Foram encontrados 2 resultados para "Ipojuca":

cartaz
cartazFoto: divulgação

Uma grande campanha tem mobilizado pessoas de todo o Brasil para homenagear voluntários que uniram suas forças com a gestão pública e limparam as praias atingidas pelo óleo. O agradecimento virou um convite: “Vamos abraçar o mar” e acontecerá a partir das 11h deste domingo (03) simultaneamente em diversos pontos da orla ipojucana: Pontal do Cupe, Porto de Galinhas, Maracaípe e Serrambi.

A ação reunirá gestores públicos, a rede hoteleira, ONGs, associações, empresários locais, jangadeiros, bugueiros, pescadores, comunidade local, além de artistas de diversas cidades que se sentem gratos por tantas pessoas terem, na força do braço, impedido que o óleo tomasse conta do nosso litoral. Praias conhecidas por suas belezas e águas cristalinas e que não são só paraíso para turistas, mas também são a única fonte de renda de mais de 20 mil famílias que trabalham diretamente com o turismo em Ipojuca.

Diversas atrações musicais estarão participando do evento desde às 11h e simbolicamente uma grande corrente de pessoas irão se posicionar em frente ao mar, ao meio-dia, para abraçá-lo como se abraçasse a cada um dos que ajudou a limpá-lo. A Prefeitura do Ipojuca, em uma semana, distribuiu mais de 8mil EPIs aos voluntários, no entanto, este número de colaboradores foi muito maior, visto que diversas pessoas compraram suas próprias luvas e botas e foram por conta própria fazer a limpeza nas praias. “A Prefeitura jamais teria condições de limpar tudo sozinha, a ajuda deles foi fundamental para termos as nossas praias limpas. Nossa gratidão será eterna”, afirmou a prefeita de Ipojuca Célia Sales.

cartaz

cartaz - Crédito: divulgação

Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher
Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da MulherFoto: Divulgação

Um café da manhã, em Ipojuca, promovido pela Secretaria Especial da Mulher, em parceria com a Secretaria de Defesa Social, tratou das políticas públicas para as mulheres e conseguiu estabelecer diretrizes importantes para fortalecer a rede de proteção para as ipojucanas. Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher para que recebam apoio psicológico, jurídico e social.

Após a apresentação do trabalho da Secretaria da Mulher, por Bianca Lacerda, responsável pela pasta, as técnicas que compõem o Centro de Referência explicaram como o cuidado, no momento de maior fragilidade da mulher, pode devolver a segurança e a coragem que ela precisa. A comandante da Patrulha Maria da Penha no município, Marina Quércia, ainda ressaltou, que caso a mulher deseje, está à disposição dela o acompanhamento da patrulha.

A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, parabenizou a todos pelo trabalho desenvolvido e disse que conta com a sensibilidade dos delegados, dos guardas municipais que compõem a Patrulha Maria da Penha, e das técnicas da Secretaria da Mulher para proteger as mulheres e livrá-las dos riscos de sofrer feminicídio. “Como mulher e prefeita, quero que saibam que podem contar comigo para o que precisarem para continuar fazendo este trabalho com excelência. Nós temos nos destacando no estado com as ações de prevenção, levando informação, e promovendo o debate nas escolas através do Programa Maria da Penha vai às escolas; ofertando cursos às ipojucanas com o Mulheres empreendedoras, gerando não só renda, mas autoestima. Só peço que continuem”, disse.

Participaram do café da manhã, além da prefeita e da secretária da Mulher, Bianca Lacerda, o secretário da Defesa Social, Osvaldo Morais, o delegado de Porto de Galinhas, Mamedes Oliveira, representantes da delegacia de Ipojuca e da Secretaria Especial da Política sobre Drogas; e o secretário de Comunicação, Puran Medeiros. No próximo dia 10, às 8h, acontecerá a II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres do Ipojuca, na Faculdade José Lacerda Filho (Fajolca), no Centro de Ipojuca. Lá serão discutidas e elaboradas propostas para fortalecer as políticas públicas para mulheres e que garantam autonomia econômica, social e cultural para elas.
Rede de proteção às mulheres vítimas de violência é fortalecida em Ipojuca

Um café da manhã, em Ipojuca, promovido pela Secretaria Especial da Mulher, em parceria com a Secretaria de Defesa Social, tratou das políticas públicas para as mulheres e conseguiu estabelecer diretrizes importantes para fortalecer a rede de proteção para as ipojucanas. Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher para que recebam apoio psicológico, jurídico e social.

Após a apresentação do trabalho da Secretaria da Mulher, por Bianca Lacerda, responsável pela pasta, as técnicas que compõem o Centro de Referência explicaram como o cuidado, no momento de maior fragilidade da mulher, pode devolver a segurança e a coragem que ela precisa. A comandante da Patrulha Maria da Penha no município, Marina Quércia, ainda ressaltou, que caso a mulher deseje, está à disposição dela o acompanhamento da patrulha.

A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, parabenizou a todos pelo trabalho desenvolvido e disse que conta com a sensibilidade dos delegados, dos guardas municipais que compõem a Patrulha Maria da Penha, e das técnicas da Secretaria da Mulher para proteger as mulheres e livrá-las dos riscos de sofrer feminicídio. “Como mulher e prefeita, quero que saibam que podem contar comigo para o que precisarem para continuar fazendo este trabalho com excelência. Nós temos nos destacando no estado com as ações de prevenção, levando informação, e promovendo o debate nas escolas através do Programa Maria da Penha vai às escolas; ofertando cursos às ipojucanas com o Mulheres empreendedoras, gerando não só renda, mas autoestima. Só peço que continuem”, disse.

Participaram do café da manhã, além da prefeita e da secretária da Mulher, Bianca Lacerda, o secretário da Defesa Social, Osvaldo Morais, o delegado de Porto de Galinhas, Mamedes Oliveira, representantes da delegacia de Ipojuca e da Secretaria Especial da Política sobre Drogas; e o secretário de Comunicação, Puran Medeiros. No próximo dia 10, às 8h, acontecerá a II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres do Ipojuca, na Faculdade José Lacerda Filho (Fajolca), no Centro de Ipojuca. Lá serão discutidas e elaboradas propostas para fortalecer as políticas públicas para mulheres e que garantam autonomia econômica, social e cultural para elas.

assuntos

comece o dia bem informado: