Foram encontrados 257 resultados para "Junho 2017":

Os diretórios Estadual e Municipal do Partido dos Trabalhadores serão empossados na próxima quarta-feira (28), a partir das 18h, em cerimônia no Sindicato dos Bancários, na Boa Vista. Na ocasião, também ocorrerá a eleição da Comissão Executiva Estadual (CEE) e a posse do presidente estadual do partido, Bruno Ribeiro, que foi reconduzido ao posto no 6º Congresso Estadual da legenda, em maio.

Chapa única apresentada, a “Fortalecer para Unir, Lutar e Vencer” foi a chapa trazia Bruno Ribeiro como presidente. Segundo o presidente reconduzido, a chapa buscou a construção de uma unidade em torno de propostas para a ação partidária.

Na ocasião do congresso estadual, foram eleitos novos integrantes para compor o Diretório Regional e aprovadas resoluções orientadoras para os novos dirigentes, que conduzirão o partido no estado ao lado de Bruno Ribeiro. A eleição para presidente é separada da eleição dos demais dirigentes estaduais, ou seja, os secretários estaduais do partido ainda serão eleitos e apresentados no dia 28. A eleição dos novos quadros de direção do PT de Pernambuco será feita a partir dos novos membros que compõem, agora, o Diretório Estadual.

Já o PED municipal realizado em abril elegeu Osmar Ricardo como presidente do PT do Recife. As lideranças do PT municipal, que dirigirão o partido ao lado do ex-vereador, também serão empossadas dia 28.

Paulo Câmara durante reunião no Palácio do Campo das Princesas com o presidente da Federação Pernambucana  de Futebol, Evandro carvalho
Paulo Câmara durante reunião no Palácio do Campo das Princesas com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro carvalhoFoto: Aluisio Moreira/SEI

Às vésperas da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção , o governador Paulo Câmara (PSB) revelou que a executiva nacional do PSB se reunirá, na próxima quinta-feira (29), em Brasília, para discutir, entre outros pontos, o posicionamento do partido em relação a abertura de inquérito contra o chefe do Executivo. O gestor, no entanto, afirmou que é preciso ter cautela, pois não se sabe o teor da denúncia.

"O momento é aguardar, o Brasil passar por um momento tão difícil que exige de todos nós tanta serenidade, tanta busca de alternativas para ajudar o Brasil, então eu, como membro partidário, acho que o momento é esperar, esperar o que vai acontecer, que ela ocorra e vamos aguardar", disse Paulo Câmara, após reunião com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho.

De acordo com o socialista, o momento será de expor a preocupação com o futuro. "O partido tem uma reunião da executiva na próxima quinta-feira e vai discutir isso também. Então, a gente vai ter a oportunidade de expor claramente nossa preocupação com o Brasil, nossa preocupação com o futuro. Na expectativa que haja encaminhamentos a altura dos recentes acontecimentos", disse o governador.

Apesar disso, o gestor ainda não definiu se participará ou não do encontro. "Ainda não defini. Estou com uma agenda muito cheia, mas espero ter oportunidade de ir. Só vou confirmar lá para quarta-feira", garantiu.

Com informações de Carol Brito, da Folha de Pernambuco.

Armando Monteiro Neto (PTB) discursa durante caminhada em Belo Jardim
Armando Monteiro Neto (PTB) discursa durante caminhada em Belo JardimFoto: Leo Caldas/Divulgação

A menos de uma semana para as eleições suplementares de Belo Jardim, no Agreste, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) participou de caminhada, nesta segunda-feira (26), ao lado do candidato a prefeito Hélio dos Terrenos (PTB). Os petebistas, acompanhados de lideranças locais e militância percorreram as principais ruas do Centro do município e visitaram o mercado público e a feira livre da cidade. O ex-prefeito Cintra Galvão também participou do ato político. O pleito está marcado para o dia 2 de julho, próximo domingo.

"Nós vamos inaugurar um novo tempo em Belo Jardim, um tempo de esperança, um tempo de realizações. Um tempo de compromissos com os verdadeiros interesses da população. Hélio é um homem do povo, é uma pessoa humilde, que conhece o sentimento popular. Queremos construir aqui uma grande parceria em favor do desenvolvimento dessa terra”, discursou o senador.

Na ocasião, Armando Monteiro Neto mostrou-se confiante com a vitória de Hélio dos Terrenos e afirmou que vai trabalhar junto com a futura gestão para atrair investimentos e gerar mais empregos para o município. “Juntos vamos cuidar do emprego, gerar oportunidades para os jovens, trazer empresas e indústrias para Belo Jardim porque essa cidade tem vocação para o desenvolvimento, a vocação de ser uma terra progressista, que tanto Pernambuco admira”, disse o líder petebista.

Durante a caminhada, o senador ainda fez uma homenagem ao ex-prefeito e ex-deputado Cintra Galvão.

Os moradores de Belo Jardim vão às urnas no próximo domingo (2) para eleger o novo prefeito do município. A eleição suplementar ocorrerá após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar, em maio passado, o mandato do ex-prefeito João Mendonça (PSB).

Mesa de abertura de seminário promovido pelo Ipespe
Mesa de abertura de seminário promovido pelo IpespeFoto: Gleyson Ramos/Divulgação

O Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com o Centro Josué de Castro, realizou, nesta segunda-feira (26), o seminário "Corrupção, Opinião Pública e Voto". O evento debateu a conjuntura política do País.

No seminário, a palestrante Nara Pavão, PhD em Política Comparativa pela University of Notre Dame (EUA), afirmou que o ceticismo do brasileiro enfraquece o controle eleitoral da corrupção nas instituições. "A tolerância à corrupção aumentou nos últimos anos", afirmou.

Também participaram do seminário os debatedores José Arlindo Soares, pesquisador do Centro Josué de Castro, e Mariana Batista, professora do Departamento de Ciência Política da UFPE.

Durante a sua fala, Nara Pavão também analisou a consequência dos desdobramentos das notícias da Operação Lava Jato. "Onde há corrupção, os efeitos são negativos. Há mais desigualdade, mais pobreza, menos legitimidade da democracia e menos confiança da população nos políticos. Os eleitores veem como um círculo vicioso", afirmou a palestrante, que também é pós-doutora em Instituições Democráticas pela Vanderbilt University (EUA) e professora visitante da pós-graduação do Departamento de Ciência Política da UFPE.

A abertura do evento, que ocorreu na sede do Ipespe, contou com a presença do cientista político e sociólogo Antonio Lavareda, um dos fundadores do Instituto e que, hoje, preside o Conselho Científico. De acordo com Lavareda, "esse seminário é o primeiro de um ciclo que vamos realizar em comemoração aos 30 anos do Ipespe".

Professores levaram faixas e bandeiras em protesto na Câmara Municipal
Professores levaram faixas e bandeiras em protesto na Câmara MunicipalFoto: Leonardo Malafaia/Folha de Pernambuco

Professores da rede municipal de ensino ocupam as galerias da Câmara de Vereadores do Recife, na tarde desta segunda-feira (26). O grupo protesta contra o Projeto de Lei nº 04/2017 do Executivo. Os servidores levaram bandeiras, faixas e cartazes para o protesto na Câmara.

A matéria dispõe sobre a remuneração dos servidores pertencentes ao quadro permanente do grupo ocupacional magistério da Administração direta municipal, bem como a emenda modificativa de nº 01, também de autoria do Executivo.

Com informações de Leonardo Malafaia, da Folha de Pernambuco.

Governador participou da abertura do Fempe-PE
Governador participou da abertura do Fempe-PEFoto: Wagner Ramos/SEI

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), assinou, nesta segunda-feira (26), um Termo de Cooperação com o Sebrae visando a criação de uma legislação estadual específica para as micro e pequenas empresas. A assinatura ocorreu durante a abertura da Reunião Plenária do Fórum Estadual da Micro e Pequena Empresa e Empresa de Pequeno Porte (Fempe-PE), na Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe). Na ocasião, ainda foi instituído um Grupo de Trabalho formado por empresários, órgãos governamentais e bancos para elaboração da Lei.

O colegiado terá oito meses para apresentar a primeira proposta ao presidente do Fempe-PE, o secretário de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação, Alexandre Valença.

"Firmamos esse convênio com o Sebrae, que será ainda discutido no âmbito dos seus produtos, mas que, com certeza, nos ajudará a avançar muito em nossa Lei Estadual, permitindo a Pernambuco dar um importante passo à frente para a melhoria do ambiente de negócios e das oportunidades de todos que queiram investir, empreender e buscar alternativas para os enfrentar os desafios ", destacou o governador.

A elaboração da lei estadual vai levar em consideração as particularidades de Pernambuco e o cenário dos micro e pequenos empreendedores locais. "Vamos reunir estudos, pesquisas e especialistas, com a experiência do Sebrae para avaliar os impactos da implantação de uma lei que deverá incentivar e favorecer as micro e pequenas empresas do Estado", afirmou Alexandre Valença. As micro e pequenas empresas representam 29% do PIB de Pernambuco e empregam 48% da mão de obra do Estado.

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara (CCJ) reúne-se nesta quarta-feira (28) na tentativa de iniciar a discussão da PEC 227/16, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ). Na semana passada, deputados pediram vista do parecer apresentado pelo relator da matéria, deputado Esperidião Amin (PP-SC), que leu voto no qual conclui pela admissibilidade do texto. A reunião está marcada para às 9h30, no plenário 1.

A PEC prevê eleições diretas para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância desses cargos, exceto nos seis últimos meses do mandato, quando a eleição continua sendo indireta, com os nomes escolhidos pelo Congresso.

Amin defende, no parecer, que a PEC não ofende o núcleo imodificável da Constituição, as cláusulas pétreas. "Ao contrário, prestigia um dos princípios basilares do Estado democrático de direito, ou seja, o da soberania popular", disse Amin.

Para o relator, a PEC, na verdade, amplia o alcance do voto direto e restringe a aplicação do voto indireto, que para ele deve ficar restrito aos casos de dupla vacância ocorridos no último semestre do mandato. As informações são da Agência Câmara.

O Ministério Público Federal (MPF) em Goiana expediu cinco recomendações à Prefeitura de Aliança, na Zona da Mata, para que o município sane irregularidades encontradas em licitações realizadas com recursos do Fundeb - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.

As irregularidades são referentes a procedimentos licitatórios realizados nos anos de 2010 e 2011 e estão apontadas em relatório de fiscalização da Controladoria-Geral da União (CGU). De acordo com o MPF, as licitações foram realizadas para manutenção de cobertas de escolas públicas e para aquisição de cadeiras escolares, material gráfico, combustíveis e lubrificantes, dentre outros.

A Prefeitura não teria observado os procedimentos necessários para a correta realização de licitações, deixando de elaborar orçamentos com valores estimados com pesquisa de mercado, não publicando aviso de licitação em diário oficial ou realizando a publicação antes da assinatura do edital, segundo o órgão. O município também deixou de designar, quando necessário, fiscal de obra para um dos procedimentos.

O MPF recomendou que a Prefeitura de Aliança observe o rito procedimental previsto na Lei das Licitações e que providencie orçamento de referência das licitações e fiscalize a execução dos contratos administrativos celebrados com recursos do Fundeb.

O órgão concedeu prazo de dez dias, a partir do recebimento do documento, para que a administração informe sobre o acatamento da recomendação. No caso de omissão, o MPF poderá adotar as medidas administrativas e judiciais cabíveis.

Ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente, Luiz Inácio Lula da SilvaFoto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (26) pela Folha de S. Paulo mostra índices de intenção de voto para o primeiro turno da eleição presidencial de 2018. O levantamento indica que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se manteria na liderança na disputa, com 29% a 30% das intenções de voto, seguido pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) e Marina Silva (Rede).

Os dois presidenciáveis em segundo lugar têm, respectivamente, 16% e 15%. O cenário não é diferente da pesquisa do instituto divulgada em abril.

O deputado federal oscilou positivamente. Em dezembro do ano passado tinha 8% das intenções de voto, apareceu com 14% em abril e, agora, apresenta 16%. A ex-senadora, por sua vez, caiu um ponto percentual nas intenções.

Neste cenário, a pesquisa considerou uma eventual candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que aparece com 8% das intenções de voto. No último levantamento, ele tinha 6%. A sua rejeição, no entanto, aumentou de 28% para 34%, sendo a segunda maior, após a rejeição de Lula, de 46%. A rejeição de Bolsonaro é a terceira maior, 30%.

O cenário para primeiro turno com João Doria (PSDB-SP) como presidenciável é similar, mas Doria se sai melhor que Alckmin, com 10%. A rejeição dele é de 20%. Quando o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa é incluído, ele vence os tucanos nas duas situações e aparece com 11% dos votos, com Alckmin, e 10%, com Doria.

Já num cenário com o juiz Serio Moro, o magistrado alcança segundo lugar no primeiro turno,com 14% das intenções de voto, numericamente empatado com Marina Silva e tecnicamente empatado com Bolsonaro, que aparece com 13%.

Sem candidatos do PT, Marina lidera com 22% e Bolsonaro aparece com 16%. Em seguida, Joaquim Barbosa, com 12%, e Ciro Gomes (PDT) e Alckmin com 8%. Quando o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) é colocado como candidato, o cenário é parecido, só que ele tem 3% das intenções de voto.

Afastado do cargo, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) não apareceu na contagem. O presidente Michel Temer (PMDB) também não foi considerado.

Segundo turno
No segundo turno, Lula também sairia vencedor em todas as possibilidades, exceto com Marina, que aparece empatado com 40%, e com o juiz federal Sérgio Moro. Com o magistrado, Lula sairia numericamente atrás, com 42% das intenções contra 44% de Moro, mas tecnicamente empatado.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 23 de junho de 2017, com 2.771 entrevistados em 194 cidades. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Com informações de agências.

Edifício sede do Parlamento do Mercosul onde ocorrerá a reunião
Edifício sede do Parlamento do Mercosul onde ocorrerá a reuniãoFoto: TV Câmara

O Parlasul (Parlamento do Mercosul) reúne-se, nesta segunda-feira (26), em Montevidéu, no Uruguai, para a 48ª sessão ordinária. A reunião acontece no edifício-sede do Parlamento.

A crise econômica na Argentina; a suspensão da Venezuela do bloco, em dezembro do ano passado; e a entrada da Bolívia, que ainda precisa ser aprovada, estão entre os temas a serem debatidos no encontro.

Na ocasião também haverá a reunião da Mesa Diretora e das comissões permanentes. As informações são da Agência Câmara.

assuntos

comece o dia bem informado: