Foram encontrados 15 resultados para "Educação":

Educador Paulo Freire será tema de aula pública.
Educador Paulo Freire será tema de aula pública.Foto: Bel Pedrosa/Folhapress

A aula pública sobre ore promovida pelo Grupo de Estudo Paulo Freire do Sintepe, nesta sexta-feira (12), às 14h, não será mais realizada no Parque 13 de Maio, por conta da chuva. A atividade será no auditório do Sintepe, no Recife. A iniciativa pretende chamar a atenção da sociedade para o dia 13 de abril de 2012, dia em que entrou em vigor a Lei nº 12.612, conferindo a Paulo Freire o título de Patrono da Educação Brasileira. 

A aula será conduzida pela professora Marília Gabriela, da Universidade Federal de Pernambuco. O ato político-pedagógico tem como objetivo reavivar os ideais freireanos, que se opõem às opressões, denotam a pedagogia da esperança e prezam por uma educação humanizadora, crítica e libertária. A Aula Pública discutirá o tema A dialogicidade, essência da educação como prática da liberdade, tema proposto por Paulo Freire no capítulo 3 do livro Pedagogia do Oprimido.

Serviço:

Aula Pública sobre o professor Paulo Freire 
Sexta-feira, 11 de abril, às 14h.
Onde?Sintepe: R. General José Semeão, 39 - Santo Amaro, Recife - PE, 50050-120 
Entrada franca.

Educador Paulo Freire será tema de aula pública.
Educador Paulo Freire será tema de aula pública.Foto: Bel Pedrosa/Folhapress

O Grupo de Estudo Paulo Freire do Sintepe realizará uma aula pública, nesta sexta-feira (12), para chamar a atenção da sociedade para o dia 13 de abril de 2012, dia em que entrou em vigor a Lei nº 12.612, conferindo a Paulo Freire o título de Patrono da Educação Brasileira. A atividade será no Parque 13 de Maio, às 14h.

A aula será conduzida pela professora Marília Gabriela, da Universidade Federal de Pernambuco. O ato político-pedagógico tem como objetivo reavivar os ideais freireanos, que se opõem às opressões, denotam a pedagogia da esperança e prezam por uma educação humanizadora, crítica e libertária. A Aula Pública discutirá o tema A dialogicidade, essência da educação como prática da liberdade, tema proposto por Paulo Freire no capítulo 3 do livro Pedagogia do Oprimido.

Senador Humberto Costa (PT)
Senador Humberto Costa (PT)Foto: Divulgação

A instabilidade no comando do Ministério da Educação (MEC) , que já resultou em uma troca de ministro, em apenas 100 dias do governo Bolsonaro, foi alvo de críticas do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Segundo o parlamentar, o novo ministro escolhido pelo presidente para substituir Ricardo Vélez Rodrigues, o professor Abraham Weintraub, não é qualificado para ocupar o cargo.

“É um gerente de banco sem experiência na área”, disparou Humberto, questionando os posicionamentos do novo ministro sobre o Nordeste. Para o senador, a queda de Vélez Rodriguez não irá trazer soluções para o quadro de problemas do órgão. O parlamentar também demonstrou preocupação com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que segue ameaçado, e apontou outros problemas na pasta. "O pagamento do Fies continuará atrasado e vários cargos fundamentais do MEC permanecerão sendo ocupados por pessoas desqualificadas, prejudicando a execução de políticas públicas fundamentais", avaliou.

“O novo ministro é um economista de direita servil ao mercado especulativo, do qual sempre foi empregado. É outro lunático caçador de fantasmas, que vive assombrado por conspirações imaginárias. É mais um olavista, seguidor do astrólogo terraplanista Olavo de Carvalho, que vai continuar travando essa queda-de-braço com militares pelo controle da pasta, paralisada há 100 dias”, resumiu Humberto.

Leia também:
Silvado Albino é o novo líder do PSB
Marcha dos Prefeitos prega união dos municípios
Frente Parlamentar de Segurança Pública é lançada

O petista ironizou o novo ministro ao dizer que, entre as suas preocupações conhecidas para o setor, estão a de combater o que ele chama de “marxismo cultural” e a de condenar o ensino de filosofia e sociologia para os nordestinos. “O ministro acha que o povo do Nordeste não tem por que estudar disciplinas dessa natureza. Essa é a visão que esse governo tacanho tem da região onde estão 23% dos brasileiros. Não à toa, impingimos a Bolsonaro uma fragorosa derrota nas eleições. É no Nordeste onde esse presidente nefasto é mais rejeitado”, ressaltou.

“Os nordestinos entendem mais de filosofia, sociologia e história do que todo o governo Bolsonaro junto”, rebateu o parlamentar.

80 tiros

Em nome da bancada do PT no Senado, Humberto também externou profundo pesar aos familiares e amigos do músico Evaldo Rosa dos Santos, e manifestou veemente indignação pelo seu brutal assassinato por integrantes do Exército no Rio, no último domingo.

Mais de 80 tiros de fuzil foram disparados por militares contra o carro dele, onde estava com a família, em plena luz do dia de um domingo. O senador criticou o "silêncio" de Bolsonaro e Moro diante da tragédia e cobrou rigorosa punição aos envolvidos.

Deputado federal João Campos (PSB)
Deputado federal João Campos (PSB)Foto: Reprodução/Facebook

O deputado federal João Campos (PSB) comentou, nesta segunda (08), o anúncio da troca de comando no Ministério da Educação (MEC), anunciada pelo presdente Bolsonaro, pelo Twitter. O parlamentar afirmou que a troca foi tardia e pediu mudança de foco na pasta, que agora passa a ser comanda pelo professor Abraham Weintraub.

"Sobre a exoneração do agora ex-ministro da Educação: Lamento profundamente que tenham demorado tanto pra tomar uma medida que era mais do que necessária. Espero que, a partir desse momento, passem a trabalhar de fato pela EDUCAÇÃO e deixem de lado polêmicas vazias", postou.

Confira:

joão campos

O governador Paulo Câmara acompanhou as atividades da 6ª Caravana da Educação
O governador Paulo Câmara acompanhou as atividades da 6ª Caravana da EducaçãoFoto: Hélia Scheppa/PSB

As ações da Caravana da Educação chegaram, nesta sexta-feira (05), ao município de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O governador Paulo Câmara (PSB) acompanhou as atividades do circuito, integrado pelos polos cultural e esportivo e pela reunião de pactuação de metas, que acontece simultaneamente. A ação está em sua 6ª edição de 2019 e já percorreu as quatro gerências regionais da Região Metropolitana do Recife (RMR). A previsão é que todas as 16 GREs de Pernambuco sejam contempladas até o final do semestre.

“A Caravana da Educação é uma ação de olhar para o futuro. São 12 anos de construção em que já ultrapassamos muitos obstáculos, mas estamos em um caminho que nos mostra que é possível mudar a educação pública para melhor. A caravana busca isso: pactuar metas para o ano de 2019 e unir elementos que elevam a ação, que são a cultura e o esporte. E temos que preservar isso cada vez mais, pois é com esse trabalho que vamos diminuir e superar as dificuldades”, afirmou o governador.

Leia também:


Gestores e alunos se reuniram na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Dom Vieira, onde foi realizada a pactuação de metas, atividade que, além de discutir as estratégias e prioridades para o ano, oportuniza também o aprimoramento das metas para os avanços da educação em Pernambuco. O encontro reuniu todos os 62 gestores escolares da GRE Mata Norte e foi comandado pelo secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio. Ainda na EREM Dom Vieira foi realizado o Polo Cultural, que contou com apresentações de dança, cordel e interpretações musicais, além do coral da EREM Confederação do Equador.

Nesta edição da Caravana, alguns atletas convidados entregaram kits esportivos à escola. Entre eles, Ana Luiza Borges, atleta de xadrez, campeã dos Jogos Escolares de Pernambuco e terceira colocada nos Jogos da Juventude 2018, e Roberth Lucianno, atleta de Tiro Esportivo. Ele é beneficiário do Programa Time PE e tricampeão da modalidade, além de ocupar a segunda posição no ranking nacional. O polo também contou com a presença de Adriana Salazar, ex-nadadora e primeira pernambucana a participar de uma olimpíada.

O secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio, frisou que a caravana, serve para comemorar os avanços da educação de Pernambuco e também como um momento de planejar o futuro e, assim, garantir passos ainda maiores nesse sentido. “A caravana faz parte do modelo de gestão do Estado e é um dos momentos mais importantes, pois avaliamos nossos progressos e discutimos nossos desafios. É um trabalho para envolver professores, estudantes e a comunidade escolar. Todos juntos. É assim que fazemos a diferença”, justificou Amâncio.

Acompanharam o governador o deputado federal Danilo Cabral; os deputados estaduais Paulo Dutra, Antônio Moraes e Antonio Fernando; os secretários-executivos de Educação Ednaldo Moura, Severino Andrade e Ana Selva; os secretários-executivos da Casa Civil Zé Maurício e Eduardo Figueiredo; os prefeitos Nino (Nazaré da Mata), Judite Botafogo (Lagoa do Carro), Tarcisio (Chã de Alegria), Guiga (Vicência), Graça do Moinho (Lagoa de Itaenga) e Fabinho (Buenos Aires).

Governador Paulo Câmara (PSB) na 3ª Caravana da Educação
Governador Paulo Câmara (PSB) na 3ª Caravana da EducaçãoFoto: Hélia Scheppa/PSB

O governdador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) acompanhou, na manhã desta terça (19), a reunião de Pactuação de Metas, uma das atividades mais importantes do calendário anual da Secretaria Estadual de Educação. A atividade que integrou a 3ª edição da Caravana da Educação e foi realizada na Escola Técnica Estadual (ETE) Cícero Dias/NAVE Recife, o encontro reuniu todos os gestores escolares da GRE Recife Sul, que discutiram estratégias e prioridades para o ano, visando o aprimoramento das metas estipuladas pelo Governo do Estado para a educação em Pernambuco.

O circuito de atividades e a reunião de Pactuação de Metas são promovidos pela Secretaria Estadual de Educação e Esportes, em parceria com a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Em 2018, a ação movimentou mais de 20 mil gestores, professores e estudantes da rede estadual.

“A gente faz questão de acompanhar a Caravana de Educação, porque sabe que não se faz educação sozinho. A integração da cultura, dos esportes e todo esse ambiente escolar em movimento e a unidade com professores, gestores e alunos pode fazer uma grande diferença, como a gente tem visto na educação pública de Pernambuco nos últimos anos”, destacou o governador.

Leia também:
Ossesio Silva recebe lideranças ligadas ao Conselho Tutelar
[Manchetes] Veja as principais notícias do dia no País


“A integração entre educação, cultura e esporte é o diferencial da formação dos nossos jovens. E é isso que a gente quer: que eles possam ser os grandes responsáveis por mudanças no futuro de Pernambuco”, cravou Paulo Câmara, acompanhado da vice-governadora Luciana Santos.

Também acompanharam o governador durante a agenda os deputados estaduais Eriberto Medeiros (presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco), Paulo Dutra e Antônio Fernando; os secretários executivos de Educação Maria Medeiros, Severino Andrade, Ednaldo Moura e João Charamba; o secretário executivo de Esportes Diego Pérez; e o secretário de Educação do Recife, Bernardo Almeida.

educação

Crédito: Hélia Scheppa/PSB

Deputado Danilo Cabral (PSB) acha Governo Federal deveria investir mais em Educação
Deputado Danilo Cabral (PSB) acha Governo Federal deveria investir mais em EducaçãoFoto: Alfeu Tavares/ Folha de Pernambuco

O deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) reclamou do imbróglio ocorrido no Ministério da Educação (MEC), que resultou na exoneração de seis cargos comissionados ligados diretamente a Olavo de Carvalho.

"Infelizmente, o que temos é uma disputa política no Ministério entre os grupos ligados às forças armadas, ao Olavo de Carvalho e ao ministro de Educação. Enquanto isso ocorre, o Paulo Guedes articula cortes no orçamento. É mais uma situação que mostra a ausência de comando do presidente, que precisa esquecer o Twitter e começar a governar”, afirmou o parlamentar", disse Danilo.

Para o socialista, é lamentável que um ministério tão importante e estratégico como o da Educação seja objeto de disputa interna do Governo. "A educação precisa de investimentos, de gestão. Precisamos discutir o cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), o Fundeb, por exemplo”, disse Danilo Cabral.

As disputas dentro do Ministério vieram à tona há cerca de 10 dias, quando o ministro Ricardo Vélez Rodriguez afastou alguns funcionários, responsabilizando-os de enviar para as escolas do país uma carta pedindo para os alunos cantarem o hino nacional e lerem o slogan da campanha do presidente Bolsonaro, o que desagradou o grupo defensor das ideias “Olavistas”. Este grupo, por sua vez, estaria tentando derrubar o ministro.

Governador recebeu o ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez
Governador recebeu o ministro da Educação Ricardo Vélez RodríguezFoto: Hélia Scheppa

Depois do aceno do governador Paulo Câmara (PSB) ao Palácio do Planalto, ele recebeu, na manhã desta segunda-feira (28), no Palácio do Campo das Princesas, a primeira agenda administrativa com o Executivo Federal, uma reunião com ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez. Os dois trocaram ideias sobre a atual situação da Educação no Brasil e sobre os avanços de Pernambuco na área, nos últimos anos.

No encontro, que também contou com a presença do secretário de Educação Fred AmâncioPaulo Câmara apresentou ao ministro programas implementados no Estado como o Ganhe o Mundo, o Programa de Educação Integrada e o PE no Campus. Os gestores aproveitaram a oportunidade para discutir a possibilidade de futuras parcerias para o fortalecimento do setor em Pernambuco.

“A Educação é uma prioridade no nosso Governo, e Pernambuco tem mostrado ao Brasil como avançar na área. Hoje, temos a melhor Educação pública do País e vamos seguir trabalhando para melhorar ainda mais o ensino nas nossas escolas. O Governo Federal pode ajudar muito para atingirmos nossos objetivos, contribuindo para a ampliação do alcance de nossos programas e o reforço da educação nos municípios”, destacou o governador, afirmando que o ministro demonstrou interesse em um próximo encontro, dessa vez em Brasília, para alinhar parcerias.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira os destaques desta segunda
Paulo Câmara em busca de diálogo com o Planalto
Deputados tomam posse na próxima sexta


O fortalecimento do Ensino Fundamental também foi pauta da reunião. Uma das prioridades da pasta para os próximos anos é a expansão do Programa de Educação Integrada. Atualmente, o projeto funciona em 15 municípios pernambucanos, por meio de parcerias com a rede municipal de ensino, articulando ações de melhorias como a implantação de escola integral nos anos finais do ensino fundamental, além de intervenções em projetos pedagógicos. A expectativa é de que, até 2022, 80 municípios sejam contemplados com esta ação.

PROGRAMAS

Criado em 2012, o Programa Ganhe o Mundo já enviou, até o momento, mais de 6,5 mil estudantes do ensino médio da rede pública estadual para países como Argentina, Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Nova Zelândia, Chile, Canadá, Alemanha, Colômbia e Austrália. O próximo passo do programa será a implantação da modalidade de intercâmbio para estudantes de nível técnico e professores da rede pública.

Outro projeto que teve destaque na conversa foi o PE no Campus. Lançada em dezembro de 2017, a iniciativa garante apoio financeiro aos jovens de baixa renda aprovados em instituições públicas de ensino superior fora de sua cidade. As bolsas ofertadas são de R$ 950,00 para o primeiro ano do curso, e de R$ 400,00 no segundo ano.

Paulo Câmara

Crédito: Hélia Scheppa

Em salas de aula, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.
Em salas de aula, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.Foto: Divulgação



Através de um aplicativo tradutor e do Twitter, estudantes brasileiros e franceses trocaram experiências sobre desenvolvimento sustentável e aprenderam a fabricar materiais de limpeza não agressivos ao meio ambiente. O projeto, desenvolvido em uma escola que funciona dentro de uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) ultrapassou as fronteiras do Brasil e teve destaque em recente publicação da ONU.

O intercâmbio foi vivenciado por alunos da Escola Estadual Frei Jaboatão, que é da rede administrada pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco e tem um anexo dentro do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Jaboatão dos Guararapes, da Funase. Do outro lado, participaram alunos secundaristas do Lycée Sainte Marie, situado em Aire-sur la Lys, na França.

Orientados por professores e coordenadores pedagógicos, os estudantes foram levados a refletir sobre os efeitos das mudanças climáticas em todo o mundo e que ações podem realizar para contribuir com a reversão desse quadro. Foram discutidos temas como reciclagem no ambiente doméstico, uso de meios de transporte menos poluentes, reutilização de água e equilíbrio no consumo de energia, com observações a respeito das diferenças e semelhanças entre as realidades locais. Por fim, de forma prática, em salas de aula dos dois países, os alunos participaram de ações de análise da qualidade da água e de produção de detergentes caseiros.

O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter.

O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter.


Publicação - O projeto teve destaque na edição mais recente da Revista PEA-Unesco e em postagem feita no perfil da ONU France no Twitter. A escola pública que funciona na unidade da Funase em Jaboatão é associada à Rede PEA-Unesco desde 2015, sendo a única instituição de ensino para adolescentes em privação de liberdade do Brasil a participar do rol de 583 associadas. Dessa lista, fazem parte 256 escolas públicas e outras dezenas de instituições particulares de 24 unidades da federação. O projeto ocorreu no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

"Desenvolvemos uma fórmula com vinagre, água aquecida, sódio, eliminando elementos muito usados nas indústrias, como o ácido sulfônico. As aulas ocorreram em uma sala de ciências do Case. Foi uma ação pequena, com viés pedagógico, mas com grande alcance. Cada um dos participantes sai em condição de reproduzir esse conhecimento na sociedade, além de obter um olhar sustentável”, destaca o coordenador pedagógico da Escola Estadual Frei Jaboatão – anexo Case Jaboatão, Valter Gomes Carneiro. “Há um esforço integrado da Secretaria de Educação – que tem uma proposta específica para unidades do sistema socioeducativo –, de um corpo docente comprometido e da Funase. É gratificante estar construindo uma escola alegre, viva e motivadora”, completa.

Leia também:
[Giro de Notícias] Confira os destaques pelo País, nesta quinta
Brasil deixa Pacto Global de Migração da ONU
Para ir à ONU, estudante pernambucano pede apoio

A produção de detergente caseiro é só uma das atividades diferenciadas. Oficinas de capoeira, produção de pinturas, teatro de bonecos, ciclo de leitura e a Gincana Legal aparecem na proposta pedagógica da escola, que, em conjunto com a Funase, já foi premiada 15 vezes. Uma delas foi em 2014, com o Innovare, principal prêmio da Justiça brasileira. Em 2018, pelo segundo ano consecutivo, o Case Jaboatão venceu o Concurso de Redação da Defensoria Pública da União. A escola teve, em 2018, um índice de aprovação de seus alunos socioeducandos de 93,87%. A unidade da Funase atende adolescentes com idades entre 12 e 15 anos.

“A realização desse projeto e a repercussão que ele tomou mostram o compromisso com que fazemos a socioeducação. Os adolescentes estudam, participam de diversas atividades pedagógicas, têm habilidades reconhecidas e, cada vez mais, dão passos seguros para terem todas as condições de se reintegrar à sociedade”, avalia o coordenador geral do Case Jaboatão, Mozat Lourenço.

Para Vera Braga, gestora de Educação Inclusiva e Direitos Humanos da Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco, o reconhecimento da ONU é muito importante, pois valoriza o trabalho dos profissionais e estudantes envolvidos. “São profissionais que se esforçam diariamente para que esses adolescentes sejam reintegrados na sociedade”, afirma.

Inclusão escolar
Inclusão escolarFoto: Brenda Alcântara / Folha de Pernambuco

A educação inclusiva será o tema debatido em audiência pública promovida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da 2ª Promotoria de Justiça de Salgueiro. O evento acontecerá nesta nesta quarta-feira (9), às 10h30, no auditório do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), localizado na BR 232, Km 504, sentido Recife, na Zona Rural do município.

“Em Salgueiro, temos cerca de 150 alunos com necessidade especiais cadastrados. Na Promotoria, há diversos casos registrados de pais que desejam o serviço de auxiliar pedagógico nas escolas e não possuem. Do outro lado, o Município queixa-se por não possuir verba para dar conta do número de profissionais exigido pela população, em uma demanda crescente”, destacou a promotora de Justiça Milena Santos.

Foram convocados para a audiência: pais de alunos com necessidade especiais; 25 gestoras de escolas municipais; médicos do município; além de representantes da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais); da Secretaria de Saúde; da Secretaria de educação; e do Conselho Tutelar.

Os participantes que desejarem realizar exposição oral passarão por cadastramento prévio, entre às 9h e 10h, no dia e local do evento. O tempo de duração das intervenções será estabelecido por quem presidir a audiência, em função da quantidade de pessoas previamente cadastradas, para garantir igualdade na distribuição do tempo.

comece o dia bem informado: