Foram encontrados 8 resultados para "Educação":

Governador recebeu o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez
Governador recebeu o ministro da Educação Ricardo Vélez RodríguezFoto: Hélia Scheppa

Depois do aceno do governador Paulo Câmara (PSB) ao Palácio do Planalto, ele recebeu, na manhã desta segunda-feira (28), no Palácio do Campo das Princesas, a primeira agenda administrativa com o Executivo Federal, uma reunião com ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez. Os dois trocaram ideias sobre a atual situação da Educação no Brasil e sobre os avanços de Pernambuco na área, nos últimos anos.

No encontro, que também contou com a presença do secretário de Educação Fred AmâncioPaulo Câmara apresentou ao ministro programas implementados no Estado como o Ganhe o Mundo, o Programa de Educação Integrada e o PE no Campus. Os gestores aproveitaram a oportunidade para discutir a possibilidade de futuras parcerias para o fortalecimento do setor em Pernambuco.

“A Educação é uma prioridade no nosso Governo, e Pernambuco tem mostrado ao Brasil como avançar na área. Hoje, temos a melhor Educação pública do País e vamos seguir trabalhando para melhorar ainda mais o ensino nas nossas escolas. O Governo Federal pode ajudar muito para atingirmos nossos objetivos, contribuindo para a ampliação do alcance de nossos programas e o reforço da educação nos municípios”, destacou o governador, afirmando que o ministro demonstrou interesse em um próximo encontro, dessa vez em Brasília, para alinhar parcerias.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira os destaques desta segunda
Paulo Câmara em busca de diálogo com o Planalto
Deputados tomam posse na próxima sexta


O fortalecimento do Ensino Fundamental também foi pauta da reunião. Uma das prioridades da pasta para os próximos anos é a expansão do Programa de Educação Integrada. Atualmente, o projeto funciona em 15 municípios pernambucanos, por meio de parcerias com a rede municipal de ensino, articulando ações de melhorias como a implantação de escola integral nos anos finais do ensino fundamental, além de intervenções em projetos pedagógicos. A expectativa é de que, até 2022, 80 municípios sejam contemplados com esta ação.

PROGRAMAS

Criado em 2012, o Programa Ganhe o Mundo já enviou, até o momento, mais de 6,5 mil estudantes do ensino médio da rede pública estadual para países como Argentina, Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Nova Zelândia, Chile, Canadá, Alemanha, Colômbia e Austrália. O próximo passo do programa será a implantação da modalidade de intercâmbio para estudantes de nível técnico e professores da rede pública.

Outro projeto que teve destaque na conversa foi o PE no Campus. Lançada em dezembro de 2017, a iniciativa garante apoio financeiro aos jovens de baixa renda aprovados em instituições públicas de ensino superior fora de sua cidade. As bolsas ofertadas são de R$ 950,00 para o primeiro ano do curso, e de R$ 400,00 no segundo ano.

Paulo Câmara

Crédito: Hélia Scheppa

Em salas de aula, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.
Em salas de aula, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.Foto: Divulgação



Através de um aplicativo tradutor e do Twitter, estudantes brasileiros e franceses trocaram experiências sobre desenvolvimento sustentável e aprenderam a fabricar materiais de limpeza não agressivos ao meio ambiente. O projeto, desenvolvido em uma escola que funciona dentro de uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) ultrapassou as fronteiras do Brasil e teve destaque em recente publicação da ONU.

O intercâmbio foi vivenciado por alunos da Escola Estadual Frei Jaboatão, que é da rede administrada pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco e tem um anexo dentro do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Jaboatão dos Guararapes, da Funase. Do outro lado, participaram alunos secundaristas do Lycée Sainte Marie, situado em Aire-sur la Lys, na França.

Orientados por professores e coordenadores pedagógicos, os estudantes foram levados a refletir sobre os efeitos das mudanças climáticas em todo o mundo e que ações podem realizar para contribuir com a reversão desse quadro. Foram discutidos temas como reciclagem no ambiente doméstico, uso de meios de transporte menos poluentes, reutilização de água e equilíbrio no consumo de energia, com observações a respeito das diferenças e semelhanças entre as realidades locais. Por fim, de forma prática, em salas de aula dos dois países, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.

O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter.

O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter.


Publicação - O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter. A escola pública que funciona na unidade da Funase em Jaboatão é associada à Rede PEA-Unesco desde 2015, sendo a única instituição de ensino para adolescentes em privação de liberdade do Brasil a participar do rol de 583 associadas. Dessa lista, fazem parte 256 escolas públicas e outras dezenas de instituições particulares de 24 unidades da federação. O projeto ocorreu no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

"Desenvolvemos uma fórmula com vinagre, água aquecida, sódio, eliminando elementos muito usados nas indústrias, como o ácido sulfônico. As aulas ocorreram em uma sala de ciências do Case. Foi uma ação pequena, com viés pedagógico, mas com grande alcance. Cada um dos participantes sai em condição de reproduzir esse conhecimento na sociedade, além de obter um olhar sustentável”, destaca o coordenador pedagógico da Escola Estadual Frei Jaboatão – anexo Case Jaboatão, Valter Gomes Carneiro. “Há um esforço integrado da Secretaria de Educação – que tem uma proposta específica para unidades do sistema socioeducativo –, de um corpo docente comprometido e da Funase. É gratificante estar construindo uma escola alegre, viva e motivadora”, completa.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira os destaques pelo País, nesta quinta
Brasil deixa Pacto Global de Migração da ONU
Para ir à ONU, estudante pernambucano pede apoio

A produção de detergente caseiro é só uma das atividades diferenciadas. Oficinas de capoeira, produção de pinturas, teatro de bonecos, ciclo de leitura e a Gincana Legal aparecem na proposta pedagógica da escola, que, em conjunto com a Funase, já foi premiada 15 vezes. Uma delas foi em 2014, com o Innovare, principal prêmio da Justiça brasileira. Em 2018, pelo segundo ano consecutivo, o Case Jaboatão venceu o Concurso de Redação da Defensoria Pública da União. A escola teve, em 2018, um índice de aprovação de seus alunos socioeducandos de 93,87%. A unidade da Funase atende adolescentes com idades entre 12 e 15 anos.

“A realização desse projeto e a repercussão que ele tomou mostram o compromisso com que fazemos a socioeducação. Os adolescentes estudam, participam de diversas atividades pedagógicas, têm habilidades reconhecidas e, cada vez mais, dão passos seguros para terem todas as condições de se reintegrar à sociedade”, avalia o coordenador geral do Case Jaboatão, Mozat Lourenço.

Para Vera Braga, gestora de Educação Inclusiva e Direitos Humanos da Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco, o reconhecimento da ONU é muito importante, pois valoriza o trabalho dos profissionais e estudantes envolvidos. “São profissionais que se esforçam diariamente para que esses adolescentes sejam reintegrados na sociedade”, afirma.

Inclusão escolar
Inclusão escolarFoto: Brenda Alcântara / Folha de Pernambuco

A educação inclusiva será o tema debatido em audiência pública promovida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da 2ª Promotoria de Justiça de Salgueiro. O evento acontecerá nesta nesta quarta-feira (9), às 10h30, no auditório do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), localizado na BR 232, Km 504, sentido Recife, na Zona Rural do município.

“Em Salgueiro, temos cerca de 150 alunos com necessidade especiais cadastrados. Na Promotoria, há diversos casos registrados de pais que desejam o serviço de auxiliar pedagógico nas escolas e não possuem. Do outro lado, o Município queixa-se por não possuir verba para dar conta do número de profissionais exigido pela população, em uma demanda crescente”, destacou a promotora de Justiça Milena Santos.

Foram convocados para a audiência: pais de alunos com necessidade especiais; 25 gestoras de escolas municipais; médicos do município; além de representantes da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais); da Secretaria de Saúde; da Secretaria de educação; e do Conselho Tutelar.

Os participantes que desejarem realizar exposição oral passarão por cadastramento prévio, entre às 9h e 10h, no dia e local do evento. O tempo de duração das intervenções será estabelecido por quem presidir a audiência, em função da quantidade de pessoas previamente cadastradas, para garantir igualdade na distribuição do tempo.

Presidente da Comissão de Educação, Danilo Cabral (PSB) é autor do projeto
Presidente da Comissão de Educação, Danilo Cabral (PSB) é autor do projetoFoto: Chico Ferreira

O posicionamento liberal do futuro ministro da Educação, Vélez Rodríguez, que em artigos e declarações coloca a iniciativa privada como solução para a educação brasileira, foi alvo de críticas pelo presidente da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, Danilo Cabral (PSB).

Segundo o parlamentar, a Educação não pode ser relegada pelo governo. "Isso é a negação do papel do Estado. Eu entendo que a iniciativa privada tem um papel em todas as atividades. No caso da Educação, a iniciativa privada cumpre um papel importante, mas como uma atividade complementar ao Estado", comentou.

Leia também:
Danilo Cabral é cotado para liderança do PSB na Câmara
Projeto que fortalece controle das estatais é aprovado em Comissão
[Giro de manchetes] Confira os destaques nos jornais, nesta quinta


"É dever do Estado e direito do cidadão a Educação Pública e de qualidade. E isso é um princípio que deve orientar os governos. O novo mionistro vai na contramão de quem defende a Educação como um direito para todos, como está preconizado na Constituição", afirmou.

Governador Paulo Câmara recebeu professor que concorre a prêmio de R$ 1 milhão
Governador Paulo Câmara recebeu professor que concorre a prêmio de R$ 1 milhãoFoto: Hélia Sheppa/SEI

Listado entres os 50 melhores professores do mundo, Jayse Ferreira, que leciona na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Frei Orlando, em Itambé, na Zona da Mata Norte, foi recebido pelo governador Paulo Câmara (PSB), nesta terça (18), no Palácio do Campo das Princesas. Jayse Ferreira disputa o prêmio de R$ 1 milhão no Global Teacher Prize, considerado o Nobel da Educação.

"É sempre importante ver que há um crescimento e uma melhoria em nossa educação em todas as áreas. Jayse é um exemplo disso, um professor dedicado, com uma história bonita, que está mostrando para o mundo que é possível melhorar e avançar. É um professor que passa para os alunos muita confiança de que eles podem vencer com seu próprio esforço e dedicação", parabenizou Paulo.

Concorrem ao prêmio mais de 10 mil candidatos de 179 países. Entre outros aspectos, a seleção do prêmio leva em consideração os impactos causados nas comunidades pelas práticas pedagógicas realizadas pelos docentes, a inovação, a capacidade de melhoria da profissão e a relevância no processo de construção da cidadania dos estudantes envolvidos.

O secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, lembrou do desempenho do profesor e outras indicações recebidas pelo docente. “Ele já venceu duas vezes: o principal prêmio para professores do Brasil e hoje é o primeiro nordestino indicado para esse prêmio que é mundial. Um pernambucano entre os 50 melhores professores do mundo. É uma situação que orgulha muita a educação de Pernambuco e todos os conterrâneos. Ele já vem inspirando os estudantes dele e agora vai poder inspirar muito mais pessoas”.

“Só de estar entre os 50 indicados eu já me sinto muito honrado. Claro que queria passar para a próxima fase, mas o que tiver que ser será. Meu pai não é alfabetizado, mas ele acreditava no poder que a educação poderia ter na minha vida. Então sinto também que tenho uma responsabilidade gigantesca para representar meu Estado e o Nordeste”, declara Jayse, que em 2014 e 2017 ganhou o título de “Melhor Professor do Brasil” pelo prêmio Professores do Brasil.

Estiveram presentes no encontro, a gerente da EREM Frei Orlando, Vânia Barros, e a gestora da Gerência Regional de Educação de Nazaré da Mata, Edvânia Arcanjo.

Presidente da Comissão de Educação, Danilo Cabral (PSB) é autor do projeto
Presidente da Comissão de Educação, Danilo Cabral (PSB) é autor do projetoFoto: Chico Ferreira

No projeto de Lei nº 11.061/2018, protocolado pelo presidente da Comissão de Educação da Câmara Federal, deputado Danilo Cabral (PSB), o parlamentar solicita alteração nos artigos da Lei nº 10.260/01 para a inclusão dos médicos integrantes do Programa Mais Médicos no rol de beneficiários do abatimento de parte do saldo devedor do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), por meio da prestação de serviços na rede pública.
 
Caso aprovada, a proposta possibilitaria que o aluno de medicina que utilize o Fies pagasse parte de dívida e ainda ajudaria a suprir o défict de médicos na rede pública. No caso dos estudantes de medicina, o valor seria abatido nos serviços de Saúde na Família, feito pelos profissionais do Programa Mais Médicos. Atualmente, os novos contratos do financiamento não permitem o desconto por tais atividades.

Leia também:
[Manchetes] Confira os destaques nos jornais do país, nesta quinta
Bancada do PSB homenageia lideranças com galeria
TJPE destaca 70 anos da Declaração dos Direitos Humanos


“Com esse PL, será possível conceder estímulos que garantam a atratividade do exercício da profissão da Medicina não apenas no âmbito do Mais Médicos, mas também aos que atuem no Programa Saúde da Família”, afirma Danilo Cabral. Segundo ele, o objetivo é garantir a concessão de abatimentos nas dívidas, visto que o profissional estará trabalhando para o governo. “Os serviços prestados são fundamentais aos milhões de brasileiros que não possuem outros profissionais à disposição que atuem como professor na rede pública de educação básica com jornada de 20 horas semanais e como”, defende.

A proposta atenderia, por exemplo, ao risco iminente de falta de profissionais do Mais Médicos, que passa por transformações promovidas pelo atual e futuro governo, sobretudo após a saída dos médicos cubanos do Programa. Danilo acredita que “ao se estabelecer o abatimento das dívidas do Fies para médicos vinculados ao programa, ele passa a atrair mais profissionais e trará mais benefícios à toda população”, explica o parlamentar.

O desconto proposto por Danilo Cabral seria de 1% do saldo devedor consolidado dos estudantes que atuem como médico integrante de equipe de saúde da família oficialmente cadastrada ou médico militar das Forças Armadas, com atuação em áreas e regiões com carência e dificuldade de retenção desse profissional. E haveria um abatimento de 2% do saldo devedor consolidado para estudantes que exercerem a profissão de médicos integrantes do Programa Mais Médicos. Nos dois casos, seriam incluídos os juros devidos no período e independentemente da data de contratação do financiamento.

O PL será despachado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), e depois será encaminhado para as comissões responsáveis.

Projeto envolveu cerca de 800 alunos da rede municipal
Projeto envolveu cerca de 800 alunos da rede municipalFoto: Daniela Batista

Promovido em parceria pela Secretaria de Educação (Seduc) de Garanhuns e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o projeto ‘Educação Contra a Corrupção’ foi encerrado, nesta segunda (26), com um evento de culminância que reuniu os alunos e professores das seis escolas contempladas no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti.

O projeto foi iniciado em abril de 2018 e beneficiou mais de 800 alunos dos quartos e quintos anos do Ensino Fundamental das escolas municipais Artur Brasiliense Maia, Monsenhor Tarcísio Falcão, Professora Amélia Maria Cordeiro de Melo Tavares, Instituto Presbiteriano de Heliópolis, Manoel Correia Evangelista e José Ferreira Sobrinho.

Durante o desenvolvimento da atividade, foram vivenciadas palestras, pesquisas, peças teatrais, produção de cartazes e de diversos gêneros textuais, além de formações para os professores e gestores das instituições.

Leia também:
Escola sem partido ganha força em Pernambuco
Cláusula de barreira deve 'enxugar' Congresso
Lei 'Professor Seguro' em votação na Câmara do Recife
Projetos da PCR são distribuídos na Comissão de Legislação e Justiça

“Nós vimos hoje, os estudantes apresentando cada trabalho desenvolvido durante o ano letivo. É importante trabalhar exatamente essa temática de combate a corrupção para que eles possam levar para o futuro tudo que que eles entendem como certo e honesto dentro do processo social”, explicou a secretária de Educação, Eliane Vilar.

De acordo com o coordenador do Centro de Apoio Operacional da Promotoria de Justiça da Educação, Sérgio Gadelha, o objetivo da ação foi estimular o senso de ética entre os estudantes. ”O projeto foi elaborado pelo Ministério Público e Garanhuns foi a primeira cidade a receber essa ação. Gostaria de agradecer a Secretaria de Educação por ter abraçado a causa. Nós já levamos o Educação contra a Corrupção para as cidades de Arcoverde, Petrolina, Serra Talhada, Jaboatão dos Guararapes e Palmares. Pretendemos levar o exemplo de Garanhuns para ainda mais cidades do estado”, finalizou.

Estiveram presentes a secretária de Educação, Eliane Vilar; o promotor de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, Domingos Sávio; e do coordenador do Centro de Apoio Operacional da Promotoria de Justiça da Educação, Sérgio Gadelha.

Raquel Lyra foi convidada por conta de uma parceria da Fundação com a Prefeitura de Caruaru na qualificação dos profissionais em Educação
Raquel Lyra foi convidada por conta de uma parceria da Fundação com a Prefeitura de Caruaru na qualificação dos profissionais em EducaçãoFoto: Arnaldo Félix

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), viaja neste fim de semana, para a cidade de Oxford, na Inglaterra, onde participará de um seminário, com duração de uma semana, voltado para a educação pública. O encontro será promovido pela Universidade de Oxford e pela Fundação Lemann.

O convite para a prefeita participar do encontro, sem nenhum custo para o município, veio da Fundação Lemann, que atualmente faz uma parceria com a Prefeitura de Caruaru na qualificação dos profissionais em Educação, para implementação de políticas educacionais que visam a garantia do direito da aprendizagem aos estudantes da rede municipal de ensino. Além disso, a parceria viabiliza, de forma inédita, a construção da proposta curricular para o município.

Leia também:
[Manchetes] Confira os destaques nos jornais pelo país, nesta sexta
Pacote da PCR vai ser o foco da Câmara
Bolsonaro se prepara para anunciar últimos nomes da equipe


Encontro de Líderes - A prefeita Raquel Lyra participa, na manhã desta sexta (23), do 11º Encontro de Líderes, no hotel Fasano, em São Paulo. A prefeita, que será a única gestora mulher do evento, estará ao lado dos prefeitos ACM Neto (Salvador), Bruno Covas (São Paulo), e dos governadores eleitos Eduardo Leite (RS), Romeu Zema (MG) e Ronaldo Caiado (GO). O encontro é realizado pela instituição Comunitas.

comece o dia bem informado: