Foram encontrados 17 resultados para "Meio Ambiente":

Prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida
Prefeita de São Bento do Una, Débora AlmeidaFoto: Divulgação

A diretora da mulher da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, foi convidada pela Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS) para integrar a comitiva brasileira na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas que acontece em Madri, na Espanha, entre os dias 02 e 13 de dezembro. Um dos principais objetivos do encontro é buscar formas de acelerar o combate ao aquecimento global.

A prefeita de São Bento do Una é uma líder RAPS. Débora Almeida viaja neste sábado, dia 07 de dezembro, para participar do evento e vai integrar a mesa “Reunião Fechada Entre Líderes Municipais, Estaduais e do Congresso Brasileiro por Alianças pela Pauta Climática” no dia 09 de dezembro, às 9h, com as presenças do Prefeito de Recife, Geraldo Júlio, do Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio e do deputado federal por São Paulo, Rodrigo Agostinho.

Ela estará presente também nos painéis "Crise climática: olhares da política brasileira”, ainda no dia 09, às 18 horas, com a participação da diretora executiva da RAPS, Mônica Sodré e do senador pelo Amapá, Randolfe Rodrigues. Já no dia 11 de dezembro, a prefeita participará do “Diálogo Internacional de Alto Nível dos Governos Locais e Regionais para a Mudança Climática: Acelerar desde o local: Um compromisso comum com a mudança climática", às 13h.

COP-25

“O debate abordará os principais desafios, riscos, oportunidades e compromissos para o fortalecimento da agenda do clima nas diferentes esferas da federação”, informa o convite da RAPS. A COP25, como é conhecida, recebe representantes de 200 países para discutir as mudanças climáticas até o próximo dia 13 deste mês.

Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alepe, Wanderson Florêncio (PSC)
Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alepe, Wanderson Florêncio (PSC)Foto: Wesley D'Almeida

A Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Assembleia Legislativa de Pernambuco realizou, nesta segunda-feira, uma reunião extraordinária para debater o Projeto de Lei 306/2019, de autoria do Governo do Estado, que proíbe a entrada e a circulação de veículos a combustão em Fernando de Noronha. O presidente do Conselho Distrital Milton Luna e o administrador do arquipélago Guilherme Rocha esclareceram as dúvidas dos parlamentares.

Participaram os deputados Wanderson Florêncio (PSC), que preside a Comissão, o presidente da Alepe Eriberto Medeiros (PP), Sivaldo Albino (PSB), Tony Gel (MDB), Henrique Queiroz Filho (PR), Alberto Feitosa (SD), Roberta Arraes (PP), Clóvis Paiva (PP), Antônio Moraes (PP), Diogo Moraes (PSB), Isaltino Nascimento (PSB) e Waldemar Borges (PSB), e o ex-secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado Sérgio Xavier.

“Como ambientalista sou a favor da presença dos carros elétricos na ilha desde que sejam realizadas alterações da matriz energética de Fernando de Noronha, que atualmente é a diesel. A discussão é importante para criarmos políticas públicas que levem a sustentabilidade ao arquipélago e ao nosso estado, com todo suporte necessário para essas mudanças”, declarou Wanderson Florêncio.

Alberto Feitosa apresentou dados que não justificariam o PL 306, argumentando que o carro elétrico, poderia custar até três vezes mais que um veículo comum, o que impactaria no dia a dia dos moradores. “A grande maioria dos veículos de lá são usados para o trabalho, é o meio pelo qual o pai de família sustenta sua casa. Fazendo valer este projeto, estaremos obrigando a este cidadão a comprar um carro que custa três vezes a mais do que um carro a combustão, não sabendo se ele vai ou não ter condições de adquirir”, explicou.

Administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha disse que nos últimos anos a ilha vem implementando projetos sustentáveis, defendendo que a proibição de entrada e circulação de veículos a combustão no arquipélago diminuirá a emissão de CO² e os moradores de Noronha não sairão no prejuízo, pois apesar do preço do veículo elétrico ser mais caro, haveria economia através do valor do combustível.

Fiepe
FiepeFoto: Divulgação

Preservar o meio ambiente, criar espaços de debates sobre soluções ambientais inovadoras para as indústrias e pensar no desenvolvimento sustentável visando o crescimento econômico são vertentes do FIEPE Ambiental, criado há 10 anos pelo Conselho Temático de Meio Ambiente (Contema) da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) para estreitar o diálogo entre empresas, sociedade e academia. Para comemorar a década de existência do projeto, será realizado um evento sobre economia circular na indústria pernambucana no próximo dia 21, na Casa da Indústria em Santo Amaro.

“Estamos muito felizes em comemorar este ciclo, com debates que enriquecem a cadeia produtiva e os estudiosos. Desde a sua criação, o Contema vem colocando luz sobre assuntos como fontes renováveis, licenças ambientais, reuso da água e importância da conscientização do segmento industrial a respeito dos aspectos ambientais”, relembrou o presidente do Contema, Anísio Coelho.

Com o objetivo de fortalecer ainda mais os encontros e traçar os planos para o futuro, o evento comemorativo reunirá nomes como o da gerente do Centro SEBRAE de Sustentabilidade do Mato Grosso, Suênia Souza, do CEO da Refazenda, Marcos Queiroz, do gerente de Meio Ambiente e Coprocessamento da Brennand Cimentos, Murilo Laurindo, e do diretor administrativo do Sindicato de Material Plástico do Estado de Pernambuco (SIMPEPE), André Zarzar. A mediação do debate será do ex-secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier.

De acordo Xavier, estimular e criar espaços de debates é fundamental para o amadurecimento de políticas e estudos sobre soluções que atendam à economia e ao meio ambiente. “Quanto mais debate tivermos, mais fácil será para desenharmos alternativas. O lixo, por exemplo, deve deixar de ser um problema ambiental e virar solução socioeconômica, com destinação correta e estruturação de cadeias produtivas de reciclagem”, analisou Sérgio Xavier. Os 10 anos do FIEPE Ambiental é realização FIEPE e SEBRAE.

Serviço:

FIEPE Ambiental 10 ANOS
Data: 21/11
Horário: 17h às 20h15
Inscrição: https://bit.ly/2QjfUax

Programação:

17h às 17:30 – Coffee e credenciamento
17:30 às 17:40 – Abertura Anísio Coelho
17:40 às 17:50 – Abertura do Painel: Economia Circular na Industria Pernambucana, com o moderador Sérgio Xavier
17:50 às 18:10 – Suênia Souza (SEBRAE)
18:10 às 18:30 – André Zarzar (SIMPEPE)
18:30 às 18:50 – Marcos Queiroz (REFAZENDA)
18:50 às 19:10 – Murilo Laurindo (BRENNAND CIMENTOS)
19:10 às 20h - Debate
20:00 às 20:15 – Encerramento

Mudança climática
Mudança climáticaFoto: Arquivo/Agência Brasil

A Conferência Brasileira da Mudança do Clima ocorre em meio ao maior desastre natural da história do Brasil - o vazamento de óleo no litoral nordestino - e após o país ter sido manchete mundial por conta das queimadas na Amazônia em agosto deste ano. O encontro ocorre no Recife (PE), nos dias 6, 7 e 8 de novembro e surge no contexto da retirada da candidatura brasileira para sediar a 25ª Conferência do Clima da ONU (COP-25).

O painel Mudanças Climáticas e Participação Cidadã: como promover e fortalecer a participação ativa da população e os espaços de engajamento ocorre no segundo dia de conferência (07), às 15h40, no Auditório do Centro de Artesanato Pernambuco. “A ideia é debater sobre como a participação social e o compartilhamento de responsabilidades entre os cidadãos podem ser os elementos centrais para enfrentarmos os desafios urgentes propostos e impostos pelas mudanças climáticas”, afirma Silvia Cervelini, fundadora e coordenador-executiva do Coletivo Delibera Brasil.

A atividade conta com a participação de Silvia Cervellini e Thais Zschieschang, Co fundadoras e Coordenadoras do Coletivo Delibera Brasil; Laila Bellix, Co fundadora do Instituto de Governo Aberto; Bruno Grisotto Vello, Analista de Políticas Públicas do Imaflora; e representantes locais do Poder Público.

Serviço

Evento: Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC)
Painel: Mudanças Climáticas e Participação Cidadã: como promover e fortalecer a participação ativa da população e os espaços de engajamento?
Local: Auditório do Centro de Artesanato Pernambuco
Endereço: Av. Alfredo Lisboa, S/N – Recife (PE)
Data: 07.11 (quinta-feira)
Hora: 15h40
Inscrições: https://www.ethos.org.br/conteudo/inscricao-conferencia-brasileira-mudanca-clima/?id=864

Gabriel H. Lins, Presidente da comissão de Neurocriminologia da ABCCRIM, foi premiado pela NASA
Gabriel H. Lins, Presidente da comissão de Neurocriminologia da ABCCRIM, foi premiado pela NASAFoto: Divulgação

O biomédico neurorradiologista Gabriel H. Lins, Presidente da comissão de Neurocriminologia da ABCCRIM, foi premiado pela NASA neste ultimo fim de semana, no evento do Space Apps Challenge, liderando a equipe Black Bird, que desenvolveu uma solução para monitorar, conter e reutilizar o petróleo no oceano, da costa a águas intercontinentais, focando em impactar todo o ecossistema do problema desde social a tecnologico-ambiental. Nesta semana também foi aprovado para cursar o doutorado direto em Neurofisiologia e Reabilitação pelo consórcio Harvard/Usp e irá iniciar suas atividades em Janeiro de 2020. Em dezembro deste ano ainda receberá também o prêmio Minerva de Inteligência na categória Saúde.

Deputado João Campos (PSB), vistoriou o derramamento de óleo na praia do Janga e de Cabo Branco, em João Pessoa-PB.
Deputado João Campos (PSB), vistoriou o derramamento de óleo na praia do Janga e de Cabo Branco, em João Pessoa-PB.Foto: Reprodução / Youtube

O deputado federal João Campos (PSB-PE) fez uma vistoria na praia do Janga, em Paulista, Litoral Norte de Pernambuco, e na praia de Cabo Branco, em João Pessoa-PB,  ambas atingidas pelo recente vazamento de óleo que poluiu as praias do Nordeste, no último final de semana. O parlamentar conversou com moradores e presenciou de perto a realidade local.

Confira o vídeo: 

O Festival REC'n'Play ocorre entre os dias 2 e 5 de outubro
O Festival REC'n'Play ocorre entre os dias 2 e 5 de outubroFoto: Divulgação

Em um mundo confrontado por problemas socioambientais, aliar inovação à sustentabilidade se torna cada vez mais necessário, por ser, além de uma forma de preservar o meio ambiente, uma forma de alcançar novas oportunidades de mercado.

Diante disso, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMAS) terá espaço garantido durante a terceira edição do REC’n Play com várias atividades para debater e explorar a temática ambiental.

Realizado pelo Porto Digital e Ampla Comunicação, em parceria com a Prefeitura do Recife e Sebrae, o Festival tem como objetivo transformar e conectar pessoas de diferentes formações e bagagens intelectuais para pensar em soluções de problemas da cidade e da sociedade. Neste ano, a gestão municipal promoverá 105 atividades durante o festival, realizado entre os dias 02 e 05 de outubro, no bairro do Recife.

O REC'n'Play é totalmente gratuito e, para participar, os interessados devem acessar o site www.recnplay.pe e fazer a inscrição online.

Oficinas e Ponto de Coleta - A SMAS vai montar um Ponto de Coleta de Resíduos Eletrônicos durante os quatro dias de evento. Quem descartar o lixo no local, além de ajudar o meio ambiente, ainda receberá panfletos educativos produzidos com papel semente, com vários tipos de hortaliças. Esse papel tem as mesmas características de um papel reciclado artesanal, mas com um diferencial: possui vida! Durante seu processo de fabricação, o papel semente recebe sementes diversas, permitindo que dele germinem plantas e flores. “O recifense, além de ajudar a descartar o lixo corretamente, ainda vai poder plantar uma semente de erva ou flores na sua casa. Então, quem tiver resíduos eletrônicos em casa, aproveite a ocasião e traga para o local correto”, disse o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Neves Filho.

Além disso, ainda serão realizadas oficinas com foco na sustentabilidade, como: Oficina Robot Eco, que vai despertar a consciência socioambiental, apresentando práticas de reaproveitamento de resíduos sólidos e ensinando a transformar sucatas em Robôs; Oficina Darth Vader Eco, que vai ensinar a montar um Darth Vader com resíduos eletrônicos; Oficina de Robótica Sustentável. A escola de programação e robótica infantil Ctrl+Play, vai ensinar como construir projeto de irrigação automático a partir de sensores de umidade; Oficina – Desenvolvimento de sistema de monitoramento para hortas sustentáveis com Arduino vai abordar como desenvolver um sistema de monitoramento e irrigação automática, dentre outras atividades.

Palestra e Exposição – Outra opção será participar das palestras e Exposições organizadas pela SMAS. Uma das atividades será a Mostra de Jogos Ambientais, na qual serão apresentados 17 jogos em diferentes plataformas: Touchscreen (PC Tela Touch e Android) e Realidade Virtual (PC Oculus Rift), que vão explorar os cuidados com a natureza, lixo urbano, biodiversidade e sustentabilidade dos mangues. Também vai rolar a Exposição de J. Azevedo, Projeto - GUERRA AO LIXO que tem a proposta de transformar resíduos eletrônicos em peças de artesanato e a palestra: Plástico Precioso Pilar, que vai compartilhar como o projeto contribui para geração de renda e capacitação profissional dos moradores da Comunidade do Pilar, ao mesmo tempo que colabora para a criação de um mundo mais sustentável.

Confira a programação das atividades da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade no REC'n'Play:
Mostra de Jogos Ambientais

Dias: 02 a 05/10

Local: Centro de Artesanato

Hora: 10h

Oficina - Introdução a Modelagem 3D

Dia: 02/10

Local:Escola do Porto Digital - lab2

Hora:14h30

Coleta de Resíduos Eletrônicos

Local: Centro de Artesanato

Hora: 10h até às 18h

Exposição de J. Azevedo, Projeto - GUERRA AO LIXO

Dia: 02 a 05/10

Local:Centro de Artesanato

Hora:10h

OFICINA ROBOT ECO - ARTE LIVRE

Dia: 03/10

Local: ETE Porto Digital - Lab. de Matemática

Hora: 14h30

OFICINA DARTH VADER ECO

Dia: 04/10

Local: Escola do Porto Digital - Laboratório de Matemática

Hora: 14h30

Palestra - CRIANÇAS CONECTADAS

Dia: 04/10

Local: CESAR Bom Jesus

Hora: 16h30

OFICINA DE ROBÓTICA SUSTENTÁVEL

Dia: 05/10

Local:CESAR School

Hora: 14h30

OFICINA DE CRIAÇÃO DE JOGOS 3D

Dia: 05/10

Local: CESAR School

Hora: 10h

Oficina – Desenvolvimento de sistema de monitoramento para hortas sustentáveis com Arduino

Dias: 02 e 03/10

Local: Escola do Porto Digital - lab 01

Hora:14h

Exposição de produtos: Plástico Precioso Pilar

Dias: 03, 04, 05/10

Local: Rua da Moeda

Hora: 10h

Palestra: Plástico Precioso Pilar

Dia: 05/10

Local: CESAR Bom Jesus

Hora: 14h

Palestra - Empodera garota: discussão de gênero e raça nos jogos digitais

Dia: 03/10

Local:CESAR School

Hora: 11h

João Campos pretende instalar uma comissão externa para acompanhar os danos causados pelo vazamento de óleo no litoral
João Campos pretende instalar uma comissão externa para acompanhar os danos causados pelo vazamento de óleo no litoralFoto: Rodolfo Loepert

Diante do fato grave e emergencial do vazamento de petróleo cru em mais de 1.500 quilômetros do litoral, o deputado federal João Campos (PSB-PE) anuncia as seguintes medidas:

1 - Está entrando com um pedido de informações ao Ministério do Meio Ambiente;

2 - Vai convocar com urgência uma audiência pública para discutir tudo a respeito dessa questão;

3 - Visitará áreas que foram atingidas pelo vazamento de óleo;

A depender dos desmembramentos, não está descartada a possibilidade de instalação de uma comissão externa para acompanhar e participar de todo o processo de mitigação dos danos causados. 

#
Praia de Boa ViagemFoto: Divulgação

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade - Semas realiza, no próximo sábado (21), às 14h, uma atividade educativa em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza de Praias.

O mutirão de recolhimento de resíduos terá como ponto de encontro o posto 8 da Avenida Boa Viagem, na esquina com a Av. Armindo Moura, e segue até a Igrejinha de Piedade, à beira-mar, onde haverá um ponto de encontro para a pesagem e recolhimento dos resíduos coletados. A ação voluntária conta com o apoio da Agência CPRH e da Prefeitura Municipal de Jaboatão dos Guararapes.

A campanha Clean Up The Word surgiu nos Estados Unidos, e é coordenada pela ONG ambientalista Centro para a Conservação da Vida Marinha - Ocean Conservancy, com apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - PNUMA. Neste ano, programa ambiental acontece no fim de semana de 20 a 22/09, quando serão mobilizados milhares de voluntários em cerca de 130 países, que recolhem o lixo, especialmente os resíduos plásticos, das praias e rios. O mutirão acontece simultaneamente na África, Europa, Ásia Ocidental, Ásia-Pacífico, América Latina e Caribe e América do Norte, o material é pesado e catalogado, e depois segue para um destino ambientalmente adequado.

O Brasil participa do Dia Mundial de Limpeza de Praias desde 1993. Outras iniciativas com o mesmo objetivo, como a Semana Mares Limpos, Programa Lixo Zero e o Dia Mundial da Limpeza, acontecem com o apoio de prefeituras, sociedade civil e grupos ambientalistas. Este ano, haverá ações no Rio de Janeiro (em 15 locais, entre praias e a Baía de Guanabara), Sergipe, Ceará e Pernambuco.

No estado, além da ação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, outros mutirões acontecem entre os dias 20 e 21, de forma simultânea, coordenadas pelos municípios litorâneos de Recife, São José da Coroa Grande, Serrambi, Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Igarassu, Itapissuma, Paulista, Rio Formoso e Sirinhaém. Haverá também mutirões de limpeza de rios e praças nas cidades de Petrolina, Ouricuri e Pesqueira, no interior do estado. Para conferir as programações locais, os interessados devem procurar as prefeituras.

Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, “o Governo do Estado está aderindo a este esforço global para combater a poluição por resíduos plásticos e sensibilizar a população sobre os cuidados com os ambientes naturais. O evento é aberto ao público, ressaltando o compromisso de cada cidadão com o meio ambiente. A ação é também um alerta sobre a necessidade de proteção do ecossistema litorâneo e de toda a vida marinha, como tartarugas e golfinhos, principais vítimas deste tipo de poluição”.

Serviço

O que: Dia Mundial de Limpeza de Praias - Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade - Semas/PE

Quando: 21 de setembro (sábado, às 14h)

Concentração: Na praia, defronte ao Posto 8 (Corpo de Bombeiros) da Av. Boa Viagem, na esquina com a Av. Armindo Moura, em Piedade).

Percurso: As equipes de voluntários se deslocarão pela praia, em direção à Igrejinha de Piedade, onde haverá um ponto de apoio para recolhimento e pesagem do material recolhido.

[Wide] Praia de Piedade, Jaboatão dos Guararapes

[Wide] Praia de Piedade, Jaboatão dos Guararapes - Crédito: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Parceria de 39 anos entre a companhia e a instituição contribuíram para o trabalho de conservação de espécies que habitam a costa brasileira
Parceria de 39 anos entre a companhia e a instituição contribuíram para o trabalho de conservação de espécies que habitam a costa brasileiraFoto: Divulgação/ Facebook Projeto Tamar

A Petrobras e o Tamar anunciam um importante marco que será alcançado na próxima temporada de desova: 40 milhões de tartarugas marinhas protegidas e devolvidas ao oceano. Este número representa um marco nos resultados do projeto, reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas iniciativas de conservação marinha do mundo.

O objetivo principal do projeto é a conservação de cinco espécies de tartarugas, todas ameaçadas de extinção. Atualmente, o Projeto Tamar está presente em 26 localidades, distribuídas em áreas prioritárias de desova, alimentação, migração e descanso. Estudos científicos mostram que as populações de tartarugas marinhas no Brasil estão se recuperando.

“Na próxima temporada de desova, o Tamar vai completar 40 anos e atingir a marca de 40 milhões de tartarugas marinhas protegidas. Podemos dizer que a tartaruga de número 40 milhões já existe e navega em uma viagem transcontinental rumo às praias brasileiras. Mas é importante lembrar que a cada mil tartarugas que nascem, apenas uma ou duas sobrevivem. Ainda há muito a fazer para livrar esses animais da ameaça de extinção”, diz o fundador do Projeto Tamar, Guy Marcovaldi.

São animais de ciclo de vida longo, que levam de 20 a 30 anos para se reproduzir. A cada temporada reprodutiva o número de filhotes que nascem nas praias monitoradas pelo Projeto passa de 2 milhões, além de muitas tartarugas jovens e adultas que são protegidas e salvas da captura incidental na pesca. Acidentes com redes e anzóis, atropelamentos, trânsito de veículos nas praias e plástico são fatores de risco para as tartarugas.

Nesta quarta-feira (18), o início do ciclo reprodutivo da tartaruga marinha 40 milhões protegida e devolvida ao oceano pelo Tamar será anunciado com a soltura de filhotes na Praia do Atalaia, em Aracaju, Sergipe, onde fica uma das bases do projeto. Além da soltura, será realizado o “Concerto às Tartarugas Marinhas”, com Orquestra Sinfônica de Sergipe.

Pesquisa e desenvolvimento científico

O Projeto Tamar contribuiu, em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICM-Bio), para o início da recuperação - comprovada cientificamente - das populações de quatro espécies de tartarugas marinhas: tartaruga-oliva, tartaruga-de-pente, tartaruga-cabeçuda e tartaruga-de-couro, e pela estabilidade da tartaruga-verde em Fernando de Noronha (PE) e Trindade (ES).

A ação do Tamar se estende por cerca de 1.100 km de praias, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, de Sergipe, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, do Ceará, do Espírito Santo, do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Santa Catarina. A principal missão é a pesquisa, a conservação e o manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas, todas ameaçadas de extinção.

Outro aspecto relevante é o fato de todo esse trabalho contar com o apoio das comunidades costeiras dos locais onde há a ocorrência das espécies ameaçadas. Anualmente, são atendidas diretamente cerca de 800 pessoas em ações socioeducativas, de valorização da cultura, de capacitação e inclusão social.

O Tamar é membro da Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha (Rede Biomar), grupo composto também pelos Projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Coral Vivo e Golfinho Rotador, todos patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Juntos, esses projetos atuam em diferentes frentes e são um símbolo da atuação da Petrobras na conservação marinha no Brasil.

assuntos

comece o dia bem informado: