Foram encontrados 11 resultados para "Luto":

Ex-deputado federal Fernando Coelho
Ex-deputado federal Fernando CoelhoFoto: Divulgação

Geraldo Julio, Prefeito do Recife

"A voz firme de Fernando Coelho em defesa dos Direitos Humanos fará falta ao Brasil. Sua dedicação e carinho com os menos favorecidos, por onde passou em sua vida pública, são o legado de sua trajetória. Destaco sua atuação na defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, como deputado federal, durante a ditadura militar, o mais duro período da vida política do país. Esse trabalho pôde ser concluído quando presidiu a Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Hélder Câmara, cujo brilhantismo da sua atuação ajudou a restabelecer a verdade histórica dos crimes cometidos pelo Estado Brasileiro durante o regime de exceção. Fernando Coelho é um exemplo inspirador a todos que fazem a boa política. Que seus familiares encontrem conforto neste momento de profunda dor."

Leia também:
Morre ex-deputado Fernando Coelho e governador decreta luto


Diretoria da OAB-PE

É com profundo pesar que a OAB Pernambuco comunica o falecimento do ex-presidente da seccional pernambucana Fernando de Vasconcelos Coelho, ocorrido na manhã desta terça-feira (23), na Paraíba. Advogado íntegro e comprometido, ele presidiu a instituição de 1985 a 1987.

Fernando Coelho foi exímio líder jurídico e participou ativamente de todos os movimentos em favor da redemocratização do Brasil, tendo exercido mandato de deputado. Como representante da sociedade pernambucana, esteve plenamente engajado na luta dos movimentos estudantis e direitos humanos.

Durante o período em que esteve à frente da seccional, assumiu um papel de “inserir o advogado na vida da Ordem e a Ordem na vida da sociedade”, como costumava dizer. Ao término de seu mandato, deixou como legado cerca de 300 advogados exercendo funções dentro da OAB nos mais diversos segmentos, como nas comissões de Direitos Humanos, de Defesa do Trabalhador Rural, da Mulher e do Menor.

Fernando Coelho também presidiu a Comissão Estadual da Memória e da Verdade Dom Hélder Câmara, que apurou violações aos direitos humanos cometidas na Ditadura Militar.

Em respeito e solidariedade à família, amigos e profissionais da categoria, a OAB-PE declara luto oficial de três dias.

Eduardo Marques, presidente da Câmara Municipal do Recife

Fernando Coelho é um símbolo pernambucano da defesa pela democracia. Um homem íntegro, que sempre lutou no campo das ideias, mas jamais atacou pessoalmente os adversários e por isso deixa inúmeros amigos e um legado que não se apagará. Em nome da Câmara de Vereadores do Recife, deixo minhas condolências aos familiares e amigos. Que Deus possa diminuir a dor que sentem agora com tamanha perda.

Danilo Cabral, deputado federal.

"Lamentamos a morte do ex-deputado Fernando Coelho, um dos homens públicos mais importantes do nosso estado, que sempre lutou em defesa da democracia. Mais recentemente, coordenou os trabalhos da Comissão da Verdade de Pernambuco, com muita responsabilidade, coerência e correção, deixando um legado para nossa história. Seu exemplo continuará a nos inspirar na luta pelas causas populares e progressistas, principalmente em um momento tão desafiante que vivemos."

Eriberto Medeiros, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Pernambuco perde hoje uma de suas referências históricas, Fernando de Vasconcellos Coelho. Nascido em Campina Grande, na Paraíba, Fernando teve marcante atuação como deputado federal por Pernambuco, como presidente da seção regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE) e nos diversos papéis que desempenhou no Governo do Estado. Sua contribuição para a luta em defesa da democracia deixou frutos até os últimos anos da sua vida, no significativo trabalho desempenhado à frente da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara. Em nome de todos que fazem a Assembleia Legislativa de Pernambuco, nós prestamos um voto de pesar aos familiares, enfatizando o valor da sua trajetória para a classe política pernambucana.

Prefeito de Olinda, Professor Lupércio
  
Neste momento de perda, é com grande pesar que eu lamento o falecimento do ex-deputado federal Fernando Coelho. A nossa cidade é Patrimônio Mundial da Humanidade, reconhecida pela Unesco, a partir do projeto de lei apresentado por ele que iniciou o processo. Um legado que fica e que continuará fazendo a história olindense reconhecida em todo mundo. Advogado, Fernando Coelho sempre esteve à frente de bandeiras de lutas, pela liberdade, democracia e justiça no Brasil. Aos familiares e amigos, meu abraço neste momento de dor, que também é de orgulho pela trajetória vitoriosa de Fernando.

Ex-deputado federal Fernando Coelho
Ex-deputado federal Fernando CoelhoFoto: Divulgação

O ex-deputado federal Fernando de Vasconcelos Coelho,  faleceu nesta na manhã terça-feira (23), em João Pessoa (PB), aos 86 anos . Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há 11 dias, por conta de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Em razão de seu falecimento, o governador Paulo Câmara (PSB) decretou luto oficial de três dias em Pernambuco.

Trajetória - Ex-deputado federal e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco entre 1985 e 1987, Fernando de Vasconcellos Coelho foi também coordenador da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara. O ex-deputado integrou a chamada “ala autêntica do MDB” que lutava pelo reestabelecimento da democracia no país. Foi nomeado pelo então governador Eduardo Campos como coordenador executivo da Comissão.  Era irmão de Germano Coelho, que foi prefeito de Olinda por duas vezes.

Foi deputado federal pelo MDB entre 1974 e 1982, tendo sido mais votado da região Metropolitana do Recife em duas eleições. Candidato-se como vice-governador na chapa de Marcos Freire em 1982, mas não venceu a eleição daquele ano. Fernando a foi vice-presidente nacional do antigo PMDB na gestão de Ulysses Guimarães. Fernando foi professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Assinou diversos livros sobre resistência democrática no regime militar e sobre o papel da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no processo de redemocratização.

Leia a nota de pesar do governador Paulo Câmara:

“Homem conhecido pelas suas atitudes firmes e posições fortes e combativas, o ex-deputado federal por Pernambuco, Fernando Coelho, sempre lutou pela Justiça e pela democracia no nosso estado e no Brasil. Foi um incansável lutador que exerceu um importante papel, como político e advogado, no combate à ditadura. Contribuiu com a gestão pública como procurador do Recife, como presidente do IPSEP, no primeiro Governo Miguel Arraes, em 1963, como diretor do BNB e como Chefe da Assessoria Especial da terceira passagem de Miguel Arraes pelo Governo de Pernambuco. E com brilhantismo e responsabilidade, coordenou os trabalhos da Comissão Estadual da Verdade, deixando um legado que nos ajuda a seguir firmes em um momento como o atual. O seu exemplo continuará nos inspirando na luta pela liberdade, que precisa ser intensificada para impedirmos o avanço de forças obscuras e comprometidas com o cerceamento dos direitos humanos e de conquistas adquiridas pela nossa população. Assim como Arraes, Pelopidas a coerência foi uma marca em sua longa vida pública. Quero prestar a minha homenagem à família desse pernambucano que deixou o seu exemplo para as gerações seguintes”.

Paulo Câmara
Governador de Pernambuco"

Diego Souza, ex-jogador do Sport, ao lado de Ettore Labanca.
Diego Souza, ex-jogador do Sport, ao lado de Ettore Labanca.Foto: Reprodução/Instagram

A comoção pelo falecimento do ex-prefeito de São Lourenço da Mata, Ettore Labanca (PSB) não se restringiu ao ambiente da política, onde ele era muito querido. Até Diego Souza, ex-jogador do Sport, postou uma homenagem ao político em seu perfil do Instagram. 

"Postei essa foto vc sorrindo pq foi assim que te conheci e assim q tivemos a nossa maior parte juntos sorrindo!! Q o nosso Deus te receba de braços abertos pela pessoa maravilhosa q vc ‘é!! E q o senhor conforte o coração de seus familiares!! Estou triste demais queria ter tomado o último vinho junto de vc e poder discutir com vc sobre Sport x náutico !! Fico feliz em ter conhecido uma pessoa como vc apaixonado por futebol msm sendo náutico me recebendo em Recife e me tratando sempre bem !! Sentiremos sua falta sim !! O ED está de luto !! Saudades será nossa lembrança !!! Vai com Deus e sempre estaremos lembrando de vc !!", escreveu o jogador, ilustrando com uma foto dos dois.

Confira:

Diego Souza, ex-jogador do Sport, ao lado de Ettore Labanca.

Ex-prefeito de São Lourenço da Mata. Ettore Labanca, faleceu nesta sexta (29)
Ex-prefeito de São Lourenço da Mata. Ettore Labanca, faleceu nesta sexta (29)Foto: Divulgação

Após um período internado no real Hospital Português, o ex-deputadoestadual e ex-prefeito de São Lourenço Ettore Labanca (PSB) e presidente da Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) faleceu, aos 75 anos, na tarde desta sexta-feira (29), por conta de complicações de uma cirurgia no fêmur. O sepultamento será realizado O velório ocorrerá no Velório Municipal e o sepultamento no Cemitério Municipal, às 11 deste sábado (30), ambos em São Lourenço da Mata. Labanca deixa esposa, três filhos e dois netos.

O atual prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, lamentou o falecimento do ex-gestor municipal. O chefe do Executivo municipal se colocou à disposição da família para ajudar no que for necessário, e decretou luto oficial de três dias na cidade.

Biografia - Ettore Labanca nasceu em 4 de junho de 1944, foi formado em direito pela Universidade Católica de Pernambuco, Pós graduado pelo Institute International D’ Administration Public de Paris, era advogado e foi Procurador do Estado de Pernambuco.

Começou sua carreira pública como chefe de Gabinete da Secretaria de Justiça de Pernambuco, foi Superintendente Regional do Senar, Superintendente Regional da Cibrazem, Chefe de Gabinete do Ministério da Integração, Secretário de Relações Institucionais do Governo Eduardo Campos, Deputado Estadual (vice presidente da Alepe) e Prefeito por 4 mandatos de sua cidade natal, São Lourenço da Mata. E, atualmente presidia a ARPE.

Ex-prefeito foi velado na segunda (21) na Alepe e chegou em sua terra natal nesta terça (21)
Ex-prefeito foi velado na segunda (21) na Alepe e chegou em sua terra natal nesta terça (21)Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Familiares e políticos se despedem do ex-deputado estadual pernambucano Antônio Mariano nesta terça-feira (21). O corpo do ex-prefeito e ex-vereador de Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco, começou a ser velado à meia-noite no prédio da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no bairro da Boa Vista, na área central do Recife. Às 10h, o corpo segue para a cidade de Afogados, onde será velado no Cine São José.

Presente na Alepe, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), lamentou a morte de Antônio Mariano. "Ele teve uma vida dedicada ao povo da sua cidade, da sua região do Pajeú e de todo o Estado de Pernambuco. Fica o legado de um homem honrado, que fez política com 'P' maiúsculo", falou.

Leia também:
Morre o ex-deputado pernambucano Antônio Mariano aos 70 anos
Morre aos 61 anos o jornalista Otavio Frias Filho


Por meio de nota, o governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), prestou homenagens ao ex-deputado. "Construiu uma longa e produtiva folha de serviços prestados a Pernambuco e de forma especial a Afogados da Ingazeira e ao Sertão do Pajeú. Minhas condolências e minha solidariedade a dona Aldenice e à nossa amiga Aline, que vem dando continuidade ao trabalho de Antônio Mariano".

O sepultamento do corpo de Antônio Mariano ocorrerá às 14h da quarta-feira (22), no Cemitério Parque da Saúde, no bairro de Padre Pedro Pereira.

Antônio Mariano estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Joana, na área central do Recife, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na última quinta-feira (16).

Acidente envolvendo carro em que estava o filho do deputado Mendonça Filho
Acidente envolvendo carro em que estava o filho do deputado Mendonça FilhoFoto: Divulgação/Bezerros 24h

O deputado federal Mendonça Filho, seu filho Vinícius Mendonça e o partido Democratas emitiram nota de pesar pela morte do motorista Edson de Oliveira Santos e do advogado Rodrigo Albuquerque, que se envolveram em um acidente de carro por volta das 22h50 da segunda-feira (16), na BR-232, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco. Vinícius, que é pré-candidato a deputado federal, também estava no carro, assim como seu amigo, o estudante e assessor Rodrigo Mota.

"Às famílias e aos amigos, nossa integral solidariedade neste momento de profunda dor pela perda irreparável de entes queridos", diz o texto, lamentando as mortes do motorista e do advogado. Ainda não há informações sobre horários e locais dos velórios e enterros das vítimas fatais.

Leia também:
Filho do ex-ministro Mendonça fica ferido em capotamento na BR-232; duas pessoas morrem


Os feridos no acidente, Vinícius e Rodrigo, foram atendidos no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O pré-candidato teve rompimento nos ligamentos do ombro direito e o estudante sofreu escoriações pelo corpo. Ambos foram transferidos para o Hospital Santa Joana, no bairro do Derby, na área central do Recife, onde se encontram internados.

Entenda o caso
O acidente aconteceu por volta das 22h50 da segunda-feira (16), quando o motorista perdeu o controle do veículo - uma Toyota Hilux - e capotou em uma curva da Encruzilhada de São João, no sentido Recife-Bezerros da BR-232, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco. O grupo estava a caminho de Belo Jardim, no Agreste, reduto político da família Mendonça.

Palácio do Campo das Princesas
Palácio do Campo das PrincesasFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decretou cinco dias de luto oficial no Estado após a morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa, aos 71 anos, decorrente de uma pneumonia. Em nota oficial, o socialista classificou o aliado como "um parceiro fundamental", tanto de sua gestão quanto da do ex-governador Eduardo Campos.

De acordo com o governador, o parlamentar foi um grande parceiro do Governo do Estado aprovando projetos importantes para o povo de Pernambuco enviados para a Alepe. "Quero prestar a minha solidariedade cristã e os meus sinceros sentimentos à toda sua família, em especial a Dona Eva, filhos e netos", afirmou Câmara em nota de pesar. "Ele fará uma grande falta à política de Pernambuco. Sua liderança marcou época nos últimos anos", completou.

Leia também:
Morre Guilherme Uchoa, presidente da Alepe
Paulo Câmara lamenta morte de Guilherme Uchoa e cancela agenda
Políticos e partidos se pronunciam sobre morte de Guilherme Uchoa


Guilherme Uchoa estava no sexto mandato parlamentar e foi reeleito presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2017/2018, o sexto consecutiva. Natural de Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, Uchoa era juiz de direito aposentado e assumiu o governo do Estado por cinco vezes, em razão de viagens dos ex-governadores Eduardo Campos e João Lyra Neto e do atual governador Paulo Câmara.

Governador Paulo Câmara lamenta morte de Guilherme Uchoa
Governador Paulo Câmara lamenta morte de Guilherme UchoaFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O governador do Estado, Paulo Câmara, lamentou a morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa, na manhã desta terça-feira (3). O chefe do Executivo Estadual foi ao Real Hospital Português, no bairro do Paissandú, área central do Recife, onde o parlamentar estava internado desde o último domingo (1º) para prestar as últimas homenagens ao aliado e solidariedade aos familiares. A agenda do governador, que previa atos de inauguração em Petrolina, no Sertão, foi cancelada.

"Foi uma grande perda. Guilherme vai fazer muita falta, pois era uma pessoa com muita experiência, tanto na magistratura quanto na presidência da Assembleia. Uma pessoa que ajudou muito a governar Pernambuco. Estamos trabalhando, caminhando e solidários à família de Guilherme. Ele nos inspira a continuar trabalhando pelo nosso Estado", afirmou Câmara.

Leia também:
Morre Guilherme Uchoa, presidente da Alepe
Políticos e partidos se pronunciam sobre morte de Guilherme Uchoa
Governo de Pernambuco decreta cinco dias de luto pela morte de Guilherme Uchoa
Guilherme Uchoa passa mal e é hospitalizado no Recife


O governador recordou ainda os últimos momentos com Uchoa. "Conversamos sábado e ele estava muito animado para atividades que íamos fazer no domingo em Igarassu, mas infelizmente houve essa questão já na madrugada do domingo", completou. "A gente acompanhou essas últimas 48 horas muito perto de Guilherme e de sua família, mas ele não resistiu. Fica a dor da perda e a nossa solidariedade à família. Vamos continuar em frente com tudo aquilo nos ensinou, principalmente sua capacidade de trabalhar por um Pernambuco melhor", acrescentou.

A agenda pública de Câmara previa inauguração de uma escola de referência e do 2º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp) em Petrolina, além de visitas ao Polo Cultural e Esportivo da cidade e dar por inauguradas três quadras poliesportivas, o sistema de abastecimento de Água (SAA) Serrote do Urubu, a rede de distribuição do loteamento Park Mandacaru e pavimentação em diversas ruas do município do Sertão. "Passaremos o dia prestando as últimas homenagens a Guilherme", finalizou o governador.

com informações de Jorge Neto, da Rádio Folha FM

Dorany Sampaio, ex-presidente do MDB de Pernambuco
Dorany Sampaio, ex-presidente do MDB de PernambucoFoto: Marina Mahmood/Arquivo Folha

Políticos de Pernambuco lamentaram a morte do ex-presidente do MDB estadual Dorany Sampaio. O ex-dirigente faleceu em casa, na manhã desta terça-feira (13). A diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE) declarou luto oficial de três dias.

Jarbas Vasconcelos, deputado federal
"A perda de Dorany Sampaio deixa uma lacuna muito grande na política pernambucana e na do País. Dorany exerceu um papel relevante no período da ditadura e ao longo dos anos seguintes. Foi uma liderança dentro do MDB que sempre soube ouvir e conduzir de forma ampla e democrática o partido. Sua atuação e sua voz sempre foram de destaque e servia de inspiração para todos nós, não só para os que militavam e militam no MDB mas os que fazem política por convicção e por vontade de tornar esse país um lugar mais justo e digno para todas. Pra mim o sentimento é de grande perda porque foi embora também um amigo. Um amigo que era um pai de família exemplar".

Raul Henry, vice-governador e presidente estadual do MDB
“PMDB-PE de luto pelo falecimento de Dorany Sampaio
Foi com grande pesar e tristeza que recebemos a notícia da partida do nosso ex-presidente Dorany Sampaio, hoje pela manhã. Dorany foi um homem que viveu a vida em toda a sua plenitude. Foi um advogado respeitado, presidente da OAB. Na militância política, enfrentou a ditadura militar com absoluta coragem e integridade. No período democrático, liderou o PMDB-PE por muitos anos, pela capacidade que tinha de dialogar e de construir convergências. Foi também um homem de muitos amigos e um exemplar pai de família. Sua partida deixa enorme lacuna em todos nós do PMDB-PE, que tivemos o privilégio de ter com ele uma longa convivência. Nossa solidariedade à família, neste momento de dor e saudade”.

MDB Nacional
"O MDB Nacional lamenta profundamente o falecimento do ex-presidente do MDB-PE Dorany Sampaio. Homem a frente de seu tempo, foi um dos fundadores do MDB e presidiu o partido no estado por 27 anos. Sua força e coragem demonstradas no enfrentamento à ditadura e sua vitalidade enquanto líder político continuarão servindo de exemplo para todos os emedebistas que admiraram de perto ou de longe sua trajetória nas últimas décadas. O MDB se solidariza com familiares, amigos e admiradores de Dorany".

Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco
"Dorany Sampaio teve uma história de vida ligada à luta democrática, de combate ao autoritarismo. No retorno à normalidade democrática, ocupou importantes funções públicas. Quero expressar os meus sentimentos e a minha solidariedade aos seus familiares e amigos".

Raul Jungmann (PPS), ministro de Estado da Segurança Pública
"O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, lamenta profundamente o desaparecimento de Dorany Sampaio, dirigente político com quem conviveu por longos anos e que conheceu ainda na sua juventude. Raul Jungmann lembra que Dorany Sampaio fez parte de uma geração de políticos pernambucanos que deixou um legado e ensinamentos de uma atuação política ética, séria e combativa. Na opinião do ministro, Dorany Sampaio será sempre uma referência na luta pelas causas democráticas e republicanas e na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Aos familiares de Dorany Sampaio, Raul Jungmann deseja o conforto daqueles que sabem que perderam um ente querido, mas que ganharam um exemplo de homem público que trabalhou para o bem de Pernambuco e do País".

Armando Monteiro Neto (PTB), senador
"É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento de Dorany Sampaio. Dorany teve uma vida marcada por exemplos de combatividade e dedicação às melhores causas. Esteve na linha de frente da luta pela redemocratização do País e desempenhou papel relevante na política de Pernambuco, sempre com coerência e dignidade. Dorany foi um grande amigo de meu pai e de toda a nossa família. Nesse doloroso momento, abraçamos sua esposa e filhos".

Augusto Coutinho (SD), deputado federal
"O desaparecimento do ex-deputado Dorany Sampaio deixa uma lacuna imensa na política pernambucana. Dorany foi um dos símbolos da luta democrática por um Brasil melhor, e participou de importantes momentos da política nacional. Consolidamos uma forte amizade no período em que atuamos como secretários nas gestões de Jarbas Vasconcelos e Roberto Magalhães na Prefeitura do Recife. Me solidarizo com Dona Lizete, com todos os seus familiares e amigos neste momento difícil."

Bruno Araújo, deputado federal e presidente do PSDB de Pernambuco
"Dorany foi um bravo lutador pela restauração da democracia. Exerceu a vida pública com dignidade. Homem de tratamento suave e ação firme".

Carlos Eduardo Cadoca, deputado federal
"Perdi um grande amigo". "A política perdeu hoje um grande homem. Eu perdi um grande amigo. Dorany Sampaio, Dr. Dorany, é um exemplo. Combativo, ético, solidário, demonstrou, em momentos distintos da história do país, coragem e resistência, quando assim foi exigido, e uma enorme capacidade de diálogo e conciliação, traços marcantes do perfil de quem tanto defendeu e lutou pela democracia. Como deputado estadual cassado, presidente da OAB-PE nos anos 1970, secretário de Estado, e presidente do PMDB, na vida e na trajetória profissional, Dora, como é carinhosamente conhecido, e com quem tive a oportunidade de conviver e trabalhar de maneira tão próxima como companheiro e dirigente de partido por quase trinta anos, deixa um importante legado para Pernambuco e para o Brasil. Também inspira uma reflexão no momento em que desejamos, todos, que o lado nefasto da política seja vencido pelas boas prática da política. Dorany vai nos fazer muito falta. Nossas mais profundas condolências a toda família. Fraterno abraço".

Geraldo Julio (PSB), prefeito do Recife
"Pernambuco acorda de luto com a notícia do falecimento de Dorany Sampaio. Um democrata e humanista que foi cassado pela ditadura militar por não abrir mão desses ideais. Referência na política pernambucana e especialmente no MDB, partido que conduziu por 27 anos, quando sobressaiu sua capacidade de diálogo e articulação. Perda muito grande para Pernambuco e para o Brasil. Quero enviar meus sentimentos aos amigos e familiares de Dorany".

Professor Lupércio (SD), prefeito de Olinda

O prefeito de Olinda, Professor Lupércio, recebeu com profundo pesar a notícia do falecimento de Dorany Sampaio, um dos fundadores do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em Pernambuco. Incansável defensor da democracia, mesmo em tempos de perseguição política, jamais deixou suas convicções e bandeiras de luta. “Dorany sempre será lembrado como um importante quadro para o desenvolvimento do País, sobretudo da nossa região Nordeste. Minha solidariedade aos familiares e a todos que tiveram a honra de conviver com ele”, declara o prefeito.

Anderson Ferreira (PR), prefeito do Jaboatão dos Guararapes
"A política de Pernambuco perde um de seus grandes referenciais com o falecimento de Dorany Sampaio, mas seu legado de liderança fica para todos nós. À família, desejo conforto nesse momento de saudade".

André Ferreira (PSC), deputado estadual
"A política pernambucana amanheceu mais pobre com a partida de Dorany Sampaio. Pude comprovar a sua conduta reta durante o período em que militei no PMDB, partido que conduziu com sabedoria e sensatez. Dorany deixa um legado de diálogo e resistência, atributos tão importantes nos dias atuais".

Odacy Amorim (PT), deputado estadual

"É com enorme tristeza que recebo a notícia do falecimento de Dorany Sampaio, ex-deputado e secretário de estado. Dorany teve uma vida marcada por lutas em defesa da democracia, participando diretamente do processo de redemocratização do País. Foi um exemplo para toda a classe política, atuando com convicção e dedicação para tornar Pernambuco e o Brasil um lugar mais justo e desenvolvido. Diante deste triste acontecimento, apresento meus sentimentos a família e amigos. Que Deus conforte a todos".



Diretoria da OAB-PE
"É com profundo pesar que a OAB Pernambuco comunica o falecimento do ex-presidente da instituição, Dorany de Sá Barreto Sampaio, ocorrido na manhã desta terça-feira (13). Advogado íntegro e comprometido, ele foi eleito gestor da entidade por duas vezes, em mandatos consecutivos (1979-1981), em plena vigência do Ato Institucional número 5, tendo colocado a Ordem como trincheira no combate ao autoritarismo. Dorany Sampaio foi exímio líder jurídico e participou ativamente de todos os movimentos em favor da redemocratização do Brasil. Como representante da sociedade pernambucana, esteve plenamente engajado na campanha pelas eleições diretas. O velório será nesta terça-feira, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, a partir das 14h. Haverá uma missa às 17h e a cremação às 18h. Em respeito e solidariedade à família, amigos e profissionais da categoria, a OAB-PE declara luto oficial de três dias".

Sileno Guedes, presidente estadual do PSB
"O Partido Socialista Brasileiro em Pernambuco lamenta a morte do advogado e ex-deputado estadual Dorany Sampaio. Filiado ao MDB, partido que foi presidido por ele durante 27 anos no estado, Dorany foi um combatente do regime militar, o que resultou na cassação do seu mandato na Assembleia Legislativa de Pernambuco em 1968. O PSB se solidariza com familiares e amigos neste momento de luto".

Jayme Asfora (MDB), ex-presidente da OAB-PE e vereador do Recife
“Como ex-presidente da OAB-PE, pude conhecer de perto o trabalho feito por Dr. Dorany Sampaio na trincheira da nossa entidade. Durante a ditadura, não se deixou abater, nem mesmo quando teve seus direitos políticos cassados. Assumiu a Presidência da Ordem ainda naquele período de trevas, em 1979, e lutou bravamente junto àqueles que buscavam a retomada das nossas liberdades democráticas. Sua partida me deixa triste, mas com a certeza de que Dr. Dorany deixa um grande legado de coragem cívica”.

Dorany Sampaio, ex-presidente do MDB de Pernambuco
Dorany Sampaio, ex-presidente do MDB de PernambucoFoto: Marina Mahmood/Arquivo Folha

O ex-presidente do MDB de Pernambuco Dorany Sampaio faleceu na manhã desta terça-feira (13) aos 91 anos. O emedebista vinha internado, mas desde o último sábado (10) estava em casa, em hospital residência. O velório está marcado para às 14h, no Cemitério Morada da Paz. Mais tarde, às 18h, está prevista a cerimônia de cremação com uma missa.

Por meio de nota, o MDB-PE informou o falecimento de seu ex-presidente. “Com profundo pesar, o PMDB-PE informa o falecimento de seu ex-presidente Dorany Sampaio, hoje pela manhã. O velório será no Morada da Paz, a partir das 14h. A cerimônia de cremação está prevista para acontecer às 18h, no mesmo local. Nossos sentimentos à família de Dorany, neste momento de dor e saudade”.

Dorany Sampaio formou-se em Direito em 1951, pela Faculdade de Direito do Recife. Em 1963, foi nomeado diretor-geral do Departamento de Administração do Ministério da Agricultura, cujo titular era o pernambucano Osvaldo Lima Filho, ocupando o cargo até o ano seguinte.

Em 1996, elegeu-se deputado estadual pelo Movimento Democrático Brasileiro. Dois anos depois, teve os direitos políticos suspensos e foi cassado. Em 1975, tornou-se conselheiro da seção pernambucana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e integrou a comissão de ética e disciplina do órgão no biênio 1975-1977. Neste último ano, foi eleito vice-presidente e em 1979 alcançou a presidência.

Em agosto de 1985, assumiu a diretoria de crédito à infraestrutura do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), onde permaneceu até fevereiro de 1986. No mês seguinte, foi empossado na Sudene. Em agosto de 1987, deixou o cargo.

Assumiu a presidência do PMDB pernambucano e voltou a advogar ficando na posto até 2015. Em janeiro de 1993, assumiu a Secretaria de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Recife, na gestão de Jarbas Vasconcelos e continuou no começo da gestão de Roberto Magalhães.

Em 1999, tornou-se secretário de Governo na gestão do governador Jarbas Vasconcelos, ficando à frente da secretária até 2002. Em 2003, assumiu a Chefia da Assessoria Especial do Governador, onde permaneceu até o fim do governo de Mendonça Filho.

Dorany era casado com Lisete Valadares, tinha sete filhos, além de netos e bisnetos.

comece o dia bem informado: