestar solidariedade a esses pernambucanos neste momento difícil. Muitos perderam tudo o que tinham", afirmou o presidente da Casa, deputado Guilherme Uchoa (PDT). A campanha promovida pela Alepe foi iniciada no último dia 5.

As cheias afetaram 31 cidades e deixaram mais de 47 mil desabrigados e desalojados. Ao todo, 27 municípios pernambucanos decretaram estado de emergência.

Reunião ocorreu nesta terça-feira (27)
Reunião ocorreu nesta terça-feira (27)Foto: Chico Bezerra/PJG

Durante visita do secretário Nacional de Economia Solidária, Natalino Oldakoski, ao prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), nesta terça-feira (27), a Prefeitura e o Ministério do Trabalho discutiram sobre convênio para incentivar a economia criativa no município, ainda este ano. No encontro, o prefeito apresentou o pleito e ouviu sinalização positiva do secretário.

“Temos em nosso município uma parcela da população que precisa de apoio. Nosso compromisso é com a inclusão social e a economia solidária é uma dos melhores alternativas, principalmente, num momento de crise econômica que o País enfrenta”, explicou o prefeito.

O secretário Nacional de Economia Solidária afirmou que o Ministério tem recursos e interesse em investir na preparação e na orientação sobre como comercializar o que for produzido. “Estamos aqui para colaborar no que for necessário. Jaboatão é uma cidade importante e pode ter a certeza que contará conosco”, assegurou.

A proposta de criação do Fundo de Financiamento da Democracia (FFD), que pretende destinar 2% da arrecadação líquida do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) aos partidos políticos, gerou reação do movimento Vem pra Rua. A organização, que é contrária a tal iniciativa, lançou um abaixo-assinado contra a iniciativa.

O Vem pra Rua argumenta que acredita que as campanhas políticas precisam ser mais baratas e não devem ser financiadas com dinheiro público, “já que a prática propicia a corrupção”. De acordo com informações do movimento, lançado na noite dessa segunda-feira (26), o abaixo-assinado conta com mais de 11 mil assinaturas.

Na página do movimento, o Vem pra Rua afirma que "os políticos andam bem equivocados sobre as prioridades brasileiras. Para nós, do Vem pra Rua, saúde, segurança e educação tem que vir antes das campanhas eleitorais milionárias".

Intervenção em rua de Caruaru
Intervenção em rua de CaruaruFoto: Divulgação

Após as fortes chuvas que castigaram municípios do Agreste e Zona da Mata de Pernambuco, o trabalho de recuperação acontece em algumas cidades. Em Caruaru, no Agreste, a Prefeitura concluiu alguns serviços de manutenção e reparo em bairros.

A obra consiste na reposição do calçamento das vias, que foram danificadas devido às fortes chuvas causadas desde o início do mês. A ordem de reposição segue cronograma de acordo com a necessidade de cada rua. As intervenções foram realizadas nas ruas Campo de Brito, Carmópolis e na Avenida Parnaíba.

Por Luciano Siqueira*

Frágil como um fiapo, o rosto e o corpo sujos de lama, quase ignorado na cena internacional — mas assim mesmo ainda de pé.

Trôpego, porém de pé.

Apenas 7% da população brasileira o apoia, mas persiste.

Assim é Michel Temer. E por que não cai?

Ele ainda se apega ao uso esperto de duas moedas de troca.

Uma é que o destino do seu governo está nas mãos do Mercado. A agenda regressiva de direitos e de direcionamento neoliberal para a economia — cânones do Mercado financeiro — precisa de um governante que, mesmo no fundo do poço, se empenhe em executá-la a qualquer custo.

É a tarefa "modernizante" a que se refere próprio Temer em seus sucessivos e atabalhoados pronunciamentos.

A outra moeda é o relacionamento "fisiológico" com grande parte da base governista no parlamento, que troca o voto nas reformas antipopulares por cargos na máquina pública e outros favores imediatos.

Nessa seara Temer sempre se moveu muito bem. Sua trajetória ascendente no parlamento e na máquina peemedebista decorre daí.

E para o próprio Temer não há alternativa senão resistir, pois uma vez apeado do poder de imediato poderia ser preso, tal a gravidade das denúncias comprovadas de ato de corrupção e de interceptação de investigações contra si e seu grupo de que é alvo.

A viagem internacional que fez na semana passada em busca de agenda positiva mostrou-se tremendo fiasco.

Na Rússia, foi recebido no aeroporto pelo vice-ministro das Relações Exteriores. Na Noruega, pelo chefe da segurança do aeroporto. Tratamento de terceira classe para quem governa um país da importância geopolítica do Brasil.

E ainda ouviu acovardado admoestações da primeira-ministra norueguesa, que ousou se intrometer em questões internas do Brasil, sentindo-se à vontade diante de um energúmeno.

Lamentável, sob todos os títulos!

E o impasse prossegue. Com as três denúncias sequenciadas da Procuradoria Geral da República, o presidente seguirá exposto à execração pública.

Nesse ambiente, a greve geral convocada para o próximo dia 30 haverá de reforçar mais ainda a resistência popular.

*Luciano Siqueira (PCdoB) é vice-prefeito do Recife e escreve ao Blog da Folha às terças-feiras.
https://www.facebook.com/LucianoSiqueira65/
www.lucianosiqueira.blogspot.com
https://twitter.com/lucianoPCdoB

A Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE) promove, nestas quarta (28) e quinta (29), no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE), evento sobre delação premiada, tema muito presente no atual cenário político brasileiro. A programação é gratuita e começa às 18h30.

Estão confirmados os advogados criminalistas Bruno Lacerda e Gustavo Rocha; o vice-procurador chefe da Procuradoria da República em Pernambuco, Alfredo Falcão Junior; o coordenador criminal da Procuradoria da República em Pernambuco, Fábio Holanda Albuquerque; e os delegados da Polícia Federal, Felipe Alcântara de Barros Leal e Denisse Dias Rosas Ribeiro.

“Nos últimos anos, o instituto da colaboração premiada vem tendo especial destaque no sistema de justiça criminal brasileira. Em face disto, está surgindo uma série de controvérsias que precisam ser mais bem discutidas e refletidas principalmente pelos operadores de direito que atuam na área criminal”, afirma Carlos Barros, presidente da Unacrim e um dos coordenadores científicos do evento ao lado de Yuri Herculano, coordenador do Núcleo de Direito Penal da ESA. Inscrições no site da ESA.

Serviço
Palestra Delação Premiada
Data: 28 e 29 de junho de 2017
Horário: 18h30
Local: auditório da OAB/PE (Rua do Imperador Pedro II, 235 - Santo Antônio)
Entrada: gratuita

Urnas são preparadas para eleição suplementar de Belo Jardim
Urnas são preparadas para eleição suplementar de Belo JardimFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A 45ª Zona Eleitoral de Belo Jardim e o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) deram início à preparação e lacração das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições suplementares do município do Agreste, marcadas para o próximo domingo (2). A atividade acontece no local de armazenamento de urnas do Recife, na Iputinga.

De acordo com o analista judiciário do TRE-PE e chefe do cartório de Belo Jardim, Lauro Santos, estão sendo colocados os dados de candidatos e eleitores dentro das urnas.

"Depois, a gente realiza a lacração. Essas urnas vão ficar aqui até a quinta-feira, e na quinta-feira elas vão para Belo Jardim ficar no Batalhão de Polícia Militar. Após isso, a gente faz a entrega nos 35 locais de votação. Nós temos 161 seções, portanto, 161 urnas. Além disso, nós estamos preparando 20 urnas de contingência, caso alguma urna venha a quebrar para a gente fazer as substituições durante o dia de eleição", explicou Santos.

Belo Jardim terá três candidatos nas eleições do próximo domingo. Hélio dos Terrenos (PTB), Luiz Carlos (PSB) - que era o vice-prefeito de João Mendonça -, e Gilvandro Estrela (PV), presidente da Câmara e prefeito interino. O pleito será realizado devido a cassação de João Mendonça (PSB), prefeito eleito em 2016. "Estamos tendo a eleição suplementar porque o candidato que teve a votação nominal maior no ano passado teve o seu registro de candidatura indeferido pelo juiz eleitoral, TRE e TSE agora em maio. Por isso, a eleição foi anulada e nós estamos tendo eleição suplementar, que ocorrerá agora no dia 2 de julho de 2017", afirmou Lauro Santos. O município tem 60.037 eleitores aptos a votar.

O chefe do cartório de Belo Jardim também falou da expectativa em torno do pleito. "Expectativa tranquila. Nós estamos com reforço de segurança lá em Belo Jardim. O coronel Gondim, que é o nosso chefe de segurança no TRE, está providenciando todos os preparativos para que ocorra dentro da normalidade e da tranquilidade que o pleito merece", finalizou.



Com informações de Geraldo Moreira, da Rádio Folha FM 96,7.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, será ouvido nesta terça-feira (27), na Comissão Mista de Orçamento. Ele irá ao Congresso falar sobre o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 - PLN 1/17. A presença do ministro é uma exigência das normas da comissão. A audiência com o ministro ocorrerá no plenário 2, a partir das 14h. As informações são da Agência Câmara.

A audiência pública foi acertada na última quarta-feira (21) pelo presidente da comissão, senador Dário Berger (PMDB-SC).

Berger afirmou que o colegiado deverá acelerar os trabalhos para votar o projeto da LDO antes da chegada da proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA), no final de agosto. O novo cronograma divulgado pelo colegiado prevê a votação da LDO até o dia 13 de julho.

"Agora vamos intensificar e ultimar a votação da LDO. A partir de agosto, quando chegar a LOA, será a verz de dispensar tempo adequado para entregar uma lei que represente os reais interesses dos brasileiros", disse.

Além disso, nesta terça a Comissão de Orçamento realizará uma reunião para eleger os três vice-presidentes e indicar os relatores setoriais da LOA.

Para o senador, o grande desafio da comissão neste ano será buscar o equilíbrio entre despesas e receitar para conter o deficit fiscal e cumprir a regra do teto de gastos.

Governador Paulo Câmara
Governador Paulo CâmaraFoto: Mandy Oliver/Arquivo Folha

Diante da instabilidade provocada pela denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB), a Executiva Nacional do PSB se reunirá na próxima quinta-feira, em Brasília. A pauta oficial é a deliberação sobre a proposta de regimento interno dos Congressos da sigla, mas o vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara, adianta que a posição da legenda sobre a possibilidade de abertura do inquérito contra o chefe do Executivo também deverá ser tratada.

Na semana passada, a propaganda oficial da sigla defendeu a renúncia do peemedebista e a realização de eleições diretas, mas a agremiação continua dividida nos bastidores.
Diante do agravamento da crise e aprofundamento das divisões do PSB, Paulo Câmara defendeu cautela na apuração da denúncia contra Temer.

"O Brasil passa por um momento tão difícil que exige de todos nós serenidade, busca de alternativas para ajudar o Brasil. Eu, como membro partidário, acho que o momento é esperar o que vai acontecer. O partido tem uma reunião da executiva na próxima quinta-feira e vai discutir isso também. Então, a gente vai ter oportunidade de expor claramente nossa preocupação com o Brasil", afirma, em declaração dada antes da confirmação da denúncia da PGR, na última segunda-feira (26).

Apesar de defender a unidade partidária, o gestor ainda não definiu se participará ou não do encontro. "Só vou confirmar lá para quarta-feira", garantiu. Sobre o tom duro da propaganda partidária da semana passada, Paulo Câmara avalia que ela reflete a posição adotada pela Executiva Nacional. "O partido tomou uma posição lá atrás, a gente tem que respeitar. Era uma posição que reflete a maioria da Executiva Nacional, mas a gente tem que ver também uma forma de ajudar", disse.

Local
Com o turbulento cenário nacional, a prioridade do governador Paulo Câmara será a situação das cidades pelas chuvas. Ao longo desta semana, o gestor receberá os prefeitos dos municípios afetados para fazer um levantamento das principais demandas da população. Em seguida, ele voltará aos locais já com as pactuações necessárias. A próxima etapa será o retorno das agendas do Pernambuco em Ação a partir do mês que vem. No roteiro, falta somente o Sertão do São Francisco, Agreste Central e Região Metropolitana.

Urna eletrônica
Urna eletrônicaFoto: Elza Fiúza/Agência Brasil

A 45ª Zona Eleitoral, em Belo Jardim, no Agreste, realizará, nesta terça-feira (27), a cerimônia de preparação e lacração das urnas eletrônicas que serão utilizadas na eleição suplementar marcada para o próximo domingo (2), no município. A atividade contará com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).

O ato acontecerá no local de armazenamento de urnas do Recife, na Iputinga, com o início dos trabalhos previsto para às 9h. Serão preparadas e lacradas 161 urnas eletrônicas, que funcionarão em 35 locais de votação, para atender a 60.037 eleitores que estão aptos a votar.

Além disso, também serão preparadas e lacradas 20 urnas eletrônicas de contingência como medida de segurança.

Segurança
O presidente do TRE-PE, Antônio Carlos Alves da Silva, enviou equipe da Assessoria de Segurança para conter crimes eleitorais. No domingo, serão cinco equipes do órgão. Além disso, foi solicitado apoio ao Governo do Estado, e a Secretaria de Defesa Social enviou efetivo ao local.

assuntos

comece o dia bem informado: