Foram encontrados 39 resultados para "Carnaval 2020":

A folia de Camaragibe também contou com o apoio do Governo de Pernambuco, por meio da Fundarpe e das polícias militar e civil
A folia de Camaragibe também contou com o apoio do Governo de Pernambuco, por meio da Fundarpe e das polícias militar e civilFoto: Ascom

O Carnaval de Todas as Tradições foi um sucesso e público e crítica. O camaragibense e os turistas foram às ruas e desfilaram toda a sua alegria e irreverência, brincando com muita paz na festa organizada pela Prefeitura de Camaragibe em parceria com a Federação das Agremiações Carnavalescas de Camaragibe (FACC) e o bloco Amante das Flores. A folia também contou com o apoio do Governo de Pernambuco, por meio da Fundarpe e das polícias militar e civil.
  
Em 2020, a prefeitura descentralizou a festa, promovendo um Carnaval econômico e levando a folia a todos os recantos de Camaragibe, mesclando a farra de rua dos blocos tradicionais com shows e apresentações culturais no palco montado na Vila da Fábrica, em frente à Fundação de Cultura.

“Camaragibe deu um verdadeiro show nesse Carnaval! Nosso povo foi às e curtiu muito a folia. Respeitando as tradições de cada localidade, nós optamos por descentralizar a festa de modo que toda a cidade tivesse focos de folia; um modelo que o camaragibense aprovou. Fui às ruas todos os dias e pude sentir essa animação. Toda a minha reverência ao povo da minha cidade, que, assim como eu, ama o Carnaval!”, destacou a prefeita Doutora Nadegi, sempre muito saudada por onde andou.

Passaram por Camaragibe artistas como Jorge Riba, Lucinha Guerra, Quinteto Violado, Zeca do Rolete, Beto Hortis, Cnegão, Seu Malaquias, Coco de Mulheres e Coco Raízes e Arcoverde. Para a criançada, ficou reservada a terça-feira gorda em uma matinê com pintura de rosto, brinquedos, desfile de fantasias, pipoca, picolé, algodão doce e show da atração infantil Pochyua.

Dentre as principais agremiações que desfilaram durante os seis dias de festa, estavam, além do Amante das Flores, que tem à frente Dona Palmira, uma referência da cultura da cidade, o Maracatu Cambinda Dourada, o Caboclinhos Sete Flexas, Urso Mimoso, Boi Camará, Boi Rubro-negro e Boi do Dedê, entre outros. Também tomaram as ruas de Camaragibe blocos como O Corujão, A Chave, A Barca Furada, o Ptsão, As Cachorras do Timbi, O Pato em Folia, Boneca do Boy, Chap Folia, Ceasinha em Folia e O Muro em Folia, entre outros.

De acordo com balanço da Fundação de Cultura, também foram atendidas solicitações diversas entre carros de som, orquestras, utilização de solo, guardas municipais, trânsito, limpeza urbana e saúde. “Primeira vez que venho brincar Carnaval na minha terra. Trouxe minha filha para a matinê e adorei! Estava todo mundo falando o quanto estava bom por aqui; por isso decidi vir. Com certeza, vou voltar em outros anos”, disse a foliã Perla Almeida, que, apesar de ser camaragibense, nunca havia brincado o Carnaval na cidade antes.

Segurança - Dados da Central de Operações Integradas de Segurança (COI) da prefeitura mostraram que foram registradas 21 ocorrências válidas da Brigada de Trânsito (nove), Brigada Ambiental (quatro), 190 (cinco), Patrimonial (uma) e duas de trotes.

Este ano, o Carnaval de Camaragibe foi todo monitorado por câmeras da Central de Operações da Guarda Civil, em parceria com o bloco O Corujão, que cedeu as imagens das câmeras da IgNet. Além disso, a Central de Operações também contou com imagens da PE-027, cedidas pelo Fórum Socioambiental de Aldeia/Projeto De Olho em Aldeia, em parceria com a BBG Telecom. Todas esta ação fez parte do Carnaval Seguro e foram compartilhadas com a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros pelo número 153.

'Nosso povo foi às e curtiu muito a folia', disse a prefeita Doutora Nadegi Queiroz

'Nosso povo foi às e curtiu muito a folia', disse a prefeita Doutora Nadegi Queiroz - Crédito: Ascom

'Toda a minha reverência ao povo da minha cidade, que, assim como eu, ama o Carnaval!', falou a prefeita

'Toda a minha reverência ao povo da minha cidade, que, assim como eu, ama o Carnaval!', falou a prefeita - Crédito: Ascom

Em Camaragibe, a tradição carnavalesca local foi respeitada

Em Camaragibe, a tradição carnavalesca local foi respeitada - Crédito: Ascom

Deputado federal aproveitou a quarta-feira de cinzas para conversar com quem ainda aguentava a folia
Deputado federal aproveitou a quarta-feira de cinzas para conversar com quem ainda aguentava a foliaFoto: Divulgação/instagram

Mesmo após os 4 dias de Carnaval, o deputado federal João Campos (PSB-PE) cumpre agenda momesca nesta quarta-feira de cinzas, passando por três blocos de rua.

Em Água Fria, na Mustardinha e em Casa Amarela, o parlamentar brinca ao som de muito frevo e encontra os resistentes ao término do Carnaval.

Deputado cumpriu agenda carnavalesca no interior pernambucano
Deputado cumpriu agenda carnavalesca no interior pernambucanoFoto: Divulgação

Durante todo o festejo de Momo, o deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) esteve no interior de Pernambuco, onde participou do que chama de “Carnaval raiz”. Na agenda carnavalesca, o deputado federal passou por cidades como Bezerros, onde prestigiou a tradicional folia dos papangus, junto ao governador Paulo Câmara (PSB) e ao secretário de Turismo e Lazer do Estado, Rodrigo Novaes (PSD).

Blocos de Buíque e Cachoeirinha, também no Agreste, e de Jaqueira, Ribeirão e Primavera, na Mata Sul, também estiveram na rota da folia. “O Carnaval de Pernambuco é o melhor do Brasil. Faço questão de prestar minha homenagem à tradição do Interior. Visto esta camisa com muito orgulho”, afirmou Fernando Monteiro.

Antes, em Recife, o deputado acompanhou o tradicional Bloco Gota D'água, da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), com a presidente do órgão, Manuela Marinho e a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista, entre outros políticos e autoridades. O Galo da Madrugada e as ladeiras de Olinda também não ficaram de fora do roteiro.

gago

A campanha esteve nas principais concentrações: no Galo da Madrugada, na estação central do metrô, nas ruas do Recife Antigo, ladeiras de Olinda e entre os papangus de Bezerros.
A campanha esteve nas principais concentrações: no Galo da Madrugada, na estação central do metrô, nas ruas do Recife Antigo, ladeiras de Olinda e entre os papangus de Bezerros.Foto: Divulgação

Informações sobre prevenção à violência, prevenção às drogas e distribuição de copos plásticos, garrafas de água e itens de cuidados pessoais reuniram 50 servidores da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas. A campanha “Brinque com alegria, não brinque com a vida” distribuiu perto de 15 mil abanadores, mais de 17 mil itens de cuidados pessoais, 240 garrafas de água e 3.017 copos plásticos – preferencialmente trocando garrafas e copos de vidro por substitutos plásticos, para reduzir riscos e evitar acidentes.

A campanha esteve nas principais concentrações: no Galo da Madrugada, na estação central do metrô, nas ruas do Recife Antigo, ladeiras de Olinda e entre os papangus de Bezerros. Também ocorreram ações entre os Caiporas, em Pesqueira, além da festa na Enseada dos Corais, no Cabo de Santo Agostinho. A ação começou antes: no sábado (dia 15), equipes do Atitude nas Ruas trabalharam no Confraria da Sucata, em Caruaru. Na quarta-feira (dia 19), prevenção à violência e às drogas estavam na Ação de Cidadania em Santo Amaro, no mesmo endereço da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas.

O secretário Cloves Benevides considerou o trabalho de prevenção à violência e às drogas importante por oferecer informações sobre cultura de paz, divulgar ações da secretaria e distribuir itens importantes, como garrafas de água e copos plásticos. “Medidas objetivas de prevenção à violência chegaram até os cidadãos que estavam na festa, trabalhando ou mesmo às populações vulneráveis”, comentou.

Este é o segundo Carnaval do “Brinque com alegria, não brinque com a vida” e ampliou uma estratégia que busca o diálogo com o cidadão, em momentos de lazer, festividade, mas de trabalho em atividades formais e informais, para outros. Esse tipo de abordagem faz parte da rotina do Programa Atitude e, durante os dias de festa, teve parte dos servidores de prevenção à violência participando.

O Programa Atitude faz divulgação do programa de proteção e acolhimento de usuários de crack e outras drogas e as equipes de prevenção à violência estarão distribuindo dicas de prevenção: a prática da empatia, o exercício da cultura de paz, o preceito da moderação e a necessidade de se respeitar a todas as pessoas.

Além da campanha para o Carnaval, os núcleos de Apoio e Intensivo, do Atitude fizeram a própria programação de atividades no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Caruaru. Os centros Apoio e Intensivo tiveram brincadeira com máscaras, pintura de rosto, formação de bloco e outras atividades para os usuários que integram o programa.

Carvalheira na Ladeira
Carvalheira na LadeiraFoto: Divulgação

A Associação de Imprensa de Pernambuco (AIP) está finalizando um relatório para oferecer uma denúncia formal ao Ministério Público de Pernambuco contra o uso do Memorial Arcoverde para o um camarote privado Carvalheira na Ladeira durante o Carnaval de Olinda.

Segundo o presidente da AIP, Múcio Aguiar, o que motivou a denúncia foi a preservação do frevo de rua como patrimônio da humanidade, os problemas de acessibilidade em Olinda causados pelo evento e o uso privado de um espaço público, que deixa de servir à sua finalidade.

Múcio informou que até o dia 15 de março o relatório deve ser finalizado e uma reunião marcada com a promotoria da cidade. "Queremos que o patrimônio público realmente sirva ao público", disse.

A Prefeitura de Olinda informou que a gestão do Memorial Arcoverde é de responsabilidade do Governo do Estado. Até o momento, a assessoria do Carvalheira na Ladeira não respondeu ao Blog da Folha sobre o assunto. 

Confira o posicionamento da AIP:

"A importância dos elementos do carnaval são tão expressivos para a cultura olindense, que a UNESCO considerou o frevo como patrimônio cultural imaterial da humanidade. Os municípios mais tradicionais de Pernambuco vivem o desafio de preservar e salvaguardar suas manifestações culturais, que são base da identidade e do pertencimento. É inegável que quando nos lembramos dos papangus, completamos: de Bezerros; os maracatus: de Nazaré da Mata; os bonecos gigantes: de Olinda e de Belém do São Francisco.

Em 2015 foi sancionada lei que proíbe casas camarotes no sítio histórico do município. Na tentativa de burlar a legislação municipal as promotoras das casas camarotes migraram do sítio histórico para a área de entorno, que também é de proteção legal, menos rigorosa, estando algumas locando espaço público para elitização do carnaval olindense.

A locação desses espaços vem gerando uma promiscua utilização de parque público, que deixa de servir na totalidade para finalidade “pública” para abrigar e favorecer o privado, que há alguns anos vem faturando e influenciando para a descaracterização de um dos maiores patrimônios cultural de Pernambuco: o carnaval de rua, que deu origem ao frevo.

Aberto ao contraditório, a Associação da Imprensa de Pernambuco solicitou por três vezes ao maior promotor privado, o Carvalheira na Ladeira, informações sobre medidas compensatórias ao “crime” contra a cultura, e na inexpressiva resposta três parágrafos sobre o “projeto lixo zero”, cujo objetivo é a obter a reciclagem de 90% dos resíduos produzidos por eles mesmos, ficando claro que o evento privado em nada favorece o público, além de promover no entorno do sítio histórico de Olinda a profanação e a marginalização do carnaval, cuja característica é ser igualitário.

Diante do exposto, e das crescentes denúncias contra as casa camarotes, a Associação da Imprensa de Pernambuco informa que apresentará denúncia ao Ministério Público, bem como pedido ao Poder Executivo para que a lei já existente também contemple toda a área de entorno do sítio histórico, que seja apurado os impactos ambientais deixados pelas casas camarotes.

Recife, 23 de fevereiro de 2020.
Múcio Aguiar, presidente da AIP"

Presidente da Associação da Imprensa de Pernambuco, Múcio Aguiar.

Presidente da Associação da Imprensa de Pernambuco, Múcio Aguiar. - Crédito: Divulgação

O prefeito ainda aproveitou o último dia de festa para circular pelo carnaval nos bairros e esteve na Linha do Tiro. No Marco Zero, conferiu os shows da noite de encerramento e fez avaliação do Carnaval
O prefeito ainda aproveitou o último dia de festa para circular pelo carnaval nos bairros e esteve na Linha do Tiro. No Marco Zero, conferiu os shows da noite de encerramento e fez avaliação do CarnavalFoto: Andrea Rego Barros / PCR

Na última noite do Carnaval do Recife no Marco Zero, uma multidão acompanhou os shows da terça-feira (25) de Carnaval. Entre os foliões presentes estava o prefeito Geraldo Julio, que prestigiou os shows de Lenine, Alceu Valença, Elba Ramalho, entre outros. O gestor ainda passou no polo da Linha do Tiro, onde se apresentaram o Monobloco e um dos homenageados deste ano: Maestro Edson Rodrigues.

Na Linha do Tiro, famílias aproveitaram o espaço disponibilizado pela Prefeitura do Recife para colocar mesas e confraternizarem entre si. No palco, o Maestro Edson Rodrigues abriu a noite com o autêntico frevo pernambucano. Já os cariocas do Monobloco fizeram o público pular com samba. Ainda subiram ao palco a banda Sedutora e a banda Forró do Muído, provando que a festa recifense é a mais multicultural do Brasil.

Geraldo também curtiu os shows no Marco Zero. No local, conversou com a imprensa e agradeceu, mais uma vez, a todos que fazem a maior festa de rua do país. “Meu agradecimento ao folião, aos artistas, a todos que trabalharam. Este ano nós batemos todos os recordes na festa, seja na movimentação no aeroporto, ocupação hoteleira e a festa teve uma animação como nunca vista. A gente pôde ver em cada artista a alegria de ter feito este Carnaval e o nosso Carnaval é que é a origem de todos os outros carnavais de rua do Brasil”, ressaltou.

O prefeito continuou falando do sentimento de poder estar à frente da Prefeitura durante oito anos da festa. “Nestes oito anos nosso papel foi o de valorizar a cultura e os artistas pernambucanos. Durante todo esse período, mais de 99% da grade foi de artistas locais. E o nosso diferencial é que é um espetáculo gratuito, público e que todo mundo tem acesso a todos os blocos e palcos”, destacou Geraldo.

O encerramento no Marco Zero ficou por conta da MPB e do Frevo. Elba Ramalho, Alceu Valença, Lenine, Maestro Spok e o famoso Orquestrão fizeram o público não querer ir para casa. E a volta de Lenine aos palcos do Carnaval recifense foi um capítulo à parte desta noite. O cantor e compositor resumiu o sentimento de participar desta festa popular. “Esta noite se transformou em algo muito especial pela companhia que tenho hoje. Dividir o palco com amigos como Alceu, Elba, Spok, me deixa muito mais feliz. Mas tocar no Carnaval do Recife é uma entrega muito grande. É sempre muito passional e muito emocional”, disse.

geraldo julio

Crédito: Andrea Rego Barros / PCR

João Campos (PSB) é pré-candidato do PSB para a Prefeitura do Recife
João Campos (PSB) é pré-candidato do PSB para a Prefeitura do RecifeFoto: Divulgação

O deputado federal João Campos (PSB-PE) esteve nas ruas nesta terça-feira gorda de Carnaval. Durante todo o dia, ele compareceu a 4 blocos de rua e 1 show em polo descentralizado. O deputado acompanhou blocos localizados em Afogados, Barro, Madalena e Casa Amarela. Ao final do dia, assistiu a show no polo descentralizado de Jardim São Paulo.

No Marco Zero, várias tribos se reuniram para acompanhar a cantora Pitty, Paralamas do Sucesso e Cordel do Fogo Encantado, que fizeram todo mundo pular
No Marco Zero, várias tribos se reuniram para acompanhar a cantora Pitty, Paralamas do Sucesso e Cordel do Fogo Encantado, que fizeram todo mundo pularFoto: Andréa Rego Barros/PCR

A noite desta segunda-feira (24) foi de grandes shows nacionais e locais nos 46 polos promovidos pela Prefeitura do Recife no Carnaval 2020. E o prefeito Geraldo Julio aproveitou para circular pela cidade. Na Lagoa do Araçá e no Marco Zero o gestor foi bastante cumprimentado e acompanhou algumas das atrações que subiram ao palco. Nesta penúltima noite da Folia de Momo, o destaque foi o rock de Pitty e Paralamas do Sucesso, além do show teatral do Cordel do Fogo Encantado.

Na Lagoa do Araçá, bairro da Imbiribeira, o clima familiar prevalecia. Diversos grupos ocupavam a frente das suas casas para acompanhar confortavelmente os shows. Gustavo Travassos, Gerlane Lops e os Paralamos do Sucesso foram algumas das atrações do polo. Quem aproveitou para faturar um pouco e curtir os shows foi a dona Ieda Vitorino da Silva. Ela instalou uma barraca de lanches e bebidas e estava comemorando o movimento.

"É muito bom porque a gente se diverte, perto de casa, e ainda aproveita para ganhar um dinheiro extra. Trabalho com alimentação no dia a dia e no período do Carnaval eu aproveito para ganhar um dinheiro a mais", comemorou. "Em outros anos eu também coloquei comida para vender, mas neste ano está bem melhor. E quando tem uma banda grande feito hoje, é melhor ainda", disse, alegre.

Já no Marco Zero o clima era de diversidade. Várias tribos se reuniram para acompanhar a cantora Pitty, Paralamas do Sucesso e Cordel do Fogo Encantado, que fizeram todo mundo pular. Mas a noite no maior polo do carnaval recifense começou cedo, com um dos homenageados. O Bloco das Flores mostrou a principal característica do Carnaval do Recife: a festa multicultural que se brinca na rua. Almir Rouche também se apresentou nesta noite.

Durante conversa com jornalistas no Marco Zero, o prefeito Geraldo Julio festejou o andamento do Carnaval do Recife nestes dias que se passaram. "Fico feliz por este Carnaval estar correndo tudo bem em todos os polos. Em todos os polos que eu passei, na Lagoa do Araçá, em Campo Grande, a gente vê uma grande festa e muita gente em todos os lugares. Sem dúvidas estamos fazendo o maior carnaval desta cidade", cravou.

Prefeito Geraldo Julio circulou pelos dois polos, que receberam grande público esta noite. Nomes nacionais e locais fizeram o público balançar

Prefeito Geraldo Julio circulou pelos dois polos, que receberam grande público esta noite. Nomes nacionais e locais fizeram o público balançar - Crédito: Andréa Rego Barros/PCR

Cantora Pitty animou a festa da segunda-feira, no Marco Zero, no Recife

Cantora Pitty animou a festa da segunda-feira, no Marco Zero, no Recife - Crédito: Andréa Rego Barros/PCR

Governador esteve na Zona da Mata, nesta segunda-feira, para conferir de perto as festividades
Governador esteve na Zona da Mata, nesta segunda-feira, para conferir de perto as festividadesFoto: Hélia Scheppa/SEI

Dando continuidade à agenda que vem cumprindo durante o Carnaval pernambucano, o governador Paulo Câmara marcou presença, nesta segunda-feira (24), no município de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte do Estado, para conferir o tradicional Encontro dos Maracatus. Em seu 21º ano, a manifestação, que recebeu o título de Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil em 2014, contou com a apresentação de 36 grupos. As agremiações desfilaram em frente à Praça Papa João XXIII, mais conhecida como Praça da Catedral, no centro da cidade. Este ano, a festa homenageou os mestres Galdino e Luciano, além de Valdecir da Cerâmica.

“Faço questão de vir todo ano ao desfile dos maracatus e é sempre muito emocionante. A gente busca sempre apoiar e valorizar cada vez mais. O maracatu é uma riqueza de Pernambuco, faz parte da nossa história e da nossa cultura”, afirmou Paulo Câmara, frisando que a diversidade de expressões culturais em Pernambuco é o que faz a diferença e atrai tantos admiradores e turistas aos festejos. “Pelo que pude ver, o Carnaval pernambucano está mais uma vez de parabéns. Estamos fazendo uma grande festa, a melhor do Brasil”, pontuou o governador, que foi recebido pelo prefeito de Nazaré, Nino.

Contramestre do grupo de maracatu Cambinda Brasileira, Maciel Carlos, 33 anos, classificou o encontro como o melhor momento do carnaval. “O dia de hoje é o mais especial que existe. Um encontro que reúne todos os maracatus. Quem não vem brincar em Nazaré, não brincou o carnaval direito”, disse.

OLINDA - Após a passagem pela Mata Norte, o governador seguiu para Olinda, na Região Metropolitana do Recife. No bairro de Cidade Tabajara, Paulo Câmara cumprimentou e conversou com moradores, e assistiu a apresentações do 30º Encontro Estadual dos Maracatus de Baque Solto. Em seguida, acompanhado da primeira dama Ana Luiza e de sua comitiva, seguiu para um almoço na Casa da Rabeca, onde a vice-governadora Luciana Santos, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e a primeira dama da capital, Cristina Mello, se integraram ao grupo.

“Pernambuco é um Estado que tem uma diversidade muito grande. No carnaval, por questões de identidade, há a necessidade de a gente reforçar aquilo que é base da nossa cultura. E o maracatu faz parte dessa base, é uma das principais estruturas da nossa história”, frisou o secretário estadual de Cultura, Gilberto Freyre Neto, que acompanhou o governador, juntamente com os secretários Rodrigo Novaes (Turismo e Lazer), Antônio de Pádua (Defesa Social), Clóves Benevides (Prevenção às Drogas e à Violência), Alberes Lopes (Trabalho, Emprego e Qualificação) e Severino Pessoa (Chefe de Gabinete da Fundarpe). Também participou da comitiva nos dois eventos, a convite do Governo de Pernambuco, a Consul Geral da China, Yan Yuqing.

Governador Paulo Câmara e prefeito do Recife, Geraldo Julio, estiveram juntos na Cidade Tabajara

Governador Paulo Câmara e prefeito do Recife, Geraldo Julio, estiveram juntos na Cidade Tabajara - Crédito: Hélia Scheppa/SEI

Paulo Câmara prestigiou a tradição do Maracatu Rural nesta segunda-feira

Paulo Câmara prestigiou a tradição do Maracatu Rural nesta segunda-feira - Crédito: Hélia Scheppa/SEI

O prefeito Geraldo Julio estava acompanhado da primeira dama Cristina Mello
O prefeito Geraldo Julio estava acompanhado da primeira dama Cristina MelloFoto: Andréa Rego Barros/PCR

O verdadeiro Carnaval de Rua do Brasil também é o mais democrático. Com 46 polos espalhados pela cidade, o Carnaval do Recife mantém a tradição de oferecer aos foliões uma programação descentralizada. A definição das programações dos polos foi feita com a escuta da população. Na noite deste domingo (23), o prefeito Geraldo Julio, acompanhado da primeira dama Cristina Mello, prestigiou o polo de Campo Grande, na Zona Norte da cidade e depois foi conferir, no palco do Marco Zero, a noite dedicada ao samba. Até a terça-feira (25), mais de 2.700 apresentações vão passar pelos palcos da capital pernambucana.

No polo de Campo Grande, o prefeito Geraldo Julio caiu na folia com a população. "Houve grandes atrações nesta noite. Pude assistir junto com a população o show de Almir Rouche, que foi ótimo. Essa é grande magia do nosso Carnaval, uma festa gratuita em todos os lugares da cidade, a folia mais democrática e barata do país. Essa é uma época de muita gente trabalhando também, aproveitando para aumentar a renda durante a folia. Mais o importante é que está todo mundo brincando em paz”, afirmou o prefeito.

Além de Almir Rouche, passaram pelo palco de Campo Grande as atrações Fundo de Quintal, Família Salustiano e a Rabeca Encantada, Gaby Amarantos e, fechando a noite, Marquinhos Balada. “Mais uma vez é uma emoção muito grande estar nos palcos do Recife e de Pernambuco. A Prefeitura acerta mais uma vez pela descentralização dos palcos, trazendo grandes eventos e artistas para os bairros. O Carnaval do Recife e o povo ganham com isso, e nós artistas mais ainda”, pontuou Rouche, dono dos sucessos "A vida inteira te amar", "Deusa de Itamaracá" e "Galo, eu te amo".

Ana Patrícia foi com a filha e o marido assistir aos shows. “Eu gosto de vir muito aqui e no de Casa Amarela. Me sinto mais à vontade, além de ser mais perto de casa é muito mais tranquilo. No Marco Zero por exemplo, é muito grande, muita gente e não ficamos tão à vontade com a família quanto fica aqui. E ainda com artistas maravilhosos, como Almir Rouche, é muito bom. Gostaria de parabenizar a Prefeitura e todos que fazem o Carnaval do Recife pela iniciativa”, destacou.

Patrícia Miguel confessou que as atrações dos polos descentralizados ajudam a aumentar a renda nos dias de folia. “O Carnaval está cada vez melhor. Todos os anos a programação aqui é muito boa, o que favorece nosso estabelecimento. A nossa expectativa é que as vendas sejam melhor do que no ano passado. Uma programação boa chama ainda mais clientes”, explicou Patrícia.

Já no polo do Marco Zero, mantendo a tradição, o gestor conferiu um dos gêneros musicais mais brasileiros, o samba. Com a praça lotada, os shows de Karynna Spinelli, Belo Xis, Gerlane Lops, Luísa Pérola, Nego Thor, Orquestra Recife De Bambas, Mariene De Castro e Revelação e Clareou, contagiaram o público, que não parou de dançar e cantar. A cantora Gerlane Lops falou sobre a noite. “Foi uma festa linda, com muito samba enredo, muita alegria no Carnaval do Recife”, afirmou. A cantora aproveitou para fazer coro com a campanha pelo protagonismo feminino, que no último sábado ganhou um dia especialmente voltado para as mulheres. “As mulheres são empoderadas sim, são fortes. Não parem, não desistam porque quando a mulher quer, ela consegue, com perseverança ela consegue tudo”, defendeu.

Nascida no Recife, mas radicada em São Paulo, a jornalista Sandra Ventura veio trazer os amigos para conhecer o Carnaval. "Fomos para Olinda e para o Galo da Madrugada, mas eu venho mesmo para ver o frevo nas ruas do Bairro do Recife. Gosto muito da nossa cultura, dos blocos, troças, tudo que a gente tem de bom para dar para o mundo e que a gente não pode deixar morrer nunca. Minha amiga ficou pirada, porque por mais que a gente conte como é, não dá para descrever. Só vindo aqui para sentir essa energia. Não tem em nenhum outro lugar, é um tesouro nosso”, falou orgulhosa.

Prefeito fez a festa no polo de Campo Grande e depois foi conferir no palco do Marco Zero a noite dedicada ao samba

Prefeito fez a festa no polo de Campo Grande e depois foi conferir no palco do Marco Zero a noite dedicada ao samba - Crédito: Andréa Rego Barros/PCR

No Domingo de Carnaval, o samba foi o ritmo que ditou a alegria no Recife Antigo

No Domingo de Carnaval, o samba foi o ritmo que ditou a alegria no Recife Antigo - Crédito: Andréa Rego Barros/PCR

 

assuntos

comece o dia bem informado: