Foram encontrados 17 resultados para "Camaragibe":

A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz, se reuniu, nesta quarta-feira (17), com o secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes.
A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz, se reuniu, nesta quarta-feira (17), com o secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes.Foto: Divulgação

Dando continuidade à agenda positiva que tem feito durante as últimas semanas desde que assumiu a prefeitura de Camaragibe, a prefeita Nadegi Queiroz, se reuniu, nesta quarta-feira (17), com o secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes. Dentre as pautas conversadas, estão as ações de Turismo que a prefeita pretende implementar no município para fomentar a área e dar mais visibilidade à cidade.

“Foi um encontro muito produtivo. Agradeço o espírito público do secretário Rodrigo, que se colocou à disposição para ajudar. Em Camaragibe, temos um grande potencial para o turismo e precisamos explorar ainda mais, com sabedoria, cada pedacinho”, disse Nadegi.

Prefeita em exercício de Camaragibe, Nadegi Queiroz
Prefeita em exercício de Camaragibe, Nadegi QueirozFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Ao lado dos secretários municipais, a prefeita em exercício de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, Nadegi Queiroz (DC), fez um anúncio sobre a situação financeira do município em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (4), na prefeitura da cidade. A gestora prestou contas do trabalho da nova gestão nos últimos 12 dias, desde que tomou posse devido à prisão preventiva e afastamento do prefeito Demóstenes Meira (PTB), um dos cinco alvos da operação Harpalo II, da Polícia Civil de Pernambuco.

Leia também:
Desvios na Prefeitura de Camaragibe chegaram a R$ 60 milhões, aponta polícia
Polícia prende Demóstenes Meira, prefeito de Camaragibe


Dos 3.302 funcionários da prefeitura, 602 eram comissionados e 989 contratados. Após uma auditoria do quadro, foram cortados 260 cargos comissionados e 150 contratados, totalizando 410 funcionários a menos na folha de pagamento. Isso representa uma economia mensal de R$ 1 milhão ao mês, de acordo com o secretário de Administração e Finanças, Alex Norat, que apresentou os dados na coletiva. 

Segundo a prefeita, a chefia e os técnicos da gestão foram em cada setor, de todas as secretarias, conferir se os funcionários lotados realmente trabalhavam. Esses cortes foram de pessoas não localizadas pela gestão ou de cargos em excesso em cada unidade, sem comprometer a continuidade dos serviços prestados. "Esse é apenas o começo", antecipou Nadegi na coletiva.

A prefeita também detalhou a situação que se encontra o caixa da Prefeitura de Camaragibe atualmente. “O caixa está muito ruim. Nós temos uma folha de pagamento alta, no valor de R$13,3 milhões, em uma cidade que arrecada R$ 17 milhões ao mês. Estamos com débito na Celpe, com fornecedores e com aluguéis. Tem aluguel que a gente está devendo entre quatro e cinco meses. Tem fornecedor que a gente deve cerca de R$ 600 mil reais, especialmente na área da saúde”, explicou.

Nadegi também afirmou que a folha de pagamento dos comissionados e contratados do mês de junho será paga nesta sexta-feira (5). Em relação ao 13° salário, apesar de ainda estar no prazo legal para pagamento, a gestão informou que tentará honrar o compromisso de pagar a primeira parcela no mês de novembro.

De acordo com a prefeita, a primeira atitude da gestão foi se inteirar sobre a situação da Defesa Civil para apoiar as vítimas das últimas chuvas. Em segundo lugar, foi garantida minimamente a continuidade dos serviços de saúde.A folha de pagamento dos comissionados e contratados do mês de junho será paga nesta sexta (5). 

LRF - Com o desequilíbrio das contas e hipertrofia do quadro de funcionarios causada pela gestão anterior, o município já ultrapassou o limite de gasto de 54% que exige a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) - hoje esse gasto representa 59,24%. Com os cortes a ideia é que em 180 dias esse percentual possa voltar ao patamar aceitável por lei, explicou o secretário de Finanças.

Taty Dantas - A secretária de Assistência Social e noiva do prefeito afastado, Taty Dantas, foi uma das primeiras a ser exonerada. Além dela, dois bailarinos que a acompanham foram desligados da Secretaria de Esportes e Lazer. "Esse é um momento que a gente precisa trabalhar. Sei da importância da dança, da alegria, mas esse momento é de trabalho e arrumação da cidade", disse Nadegi.

Primeiras medidas - De acordo com a gestora, a primeira ação foi estudar o orçamento e renegociar o passivo da Prefeitura. "Primeiro chamar os fornecedores, e separar o joio do trigo. Observar aqueles que realmente trabalham, e que o contrato está legalmente em dia para negociar com eles", afirmou.

Os serviços de saúde serão mantidos, garantiu a prefeita. "Com relação ao reabastecimento dos postos de saúde, nós já fizemos um levantamento para 30 dias de todas as unidades de saúde. Fizemos a cotação, foi avaliado e já foi feito o pedido de medicamento para as unidades, garantindo que o hospital Aristeu Chaves e a maternidade tenham o mínimo necessário para atender a população neste momento".

Confira a apresentação sobre os primeiros dias da gestão de Nadegi Queiroz:
https://docdro.id/F9W3weV



A gestora acabou de completar uma semana à frente da prefeitura
A gestora acabou de completar uma semana à frente da prefeituraFoto: Aline Sales

Envolvida com muito trabalho desde que assumiu Camaragibe, a prefeita Nadegi Queiroz (DC), em sua agenda desta sexta-feira (28), se dividiu entre atividades administrativas e visitas aos equipamentos existentes no município. A gestora, que acabou de completar uma semana à frente da prefeitura, tem trabalhado diuturnamente para buscar soluções rápidas com o objetivo de garantir o funcionamento dos serviços públicos.

Em passagem pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Camaragibe (Apae), no Loteamento São Pedro, Nadegi Queiroz agradeceu o trabalho desempenhado pela instituição, que tem uma contribuição direta ao município. “As atividades desenvolvidas pelas organizações do terceiro setor são de fundamental importância para uma gestão municipal, a exemplo da Apae, que hoje atende 25 crianças. Enquanto prefeita, irei trabalhar para buscar manter essas parcerias e até ampliá-las, pois entendemos que o poder público também precisa desse apoio, que sempre acontece em prol do bem das pessoas”, defendeu.

Em outro momento, desta vez na Escola Municipal Padre Miguel, no Borralho, onde a gestora foi conferir de perto o funcionamento do equipamento e participar da colheita de milho plantada pelos estudantes, ela aproveitou para pedir o apoio dos profissionais da Educação. “Estamos enfrentando muitos problemas na prefeitura, mas o que tem me fortalecido é chegar nesses ambientes e sentir a alegria das crianças e das pessoas. Agradeço muito pela colaboração e aproveito ainda para pedir o apoio de todos vocês, para que nos ajudem a manter esse trabalho firme. Tenho certeza que a tranquilidade irá reinar em nossa cidade”, enfatizou.  

REFLORESTAMENTO - Ainda entre as atividades do dia, a prefeita Nadegi Queiroz esteve no bairro de Vera Cruz, onde acompanhou uma ação de reflorestamento realizada pelos coordenadores do evento Guaiamum Treloso Rural. De acordo com os idealizadores da iniciativa, que contou, ainda, com alunos da Escola Internacional de Aldeia (EIA), esse primeiro reflorestamento foi fruto de uma proposta inovadora, oriunda da venda dos ingressos verdes, que destinou parte da renda para esta atividade. No total, 120 mudas de ipê foram plantadas no local.

“É uma grande honra fazer parte da inauguração desse espaço. Fico feliz pelo envolvimento de todos, em especial das crianças, que já me relevaram o desejo de voltar em um ano para observar o que plantaram. Essa é mais uma parceria que já deu certo. É fundamental a ampliação dessas iniciativas por toda a cidade. Estaremos sempre de braços abertos para colaborar e participar de ações em benefício da preservação do nosso meio ambiente”, disse Nadegi.

O Parque Maria Amazonas também é conhecido como “Praça de Camaragibe” ou “Praça da Inabi
O Parque Maria Amazonas também é conhecido como “Praça de Camaragibe” ou “Praça da InabiFoto: Divulgação

Em Camaragibe, o Parque Maria Amazonas, conhecido como “Praça de Camaragibe” ou “Praça da Inabi”, é marca registrada do município quando o assunto é lazer e atividade física.

Por isso, a Secretaria de Segurança Pública do Governo Nadegi Queiroz, com o objetivo de revitalizar o espaço e proporcionar segurança aos que circulam por ali, desenvolveu a Ação de Presença.

A atividade, comandada pelas equipes de segurança da Guarda Municipal, Ambiental e Patrimonial, tem o objetivo de proteger o patrimônio e reforçar a segurança do frequentador do parque, já que o mesmo vinha sendo frequentado por meliantes em grandes proporções. Sendo assim, guardas ambientais, de trânsito e patrimoniais, se unem no local todos os dias para impedir qualquer situação que venha prejudicar os camaragibenses que circulam pela praça.

Atualmente a Ação de Presença foi implantada no inicio da manhã e, principalmente, nos horários do final da tarde, a partir das 16h30. “A ideia é justamente oferecer maior segurança e tranquilidade aos munícipes que utilizam esse formidável equipamento público”, explica o secretário Segurança Pública, Coronel Reimine.

Demóstenes Meira (PTB), prefeito de Camaragibe
Demóstenes Meira (PTB), prefeito de CamaragibeFoto: Felipe Ribeiro/Arquivo Folha

Para tentar reverter a prisão preventiva do prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), efetuada na semana passada em operação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), sob acusação de fraude em licitação, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, em decisão do desembargadordo TJPE, Mauro Alencar, os advogados do prefeito afastado impetraram no STJ um Habeas Corpus que chamou atenção pelo teor da alegação.

“Devido ao seu transtorno bipolar, quando em estado de euforia, o Paciente acreditava que poderia comprar bens móveis e imóveis, e logo depois, na mudança do seu estado de ânimo, verificava a impossibilidade de pagamento e devolvia os bens, sem os adimplir integral ou parcialmente. A situação, Exa., está muito mais a um transtorno psiquiátrico do que para a verificação do tipo de lavagem de ativos", diz trecho do HC, que pode ser acessado, na íntegra, AQUI.

Após a repercussão do HC, os advogados de Demóstenes Meira divulgaram nota para esclarecer o argumento da defesa. “Sobre o assunto, a defesa de Meira afirma que uma breve leitura do Habeas Corpus já esclarece que em momento algum se alega insanidade mental como tese defensiva. O contexto do parágrafo “pinçado” na reportagem foram as compras e as imediatas desistências de aquisição de bens móveis e imóveis por parte do Prefeito, o que não caracteriza enriquecimento ilícito ou lavagem de ativos, e sim reflexo do estado de saúde momentâneo. O advogado Ademar Rigueira reitera, ainda, que as notícias devem ser publicadas de forma responsável e não com o intuito de causar factoides e fake news”.

Ademar Rigueira Neto, Talita Caribé, Maria Carolina Amorim e Amanda de Brito Fonseca assinam a petição do Habeas Corpus.

Prefeita em exercício Nadegi Queiroz (DC) cumpriu agenda de trabalho durante festejos juninos.
Prefeita em exercício Nadegi Queiroz (DC) cumpriu agenda de trabalho durante festejos juninos.Foto: Divulgação

Em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, entre os dias 22 e 24 de junho, oa recém-empossada prefeita Nadegi Queiroz (DC) não tirou folga. No lugar dos festejos juninos, a gestora andou pela cidade acompanhada de sua equipe técnica, momento onde teve a oportunidade de fiscalizar e conhecer a realidade das mais diversas áreas. Entre os desafios da prefeita está o de normalizar os serviços essenciais do município.

Entre as visitas, a prefeita, já acompanhada do novo secretário de Saúde, Arnon Nascimento, esteve no Hospital Municipal Doutor Aristeu Chaves e na Maternidade Amiga da Família, na área central de Camaragibe, e no Centro de Especialidades Médicas de Camaragibe (CEMEC), no bairro de Vera Cruz. Na ocasião, eles avaliaram as dependências das unidades, a situação dos estoques de medicamentos e ainda conversaram com os profissionais para entender o cenário das várias áreas.

Atualmente, a situação financeira da área da saúde é uma das grandes preocupações. De acordo com o último levantamento financeiro do Fundo Municipal de Saúde, realizado no dia 20 de junho, o saldo em caixa era de apenas R$ 34,00. “Encontramos essas unidades com falta de insumos básicos, medicamentos e até de profissionais, entre eles, médicos. Já estamos resolvendo isso de forma emergencial e agora vamos trabalhar para garantir o melhor atendimento de saúde aos camaragibenses”, disse, bastante otimista.

Já na área da limpeza urbana, Nadegi Queiroz acompanhou o trabalho de capinação e pintura realizada na entrada da cidade. Outro ponto de fiscalização foi o Mercado Público de Camaragibe, local que está sendo visto com muito carinho pela nova gestora. "Sabemos que a situação aqui não está fácil e os problemas mais graves estão na questão estrutural, de limpeza e de conservação. Vamos fazer o possível para melhorar isso rapidamente, ouvindo e debatendo com os permissionários e com a população. Esse espaço é do povo e precisamos, sem dúvida, oferecer o melhor conforto", defendeu.

Nesta terça-feira (25), a gestora retomou as atividades na Prefeitura, onde permanecerá ao longo do dia tratando sobre das questões financeiras e administrativas do município.

A prefeita em exercício Nadégi Queiroz (DC) anunciou Kátia Marsol como secretária de Defesa Civil do município
A prefeita em exercício Nadégi Queiroz (DC) anunciou Kátia Marsol como secretária de Defesa Civil do municípioFoto: Victor Patrício/Divulgação

Depois de exonerar todos os secretários (as) e secretários executivos (as) da gestão do prefeito afastado de Camaragibe Demóstenes Meira, a prefeita em exercício Nadégi Queiroz (DC) anunciou Kátia Marsol comos ecretária de Defesa Civil do município.

Ela passou 19 anos no cargo, que volta a ocupar agora e estava à frente das questões envolvendo as chuvas que caíram na semana passada.

Paulo Pereira (Paulinho do PT), Bacharel em Direito, e ex-secretário de Planejamento Meio Ambiente e Orçamento Participativo de Camaragibe
Paulo Pereira (Paulinho do PT), Bacharel em Direito, e ex-secretário de Planejamento Meio Ambiente e Orçamento Participativo de CamaragibeFoto: Reprodução/Facebook

O diretório municipal do PT Camaragibe, decidiu, por unanimidade, apresentar o nome do advogado Paulo Pereira (Paulinho do PT) como pré-candidato para disputar a prefeitura de Camaragibe em 2020. Bacharel em Direito, e ex-secretário de Planejamento Meio Ambiente e Orçamento Participativo do Município.

Confira a nota:

"O PT de Camaragibe reafirma seu compromisso com a democracia e com a busca de uma Camaragibe livre, justa e solidária. Firmes, informamos a toda comunidade que este Diretório Municipal decidiu, na noite de 04/06/2019, por unanimidade, apresentar o nome do seu Presidente, o companheiro Paulo Pereira (Paulinho do PT), Bacharel em Direito, e ex Secretário de Planejamento Meio Ambiente e Orçamento Participativo do Município, como pré-candidato a Prefeito de Camaragibe.

Nosso olhar sobre o tempo, os acertos, os erros, nos tem ensinado que só com a força de um projeto participativo de cidade, com uma construção coletiva de toda comunidade, andaremos rumo a um futuro com menos desigualdade, mais equilíbrio e justiça social, em nossa amada Camaragibe.

Nosso norte será o diálogo. Que junto às forças progressistas, aos trabalhadores, aos movimentos sociais, a toda comunidade possamos construir um Projeto de Governo, de uma Cidade que viva intensamente a defesa da democracia, da justiça, dos direitos sociais, individuais e coletivos, e a melhoria na vida de cada cidadão Camaragibense.

Diretório Municipal PT Camaragibe"

Câmara de Camaragibe julga pedido de impeachment formalizado contra o prefeito Demóstenes Meira (PTB)
Câmara de Camaragibe julga pedido de impeachment formalizado contra o prefeito Demóstenes Meira (PTB)Foto: Arthur Mota/Folha PE

Devido ao recebimento da notificação judicial, a Câmara Municipal de Camaragibe cancelou a reunião extraordinária que estava marcada para votar o processo de impeachment do prefeito Demóstenes Meira (PTB), na manhã desta quinta-feira (23). Após a determinação da juíza Anna Regina de Barros, nessa quarta-feira (22), acatando o pedido de mandado de segurança solicitado pelo prefeito Meira, o presidente da Câmara, vereador Toninho Oliveira (PTB), alegou que não havia sido notificado pela comarca do município e optou por manter a reunião.

No entanto, o oficial de justiça de Camaragibe compareceu à sede do Legislativo Municipal, por volta das 8h20, e notificou a decisão da juíza, que suspende temporariamente todos os trâmites, além de estabelecer um prazo para que a Comissão do Processo de Impeachment esclareça todas as decisões tomadas no processo. Com isso, a reunião foi cancelada.

“A decisão chegou, iremos respeitar. Decisão de judiciário não se discute, apenas cumpre-se. A juíza nos deu um prazo de 10 dias e vamos responder dentro desse período”, afirmou o presidente da Câmara, Toninho Oliveira.

Na decisão, a magistrada entendeu que é necessário dois terços dos votos do Legislativo municipal para acolher o processo contra o gestor (o equivalente a nove dos 13 vereadores). Na época em que foi proposto, o processo foi acolhido por cinco vereadores, a maioria entre os presentes no momento.

“A juíza não daria uma decisão se o procedimento não fosse ilegal. Esta ação foi suspensa por que desde a origem foi ilegal. A Câmara de Camaragibe passou por cima da Constituição Estadual, da Lei Orgânica do Município e principalmente, da Constituição Federal. Não se pode buscar o poder a qualquer custo”, disse Dr. Félix, que é assessor do gabinete do prefeito Meira.

Demóstenes Meira (PTB), prefeito de Camaragibe
Demóstenes Meira (PTB), prefeito de CamaragibeFoto: Felipe Ribeiro/Arquivo Folha


A juíza Anna Regina de Barros determinou que a Câmara de Camaragibe suspenda a votação do impeachment do prefeito Demóstenes Meira (PTB), marcada para esta quinta-feira (23). Na decisão, a magistrada entendeu que é necessário dois terços dos votos do Legislativo municipal para acolher o processo contra o gestor (o equivalente a nove dos 13 vereadores). Na época em que foi proposto, o processo foi acolhido por cinco vereadores, a maioria entre os presentes no momento. A decisão da juíza suspende temporariamente todos os trâmites e deu um prazo de dez dias para que o Legislativo esclareça todas as decisões tomadas no processo.

"Até a Câmara ser notificada, amanhã a gente vai agir normalmente. No horário da sessão, a sessão vai abrir. Se o oficial de justiça não chegar, mantém-se a votação. Tudo normalmente. Se durante a sessão chegar o oficial de justiça, com certeza, ela para; respeitando a decisão judicial", afirmou o presidente da Câmara, Toninho Oliveira (PTB). A reunião está marcada para as 9h e será aberta ao público. "Eu quero ver a revolta do povo que estará lá quando essa decisão chegar. Eu tenho pena do oficial de justiça", disse o vereador.

Para Paulo Pinto, advogado do prefeito, porém, qualquer decisão que for tomada na sessão será considerada nula pela Justiça e não terá validade. "A Constituição Federal prevê quórum de dois terços para receber a denúncia para o caso semelhante do presidente da República. A Constituição Estadual exige isso para casos de governadores. E a própria Lei Orgânica de Camaragibe exige dois terços para aceitar a denúncia", garantiu o advogado. "Se eles derem andamento ao processo, não terá validade nenhuma porque ele já está suspenso por decisão judicial. Se houver qualquer deliberação no sentido de cassação, não terá efeito prático", afirmou o defensor.

comece o dia bem informado: